Sociedade

Câmara distrital de Lembá desmente que a Cervejeira Rosema tenha sabotado o novo sistema de captação de água

Na sua edição do dia 9 de Outubro, o Téla Nón divulgou a denúncia da empresa de Água e Electricidade, dando conta que a Cervejeira Rosema, teria praticado actos de vandalismo, e sabotagem no novo sistema de captação e distribuição de água a população da Cidade de Neves. A administração da Cervejeira reagiu, assim como a autarquia do distrito de Lembá.

A equipa da EMAE e do ministério das infra-estruturas, que visitou o novo sistema de captação e distribuição de água para a população da cidade de Neves e arredores, responsabilizou a Cervejeira Rosema pelo vandalismo no sistema de captação. «A Rosema tem que responder por isso. Como vê mesmo na capitação a Rosema fez algumas modificações, pelas quais terá que responder. A obra é do Governo, e se eles quisessem fazer alguma modificação, tinham que comunicar o governo ou a EMAE», declarou o líder da equipa que visitou a captação.

Um acto de sabotagem ao novo sistema que na perspectiva da EMAE, punha em causa o fornecimento regular de água potável a população da Cidade de Neves e arredores.

No entanto, depois do Téla Nón ter publicado o assunto a Administração da Cervejeira Rosema, decidiu dar uma entrevista para emitir a sua versão. Foi o director de Manutenção da empresa que falou s obre o caso. José Carvalho, começou por manifestar a indignação da Cervejeira Rosema em relação a denúncia da EMAE que punha em causa o seu bom nome. «De facto fazemos intervenções não para prejudicar, mas sim para melhorara o abastecimento de água. Na estação seca o caudal do rio onde se fez a captação diminui consideravelmente. Esse acto de aumentar o caudal de água, para levar à captação é que a EMAE considera como vandalismo ou desvio de água. Não percebemos», declarou José de Carvalho.

O Director de Manutenção da Cervejeira Rosema, explicou ainda que a empresa garante durante todo o ano a manutenção da captação, sem esperar pela EMAE ou pela Câmara Distrital. Aliás segundo José Carvalho, quando uma árvore cai na estrada que dá acesso a captação, ou sobre o próprio sistema, é a Rosema que faz a remoção da árvore. «Somos nós que levamos pessoal para cortar, inclusive fazemos intervenção na estrada que dá acesso a zona. Não esperamos pela EMAE, ou pela Câmara distrital», acrescentou.

Para provar que a empresa de cervejas, tem desempenhado papel de apoio social a população da cidade de Neves em termos de fornecimento de água, o Director de Manutenção, disse que mesmo na sede da empresa, é fornecida água tratada para os chafarizes e lavandarias, beneficiando assim, a população da cidade.

Por sua vez numa nota datada de 12 de Outubro, a Câmara Distrital de Lembá, anuncia que «a intervenção da Cervejeira Rosema foi no sentido de levar mais água a captação e não desvia-la, uma vez que atravessávamos um período de seca».

A nota assinada pelo Presidente da Autarquia de Lembá, José Pereira, refere ainda que são desajustadas «as acusações de vandalismo e de sabotagem uma vez que a ideia foi de aumentar o volume de água no sistema, desassoreando o leito para passagem livre e rápida da água», conclui a nota.

Abel Veiga

    2 comentários

2 comentários

  1. Mohamed Takora

    25 de Outubro de 2011 as 21:19

    Quando vemos tudo com olhos de politiquice fazem-se da parte do governo declarções irreponsáveis como as que foram feitas pelo seu representante no acto de visita ao local.

    Sejamos mais prudentes e deixemos de perseguições, pois seja em que condições for acabaremos todos como KADAFI com muito ou pouco dinheiro, mas de certeza num coval de cemitério ou em algures não identificado.

    Bem haja STP, viva a verdade e avante a democracia.

    Parabéns ao Telanon, espaço democrático de jornalismo e confrontos.

  2. Santomista

    26 de Outubro de 2011 as 9:02

    A intervenção da Rosema foi feita com consentimento dos donos da obra? Se não foi, devemos chegar a uma única conclusão: Foi um acto de vandalismo sim senhora. (Ponto Final)

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo