Martírio dos Estudantes São-tomenses em Cuba

“Levamos nove meses sem receber o subsidio do governo, num pais que é do vosso conhecimento que não podemos trabalhar e nem fazer nenhum invento”.

Cuba, 21 de Janeiro de 2012

Excelências:

Antes de mais, nós os estudantes Santomenses em Cuba (os de pre-grado e pos-grado) lhes apresentamos os nossos melhores comprimentos como filhos das ilhas verdes.

Estimados pais e encarregados de educação, é de lamentar a triste e árdua situação que estamos atravessando face o aumento do custo de vida e a crise económica que se vive hoje em dia o mundo circundante. É do nosso conhecimento que o nosso país também esta sendo afetado por este mesmo flagelo, mas são secuelas que vem arrastando de anos trás anos, e que de momento não somos nós os que vamos pagar as tais culpas. Levamos nove meses sem receber o subsidio do governo, num pais que é do vosso conhecimento que não podemos trabalhar e nem fazer nenhum invento.

Estes tais atrasos do subsidio nos faz cair em grandes dividas e quando recebemos é somente para pagar dividas, e o saco segue sempre estando vazio, sabem de ante mão que um saco vazio não fica de pé…

O quando da visita oficial do Primeiro Ministro  a Cuba nos prometeu pagar todas as dividas em atraso, e por as contas em dias,  Perguntamos em que país vivemos?

Recebemos agora, sem ofensas, uma miséria de dinheiro que somente foi para pagar as dividas, e vos perguntamos, e os meses em atraso para quem ficara?

Os meses que temos pela frente, com que vamos viver?

Diz-se, São Tomé terra de leve-leve, devido este leve-leve, por isso que estamos como estamos até a data…Meus senhores vamos acabar com esta brincadeira de promessas falsas, se não podem cumprir, que não prometão mais do que não tenham para oferecer. Temos um atraso de nove meses e nos pagão três, será que na vossa mente um estudante pode progresar nos seus estudos desta forma?

São milhares de questões pendentes, e como aprendemos que as roupas sujas se deve lavar em casa, por isso que não estendemos mas as nossas suplicas. A vossa má gestão nos faz por o propio nome do país em causa, mas num bom termo, se diz¨quem não deve não teme¨ .

Exortamos, em nome da lei que protege os estudantes o pago dos subsídios em atraso, mesmo sabendo que o país esta nas situações que se encontra, não é nossa culpa, os fazedores da historia, estão ciente do que realmente outrora se passou para que hoje, nós paga-semos, e estamos pagando a vossa culpa.

Exigimos o pago dos subsidios em atraso para que depois não diga na praça publica ¨ os estudantes de Cuba são rebeldes¨, pois se o somos, é com a nossa grande razão. Esperamos, nos próximos dias que tenham a amabilidade de nos pagar os meses em atraso, para que o bom nome dos santomeses continue propagando pelo mundo, como bons estudantes.

Aquele cordial saludo, desde terras Cubanas les sauda, os estudantes Santomenses em Cuba.

Yuri sebastiao da moura

Gelson alves nunes

Samnio lima

Davison narciso

Helmute barreto

  1. img
    Jose Responder

    Pessoal escreve-se cumprimento e nao comprimento como escreveram. pelo vistos estudaram portugues pra nada.

    • img
      l Responder

      Caros estudantes,
      Vcs teem que ter muita coragem. Quando o Americo Ramos, Carlos Stock (que hoje sao ministros), assim como muitos quadros formados na ex URSS eram estudantes, nao recebiam tostao de STP. Naquela altura aquele pais estava numa revolucao, a chamada “perestroika”. Muitos venderam garrafas vazias de leite, cervejas e vinho para (sob)viverem e hoje estao no pais em todos os ramos socio-economico, desde medicina ate forcas armadas. Deus vos dara coragem e sabedoria para ultrapassarem os vossos problemas. Alias, naquela altura nao haviam telemoveis nem internet para manifestarem os seus descontentamentos.Muitos sofreram calados.

