Sociedade

Acidente bloqueia porto da ilha do Príncipe

Os navios que estabelecem ligações marítimas para a região autónoma do Príncipe, estão impossibilitados de atracar no cais da cidade de santo António.

Na tarde de quarta feira, uma operação mal calculada para retirar do barco uma máquina retro – escavadeira de 18 toneladas, fez com que a máquina tombasse para fundo do mar.

Várias são as intervenções feitas para retirar a máquina da zona acostável dos navios, mas até o momento, sem sucesso. No momento do incidente o técnico de operações que se encontrava no interior da referida maquina, pôs-se em fuga saltando ao mar.

Segundo uma fonte da empresa MOTA ENGIL, diligências têm sido feitas junto aos países vizinhos, em busca de ajuda para rapidamente repor a normalidade no Porto de Santo António. Enquanto isto não acontece, a máquina que é pertença da empresa MOTA ENGIL, ficará encalhado no fundo do mar, comprometendo as operações no único cais da ilha de Príncipe.

Fredibel Umbelina

    25 comentários

25 comentários

  1. homem de negocios

    24 de Janeiro de 2013 as 14:23

    Vamos vender são tomé,e divider dinheiro.

    terra com dirigente de má fé….

  2. Sun Zetado

    24 de Janeiro de 2013 as 14:45

    Infelizmente, mais um problema para o meu amigo Tozé. Para bem dos meus irmãos do principe, espero seja encontrada rapidamente, uma solução para resolver o problema. O Sto António e Sto Tome Poderoso imperará na solução deste incidente.

  3. Povo Pequeno

    24 de Janeiro de 2013 as 15:02

    Na tarde de “quarta feira”, uma operação mal calculada para retirar de “marco” uma máquina retro escavadeira de 18 toneladas, fizeram com que a máquina tomba-se para fundo do mar.

    Esse Fredibel escreve muito mal. O tipo ainda é tão jovem, mas é muito rebelde, arrogante e um tanto quanto vaidoso.
    Rapaz pára, aprende a trabalhar e deixa de coisas parvas e burrice.
    Curso superior não é tudo na vida, deixa de rebeldia!

  4. nora

    24 de Janeiro de 2013 as 16:02

    Meus Senhores deixemos de más intenções.
    A máquina é pertença da Empresa Mota Engil, que já esta a dar deligencias para a sua retirada na costa da ponte.

    E está provado que foi consequencia de uma má operação do maquinista. QUEM SABE SE O MESMO NÃO RECEBEU DINHEIRO DO ADI PARA FAZER ISSO. COMO FIZERAM COM O ARROZ NO GOVERNO DO RAFAEL BRANCO. NANCÉ CÁ TÁ MUNDÚ.

  5. linda

    24 de Janeiro de 2013 as 16:12

    antes de publicar os artigos tens que ler e corriguir os erros ta. isso só uma chamada de atensão p ñ fazer feio

  6. Taa-Sossegado

    24 de Janeiro de 2013 as 16:34

    É mais uma desgraça que se repete no Porto da Ilha do Príncipe. Caso para dizer que “tudo que é barato saí caro”. Esse Ditado popular aplica-se a essa situação. Acho que a MOTA-ENGIL tem dinheiro suficiente para, a semelhança que do fez o Sr. Herllingger, alugar um Barco Aríete para transportar uma grua daquele calibre e proceder a sua descarga numa praia do Príncipe.
    Palhaços!!

  7. NACIONAL_TB_É_BOM

    24 de Janeiro de 2013 as 17:39

    Epah…que texto mal escritinho. Contém erros de princípio ao fim. Nem o Word foi capaz de lhe corrigir? Penso que este jovem, esteve lá fora com pressa de regressar a sua Ilha, e não perdeu alguns horas a aprender alguma coisa extra-académica.
    Ora vejamos:
    Parágrafo 1: “estão ao invés de estarão.”
    Parágrafo 2: “Os navios que vêm estabelecendo ligações marítimas para a região autónoma do Príncipe, estarão impossibilitados de atracar no cais da cidade de santo António.”
    Parágrafo 3: “fez ao invés de fizeram”
    Parágrafo 4: “zona acostável do cais/porto ao invés de: acostável dos navios”
    Parágrafo 4: “Após incidente ao invés de: No momento do incidente” “o operador que se encontrava no interior da referida maquina (extremamente confuso. Qual delas?)” “pôs-se em fuga saltando ao mar..uffaaaa…pôs-se em fuga saltando….piada”
    Parágrafo 5: “O referido Porto ao invés de: no referido Porto. Enquanto isso não acontece ao invés de: Enquanto isto não aconteça” “o aparelho é pertença de ao invés de: o aparelho que é da pertença da empresa MOTA ENGIL”
    São alguns exemplos de erros grossos, nem fui a detalhes da pontuação e algumas faltas de concordâncias para não dizer (não frases). Abel por favor, põe opção vermelha na cor de letra dos cometários de modo que o pessoal possa dar uma ajudinha aos nossos jovens..! O que é nacional é bom, mas assim não!

  8. osvaldo pereira

    24 de Janeiro de 2013 as 17:53

    pela foto podemos ver que é uma escavadora hidraulica(giratoria) e não rétro-escavadora como foi colocado na peça,este jornalista tem que fazer o trabalho de casa primeiro antes de publicar algo para o povo,esperemos que a situação volte ao normal no porto o mais depressa possivel…

  9. arlindo fernandes

    24 de Janeiro de 2013 as 18:18

    E verdade isto e uma GIRATORIA nao e RETRO ESCAVADORA mas nao interessa o nome da maquina

  10. PACIENCIA

    24 de Janeiro de 2013 as 23:34

    Todos esses individuos que não estudaram no principe é uma praga, pela foto na da pra saber efectivamente que tipo de maquina esta submersa, mas vê-se logo que os que nada fizeram pelo principe ha mais de 4 decadas e não estudaram nem fizeram nada cedo acedem a esse espaço para destratar meu grande colega Fredibel, amigo um forte abraço direto do Brasil. E deixe esse pregos falarem o que quiserem. Linguas de trapo

  11. zeme Almeida

    25 de Janeiro de 2013 as 2:10

    Senhora {Nora}por favor durma mais um pouco que lhe fica muito bem, para refrescar o seu estado de memoria de pensar em coisas fantasmas.Eu acho que a senhora deve ter insonia.Memoria e tao curta para certas pessoas, que so pensam no mal.

  12. Elias Diekum

    25 de Janeiro de 2013 as 7:24

    *tombasse

  13. Elias Diekum

    25 de Janeiro de 2013 as 7:25

    retro escavadeira???

  14. Joãozinho

    25 de Janeiro de 2013 as 7:58

    Minha gente deixa de critica, vamos pensar numa maneira de resolver o problema

  15. Pretoguês

    25 de Janeiro de 2013 as 8:02

    …atirando-se para o mar…

  16. Pretoguês

    25 de Janeiro de 2013 as 8:04

    …Varias são as intervenções feitas para que pelo menos se se retira a máquina da zona acostável dos navios!???????…

    O que é isto!?

  17. dias

    25 de Janeiro de 2013 as 9:08

    Meus deus como é possível isso acontecer ainda por cima com uma empresa com tanta experiência como a Mota engil.não querendo ser pessimista mais não percebo isso.tudo vai correr bem e o princípe vai desenvolver -se mesmo com todos reves que possa acontecer.força malta vai correr tudo bem PRINCÍPE VENCERA estou ai com vocês

  18. Sam Ma Pixincula

    25 de Janeiro de 2013 as 10:37

    Aqui no Príncipe não somos vendáveis,ao contraio de muito de vocês la em S. Tomé, Sr a Nora!

    Não nos meta nas vossas falcatruas!

  19. dias

    25 de Janeiro de 2013 as 10:48

    Realmente Amigo fredi estou contigo o problema do princípe não esta em ti mais sim nas pessoas que ve coisas insignificante nas pessoas mais só querem mal do princípe obrigado pela notícias que nos da não liga os bestas

  20. Descendente dos contratados

    25 de Janeiro de 2013 as 11:34

    Já é tempo de S.Tomé ter portos em condições e com sistema Rol-on /rol-off.

  21. Felisberto Bandeira

    25 de Janeiro de 2013 as 12:09

    Numa operacao ou no trabalho nunca falta acidentes ,portanto isto e mas um acidente que aconteceu no decorrer do trabalho acredito que em breve tera solucao ,embora tem trazido alguns constrangimento a nivel de atracagem de Navios devemos dar gracas a Deus por nao ter causado algum dano fisico ,deixemos de palhacada e apresntemos ideias,opinioes que possam contribuir para edeficacao do nosso belo PAIS, VIVA S.TOME e PRENCIPE.VIVA PINTO DA COSTA, VIVA GABRIEL COSTA, VIVA TOSE CASANDRA.VIVA POVO DE S.TOME e PRENCIPE ,QUE DEUS NOS ABENCOE AMEM.

  22. pantufas

    25 de Janeiro de 2013 as 17:25

    Para a vossa informação a referida máquina já está fora dágua.

  23. tulipa

    26 de Janeiro de 2013 as 11:25

    Acho bem sim que,demos importância a forma como escrevemos e sendo caso achar atenção a pessoa quando cometidos os erros, de ortografias mas creio que o papel deste espaço informativo não é dar ou ter aula de português daí que é pena que diante de uma notícia desta a importância maior terá sido dada aos erros do jornalista do que propriamente uma palavra solidaria ao constringente que esse incidente causaria caso não fosse resolvido em pouco tempo.

  24. TÓLDO de MATO BRAVO

    27 de Janeiro de 2013 as 12:27

    O problema da máquina,ja está resolvido. O Fredibel esta de boa saude, e motivado para exercer as suas funções. Críticas ao Fredibel,deviam ser feitas as asneiras que o gov. do ADI cometeu a nação.

    É fácil imaginar quem está preocupado com o Frdibel, O Governo e a população do Príncipe têm fredibel como nosso grande homem da comunicação sócial e um excelênte chefe de serviço.
    E mais próprio quem fez a cramática portuguesa, hoje esta a corrigi-la através do novo acordo autográfico.

  25. Dinthi Peto

    27 de Janeiro de 2013 as 18:11

    Concordo plenamente com o que dizes Tóldo…. o Português já era….!!!! o importante é na minha opinião a passagem de mensagem e a mensagem foi passada nesta vias do tela non…. agora se não gostão daquele rapaz simpatico que eu pessoalmente conheço como lider em todos os sentidos “isto já é problema pessoal ” acho eu”, acho eu e o diga, porque o que ele tem feito ao nivel da nossa comunicação tem sido extraordinário. essa é a minha opinião e digo mais força Fredy e vá em frente….não ligues e nem respondas por favor esses comentários pateticos……. forçass o Príncipe conta contigo rapazzzz!!!!!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo