Clima de tensão crescente na ilha do Príncipe

A ilha do Príncipe deverá paralisar esta quinta – feira. Está prevista uma mega manifestação sem precedentes na história da Ilha. Desta vez a União para Mudança e Progresso no poder na Região Autónoma, lidera o movimento de protesto contra o Governo Central de Patrice Trovoada.

Tudo por causa da recusa pelo Governo Central em assinar o acordo administrativo de investimento avaliado em mais de 70 milhões de euros, acordado entre o Governo Regional e o investidor sul-africano Mark Shuttleworth. «Esta quinta – Feira Príncipe vai parar. A UMPP está a mobilizar a população e toda a ilha para a mega manifestação», declarou o correspondente do Téla Nón na cidade de Santo António.

Para além do acordo de investimento que ainda não foi validado pelo Governo Central, o povo do Príncipe promete também protestar contra o incumprimento pelo Governo Central do acordo eleitoral que assinou com Patrice Trovoada, em 2010. As relações entre o Governo Central e Regional deterioraram bastante nos últimos dias. As recentes declarações de Patrice Trovoada na TVS, que foram transmitidas em estratos durante a última semana de Dezembro de 2011, terão ajudado a elevar a tensão.

Abel Veiga

  1. img
    Helmader Responder

    Muito bem. Não baixem os braços. O país é só um e não há lugar à marginalização de uma região, submetendo o povo ao sofrimento contínuo. Apopulação do Príncipe deve adquirir seus produtos ao mesmo preço que em S.Tomé. Contra os mentirosos, marchar, marchar.

    • img
      Calibre-12 Responder

      É que o proprio Patrice Trovoada está a criar situações para que de facto os homens e mulheres do principe se rebelem.
      Não se admite qe um primeiro ministro que assinou um documento ingenuamente com a população do principe venha ao publico dar o dito por não dito e em vez de ser humilde, volta a gritar em bom alto e bom som “doa a queem doer”. Isso é uma falta de respeito.
      Mais do que isso, quando o patrice disse que foi ele que empossou o Governo Regional, isso no minimo é patético, porque sendo ele primeiro ministro terá mesmo que ser ele à empossar. Não é por ser Patrice Trovboada, mas sim por ser primeiro Ministro de acordo com a constituição. O que quer dizer que se não fosse Patrice Trovoada primeiro ministro, o empossaria aquele

    • img
      Calibre-12 Responder

      Acho sincerramente que é o proprio patrice Trovoada que está a criar toda essa situação. para além de assinar um acordo ingenuamente com a população do Principe para a caça do voto fácil, vem agora dar o dito por nºao dito e sublinhar que não o cumprirá, “doa a quem doer”. falta de respeito senhor patrice!

    • img
      manu mau Responder

      meus caros,
      ilha tanbem não precisa de tanto dinheiro como dizem, isto porque na ilha há uma rede também a funcionar, então essa rede precisa do dinheiro para terem mas damas para andarem na localidade a enganar menores etc…

      há muito problema também na regioa criada pelos governos regional.
      estão a vender terremos na ilha toda, e eu pergunto o que será dos filhos pequeno dessa ilha os nossos futuro filhos vam controir aonde em s.tomé,portugal,frança espanha, eles devem controir nessa ilha.
      no caso da familia cassandra,ambolina.prazer,da matas.managem.
      essas familia ja tenham aonde vivir e sou espasos isto porque são ele quem manda na ilha mas ninguem a cidade de s.antonio e aredores são deles e os filhos do pequeno irá viver aonde sabendo que os senhor estão a fazer vida com terremos na ilha.
      no caso d belomonte venderam o espaso, tiraram os moradores de lá, fizeram uma casa de tabuas que nem se quer vai demoram 5 anos não fizeram casa de banho não tem agua canalizada ñ há energia foi um negocio sujo do senhor nestor ambolina secretario regional, se o governo esta há procura de bens para população do principe como é que nestor faz um negocio desse. se o senhor quezer mesmo o espaso e casa de murro o governo é obrigatoria mente colocar esses ponto ao comprador!
      no fundo quem sabem disso todo é o senhores do governo

      analisando bem vejo claramente que o geverno regional não quero bem para todos na ilha.
      senhor tó zé por favor resolvi o problema das pessoas de belomento
      não tem energia ñ há agua canalizada nem autocarro escolar para os alunos,

      colocam pessaol de roça na financia no governo etc…?

  2. img
    pinta cabra Responder

    a coisa esta a ficar preta agora vou roubar mais cabras para vender a minha alma esta a ver isso tudo vou voltar em breve vão ver quem é o pinta cabra aqueles que me mataram vão se ver comigo estou de volta

    • img
      opiniao realistica em geral!!! Responder

      Caro Pinta Cabra

      tens feito um autentico papel de palhaco, que em vez de dar a sua opiniao realistica dos temas em causa, passas á vida a dizer porcarias inutéis neste espaco. se és alma penada, fique lá calado que poderias ser mais útil assim.

      pois nao tem tido gracas nenhuma as suas opinioes,( se é que se pode chamá-las de opiniao).

  3. img
    Estudante Responder

    Meu Deus que vergonha assumir compromissos com a população e não cumprir,este pais não sei ate onde vai parar só duas ilhas as coisas não fiquem claras,população do príncipe sempre isolados pelo governo central porquê,o importante deste povo é que eles são unidos querem sempre o melhor para todos o partido UMPP pensa no desenvolvimento a contrario do governo central. Um dia tudo vai ficar bem sempre acredito no santo António do príncipe este povo sofredor isolados e bloqueados por gov central vai desenvolver Deus entre vos.

    • img
      Jojó Responder

      Eu acho muito bem aquilo que a população do Príncipe está a fazer. Este senhor Patrice criou um grande problema ao país e agora, qualquer dia vai-se embora para o país dele e deixa-nos com este problema nas mãos. Este senhor chegou ao Príncipe andou a dizer naquela ilha que ela iria resolver isto, que ele iria dar aquilo, etc., e, depois, ganhou as eleições e nunca mais fez nada por aquela população. E mais grave ainda, continuou a prejudicar as pessoas daquela ilha não mandando dinheiro que estava incluindo no orçamento do estado para aquela ilha e no entanto anunciou uma data de realizações cá para ilha de S.Tomé. Isto parece uma provocação desnecessária. Não se admite que ele faça isto. Ele pode não gostar das pessoas do Príncipe mas não tem o direito de menosprezar aquele povo porque aquele povo também faz parte do nosso país. Precisamos todos de sermos justos na análise dos factos.
      Eu mesmo, quando o Patrice dizia que não mandava dinheiro para o Príncipe porque o país não tinha meios, eu perguntava a mim mesmo se ele não estava a se contradizer porque depois ele anunciava uma grande quantidade de obras cá para S.Tomé. Tudo isto começou desde o governo do Branco. O senhor Rafael Branco também começou com isto. Foi ele que fez o projecto do cabo submarino e marginalizou o Príncipe deste projecto. Isto não poderia ter acontecido. Eu no lugar de gente do Príncipe também sentiria revoltado. Quer dizer, Príncipe que já está marginalizado vai ficar mais marginalizado ainda com este projecto de cabo submarino. Eu não concordo com isso. Todo o país deveria ser incluído neste projecto. O senhor Branco é que começou com esta marginalização do Príncipe. O Patrice Trovoada veio fazer a mesma a coisa e intensificar este processo ainda mais.
      Outro exemplo. Fizeram um grande Liceu aqui em S.Tomé e no entanto o Príncipe não tem uma escola em condições. Fizeram uma grande central termoeléctrica em Santo Amaro no entanto o Príncipe tem sérios problemas de energia. Fizeram doca pesca no caminho de Hospital, no entanto, Príncipe é que tem mais peixe que S.Tomé. Tudo isto são injustiças que não deveriam acontecer no nosso país. Além disso o Príncipe está sem uma grua há muito tempo. A população está condenada a descarregar os barcos como na idade média. Isto pode ser? Se ele tem dinheiro para fazer todas estas obras aqui em S.Tomé ele não pode dar dinheiro ao governo do Príncipe para comprar uma grua? Isto também é uma falta de vergonha e má-fé. Depois queixam. É muito bem feito.
      Se o país é só um porquê que na divisão dos recursos uma parte fica com muito mais e outra fica com pouco ou nada? Não pode ser.
      Isto também é bom para fazer abrir olhos ao povo cá de capital que fica a aturar estes políticos fazerem-nos bobos e abusarem de nós. Se todo o povo de S.Tomé e Príncipe fossem como gente do Príncipe este país concertava de certeza absoluta. Este abuso só acontece porque estes senhores pensam que nós somos burros e eles podem enganar-nos com palmadinhas nas costas e com rebuçados. Mas isto tem que acabar um dia.
      Viva o povo do Príncipe
      Viva o Tozé Cassandra
      Viva o povo de S.Tomé e Príncipe
      Jojó B. F.

  4. img
    Templa Seco Responder

    O caldo começa a intormar.

    Por acaso sabem dizer-me a(s) razao (oes)pela qual o Governo Central com responsabilibades acrescidas para com todo o territorio nacional tem ponderado em assinar este acordo? Eu nao sou simpatizante do ADI mas sou ferrenho defenssor de Sao Tomé e Principe. Assim sendo, o bom senso recomenda-me a colocar algumas questoes de fundo que em baixo enumero:
    1- Sera que o Governo liderado pelo senhor primeiro ministro Patrice Trovoada recusa em assinar o acordo pelo mero capricho a um invertimento de 70 milhoes de Euros, que a ser implemantado sera o maior investimento alguma vez levado a acabo em Sao Tomé e Pricipe?

    Tendo em conta que assinatura do acordo esta a criar polémicas e politiquices, porque nao disponibilizarem o “draft” deste controverso accordo para que nos(o povo) que somos os legitimos proprietarios das terras de Sao Tome e Principe tenhamos uma palavra a dizers perante este “caos” que se vive?

    A imagem com que o eu a acredito a maioria de leitor tem ficado,é que o Governo central esta a agir de Ma fé.Porém indago eu, sera isto verdade?

    Por fazor “arrogantes” da ilha de Sao Tome e os impacientes de ilha de Santo Antonio, diga-me e povo de do soberano Sao Tome e Principe quais as contrapartidas a oferecer a empresa HBD-Boa Vida.
    Sera que pretendem ofece-lo metade das terras daquele pedaço de Paraiso que é a ilha do Santo Antonio?

    Sera que metade da ilha vale isto?

    Eventualmente estarei a especular na medida em que nao tenho informacoes sobre o conteudo de acordo.

    Nao no esqueçamos que em 1997 quando a até entao desconhecida ERHC investiu o triste USD 5.000.000(cinco milhoes de dolares) para ganhar a exclusividade no direito de exploracao de petroleo nas nossas aguas, aqueles que lamberam o dedo e beneficiaram de bolsa de estudos para os filhos nos E.U.A, abriram champanhe e disseram-nos ao povo que definitvante o pais teria entrado no mundo de petroleo.

    Por acaso até entrou! Mas da pior fora possivel. E hoje, o representa a ERHC para o povo de Sao Tome e Principe? Dispensa-se comentarios.

    Caros digentes, seja ele de Sao Tome ou de Santo Antonio, eu nao Contudo, eu nao tenho intençao em ser a Madre Teresa de Calcuta, assim como também nao pretendo ser o Advogado do Diabo.
    Interessa-me apenas sejam honesto e sincero com o pavo.

    Diga-nos o que na verdade se passa, antes de assinar qualquer acordo controverso para que tenhamos consciencia de o que devemos e o que nao devemos esparar.
    Nao basta apenas dizer-nos que o “homem da lua” ou das estrelas, ou das nuvens vai investir 7o Milhoes. Diga-nos também palavra por palavra o que ele tera como contrapartida.

    Vergonhoso é, o espetaculo que se assistido. Um bem haja aos legitimos filhos de Sao Tome e Principe!

    • img
      josé Responder

      Templa Seco

      O que está em causa é mais do que acordo com o empresário Sul Africano. O senhor Patrice sabe perfeitamente que o projecto Agripalma é extremamente prejudicial ao Principe ao ponto de dar cabo do ecossistema da ilha do Principe. Eu trabalhei como técnico neste projecto e sei das consequências que este projecto terá no Principe. O Principe não tem condições para ser plantado vários hectares de palmeiras porque tem-se que abater milhares de árvores de grande porte. Agora eu pergunto: para quê destruir tantas árvores e dar cabo do ecossistema daquela nossa ilha só por causa de fábrico de óleo de palma? Este problema não deveria existir pois o Patrice está a ser teimoso. Se o projecto Agripalma prejudica a ilha do Príncipe o óbvio é negociar com os senhores de Agripalma e encontrar outro terreno para eles. Coisa simples. Não percebo a teimosia do senhor Patrice que quer a viva força sacar dinehiro a este empresário Sul Africano. Isto está a ficar uma obsessão. Já chega, o senhor Patrice está a dividir o nosso país. Este homem veio desgraçar este país.
      José