      • img
        david camble santos Responder

        O sr. que saber que o mundo avança e si voces os mais velhos africanos nao iventaram o telemovel, aviao, carro etc.. é porque andaram na boa vida sexo e corrupçao entao fique sabendo que a realidade é outra e os tempos passam e nao nos compare a voces velhos de 50 anos envejosos.
        Tambem estudei em cuba no grupo dos duzentos e era só sofremento quando faltasse dinheiro.
        Nós n temos que vender garrafas e outras porcarias para sobreviver, existe dinheiro para pagamento das bolsas sim senhor. MaIS ELE É SUBTRAIDO para outras despesas como pagamento dos apartamento para eles e as suas cuncobinas.
        Temos que africa ficou para traz e o temos q assumir para desenvolvermos

    • img
      black mamba Responder

      e muito fácil esta ai na vossa casa a fazer comentários mas muito fácil o difícil e esta num pais estranho sem saber o que comer. obrigado pelo vossos comentários. senhor jose barriga cheia da nisto mas o melhor e esta calado si não tem algo importante para dizer.

    • img
      tenho fé Responder

      temos o conhecimento que tu foste sempre um excelente professor de português e dono dos saberes.

    • img
      Suásuá Pires Responder

      Quem é aquele homem que garante que na altura da revolta, dispara uma bala e corre atraz para o alcançar? Serás tu ,jose!!
      Acredito que nesta altura de campionato não é o momento para se fazer correção; se os português comentem gafe quem somos nós, que nem a nossa dialetica sabemos.
      O que deverias tu Jose, fazeres é clamar a Deus com AMOR para que os nossos irmãos naquele país encontre um pão,copo com água e abrigo pra se esconder até um dia que regresem ao berço que os viram nascer.Quando algo vai mal, vai mesmo, não temos que cruzar o braço. Alguma vez faltou um pão em caso do Senhor primeiro ministro ou de qualquer elenco governamental? Tenhem tudo de graça até dinheiro para fornicar a sua namorada, tu pessas que isto aqui vai bem? Quando o baril de porvora comessar a explodir vais percurar o local para se esconder não vais encontrar e nem o porto e aeroporto estaram feichado.So pessa a Deus que isto não vem acontecer… Achifa Adeucongo ê …

  2. img
    Leopaldo Responder

    Governo anda a gastar muito dinheiro com estudante no exterior nas ultimas décadas …. o Governo deverá postar na contratação dos professores cubanos e portugueses e não só… para dar aulas nas universidades no Pais e também apostar nas infra-estruturas universitárias locais e dando bolsas internas. onde irá diminui muito as despesas com estudantes no exterior do País …

  3. img
    Santola Responder

    Fico triste por vocês carros amigos , espero que tudo corra como o desejado e recebam a quantia em divida o mais breve possível.
    Comprimentos

    DD

  4. img
    Trinta Mil Barris de Petroleo Responder

    neste preciso momento, precisamos de medicos especialistas. Por isso deemos investir na medicina, enviem 100 estudantes para cuba, sendo certo que metade não regressam ao país ficando em >Angola.

  5. img
    Baga Tela Responder

    Muito bem Leopaldo…

  6. img
    Kê kwa! Responder

    Os estudantes andam revoltosos, com toda a razão. Mas, os termos em que escrevem esta carta prova o declínio da nossa sociedade.Ando muito triste com tudo isto!

  7. img
    Dada G Responder

    Os estudantes tem direito de gritar e exigir que o governo lhes pague.Mas se o Camoes lessse essa carta , ele ira chorar muito onde esta.Um conselho deixo a estudantes: antes de escrever é bom consultarem um dicionario ou por outra fazer pesquisa na net , pq n se admite que os estudantes q vao ser homens de amanha cometerem tantos erros ortografos.

  8. img
    sum fode Responder

    senhores couragem

  9. img
    Preto Responder

    Enquanto os “nossos” filhos sofrem no estrangeiro, o nosso PM viaja em avião fretado como se STP tivesse condições. É simplesmente TRISTE.

  10. img
    Trinta Mil Barris de Petroleo Responder

    Concordo em partes coma contratação de professores estrangeiros, mas num quadro proprio, não é para toda a vida mais seis meses. 1º devemos apetrechar bem a escola de enfermagem, elevar o nivel para licenciatura e depois seguir em frente.

  11. img
    Trinta Mil Barris de Petroleo Responder

    As pessoas podem viajar de aquilo que puderem, mas cada um deve exigir ao Estado o minimo.
    Se pagamos impostos , então temos de reclamar. Se nada fazemos, nem a gleba limpamos, melhor é ficar no mesmo lugar e ver carruagem a passar.

  12. img
    filha de terra Responder

    Antes de dizer alguma coisa queria perguntar esse tal de José quem ele pensa que é? Se ele sabe assim tanto português eu estou interessada de ter umas aulas.
    Meus caros colegas a única mensagem que vos deixo é – coregem- já sabemos como é o nosso país, mas isso é uma vergonha. Esse dinheiro que o embaixador de STP em Portugal esta a usar para tirar curso dele devia ser para pagar mais uma bolsa de aluno que na realidade precisa. Até quando esse país continuará deisse geito com pessoas que só querem saber da sua vida e da sua família. É lamentável. O governo de Patrice Trovoada prometeu apostar na formação dos jovens, porém tem feito o contrário. O governo está cheio de gente dele. Não podemos desistir. Força!!!

  13. img
    filha de terra Responder

    Que Deus nos ajude a todos!

  14. img
    truquim deçu Responder

    ò senhor José, fique sabendo que somos santomense e não Portugueses e não vem ai com correção porque falamos português não porque queremos,mas sim porque nos obrigaram, se os nossos filhos estão mal eles devem lamentar sim senhor, porque se fosse senhor, faria o pior então não vem ai parecido menino bonito.se queser mais uma vez que curija quantas vezes for necessariomas sou santomense.

  15. img
    booster Responder

    o mesmo acontece com maroc voces de cuba tem razao so que maroc é diferente os marroquinos sao racista ladroes e desumano que ate uns achan que esse pays deveria ser….. voces nao imagina o que eu queria dizer mas voces imaginam

  16. img
    Mina tela Responder

    Meus senhores.A razao desta carta é simples:Quando da visita da sua excelencia,o senhor 1º ministro a Cuba,houve uma reuniao em Havana-Cuba com os estudantes santomenses onde fico a promessa da parte da sua excelencia o pagamento de todas as dividas da bolsa em atraso ainda no ano 2011.Segundo a sua excelencia ja havia uma garantia financeira a vista através de um organismo financeiro Internacional.Tudo nao passo de uma promessa,rechiada de um bom portugues por parte do senhor Patrice Emery Trovoada,premier de S.Tomé e Principe.Agora pergunatmos essas tais dividas ja foram pagas?Passando meses depois da promessa feita em Havana,unica miseria recebida foram 300 dolares Cubano correspondente a 200 e picos de Euro.Um bem haja a todo o povo santomense.

  17. img
    black mamba Responder

    dizer ao senhor leopaldo que esta carta não e para buscar novas alternativas para diminuir o gasto do governo mas sim para informar a toda sociedade santomense que estamos a morrer de fome e problemas de saúde por culpa dos maltrato do governo santomense. antes de 1975 fomos maltratados pelos portugueses e agora estamos a se escravizados por um grupo de santomense que acreditam que o pais e a herança dos seus antecedentes.

  18. img
    estudante Responder

    A vida as vezes leva-nos a situações que dezanima-mos ,mas ,o que vale a pena é lutar .
    tambem sou estudante em portugal vivo sem subsidio e sem ajuda financeira dos governos de são tome mas estudo e luto dia a dia porque lutando é sinal que estamos a crescer porfavor estudantes em cuba nunca desistem ……………….

Deixe um comentario

*