Sociedade

Praia ex-PM pode mudar de rosto

Rodney Sousa Gomes, Estudante de Graduação de Arquitectura e  Urbanismo na  Universidade Federal de viçosa, Minas Gerais/Brasil, tem proposta para requalificar a histórica praia ex-PM no coração da capital são-tomense. O arquitecto que já realizou obras em parceria com a Câmara Distrital de Água Grande, mostra o futuro da Praia ex-PM.

Para ler a proposta de Rodney Sousa Gomes e visualizar as imagens actuais do ex-PM e as projecções para o futuro, clique – Artigo 22 Janeiroartigo

    35 comentários

35 comentários

  1. bisnerro

    30 de Janeiro de 2012 as 15:02

    Não concordo com isso não devia acabar com a escada,para te dizer esta muito bonito.

  2. Luka C.

    30 de Janeiro de 2012 as 16:20

    Por acaso este é um bom projeto, visto que não só reabilitará a Ponte PM dando um bom aspecto á praia e sobretudo fará de PM um ponto turístico para a Marginal. Antes deste projeto avançar gostaria que a Câmara sensibiliza-se a população à abstinência de más prática que se fazem atrás do Museu PM. É de salientar que as praias são de uso Balnear e terapêutico e não do uso como está sendo feito. Se assim for concretizado a praia PM será mais uma para o Produto Turístico “Sol e Mar” no Turismo de São Tomé.

    • I

      31 de Janeiro de 2012 as 8:26

      Ai ao lado tem um balneario construido de raiz com fundos da cooperacao Taiwanesa. Infelizmente este balneario nunca foi aberto ao publico e dizem que foi comprado pela sra Dedinha na altura que era Presidente da Camara de Agua Grande.

      • Calibre-12

        31 de Janeiro de 2012 as 12:16

        Boa reflexão.
        Bem se espera que depois de concluido que o “Projecto turistico” também não venha a ser “comprado”, tal como o balneário foi “comprado”.
        Didinha sempre disse que não inha precisão, mas comprou um balneário publico, se calhar o Kney também diz não ter precisão porque tem padaria, mas nunca se sabe.

  3. kua non

    30 de Janeiro de 2012 as 17:53

    O projecto é bonito, mas esperamos que o recinto não seja depois privatizado, “impedindo” as pessoas de lá ir normalmente..

  4. Rivaldo Costa

    30 de Janeiro de 2012 as 17:55

    Oi Jovem arquitecto.
    Gostei imenso do teu projecto.
    Mas há uma guestão que se põe às autoridades camarária. Será que está nos planos da Câmara Distrital D’Àgua Grande requalificar a Ex Praia PM? Imaginemos que esteja nos planos. Não seria razoável abrir concurso público de modo a que os outros arquitectos também possam concorrer? Quem sabe não haverá arquictetos que venham apresentar melhor projecto?
    Se o projecto do jovem arquitecto for a custo zero, é de ser abraçado. Caso não seja, bom seria que se abrisse concurso público.

    De qualquer forma, é de se louvar a iniciativa. Quem sabe, talvez este jovem tenha aberto uma luz na cabeça dos dirigentes para que eles pensem na requalificação daquele espaço.

    Um bem haja

  5. Rodney

    30 de Janeiro de 2012 as 17:58

    Caros colegas e leitores do Jornal “Telanon”, o projeto é tendencioso sim; mas como filho da terra e como muitos outros pesquisadores que aqui se apresentam a minha chamada de atenção não é pelo projeto em si, mas pelo amor a terra…Como Arquiteto e urbanista procuro não só entender o espaço mais estudar a transformações do mesmo.. Por isso apresentei a prosposta…
    Att: Rgomes

    • Cidadão Nacional

      31 de Janeiro de 2012 as 10:49

      Meus caros!
      A escada já não existe naquele espaço. Ali só temos entulhos e nada mais.
      Também acho que o projecto está bonito e é sem dúvida, uma proposta com boa alternativa para aquele local. Há mais de 15 anos que esta ponte vem se degradando cada vez mais e nada foi feito.
      Muitos opinaram que poderia haver mais propostas de projecto, pois então, apresente propostas. Outros acham que deveriam lançar o concurso público. Se calhar deveriam sim lançar concursos, mas e daí? Tem pessoas que falam até que o projecto não tem sustentação. Meu Deus, foi feito algum estudo para chegarem a esta conclusão?
      A verdade é que meu caro amigo Rodney Gomes, apresentou uma linda proposta em prol de STP. Isto é de louvar. Meus parabéns pela iniciativa. A crítica fará parte do nosso percurso. Abraço

  6. mosssad

    30 de Janeiro de 2012 as 20:00

    o projecto e bonito mas nao enquadra com a paisagem ao redor … a ponte da praia Ex-PM deveria ser remodelada(like to like) em vez de tentar construir um ponte em que iria dar outra foma a praia. Temos que tentar conservar a estrutura da cidade capital… a Cidade Antiga. Ja chega a construcao desorganizada que se faz na cidade santomense. Temos que tomar alguns exemplos de cidades onde tem edificios que nao podem ser demolidos ou as suas fachadas devem ser conservadas, mesmo que o interior seje totalmente moderno.
    porque que o Rodney nao tenta um projecto desta forma para praias fora da capital.?????

  7. E.Santos

    30 de Janeiro de 2012 as 20:10

    Pois eu acho que podia usar-se de muito mais imaginação para requalificar PM. Vão dizer “antes isso do que nada”. Não, nada disso, é disperdício. Quando for para requalificar o que quer seja, que se faça o melhor possível, e bem, logo a primeira.
    Por estas e por outras é que ficamos com este aeroporto que temos.

  8. mosssad

    30 de Janeiro de 2012 as 20:10

    Porque que vamos construir uma barraca, sobre agua junto de um edificio que tem Historia como o Museu Nacional? outra infelizmente o Rodney nao soube fazer a copia. esta barraca é copia da casa no jardim 1 de Maio. Credito ao Rodney pela versao avancada da mesma barraca, onde esta o poder de criatividade? será que um arquitecto jovem, vindo de um pais onde há diversidade de cultura, estilos arquitectonicos, nao consegue criar ou revitalizar a POnte da Praia PM, sem ter que recorrer a copia da Barraca do JArdim 1 de MAio.

  9. edy

    30 de Janeiro de 2012 as 20:33

    Uma boa ideia, …Mas, acho que houve omissao, o projecto da nova ponte nao enquadra muito nakquele espasso e acho tambem que para mostra um projecto desse teria que no minino consultar a direcao da cultura, a camera ou porque nao o povo. Reparem bem, na minha opiniao a escada deveria permanecer para da mais vida a “ilha” e a “Plancha”.
    E por outro lado acho que esse projecto deveria ter mais base de sustentacao porque assim parece mais um disenho que qualquer um pode fazer. bem haja.

  10. mosssad

    30 de Janeiro de 2012 as 20:59

    Quanto ao aeroporto, parece cocheira como chamou o Miguel Trovoada quando chegou a sao tome. podiamos ter mais bom senso, porque muitos pensaram que o Carlos Ferreira e que estragou o projecto, nas foi o Teotonio Torres que fez com que ficassemos com mais uma barraca a que chamamos de Aeroporto Internacional, deviam era ter vergionha na cara. agora que temos mais arquitectos, porque que todos nao se juntam e criam algo que dê mais protagonismo ao pais, e abrir a porta aos turistas e nao pedofelos…

  11. Rapaz

    30 de Janeiro de 2012 as 23:33

    Gostei muito Rodney. Se todos os jovens santomenses pensassem num projecto para o país, de certeza que STP estaria melhor. Mesmo que não se concretize como foi pensado, é importante para ver como a PM pode melhorar. Quem fala mal é porque é invejoso. Falar bem e dar criticas construtivas são bem vindas mas falar por falar como vejo muita gente a fazer é mau.
    Vamos ser razoáveis.
    Parabéns pelo trabalho e pelo interesse Rodney

  12. Antonio Vaz

    31 de Janeiro de 2012 as 6:52

    Sr mossad,
    O nosso aeroporto que ja não é nosso é dos outros, nada podemos fazer. Agora é chupar no dedo. Agora nem a baraca temos, um dia quem vai autorizar os santomenses a viajar vai ser os estrangeiros. Esta tudo feito para isso acontecer.

  13. nilsa managem

    31 de Janeiro de 2012 as 8:42

    olha no meu ver acho o seguinte: qualquer que seja projecto para s. tome e principe será sempre bem vindo desde que se feito com boa fé, pq muitos inventam projectos para tirar os seus dividendos e no final acbam por fazer um porcaria que em menos de anos ja começa a estragar, por isso digo se nos queremos ver os nossos filhos e netos brotarum soriso lindo no futuro temos agora é que arregaçar as mangas , deixar de má fé e trabalhar em prol do desenvolvimeto do nosso s. tome e principe, obrigado.

  14. é engraçado, mas precisa de mais reflexão!

    31 de Janeiro de 2012 as 9:25

    Se pretende transformar a ponte numa esplanada/restaurante, ou seja lá o que for, a partir de onde é que se vai fazer os mergulhos “voos” para água? Todas as minhas memórias associadas a este local estão marcadas pelos fantasticos e inesquecíveis saltos para água.

  15. rapaz de riboque

    31 de Janeiro de 2012 as 10:43

    muito lindo o projecto espero que passe do papel para a realidade e depois de pronto seje bém administrado e que os utilizadores saibam estimar também os vandalos tenham respeito pela obra e não vandalizam nada porque tudo que é lindo é bém vindo para o nosso pais .

  16. Bragança

    31 de Janeiro de 2012 as 10:49

    Bom dia,
    Na minha modesta opinião estas iniciativas são sempre bem-vindas e benéficas para o país. O que me gerou alguma dúvida é o título académico atribuído ao autor do projeto.
    No início da notícia o telá non faz menção a Rodney Gomes como sendo estudante de graduação de arquitetura e urbanismo, mas a seguir atribui ao mesmo o título de arquiteto.
    No meu entender só se atribui um título académico a alguém uma vez completado a sua formação, e em alguns casos após a sua integração na ordem dos profissionais da área de formação.
    Caso ainda não tenha completado a sua formação esta notícia nos induz em erro, pelo que deveria ser corrigida.
    Atenção que com este comentário não coloco em questão a capacidade técnica do mesmo, mas sim de apelidar as coisas pelo que são.
    Outro ponto que me chamou atenção está relacionado com outros projetos em que o jovem já realizou em parceria com a Câmara Distrital de Água-Grande, se tinha sido precedido de algum concurso público ou se foi simplesmente por conhecimento e camaradagem.
    Caso não se tenha aberto um concurso público, desafio a entidade camarária a faze-lo, porque é convicção minha que como o Rodney Gomes há muitos recém-licenciados e não só, na área que estariam dispostos a dar o seu contributo nestes tipos de iniciativas.

  17. Feijoada

    31 de Janeiro de 2012 as 10:53

    Acho correcto apresentação do projecto. Gostei, cabe pelo menos esta iniciativa. Muitos reclamam e nada fazem, inclusive parece haver gente que sempre reclama tudo.
    Devemos parabelizar o jovem pela iniciativa.
    Se fosse um pula que apresentou o projecto, estariamos todos elogiando.
    Vamos todos dar valor aos nossos compatriotas.
    Não conheço o jovem santomense arquetecto.
    Mas valeu a pena. Não impliques com críticas não construtivas. Nós santomenses temos habitos feios que precisamos mudar.

    Rodney, continue a providenciar mais niciativas dessas.
    Abraços

  18. Mimi

    31 de Janeiro de 2012 as 11:10

    Nao tenho nada contra; vale a pena a ideia… Parabens ao arquiteto! Entretanto, penso que antes da camara avancar com o referido projecto talvez seria prudente ter mais outras propostas, de outros arquitetos; ver os pros e contras de uns e de outros e optar por uma que mais valia desse a referida praia e arredores. Um projecto integrado valeria a pena.

  19. Mimi

    31 de Janeiro de 2012 as 11:25

    Penso que qualquer projeto que envolva a praia PM deve também aproveitar o museu e as outras adjacentes. Nao se pode esquecer de aproveitar o Balneário público que já existe mesmo se for necessário comprar de quem o comprou ao estado, que se faça, pq aquele espaço é público. A agravante é que nunca foi usado para os fins por que foi construído. Mas nao faz mal, resolve-se! Tenho reparado que aos domingos a Praia PM tem tido muita animacao e aderência. Que este facto seja também tomado em conta, caso se venha a fazer algum trabalho de requalificaçao.

  20. Chiquinho Cabral

    31 de Janeiro de 2012 as 11:50

    Boa-Boa-Boa–Procura integrar no projecto um ponte(coisa do genero) alternativa para mergulho–voo de cabeça….qd saiamos do LN por volto das 17h00,não tenho como esquecer

  21. Neta

    31 de Janeiro de 2012 as 12:45

    Gostei muito da Iniciativa Parabéns!!!
    No entanto acredito que como disse a pessoa que comentou acima deveria se pensar numa área ( nessa mesma esplanada) onde as pessoas poderiam fazer seus mergulhos a água ( os ditos pulos) que nos remetem a infância! Isso faz muita falta! Pensa nisso Rodney. Eu acredito que és capaz e nao ligues aos comentários negativos!
    bjs

  22. matabala

    31 de Janeiro de 2012 as 12:59

    E muito facil criticar os outros agora querem concurso publico ne quando o mesma ponte se encontra varios anos na condicao que se encontra o joven Rodiney gomes teve a sua ideia de recriar algo agora estao a querer concurso publico voces sao pessimistas e negativos , e porque que ninguem fez tal projecto a muito tempo e poderiam cobrar sim e ja estao a pensar como manter a tal ponte , porque vai necessitar de manutencao tambem e donde vai vir o dinheiro pra tal manutencao da ponte?
    Fico por ai .

  23. Helves Santola

    31 de Janeiro de 2012 as 15:04

    O projecto é óptimo⁴ (óptimo elevado a 4)…… o Zé povinho só espera k caso isso aconteça de verdade, não inventem de fechar a praia ou cobrar taxas aos banhistas……força “Mestre” Rodney, abraços.

  24. Fijaltao

    31 de Janeiro de 2012 as 17:20

    Eu acho a ideia; genial, desde que esse projecto seja oferta do jovem arquitecto à câmara de água grande! Esta oferta é só o projecto e não execução, material e mão de obra! Por ser uma oferta do projecto para execução, não vejo a necessidade de aparecimento de um outro qualquer arquitecto “oportunista ou apadrinhado por alguém” para concorrer com uma pessoa que teve a ideia e por gostar do seu país, lançar mãos a obra para um projecto sustentável! Pergunta-se: Será que os santomenses não podem fazer algo para o seu país sem cobrar um tostão?

  25. garoto

    31 de Janeiro de 2012 as 21:45

    PM muitas senhoras já velhotas e algumas cinquentonas devem estar a morrer de saudades deste local onde faziam grandes engates com os militares belos tempos não volta mais

  26. mosssad

    31 de Janeiro de 2012 as 22:48

    A iniciativa e boa, mas ja vi que muitos que comentaram nao entendem nada de arquitectura ou de construcao no seu todo. Num projecto de arquitectura deve-se ter em conta as construcoes e paisagens adjacentes como ja foi dito, o impacto ambiental, o custo da obra e como tambem a manutencao da mesma ao longo prazo.
    O projecto pode ser bonito mas nao enquadra na paisagem da praia PM. Nao coloquem outra estrutura feia como o Hotel Pestana que parece mais CASA PARA IDOSOS.. do que proprio hotel que em pleno sec XXI ainda se constroi algo tao feio como o Hotel Pestana. essa construcao estragou a paisagem da praia Perigosa.

  27. cá bili wê

    2 de Fevereiro de 2012 as 4:47

    Uma alerta apenas:
    Não confundir o verbo flexionado, “sensibilizasse” com “sensibiliza-se”
    «….Gostaria que a Câmara Sensibilizasse e não sensibiliza-se”.
    De resto, a iniciativa é de louvar,muito embora que o mesmo não deveria ser um projecto acabado, mas sim, aberto a conhecedores da matéria que contribuam com opiniões e críticas construtivas, uma vez, que a nossa linda pátria precisa de ideias inovadoras para vir a tornar-se um verdadeiro destino turístico. Isso com a boa vontade política de implementar medidas de modo a resolverem muitos problemas conjunturais que obstaculizam o crescimento da área atrás referida. Deve haver também, a participação e colaboração de todos São-tomenses. refiro-me à crítica construtiva, pois muitos São-tomenses, por maldade e má fé, só aprenderam a menosprezar as ideias dos outros por ser simplesmente dos outros,apesar de terem a consciência de que a referida sugestão possa vir a contribuir para o desenvolvimento desta maravilhosa ilha. Em contrapartida não apresentam as suas ideias.

  28. blek

    3 de Fevereiro de 2012 as 14:32

    que saudades da dos militares da P.M minhas tias

  29. mosssad

    4 de Fevereiro de 2012 as 11:17

    Caros Santomenses, muitas criticas foram feitas em relacao ao projecto apresentado pelo Rodney Gomes, mas ate agora ainda nao vi ninguem que apresentou outra proposta que podesse sobrepor a mesma. Por isso Lanço o Desafio a todos os santomenses qualificados, que possam apresentar outras propostas para que nao seje so a do Rodney a ser avaliada.
    Gostaria de ver até onde vai a criação dos nossos ditos Arquitectos e Engenheiros.
    E façam com que isso seje um debate a nivel Nacional, onde o Presidente da República e o primeiro misnistro tambem sejam consultados sobre a materia.

    • Arquitecto descalço

      4 de Fevereiro de 2012 as 21:50

      Bom dia meus caros,antes de mais,bom 3D rodney mas uma intervenção arquitetónica numa zona histórica, não passa por esquecer o que existia no local e construir algo novo e que não identifique com a envolvente (o museu).O espaço tem uma identidade e uma história(para que servia aquela ponte?) e a partir dai relançamos uma nova proposta que conjugue o antigo e o moderno adicionando na infra-estrutura novas funcionalidades.Quanto a concursos eles não existem por causa do clientelismo, apadrinhagem,lobbys e muita corrupção onde os concursos são lançados debaixo da mesa onde as D.A.Fs dos ministérios são as maiores prevaricadoras.Agora pergunto como uma D.A.F lança concursos e quem analisa as propostas?Aqueles que entendem de contas e não de arquitectura?Como acham que vamos ter edificios emblemáticos que possam dignificar a nossa cidade.Outra questao a ter em conta as mesmas D.A.F que dão a pessoas sem formaçao de arquitectura os ditos (DESENHADORES)que estao em pé de igualdade daqueles que se esforçaram para ter uma formação adequada portanto digo (arquitectura não é apenas autocad)Poderia estar ai a escrever o dia todo existem tantas coisas para ser dita.Um bem haja.

  30. mosssad

    5 de Fevereiro de 2012 as 12:32

    Concordo com o Arquitecto descalço…muitos pensam que por terem minimos conhecimentos de AUTOCAD, ja sao arquictetos, e por saberem ler desenhos de ferro ja sao engenheiros. por isso e que a nossa cidade anda nesse estado caotico, a Camara deveria dispor de um gabinete com pessoas entendedoras na materia(arquitecto e engenheiro) com experiencia e claro, nao recenformados que carecem de experiencias, e sao colocados nos lugares cimeiros porque sao filhos dos senhores da praça publica. Mesmo a EX-DCC nao tem tecnicos experientes. mas sim jardineiros e serventes que passaram a ser desenhadores e ja se consideram Arquitectos. Infelizmente nao sao esses que sao os mais corruptos, mas sim os recenformados que vem dos cursos, com ganancia de ocupar cargos, em vez de procurarem trabalhar no terreno.

  31. Arquiteto de "bancada"

    18 de Junho de 2013 as 12:30

    Bem,como já foi mencionado pelo autor da obra…”Amor a terra”, penso que seria de Louvar uma iniciativa como essa e apresentar criticas, mas criticas construtivas. Não sou arquitecto e por esse motivo pouco sei de arquitectura (A minha área é gestão). Aposto que como todos nós, o Jovem autor da obra certamente gosta de criticas construtivas que o levará a desenvolver ainda mais as suas capacidades. Como disse o Arquitecto descalço a que ter um elo de ligação entre o novo e o antigo realçando assim a historia por de trás do Lindo Projecto do Rodney.

    Trata-se de uma Proposta que poderá ou não ser melhorada.
    Todos que se dizem arquitectos, façam o mesmo ou trabalhem em conjunto em prol de S.Tomé e pelo AMOR A TERRA.

    Alegra-me ver boas iniciativas e por isso Rodney desejo-te sucesso nos teus projectos urbanísticos…go ahead! S.tomé e os Santomenses agradecem. Eu certamente estaria mt mais contente se a quando das minhas ferias no passado Agosto tivesse tido a paisagem que nos proporcionas agora.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo