Sociedade

Sistema Nacional de Saúde dominado pela “MENTIRA”

Diz o ditado que a mentira tem pernas curtas. Nos últimos dias a mentira tentou confundir tudo e todos sobre a situação no sector da Saúde. A verdade é comprovada por cada cidadão quando recorre aos centros de saúde. No parlamento por causa do paludismo, a Ministra da Saúde, deixou mais uma mentira no ar.

A Ministra da Saúde Ângela Pinheiro e a Directora do Programa Nacional de Luta contra o Paludismo Maria de Jesus Trovoada, são as protagonistas de mais uma mentira no Sistema Nacional de Saúde.

A verdade deve vir a luz do dia, sobre o aumento dos casos do paludismo no país. No passado 25 de Abril – Dia Internacional de Luta Contra o Paludismo,  Maria de Jesus Trovoada, Directora do Programa Nacional de Luta Contra o Paludismo, declarou numa entrevista a imprensa nacional e internacional, que a doença está a crescer. A responsável do programa, garantiu que no primeiro trimestre de 2011 o país registou 6 mil casos de paludismo e que no mesmo período de 2012, o número duplicou.

Duplicação significa duas vezes mais. Assim pelas contas da chefe do programa de combate à doença, no primeiro trimestre de 2012 São Tomé e Príncipe registou 12 mil casos de paludismo. Um escândalo para o sistema nacional de saúde, uma vez que até 2010 o paludismo regredia aceleradamente, com registo de menos de 3 mil casos por ano. «Se compararmos com o ano passado podemos dizer que houve um aumento de casos. Fechamos o primeiro trimestre do ano passado com 6 mil casos, estamos em Abril e se compararmos com o ano passado temos um aumento em dobro de casos», declaração de Maria de Jesus Trovoada no dia 25-04-2012.

Na última sessão plenária da Assembleia Nacional, a Ministra da Saúde Ângela Pinheiro, desmentiu a Directora do Programa Nacional de Luta Contra o Paludismo. «No primeiro trimestre de 2011 tivemos 1444 casos de paludismo e no mesmo período de 2012 registou-se 2778 e não 6 mil casos como disseram», declarou a ministra no parlamento.

Onde estará a verdade sobre o número de casos de paludismo no país? Quem regista e compila todos os dados é o departamento de Maria de Jesus Trovoada, que aliás fornece tais dados à Ministra. Enquanto outra verdade não for dita, a mentira ensombra os dados do paludismo no país.

“Verdade” que no entanto, pode ser encontrada no Hospital Ayres de Menezes e nos centros de saúde distritais com capacidade de internamento. Cada vez, há mais gente a internar com paludismo. Um aumento de afluência de doentes palúdicos nos hospitais, que já não se registava há cerca 5 anos. «Esse aumento se deve ao atraso de algumas medidas que eram para ser tomadas. Não foram possíveis e atrasos no desbloqueamento por parte dos nossos parceiros. Os estudos feitos dizem que o mosquito está resistente a actual substância que utilizamos na pulverização. No entanto não se pode trocar o produto sem fazer estudo sobre o impacto na população. O trabalho está a ser feito, mas ainda não temos a decisão definitiva em relação a este aspecto», explicações da ministra Ângela Pinheiro no Parlamento.

Apesar do Paludismo levar as autoridades sanitárias a lançar mentira no sistema, a oposição disponibilizou-se para colaborar com o Governo no sentido de reforçar o combate contra a doença. A Ministra da Saúde agradeceu o gesto da oposição. Note-se que o recuo do Paludismo, foi a maior conquista de São Tomé e Príncipe nos últimos 21 anos. O controlo da doença fruto da campanha lançada em 2004, permitiu a maioria da população gozar de boa saúde.

Abel Veiga

.

.

    31 comentários

31 comentários

  1. ai de mi si não envangenlizar

    14 de Maio de 2012 as 15:33

    ela gosta de mentir

    • Calibre-12

      15 de Maio de 2012 as 12:20

      Só mentir é favor.
      Ela para além de não saber mentir, também não sabe falar, não sabe expressar, não sabe formar ideias para construir uma frase que seja compreensível.
      Mas nesta brincadeira de mentir sobre os medicamentos, há quem diga que ela foi incitada a fazer isso por outros pessoas proximas do governo. Foi uma espécie de “arrapuca” que prepararam para ela, e claro está, com a sua ingenuidade, caiu nessa.
      Fuui…..

    • Ernestino dos Santos

      21 de Setembro de 2012 as 1:09

      O governo deve substituir esta ministra imediatamente porque põe em causa todo o Sistema Nacional de Saúde, e perigo de uma endimia ou pandemia de malária o que é muito perigoso com promoção do turismo em curso.
      Deve-se fazer trabalho de saúde pública na eliminação dos pântanos, enterro das cascas do cacau são os reservatórios para produção do mosquito anosfeles que transporta o plasmódio.

      É necessário muita campanha de pulverização contínua de casa em casa com tem sido o hábito.

  2. jojo

    14 de Maio de 2012 as 15:42

    Ela gosta de mentir e não sabe mentir

    Não aprendeu bém com o seu patrão

    Mas isso está chegando ao fim. Queda do governo meus senhores.

    Temos que ter gentes responsáveis a governar este país.

    Se não despertarmos a tempo, vamos todos passar muito mal no futuro, pque tudo estará desorganizado e quase sem concerto

    Fui

  3. dPires

    14 de Maio de 2012 as 16:00

    Mosquito vs Mnª de Saúde e Dra. Prog. Luta contra Paludismo.

    OS ZUMBIDOS DOS MOSQUITOS ATACAM O CARACTER DA MINISTRA DE SAÚDE E A DIRETORA DO PROGRAMA DE LUTA CONTRA O PALUDISMO E INDUZEM-AS A EXPOSIÇÃO DAS SUAS REAIS PERSONALIDADES. MENTIRAS TÊM PERNAS CURTAS.

    SERÁ QUE A CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA OU ALGUMA OUTRA LEGISLAÇÃO APLICÁVEL A ESTE CASO, PREVÊ ALGUMA PUNIÇÃO A QUEM NÃO CUMPRE O DEVER DE DIZER A VERDADE, SENDO UM DOS ELEMENTOS DO ESTÁDO? HUM!

  4. Joao Pedro

    14 de Maio de 2012 as 16:09

    Essa senhora nunca deu provas em nada, só mesmo num Governo dominado pelo compadrio ele consegue lugar isso depois de fazer um frete ao Patrice Trovoada

  5. manucho bubu

    14 de Maio de 2012 as 16:20

    Marcos 4:21 E disse-lhes: Vem porventura a candeia para se meter debaixo do alqueire, ou debaixo da cama? näo vem antes para se colocar no velador?
    22 Porque nada há encoberto que näo haja de ser manifesto; e nada se faz para ficar oculto, mas para ser descoberto.
    23 Se alguém tem ouvidos para ouvir, ouça.
    24 E disse-lhes: Atendei ao que ides ouvir. Com a medida com que medirdes vos mediräo a vós, e ser-vos-á ainda acrescentada a vós que ouvis.

    • Ôssôbô

      14 de Maio de 2012 as 19:26

      Senhor manucho bubo!
      O Senhor está bem?
      O Senhor tem a cabeça no lugar?
      Se precisar de alguma ajuda, estamos cá para o socorrer!
      Parece que não é bubu mas sim Bôbo!!
      Fui!!

    • Ôssôbô

      14 de Maio de 2012 as 19:28

      É necessário que as pessoas estejam em lugartes certos!
      Será que a ministra da saúde e os seus capangas entedem bem de “coisas” de saúde pública? Duvido!
      Sendo assim, mentiras vão pairando, e o povo vai ficando cada vez mais mais enganado!
      Fui!!

  6. OOo

    14 de Maio de 2012 as 19:14

    Vergonhoso!!

  7. Horácio dos Santos

    15 de Maio de 2012 as 7:27

    Eu vivo no exterior mas assisto RTP obrogatóriamente para ouvir e ver o que se passa em STP. A ministra de Saúde não tem nem a competência nem a qualidade para ser governante. Mentir públicamente e desmentir quem coordena diáriamente a pasta é vergonhoso até para o governo de STP. Que vergonha, não existe outro médico/a com capacidade e competência para ser Ministro/a?

  8. Nós

    15 de Maio de 2012 as 8:00

    Todos esses comentarios revelam INVEJA de pessoas “pequenas”, só porque a ministra não é médica. Mas fiquem sabendo que ela é formada em saúde. Afinal de contas todos os anteriores ministros de saúde eram Médicos mas também não fizeram nada, e só andaram a roubar. É disso que vocês gostam né?

    • Ôssôbô

      15 de Maio de 2012 as 11:42

      Senhor (a) “Nós”!
      O que acabas de revelar na sua mensagem, espelha mais uma vergonha para o povo santomense.
      Quem é que tem inveja? E para quê?
      Apenas pautamos para o bem do nosso país! Se a ministra da saúde revela imcompetências será que ficaremos de boca calada e de mãos atadas? Será que é este o tipo de país que almejas e orgulhas?
      Continuaremos a ser firmes, determinantes e atentos e sempre que possível criticaremos para o bem desta nação que a final de contas é de todos nós mas não somente para o amigo “NÓS!
      Todas as críticas ai feitas foram bem feitas e oportunas!
      Fui!!!

    • Mimi

      15 de Maio de 2012 as 15:49

      A palavra “INVEJA” parece estar fora do contexto. Afinal vai se ter inveja de um inferior? Digo inferior no sentido de que a olhos vistos, além da capacidade que tem de mobilizar ativistas, nao demonstrou capacidade nenhuma para assumir tamanha responsabilidade. E esta capacidade muitos naquele Ministerio têm e nem todos sao médicos.

  9. santa catarina

    15 de Maio de 2012 as 8:27

    Tambem é verdade que já passaram tantos medicos por esta cadeira e a situação não era melhor. O problema do medicamento esta na fraca capacidade finaceira interna do país. è sempre de mãos estendida. Até quando?
    Temos que reduzir a nossa dependencia e para tal temos que trabalhar mais, produzindo mais e roubar menos.
    Portanto o unico problema é que não temos dinheiro temos sempre que estar a pedir e só dão quando querem. Esta é a verdade. O unico processo para acabarmos com o paludismo é mudarmos de mentalidade com relação aos lixos e outras situações que contribuem. Agora só estamos a espera dos doadores.
    Temos que mudar de atitude perante ao trabalho, cada um deve fazer a sua parte e não estar somente a falar que não nos leva a nada. O problema não esta numa pessoa, somos um país e todos tem que dar a sua colaboração positiva.
    Grande parte dos que criticam estão a espreita a espera de sua oportunidade não para fazer mais sim para comer. O nosso grande mal é a corrupção, que esta instalada no sistema e a justiça não consegue dar resposta.Tambem esta na corrupção não sei que será deste país.
    Força Angela!
    STP é nosso.

  10. Fijaltao

    15 de Maio de 2012 as 11:07

    O que não se pode permitir num país como nosso, é a propaganda barata sobre o aumento desta maldita doença! Por outro lado, o serviço do paludismo do país deve ter funcionários e técnicos virados para a ciência matemática com conhecimentos em probabilidades e estatística para fornecer ao país e o mundo números exactos sobre essa problemática no sentido de não assustar quem porventura queira visitar o nosso país trazendo divisas para os cofres do estado!

  11. abaju

    15 de Maio de 2012 as 11:15

    todos os medicos tem uma clinica todos os enfermeiros tabem tem clinica ate serventa tem clinica. os medicamentos de hospital tao todos na vossa clinica. por favor nao vem dezer que a ministra e culpada de tudo, nos todos temos assume nossa responçabilidade.

  12. abaju

    15 de Maio de 2012 as 11:33

    no nosso hospital central a cada coias k acontece la sou deus sabe mediccos sem amor ao trabalho, enfermeira sem amor ao trabalho, vai na sala de banco como as pessoas a morerem por niglegencia de medicos ,vai na maternidade mulheres a morerem e as parteira a dezerem al vezes voce esta gravida de meu homem .mas sao voces que querem aumento de salario.

  13. INCOMODADE COM ISTO

    15 de Maio de 2012 as 11:36

    Deixe-nos trabalhar.
    É pena que eu também corro risco pelas neglegência desta gente.
    Ai o meu país.

  14. Lévé-Léngue

    15 de Maio de 2012 as 12:38

    Já bastava a justiça no estado em que está, deixando-nos interditos de entrar pela porta dos tribunais ou cair nas mão desses juizes (sobretudo se tivermos bolso pequeno).
    Agora é o sistema de saúde que em si manifesta-se enfermo, por cumplicidades baseadas em mentiras e desmentidos…
    É triste e lamentável saber que estamos proibidos de adoecer, pois o Estado se tornou incapaz de garantir a saúde pública, um direito básico e essencial à humanidade.
    Por favor, Sra. Ministra, ponha em evidência as suas qualidades profissionais e o alegado amor de mãe e de esposa que é, pense nos seus e em todos os outros. DEIXE DE POLITIQUICE que é um forte exclusivo de gente corrompida. STP precisa de valências, competências e consciência…

    • ddd

      15 de Maio de 2012 as 13:00

      Que vergonha para nossa Terra, uma Ministra que nem se quer sabre o sistema de Saúde do Pais. Ela não é formada não tem qualidade da que uma País como São Tomé exige.

  15. madalena

    15 de Maio de 2012 as 13:00

    ha negocios para importação de medicamentos. A verdade da coisa é esta. Quem deseja importar medicamentos?
    Simula roptura de stock, vandaliza deposito, não faz atempadamente a requisição e faz tudo para prejudixar o povinho sempre sofredor.
    Basta de truques
    A verdade é como azeite

  16. Abúbè & Gíquitxi

    15 de Maio de 2012 as 13:04

    Quem se lembra da 1ª aparição da srª Ministra da Saúde num riso aberto a denunciar o abandono de medicamentos por parte do anterior executivo?
    Alguém considerou que ela devia apresentar um projecto como Ministra da Saúde em vez de se valorizar por denúncias que, atendendo o cargo, seria lavagem baixa de roupa suja. Alguns comentadores irritaram-se com o comentário contra a Ministra na ocasião.
    Hoje bem se pode dizer: “Andji muálà a cá concê djina mutendê”.
    A nobreza e a pobreza de espírito da pessoa já estiveram espelhadas desde o início para quem soubesse ver.

  17. Tina

    15 de Maio de 2012 as 13:05

    para gerir com competencia o ministerio da Saude de um país de 200 Mil cabeças, nem precisa ser medico.
    Vejam o exemplo de Cabo Verde, Jurista é Ministra de Saude, ultimamente foi um sociologo, convenhamos.
    A directora do Maior hospital de cabo verde na cidade da praia é Formada na Ad. publica, esteve num Banco. STP deve tomar juizo.

  18. NORA

    15 de Maio de 2012 as 13:28

    Este Governo já nos habituou com cenas como estas, em que lado está a razão. Ministra da Saúde a servir-se de cubaia mentindo a Nação só em STP. Porque em condições normais é renegada a confiança politica. E ela deveria pedir demissão. Mas estão preocupados com os bolsos esquecendo da população. POVO ABRE OS OLHOS. E DIZ BASTA!

  19. Africa

    15 de Maio de 2012 as 14:19

    Vergonhoso é o vosso comportamento! Só sabem atirar pedras.
    Não batam mais na ceguinha. Qualquer pessoa que conhece o sistema de saúde de STP, sabe que nem o Premio Nobel da medicina tiraria o Hospital Aires de Meneses do buraco.
    O problema não esta na Ministra que um peso nulo, nem nos técnicos de saúde são-tomenses que são uns verdadeiros heróis. O problema esta nas sucessivas gestões danosas dos vários governos.
    Enquanto não houver uma reestruturação da administração do hospital, não existira milagre que nos valha.
    Bem-haja

  20. helmerdias

    16 de Maio de 2012 as 16:14

    Boas tardes meus senhores comentadores de lisboa mais ditos santomenses,que raramente vão a sua terra natal,e ver a realidade e diz babuzeras sem fundamento.Só porque o senhor jornalista de tele non que bem faz em trazer notícias da nossa terra.Mais nós todos temos que ser responsaveis e dizer oque é realidade não fumentar notícias que não coresponde a verdade.Eu não faço parte do governo mais muita gente não gosta da sr ministra porque ela é quem é.POr isso digo o porque de haver contradição entre duas pessoas que deveriam ser a guardante e segurança das nossas saudes.SAUDAÇOES DE amigo vão para nossa terra ve a realidade depois comentem.FUIIIIIIIIIIII

  21. Aristides Barros

    16 de Maio de 2012 as 16:40

    O que faltou a senhora Ministra é só a capacidade de gerir a crise interna do HCAM. Desde o desmentido aos médicos que começou a se dar mal. Devia parar e dar mãos a palmatória. Não o fez e foi tentar ludibriar os Deputados e aos próprios utentes. Deu-se mal. Agora se quizer sair bem disso tem que pedir a sua demissão.

  22. Oposição da Politica no País

    16 de Maio de 2012 as 20:49

    O País precisa de pessoas com capacidade,não esta ai que só mostra muita incapacidade, Contudo vejo que isto é falta de Respeito com Saúde Pública e bem esta da População, Por Favor Senhor, pede a sua demissão e não esqueça de convidar seus colegas que só esta a fazer nada….FUI

  23. Verónica

    17 de Maio de 2012 as 8:54

    Meus Srs.
    O problema é que a Ministra é pau mandado. Porque se não fosse e se o Chefe dela a deixasse dirigir o se Ministério,certamente o faria com algum zelo e dedicação.
    Ora vejamos: Todos os Ministros que passaram pelos sucessivos governos eram todos formadosna área?
    Era só ele e o Chefe deixar de vigança e ter a volta dela assessores a altura e tentar acatar os conselhos que estes lhe passam.
    A compra de medicamentos, deve ser umdosprodutos mais fácil de adquirir. Encose só à OMS para ver como consegue medicamentos fiáveis e a custos acessíveis segundo os bolsosdo cidadão.
    Porquê tanta guerra?
    A Ministra não sabe o que gerir. Se soubesse, saberia gerir a sua mentira e gerir a falta existente no hospital. Quantas vezes não enganamos os nossos chefes, as nossas famílias em casa e tomam como verdade. É só saber, fazendo jogo de cintura.
    Esta Srª. não tem conhecimentos suficientes para dirigir. O Delfim não é Engº Civil, mas esteve no Ministério dasObras Públicas. Faltou-lhe ouvir os conselhos dos seus Assessores. Em especial Engº.Civil Carlos Lima o dono de “Baga Tela” sito na instalação da sede do Sporting. Se quizerem que confirmem.Un bé zá ê pána fláami zó flá êêêê

  24. Conóbia cumé izê

    17 de Maio de 2012 as 10:06

    ÂNGELA PINHEIRO,por imperativo de funções não teve tempo de assistir aulas com o Patrão 1º. ministro Patrice Trovoada; nem com o vice-patrão,Evaristo de Carvalho; manobreiro da assembleia/amândio pinheiro;nem tampouco com secretário geral de gera – esperança frustrada , ADI/ LÉVY.Ângela tinha que aprender a mentir . Então,esqueceram-se do Elevador do Bloco Operatório do Hospital Ayres de Menezes.Já está pronto ? BACUÊ TLÓVADA !!! … Primeiro Ministro mentiu e Ângela aprendeu. Então não tem razão ? Todos que vão ao inferno, não transformam-se demínios? Este Governo e o nosso parlamento não está ARROZ MANCLUTO de nós CÁ?!… Falta CLINCATÀ-MONGOLOIDE. ADI cú TLÓVADÁ, só quèblá baná fíle; êssa-pena!Vivê …Fui

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo