Sociedade

Câmara de Água Grande lança projecto para levar água potável a 1260 famílias

Numa parceria entre a autarquia da capital São Tomé, e a Câmara de Loures de Portugal, está foi lançado o projecto de reforço dos actores descentralizados. Um projecto assente em 4 eixos, e que o Presidente da Autarquia de Água Grande Ekeneide Santos(na foto), deu com destaque para a vertente de abastecimento de água potável a população.

Para além da autarquia de Água Grande e de Loures, o projecto de reforço dos actores descentralizados, conta com o apoio do Instituto Marquês de Valle Flor e com o financiamento da União Europeia. Capacitação do poder local, promoção da cidadania, abastecimento de água potável a população e dinamização do tecido económico local, são os 4 pilares do projecto que foi lançado em São Tomé.

Na sua intervenção o Presidente da Autarquia de Água Grande, Ekeneide Santos, deu destaque a vertente abastecimento de água potável. «Nesta vertente pretendemos realizar 250 ligações domiciliárias, beneficiando cerca de 1260 famílias em todo o distrito de água grande, atendendo as condições técnicas para o efeito junto a EMAE. Construção e reabilitação de mais de 60 chafarizes e finalmente o apetrechamento do laboratório de análises de forma a garantir a qualidade de água que é consumida», declarou o Presidente da Câmara de Água Grande.

Carlos Santos, Director dos Recursos Humanos da Câmara de Loures – Portugal, anunciou que a vertente capacitação do pessoal camarário, já está a ser implementada. Já estão em curso acções de formação dos funcionários do poder local do distrito de Água Grande.

Com duração de 2 anos, o projecto financiado pela União Europeia, tem um programa de promoção da cidadania, e pretende também estimular o tecido económico de Água Grande.

Abel Veiga

    10 comentários

10 comentários

  1. Floli Canidu

    16 de Novembro de 2011 as 14:44

    OK…OK que sejas um exemplo para as outras camaras. Infelizmente a água potável ainda nao chegou a toda a população santomense. Um pais de pouca gente só alguns têm privilégio de ter água potável.Não se entende…Parebéns pela iniciativa.

  2. ESMERALDA

    16 de Novembro de 2011 as 16:04

    BOM SINAL

  3. Anca

    17 de Novembro de 2011 as 1:59

    Antes de mais, a minha alegria, prazer, que com admiração e orgulho, felicito, a Câmara Distrital de Agua Grande, e o Edil, Ekeneide Santos, pelo seu empenho determinação, juntamente com nossos parceiros de cooperação, no trabalho árduo, na modernização, equipamento, energia e saneamento de meio, bombeiro, dentre outros projectos, para a melhoria transformação do município de Agua Grande, com padrões de Urbanização e Habitabilidade, Saúde segurança e Higiene Pública, educação/formação de qualidade, factores primordial a engrenagem da cidadania, para o desenvolvimento sustentável do país(território/população).

    Os meus cumprimentos e reconhecimento, ao ,Presidente da Câmara Distrital de Agua Grande,Sr Ekeneide Santos, força e coragem, determinação no planeamento, do Município.

    Esta iniciativa não é somente de distribuição de distribuição de água potável, é também uma questão de saúde pública, sendo a água um bem essencial a vida dos seres, humanos ou animais, quando consumida em mau estado, pode acarretar, como acarreta custos elevadíssimos, para a saúde pública, para o estado, país(território/população),povo,(de recordar, o custo suportado pelo estado, pala sociedade civil, pelos cidadão, com os problemas de saúde derivados de consumo de água imprópria, diarreia, problemas intestinais, renais, diálise, etc..), com o tratamento em junta médica, no exterior do país(território).

    Necessário, se torna mais unidade, mais disciplina, mais empenho, do todos os agentes tanto civis, como poder, no trabalho de preservação e saneamento de meio, e gestão adequada, dos seus recursos, escassos e limitados.

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Bem haja

    Deus abençoe São Tomé e Príncipe

  4. luisó

    17 de Novembro de 2011 as 14:54

    força ekiney, não pares, agora há de certeza mais frentes de trabalho para fazer, parques infantis, jardins, passeios,etc.
    nesta frente talvez a câmara municipal de odivelas te possa ajudar. tenta…

  5. Uamato

    17 de Novembro de 2011 as 15:29

    Pratiquemos sempre o bem

  6. Uamato

    17 de Novembro de 2011 as 15:32

    Almas corre agua suja onde esta a saude publica

  7. Isidoro Porto

    17 de Novembro de 2011 as 23:10

    Faltou informar o orcamento do projecto.

    Os numeros sao importantes para que o publico perceba quanto se gasta neste pais e avalie o custo/beneficio deste projecto ao fim dos dois anos.

    Esta responsabilidade recai sobre o TELA-NON.

    Apesae disto, parabens ao TELA-NON pelo bom trabalho ao longo destes anos.

    Isidoro Porto
    17/NOV/2011.

  8. Digno de Respeito

    18 de Novembro de 2011 as 3:37

    Ao Presidente de Água Grande, fica a felicitação pelo empenho e dinamismo.As preocupações são muitas. Tudo é prioridade naquele distrito mas, conseguiu ir ao encontro do principal – distribuição de água potável e a valorização da cidadania. Certo que é básico: Ter a população instruída, dotada de conhecimentos e com a capacidade de intervir em benefício dos seus direitos e cumprir com os respectivos deveres, seguramente, estaremos a ensinar a pescar rumo ao desenvolvimento (social, político, económico e cultural).

  9. ze pedro

    18 de Novembro de 2011 as 8:58

    Força ao jovem Presidente da CDAG !

  10. trindade

    18 de Novembro de 2011 as 12:10

    mmuto bem , nos decemos k somos capases de fazera deferensa e temos k mostar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo