Sociedade

“Houve algum cunho político neste processo que de alguma forma influenciou negativamente a sua condução”

Constatação de um dos advogados de defesa do caso STP-Trading. Gabriel Costa(NA FOTO), garante que a decisão do Juiz de Instrução, faz justiça num caso vincadamente político, e por isso mesmo sem hipóteses de tratamento justo a nível jurídico.

Para Gabriel Costa que defende Armando Correia e Osvaldo Santana, o caso STP-Trading deveria ser tratado através da responsabilidade civil e não através do erro jurídico de o enquadrar como caso de foro penal. «A prova indiciada que serviu de base para por as pessoas em detenção preventiva, insinuou um conjunto de aspectos que veio-se a comprovar que nunca existiram. Só existiram na cabeça das pessoas que encontram não sei aonde a sua existência», declarou o advogado de Defesa.

Sem provas que possam sustentar a prática de crimes de administração danosa e insolvência, o Tribunal de Instrução reagiu como se estivesse de mãos atadas. Segundo o advogado a STP-Trading, realizou apenas e só uma operação meramente comercial. Uma operação que poderia ser bem sucedida ou não. «Privilegiou-se o aspecto penal porque pretendia-se encontrar um bode expiatório», sublinhou Gabriel Costa.

Gabriel Costa recordou que esteve no Brasil e pode analisar a decisão tomada pela décima segunda vara do Tribunal de Brasília sobre o caso STP-Trading, no âmbito também da carta rogatória solicitada pela justiça são-tomense. «Hoje conhecemos o conteúdo da carta rogatória vinda do Brasil, e a decisão que foi dada pelo Brasil em relação a cooperação jurídica e judiciária que foi solicitada pelo Estado são-tomense. Não houve crime»,  frisou.

Aliás o próprio juiz no seu despacho dá conta que as autoridades judiciais brasileiras indeferiram o pedido de cooperação judiciária internacional com o Ministério Público de São Tomé e Príncipe, por falta de provas de crime penal, no âmbito do processo de importação de mercadorias a partir do mercado brasileiro pela STP-Trading.

Abel Veiga

    16 comentários

16 comentários

  1. Versus Gabriel Costa

    10 de Agosto de 2012 as 14:09

    dá vergonha ser advogado e pertencer obrigatoriamente a instituicao a qual presides “Orem dos Advogados”.

    Francamente, Gabriel!

    vá lá arrumar um pouco o teu escritório, apertrechá-lo, porque aquilo mais é parece um palheiro ou pocilga, por favor!

  2. Cavaco Silva

    10 de Agosto de 2012 as 14:23

    Pois, como o senhor é defensor dos corruptos tem sempre que aparece em defesa deles, devias mais é ir para escola aprender mais e melhor sobre o sistema judiciário, porque o senhor só é Advogado em S. Tomé porque noutros países de certeza que não seria.

  3. Badiu di STP

    10 de Agosto de 2012 as 14:51

    Uma vergonha, quém compra géneros alimentícios completamente deteorado, para alimentação da população através do dinheiro posto a disposição de um Estado amigo, e em contrapartida vive na maior mordomia (com carros topo gama, casas e mais casas) não vai para cadeia mas quém rouba banana, porco, outras coisas insignificantes em relação aos 5 milhões de Dolares loca a primeira é torturado, posto na sela ainda ser sorte passa anos e anos na cadeia sem julgamento, advogados para defesa destes não se econtra pois não,só neste lindo país STP (somos todos primos)….
    Acredito que um dia as coisas vão mudar…
    Mantenhas

  4. Joker Voz do Povo

    10 de Agosto de 2012 as 15:01

    Muito bem! O Sr. Roberto queria pôr na cadeia pessoas que não lhe deram dinheiro para ele gastar nos momentos de fala barrato na residencial avenida.
    Já deveriam ter substituido este individuo dali, pois nestes últimos tempos, só tem feito m…

    • gadhafi

      10 de Agosto de 2012 as 16:48

      Poxa!

      E triste este tipo de comentario, o Homem esta a fazer com que os culpados sejam responsabilizadas pelo roubos cometido e e isso que recebe em troca?
      STP ja esta como Sodoma e Gomora so com a intervencao divina para por um fim nisto tudo.

  5. MASSA CRITICA

    10 de Agosto de 2012 as 15:34

    Cunho Politico ou não a verdade é que mamaram o dinheiro e o Povo é que vai ter de arcar…. filhos da….

  6. António Silva

    10 de Agosto de 2012 as 15:47

    Não é possível haver desenvolvimento neste país.
    Baseio-me na declaração do Presidente da República para dizer o seguinte:
    O Presidente apoio-se do provérbio, TONÓ MÚ SÓ, PÁ BÔ PIÁ”. Isto é verdade. Ainda mais associado a receios de feitiçaria e proximidade familiares, dificilmente haverá justiça em determinadas questões sérias neste país.
    É lamentável.

  7. Paulo

    10 de Agosto de 2012 as 18:21

    Ó senhor Gadhafi, o senhor não percebe Português não é ! O senhor não está a ver que o Gabriel Costa é advogado dos delinquentes da STP Trading??? Somente o snehor que não viu isso, sinal que es mesmo Gadhafi, pois es arabe….

  8. gostoso

    10 de Agosto de 2012 as 19:03

    Não sou advogado. Sendo um advogado razoável da n/praça e sendo um bastonário seria melhor que estivesse fora desse processo do que defender desta forma. Sendo crime ou não , só acho lamentável os culpados desse processo saírem impune. Consigo pensava que este pais pudesse ter outro rumo, mas enganei-me. Isto é um acto flagrante de corrupção, meus senhores.Há necessidade de punir os culpados. Senão é um alerta para que o povo saia a rua.Vamos ver.

  9. Coladura

    11 de Agosto de 2012 as 1:45

    Compatriotas!…

    Não vale a pena essa estratégia de blá-blá-blá só com propósito de bota abaixo.

    Se pensam que conseguem servir desse estratégia como peneira para tapar o sol estão muito enganados. Porque Santomenses já pensam muito mais alto e estão bem atentos.

    Versus Gabriel Costa, Cavaco Silva, Badiu de STP, Joker Voz do Povo, Gadhafi, Massa Critica

    É com maior orgulho que convido-vos a confrontar o texto (Relatório), do Gabriel Costa (Dr. G.C.) e responda se vosso comentário faz algum sentido.

    Penitencio-me em ler vossa resposta.

    As verdades amargam mas elas têm que ser ditas, mas como premissa, O Dr.G.C.quer na qualidade de Presidente da Ordem dos Advogados aqui omisso, quer na qualidade de advogado de Defesa ou mesmo como cidadão Santomense, apenas relatou a avaliação que fez sobre esse processo, no uso do direito democrático que lhe assiste, é verdade ou não?

    Quer queiram ou não, a verdade crua e nua é” TONÓ MÚ SÓ, PÁ BÔ PIÁ ” ilação expressa por Presidente da República (PR), conclusão a que chegou, indubitavelmente, da análise, cuidada, de todo processo STP Trading, tanto quanto outros processos que só PR sabe que está envolvido, magistrados, dirigentes, membros dos partidos e deputados de STP, as acusações morem antes do julgamento, acreditem, é um facto e nunca foi por acaso. Vocês sabem como todos os Santomenses e amigos de STP, directa ou indirectamente, têm conhecimento dessa vergonhosa, escandalosa e podre situação.

    Kua ku Pligidentxi nom fla ça çétú… E glupú çé ça glangi, iôô diinem bila ça ku faca ku quêzú ni món diinem túdu djá. Módú de kabá kúê çó ça ka fatá. Nom ku meçê kaba kuê di védé ça pôcô! …

    • Coladura

      11 de Agosto de 2012 as 11:34

      Corecção: A frase ” Confronta o texto (Relatório) do Gabriel Costa ( Dr. G.C. ) e responda se vosso comentário faz algum sentido.

      Deve se ler:Confronta o texto (Relatório) do Gabriel Costa ( Dr. G.C. ) com vosso comentário e responda se vosso comentário faz algum sentido.

  10. Takora Mohamed

    11 de Agosto de 2012 as 11:17

    Meus caros compatriotas,

    O Ministério Público tem lesado o estado em várias ocasiões com a perda frequente de casos no Tribunal.

    Sendo o MP o garante da defesa do estado será que os orgáos de soberania ainda não perceberam que se trata de uma questão de competência dos que lá estão. O MP só consegue vencer quando se trata de roubo de fruta pão e banana.

    Sejamos sérios, ou estes senhores são todos uma corja de incompetentes como têm demonstrado ou estão deliberadamente a proceder sempre mal para tirarem daí algum benefício que um dia hão de explicar.

    Sr. Presidente da Repúbli Manuel Pinto da Costa
    Sr. Presidente da Assembleia Evaristo Carvalho
    Sr. Primeiro Ministro Patrice Emery Trovoada

    Tenham piedade deste povo e de STP retirem do MP a escumalha que lá está.
    São muitos atropelos consecutivos e frequentes.

    Com a pressa de prejudicarem o Sr. Delfim Neves desenvolveram toda uma investigação cheia de arbitrariedades, falta de profissionalismo, falta de moral e ética com o objectivo de tirar dividendos e no fundo só acabaram prejudicando o país.

    O Nino Monteiro calou a boca do Sr. Roberto Raposo com alguns euros e ficou encerrada a acusação que pendia sobre o mesmo em todo este processo, quando era ele quem a brasileira Mércia Radichi acusou de ter estado no Brasil fazendo compras dos produtos que vieram para STP Trading.
    PORQUÊ QUE ESTE SR. NINO MONTEIRO ATUAL BRAÇO DIREITO E ESQUERDO DO SR. PATRICE EMERY TROVOADA, DEIXOU DE FIGURAR NA ACUSAÇÃO QUE MOVIA O MINISTÉRIO PÚBLICO.
    O Sr. Patrice mandou o pária parasita do Roberto pura e simplesmente retirar a acusação sobre o Sr. Nino Monmteiro e por consequencia apanhou a boleia o Sr. Cosme Rita que também era acusado.

    Cito jornal Tela Non de 07/08/2009
    “«Determinado elemento da STP-Trading efectuou cerca de 4 viagens ao Brasil no período de Dezembro de 2008 a Abril de 2009 tendo sido essa pessoa compradora de grande parte dos produtos. Ela realizava as compras e solicitava a entrega nos armazéns indicados pela SAX. A SAX comprou parte dos produtos, mas a maior parte foi comprada por essa pessoa de São Tomé logicamente em parceria com a SAX», afirmou.

    O Téla Nón perguntou quem é essa pessoa? Mercia confirmou. «O senhor Nino Monteiro».

    STP é nosso e por ser assim um dia saberemos a verdade das verdades.

    Bem haja STP.
    Viva a República
    Viva a Justiça
    Viva a Liberdade

  11. Santosku

    13 de Agosto de 2012 as 7:05

    Mas é lamentável e vergonhoso.

  12. fala pouco

    13 de Agosto de 2012 as 12:07

    Armando Correia e Osvaldo Santana sao os dois inocentes dos cincos milhoes de dolares do Brasil, os culpados dos cincos milhoes sao conhecidos desta praça como comedor da massa deste Pais irmaos Monteiro e Delfim Neves, mas niguem faz nada sao conhecidos internacionalmente chefe da máfia santomense,nao podemos culpar os inocentes que nem sequer viajou a Brasil, nosso panina Rafael Branco ex primeiro ministro conhecedor e tambem um dos comedores,nosso cao de ovo Carlos Tiny ex ministro dos negocios extrangeiros tambem comedor da massa, sao esses que deviam estar sentados nos bancos dos reus para confessar onde foram os cinco milhoes dolar do BRASIL, mas que sujeira, RAFAEL BRANCO, CARLOS TINY IRMAOS MONTEIRO E DELFIM NEVES,so com Saotomé poderoso.
    FALA POUCO ESTA A FALAR MUITO NÉ MAS TEM QUE SER FUI………

  13. maria chora muito

    13 de Agosto de 2012 as 17:31

    PINTO DA COSTA PERDEU UMA OPORTUNIDADE PARA ESTAR CALADO. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA NÃO COMENTAS AS DECISÕES DOS TRIBUNAIS, AINDA NUM PAÍS ESTRANGEIRO. AONDE ESTA PAULO jORGE, AMARO cOUTO E O TAL ASSESSOR jURÍDICO. sÓ QUEREM ESTAR SENTADOS NO PASSANTE A RECEBEREM O BOM AR DA PRAIA. ACONSELHA MELHOR O PINTO. SE NÃO E VAI TER QUE PRESTAR CONTA DOS DESMANDOS DOS 15 ANOS NO TPI.

  14. caverna

    14 de Agosto de 2012 as 11:11

    É muito triste o que se passa no nosso país. Os nossos conterrâneos que governam essa república das bananas só pensam no seu umbigo ao ponto de sujeitar-nos a situação como a STP Trading. Entretanto, mais triste ainda, é ouvir as declarações do bastonário. No fundo ele sabe que houve tramóia nisto tudo e está a contribuir para que fique por isso mesmo. É lamentável que enquanto bastonário ele faz greve de fome para dar nas vistas e, em contrapartida, ele come enquanto advogado, porque um caso deste dá muito jeito. E se calhar há ainda um pouco de STP trading de baixo da terra. É bastonária tas a sair bem.
    Todos precisamos de comer. Mas, se me tivessem dito que fosses suspender a greve de fome para comer de stp trading não acreditaria…….

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo