Sindicato dos Professores e Educadores suspendeu greve geral prevista para hoje

A decisão do sindicato dos professores e educadores, em avançar com o pré-aviso de greve para 26 de Janeiro, forçou o Ministério da Educação, a dialogar mais para evitar a paralisação geral. Segundo Gastão Ferreira, líder do sindicato, o Ministro da Educação assinou uma acta, em que se compromete em dar resposta as reivindicações dos professores e educadores, num prazo de 45 dias.  O sindicato que convocou os seus delegados para uma Assembleia na última terça – feira chegou a conclusão de que é preferível dar algum tempo ao Ministro da Educação Olinto Daio, para encontrar soluções para as reivindicações que se baseiam na actualização do pagamento dos subsídios e na melhoria das condições de trabalho. Segundo Gastão Ferreira, a eclosão da paralisação geral no sector da educação, depende agora da solução que o Ministério encontrar dentro de 45 dias.

  1. img
    Pinilha Responder

    Esse homem k falam de Olindo Daio , Ministro de Educação um sem amor , senso comum, humanismo nunca deveria ser o k é ao nivel da educação tendo em conta a sua o sua jura de comprimisso com Com Deus e o n cumprimento ( judas). Geralmente essas gentes deveria ir pra casa de doido pela sua forma de ser e agir com a classe docente…………. força Educadores..vão a frente

  2. img
    Gil Responder

    Como leitor deste jornal, acho que alguns comentários deveriam ser revistos antes de ser publicados.
    Isto não é liberdade de imprensa! Ao meu ver, isto só empobrece o jornal que tem sido muito útil a diáspora.

    Bem-haja.
    Gil

Deixe um comentario

*