    • img
      Isabel Responder

      Templa Seco. Você esqueceu de uma coisa de propósito. Porquê que você não disse o valor dos contratos que S.Tomé e Príncipe faz com União Europeia e com Taiwan para explração pesqueira? Você sabe o valor destes contratos? Você sabe onde é que estes barcos de União Europeia e Taiwan costumam pescar? É nas águas do Príncipe que também faz parte do nosso território nacional. O Príncipe como tem mais peixe que S.Tomé é sobretudo nas águas do Príncipe que estes barcos cosntumam pescar. Agora você acha justo que sendo nas águas do Príncipe, que também faz parte do nosso país, que estes barcos todos pescam, e mesmo assim o dinheiro que entra para o país resultante destes contratos, fica quase todo em S.Tomé? Você acha isto justo, sabendo sobretudo que o Príncipe tem mais problemas económicos e sociais do que S.Tomé? Isto também não pode ser. Nós temos de começar a ser justos na distribuição das coisas neste país. Não podemos continuar com esta política de enganar as outras pessoas pensando que elas são estúpidas e nunca se revoltam. As pessoas do Prícnipe já deram muitos sinais que estão descontentes. Neste aspecto eles têm razão. Você acha justo aquilo que o senhor primeiro-minsitro Rafael Branco fez com o projecto de cabo submarino de fibra óptica que discriminou o Prícnipe é uma boa atitude de um primeiro-minsitro responsável? Isto é uma atitude de gente que nunca deveria ser governante no nosso país. Eu não acredito que os governantes de Cabo Verde façam isto na sua terra que também é constituida por ilhas. Nós estamos a pagar o preço de termos dirigentes que não têm capacidade para governar este país.
      Isabel

    • img
      Helmader Responder

      A relutância em assinar talves se deva ao facto de não conseguirem ver o mel pra lamber, como tem sido o apanágio dos nossos governantes.

    • img
      Tetê Fê Responder

      Kidalêo Patrice deixa pais em paz. Kidalêo Patrice não trás confusão para aqui não. Kidalêo Patrice deixa povo em paz. Kidalêo Patrice vai embora para Gabão. Kidalêo Patrice tenha pena do povo. Kidalêo Patrice já chega.
      TetÊ Fê

    • img
      Ogimaykel Responder

      Bem pensado. Deve-se dar maior esclarecimento sobre esse acordo, se de facto fale ou nao vale a pena…

    • img
      Ogimaykel Responder

      Bem pensado. Deve-se dar maior esclarecimento sobre esse acordo, se de facto fale ou nao vale a pena…

  5. img
    Mohamed Takora Responder

    Meus caros conterrâneos, será que ainda não perceberam as pretensões do Chefe do Governo, senão vejamos:

    1- Negócios da polémica doca de pesca – Decorreu na obscuridão liderada pelo Primeiro Ministro com os seus amigos gaboneses, com agravante de que os mesmos já fizeram um investimento de 3 000 000,00USD para dar sinal de boa vontade. Depois de construida com 5000Ml USD poder-se-a visitar o adicional investido de 3000Ml USD. Ah ah ah ah…

    2- Cervejeira Rosema e a Cocacola – O homem tanto tentou comandar o negócio para o lado do seu amigo francês que mesmo após o pré-acordo entre os proprietários e a Cocacola, o Chefe do Governo encarregou-se de mandar tudo abaixo, deixando que o distrito de Lembá o mais industrial não se modernize. Tudo porque desta vez ficava de fora do bolo.

    3- As noegociações com a Sonangol para administração do Porto e Aeroporto, os técnicos ficaram todos de fora durante as negociações, só foram chamados para assinar sem contestações o que fora decidido pelo chefe do Governo.

    4- Negociações para aquisição de equipamentos marítimos para o porto de São Tomé está a ser efectuada directa e secretamente pelo chefe do governo.

    5- Os empresários estrangeiros que queiram investir e que não estejam ligados directamente aos interesses do chefe do governo são preteridos.

    6- Assim se compreende que tendo o Governo Regional tudo negociado com o homem da lua a margem das vontades do chefe do geverno, deixando-lhe de fora da manipulação dos seus interesses próprios, hoje não queira valorizar o trabalho desenvolvido pelos nossos dignos conterrâneos filhos da ilha do Príncipe.

    Apelo ao chefe do governo que viabilize o projecto e excuse-se de atrazar mais e mais a vida dos filhos da ilha uma vez que nem sequer poderá cumprir do seu lado o prometido aos jovens da ilha. Seja coerente e deixe que o Governo Regional faça na ilhota do Principe o que o senhor até agora não conseguiu fazer na ilha ma~e de São Tomé, que é mobilizar investimentos sérios que possam ajudar a mudar a vida da população e dar emprego a juventude.

    Bem haja Governo Regional, bem haja Principe e bem haja aos santomenses incluindo os de São Tomé.

  6. img
    Na Sombra Responder

    Concordo com sigo Templa Seco, acho que já é tempo de governo central explicar a nação de facto o que se está a passar.Assim toda a nação saberá realmente quem tem razão.

  7. img
    pinta cabra Responder

    oh meu filho opnião realista não se fala assim com o teu paizinho respeitinho vale muito ok cuidado poço dizer-te muita coisa e não gostares

  8. img
    pinta cabra Responder

    palhaço são aqueles que chamam os outros deves ser uns bom…………

  9. img
    José Luís Responder

    Será que entendi mal ou será mesmo isso? Correspondente do Tela Non na Região Autónoma é o Líder da manifestação?

    “«Esta quinta – Feira Príncipe vai parar. A UMPP está a mobilizar a população e toda a ilha para a mega manifestação», declarou o correspondente do Téla Nón na cidade de Santo António.”

    Abel Veiga explica-me melhor isso.

  10. img
    boa esperança Responder

    o povo do principe ja devia ter acordado a mais tempo.os nossos moncos k têm passado nos governos e altos politicos,só são defendedores de tachos? É o que parece.

  11. img
    Fijaltao Responder

    Se bem me apercebí; este assunto, é um tanto ao quanto carregado de neblinas que nem o povo de S.Tomé nem o do Príncipe sabe ao certo o que se está a passar e muitos inocentes que vão participar nesta manifestação não sabem o que se está a passar!
    Por isso, o meu apelo vai para o senhor Primeiro Ministro Patrice Trovoada para que o mesmo explique ao Povo de S.Tomé e Príncipe as verdades a volta deste assunto para que todos possam ficar descansados! A democracia manda que seja assim feita! Partir os equívocos todos a volta do assunto.
    Se o senhor Primeiro ministro não tiver a coragem de o fazer, cabe ao presidente da república Dr.Manuel Pinto da Costa chamar ao palácio Nacional o senhor primeiro ministro, ouvir dele os motivos e as razões do descontentamento do povo do Príncipe, solicitar uma auditoria urgente ao governo do Príncipe, auscultar as partes e divulgá-los para a população de S.Tomé e Príncipe de modo a que todos possamos ficar devidamente esclarecidos e diminuído a fúria do povo do Príncipe em relação ao governo Central.Nós queremos é a paz e harmonia entre todos.

  12. img
    Dalingher Responder

    Meus amigos hoje ouvi o Sr Primeiro Ministro Patrice Trovoada dizer concernente a tal assinatura do governo central ele foi bem claro em dizer amigo amigo negocio a parte e que ele pessoalmente e o seu partido apoiou a candidatura do Presidente do governo Regional para o segundo mandato e que estamos todos debaixo de uma só bandeira isto na minha opiniao quer dizer muita coisa e ele ainda referiu assim não brinquemos com a constituição da republica, este foi o seu comentario agora perguntaria o seguinte o que diz a constituição da republica? e o porque que nao fazem circular uma copia da constitução as pessoas? Mesmo o estatuto especial que a ilha goza porque será que não fazem isto circular para as pessoas? Um investimento desse de grande envergadura está com conflitos sim é politico e quem está a sofrer é a ilha do principe isto é mais uma novela ou seja uma ficção de dois amigos que estão agora de costas viradas é bom que paramos para refletir e ler a tal constituição que sr primeiro ministro tanto fala.abraços

  13. img
    a verdade Responder

    Se o governo central ainda nao assinou o acordo deve ter uma ou inumeras razoes pra o tal, se o tiver e simples resolver a situacao, chama a comunicao social pra fazer o esclarecimento a populacao, o Pais nao e do PM PT, o Pais e do Povo e e governado no sistema democratico. Vou em poucas palavras dizer o que segnifica um governo no sistema democratico: E o governo do Povo, criado pelo Povo para governar o Povo. Sr Patrice que toma juizo e não faz do Pais um estado monarqua. Pelo facto de estar habituado a lidar com o governo da Arabia Saudita, por favor não confunda ser Rei e ser P.Ministro com particularidade num Pais democratico. Bye

  14. img
    Hiost. Vaz Responder

    Escolhido pelo povo +criticado pelo povo =
    ao abandono ja nao serve…

  15. img
    Rio do Ouro Responder

    Uma manifestação é uma manifestação e não passa disso.

  16. img
    Vane Responder

    Sensacional finalmente, o povo exercendo a democracia “manifestação” é um direito. Toda informação ou decisão que causa impacto na vida da população é necessário a transparência, audiências públicas, participação direta dos membros da sociedade, caso contrário a população tem todo razão em exigir explicações, repudiar, impedir, expor seus pensamentos enfim…Isso não deveria ser óbvio para um bom gestor público?
    Fico extremamente triste, pois a população elege esses homens confiando que irão ser competentes e éticos, mas acontece justamente o contrário, e isso meus caros não acontece só no vosso país, acontece em vários países…mas temos sempre que nos indignar c esses falsos profissionaisbque deveria servir a sociedade com excelência em serviços básico como: educação, segurança, saúde, emprego, transporte e outras coisas essenciais para a qualidade de vida dos indivíduos.
    Estou do lado do povo que sofre todas as consequências negativas da má gestão desses políticos corruptos.
    Avante povo!
    Avante povo!
    Avante povo!
    Avante povo!

  17. img
    E.Santos Responder

    Eu acho que o povo do Príncipe está a ser vergonhosamente manipulado.
    Desde tempo foi tempo, que aparecem empresários fantoches com projectos vários para transformar Príncipe em paraíso. E até hoje, nem uma pedra se moveu naquela ilha.
    Sejam prudentes, não se deixem iludir com um investimento que pode nem sair do papel. Só vai render comissões a quem o facilitar.
    A população que está a ser udada agora para forçar esta assinatura, em nada vai beneficiar com mais esta ilusão.

  18. img
    Dr.º PodeConfiar Responder

    Meus amigos tenho lido alguns comentários que apenas refere a promessas feita pelo primeiro ministro olha que o Presidente do governo regional não é santo o Homem sabe e muito, a então não acham estranho o símbolo nacional ser queimado no príncipe e o presidente do governo regional não se pronunciar quer dizer ele esta a por a ganância acima de tudo, quer porque quer mais dinheiro, para ficar mais rico, e realmente vai pondo uns analfabetos funcionais a fazer guerrilha mesmo ao jeito do que de melhor sabe fazer.

  19. img
    Feijoada Responder

    Falta algo por explicar a razão do não avanço do investimento.

    Explicações por favor …

  20. img
    Feijoada Responder

    Vejo na manifestação toda população do principe.

    Manda-los viver ca em S. Tomé e deixem o príncipe para os ladrões.

  21. img
    Põe boca não tira Responder

    Força Príncipe, bebé que não chora não mama. Se é isso que Patricio quer ele terá. Se ele não é capaz de cumprir o que ele prórpio assinou só mostra o tipo e carater do 1º Ministro que temos e que quer nos levar no bico com conversas fiasdas sem nexo. Ja é hora de população de São Tomé seguir os mesmos exemplos…..

  22. img
    manumau Responder

    meu, caro.
    dar dinheiro e ilha continua na mesma, não vala pena, há muita coisa para ser feito na ilha e tudo indica que essas coisas não foram orçamentadas.
    que é no caso de estrada transporte escolar para zona distante como no caso de belomento praia burra paciencia pinquete sul etc.
    iluminação para aquelas zonas agua canalizada, latrina, etc.
    eu só do principe mas algumas coisas que eu vejo que mesmo com tudo na ilha as coisas vai ser na mesma.
    roças sempre sera roça e cidade sempre cidade.

    reclamam sobre algumas coisas que chega s.tomé e não vai ao principe. tambem digo o mesmo.
    na cidade de s.antonio aonde tem energia,estrada,agua canalizada,lá mesmo tambem fica todo,

    meus senhores vamos ser onesto com o povo da localidade eles tambem precisão de desenvolvimento,

    sem mas de momento
    cumprimento
    to zé resolvi problema dos pequenos.

    sundy que tem 9 kilumitro tem transporte escolar, belommonte que tem 13 kilumitro não tem transporte escolar, isso é uma boa balança???
    povooouu…????

Deixe um comentario

*