«Cozinhas Sociais», no Riboque da cidade de São Tomé

É uma iniciativa da Câmara Distrital de Água Grande, em parceria com a ONG Portuguesa “ Ajudar Sem Abrigo”.  A Associação Portuguesa de Solidariedade Social, «Ajudar Sem Abrigo», vai garantir refeição quente as crianças e idosos carenciados do bairro histórico e pobre do Riboque.

Para além das refeições quentes, para as crianças e idosos do bairro populoso dos arredores da capital são-tomense, a ONG portuguesa em parceria com a câmara distrital, vai promover apoio técnico e pedagógico de voluntários para ajudar as crianças do Riboque nas suas actividades escolares.

O projecto em causa resulta de um acordo de cooperação entre as duas instituições assinado no ano 2011 e que deveria ser implementado no mês de Setembro do mesmo ano. Atraso que tem a ver com a dificuldade da parte são-tomense em definir o local onde se poderia desenvolver o projecto de apoio social.

A autarquia de Água Grande, identificou a sede do Vitória Futebol Clube do Riboque, como espaço ara implementação do projecto. «A Associação já tem tudo pronto, nomeadamente, empresas que já se disponibilizaram para fornecer comida periodicamente. Mas a Câmara deve ceder o contentor para transportar os produtos», explicou Lurdes Esteves, membro da direcção da ONG portuguesa.

No entanto resta ainda limar algumas arestas para a execução do projecto. O poder local de Água Grande, comprometeu-se em arranjar uma casa para os voluntários expatriados das «Cozinhas Sociais», bem como apoio nas campanhas de angariação de bens, géneros e serviços para esse projecto, entre outras obrigações.

Numa altura em que o país regista subida da pobreza, Riboque e outros bairros da capital são-tomense, são principais pólos da pobreza extrema. Falta de saneamento do meio, reforça a situação de indigência, que castiga sobretudo crianças e idosos.

Abel Veiga

  1. img
    Santa Marta Responder

    É assim que os representantes do povo devem buscar parcerias para melhorar o nível de vida dos mais pobres. A Camara de Água Grande e Mé-Zoxi tem dado provas e que não se deixem levar por atrasadas que manifestam que os presidentes das Camaras devem estar no gabinete a espera de informações do vereador como é o caso do presidente da Camara do Distrito de Lobata.

  2. img
    Lurdes Esteves Responder

    Vamos juntar esforços e abrir este projeto o mais rápido possivel.

  3. img
    Dondô Responder

    ONG- há longo tempo que a população são-tomense tem sobrevivido com à aguda da mãe natureza. O produto local para matar a fome, sempre esteve ao alcance de todos, sem exceção. Esse facto, foi testemunhado pelos estrangeiros que, em visita ou por outro motivo, deslocou ao País. É do conhecimento Internacional, que São Tomé e Príncipe são ilhas auto sustentadas em bens alimentares locais, devido a densa vegetação” a sua natureza”. Posto isso, a adaptação ao estilo de vida ocidental em que os cidadãos foram submetidos, e que hoje é lido como história, o seu costume alimentar, continua a ser algo preferencial para cada um santomense. Desta feita, a refeição a base do produto local passou a segunda opção. Quero eu dizer, se o almoço for o Grão bico com bacalhau, azeite e vinagre, convido uma pessoa amiga para deliciar comigo; se por acaso for o cozido de banana com o peixe salgado, escodou, por ser inferior. Essa falta de civismo da nossa parte, reflete de forma negativa nos nossos mais velhos. Face a isso, muitos têm confrontado com a falta de o que comer, atirando-lhes para o mundo dos pedintes. Como o que se vê lá fora também tem que fazer-se aqui, surge mais essa ONG para dar a refeição quente ao velhos e crianças. Coisa nunca vista neste Santo País. A vergonha já lá vai.
    Contrapartida da ONG: Estratégia para adotar criança, “o desprotegido, ser dependente” para fins… sem fim.
    O tráfico de órgão- ao contrário das Drogas, também movimenta milhões.
    A cada elemento integrante desta, terá no seu curriculum o recheio ONG no País tal; coiso que no País terceiro, seria difícil ou mesmo impossível.
    As experiencias são adquiridas nestes meios vulneráveis, para depois, enfrentar o mercado de trabalho Europeu.
    Estejam atentos, que ninguém dá nada a ninguém.

  4. img
    NGA FLÁ MUM.. Responder

    Será que Refeição Quente por 6 meses ou 1 ano, acaba com pobreza? e quantas crianças puderam beneficiar desta ajuda?. Digo: Toda ajuda é bem-vinda, mais tem que ser estudada o meio e a pessoa que oferece ajuda. Quem é esta Lurdes? Qual é o historial desta associação, quantos projectos fracassado Ela já teve? Qual é a relação dela com os outros membros, Será que existe. Sr. presidente da Câmara. Investigou tudo isto antes de assinar a parceria? UM BÉ SA ÊÊ

  5. img
    Horácio Will Responder

    “A verdadeiracompaixão é mais que atirar uma moeda a um pedinte. É ver que o edifício que produz pedintes precisa de reestrurturação.”
    -Martin Luther King Jr. (1929 – 1968)

  6. img
    josé Responder

    mais uma vez é de louvar a sua iniciativa senhora doutora em julho estarei ai de férias gostaria muito em contactar consigo pessoalmente eu queria fundar uma fundação ai para apoiar crianças necessitadas precisava da sua ajuda para saber se há condições ou não um abraço.

    • img
      Lurdes Esteves Responder

      Olá Amigo!Existe sempre condições desde que EXISTA a vontade para AJUDAR.Tenho o maior gosto em o conhecer.Bjs

  7. img
    dPires Responder

    STP é mãe que abandona filho porque sente-se convictamente incapaz de poder proporcioná-lo a real felicidade que merece, mas quem ama os seus nunca quebra o vínculo amoroso que os unem. Em STP ninguém more de fome. Há sempre pessoas desfavorecidas, mas a verdade é que somos um país muito dotado de auto sustento (como disse Sr. (a) Dondô) face a diversidade de alimentos locais existente nestas duas Ilhas Santas e a sua fantástica natureza.

    Uma vez, numa conversa com um estrangeiro, a pessoa dirigiu-se mim e disse o seguinte: STP não corresponde a realidade africana transposta nos jornais, na TV, na internet, etc. Temos sempre uma fruta para comer, seja qual for a coordenada geografia onde nos encontramos.

    É gratificante o que a tal ONG está a fazer, mas é que a mesma está focando num dos pontos que mundialmente é terceiro melhor negócio, seguido do tráfico de drogas e de armas – o tráfico humano. Este é sempre um aspecto a considerar, visto que as vítimas do tráfico humano são a população mais desfavorecidas, e os jovens que ambicionam uma vida melhor. Quanto a isto visivelmente, cumprimos os requisitos necessário as vitimas deste negócio.

    É certo que, nesta altura, a tal ONG se encontra com os pensamentos virados a ingratidão das nossa parte e talvez dizer: Estamos a tentar ajudar e eles, mal agradecidos, estão a fazer mau juízo a nosso respeito; mas a verdadeira ave cuida sempre do seu ninho. É apenas isso que estamos alegando. Se acham que actuam sem o intuito de prejudicar essas pessoas e somente pelo contrário, então não devem temer. Caso contrário, já deveria temer antes de pensar em executar o projecto. Não subestimem nosso Leve – Léve.
    Toda a ajuda é sempre bem vinda, façam o vosso trabalho. Força!

    • img
      Lurdes Esteves Responder

      Com todo o respeito aceito todas as opiniões.Gosto muito de STP e tenho o maior respeito tanto pelas pessoas como pelo pais.E o tempo vai se encarregar de demonstrar a intenção desta instituição.Bjs

  8. img
    Augerio Dos Santos Amado Vaz Responder

    Gostaria de lhe perguntar senhora Lurdes Esteves, o quê que lhe disse quando esteve em s.tomé e o quê que nós conversamos quando estive em Portugal eu sei que a Senhora gosta muito de S.Tomé, mais por favor não alimente esse povo pobre e humilde esperanças falsas. siga o meu conselho termine o seu curso de Psicologia e vem dar aulas em S.Tomé

  9. img
    rapaz de riboque Responder

    senhor DONDÔ li o seu comentário tirei a conclusão de que o senhor é um falfeitor para dizer essas babuseiras porque todos sabém em que situação se enconta o nosso pais e como as crianças vivem , por isso em vez de criticarmos as boas iniciativas deviamos agradecer todos que boa fé nos queiram ajudar. o senhor fala em trafico de crianças de orgãos etc o senhor tem noção daquilo que diz ? pergunto quantas crianças são violadas nesta terrapelos nossos patricios, pelos nossos politicos apara não falar mais o senhor tem coragem de vir para cá com essas merdisses poça cria juizo não podemos criar filhos só com banana e peixe o senhor se é diabo se converta ao bém

  10. img
    rapaz de riboque Responder

    este povo é a raça mais ignorante e ingrata do mundo mais se faz a eles mais mal falam por isso que deus os abandonou a sorte

  11. img
    gualter almeida Responder

    tens razão rapaz de riboque se são instruidos com professores que não prestam para nada como é que podem ter uma boa formação e boa compreensão um pai que gasta dinheiro para o filho ir a escola ser instruido pelo LÙCIO AMADO esta tudo dito talvez um dia o povoa abra os olhos espero que sim

  12. img
    rapaz de riboque Responder

    por falares muito no LÙCIO AMADO sabes alguma podrdão dele abri o livro não tenhas medo

Deixe um comentario

*