Príncipe promove conferência sobre o desenvolvimento

“Novo Ciclo de Desenvolvimento para São Tomé e Príncipe”, é o tema da conferência que decorre na ilha do Príncipe, promovida pelo Governo da Região Autónoma.

Governo Regional do Príncipe -Março/Abril2013

Programa

Dia 4 de MarçoCentro Cultural do Principe as 10 horas

Conferência “Transformação de São Tomé e Príncipe em Plataforma de Prestação de Serviço”

Orador: Dr. Joaquim Rafael Branco

Moderador: Eng.º José Cardoso Cassandra – Presidente do Gov. Regional do Príncipe

Dia 11 de Março – Centro Cultural Príncipe às 10 horas

Conferência: “Reforma da Justiça para Desenvolvimento”

Orador: Dr. Filinto Costa Alegre

Moderador: Dr. António Refel Sec. Regional para M. Ambiente

Dia 18 de MarçoCentro Cultural do Principe às 10 horas

Conferência: “O nosso mar: uma alternativa de desenvolvimento económico e humano”

Orador: Dra. Alda Bandeira

Moderador: Dr. Hélio Lavres Sec. Regional para Assuntos Financeiros

Dia 25 de Março – Centro Cultural do Principe às 10 horas

Conferência: “Os Condicionalismos do Desenvolvimento São Tomé e Príncipe”

Orador: Dr. Augustinho Fernandes

Moderador: Dr. Francisco Pina Gil Sec. Regional dos Assuntos Socias e Institucionais

Dia 8 de Abril – Centro Cultural do Principe às 10 horas

Conferência: “O papel do Turismo no novo ciclo; Visão Empresarial”

Orador: Eng.º João Gomes

Moderador: Dr. Silvino Palmer Sec. Regional da Economia

Região Autónoma do Príncipe, 1 Março de 2013

A Comissão

  1. img
    akeles Responder

    Príncipe não tem nenhum orador, será que ali na ilha ninguém percebe do desenvolvimto

    • img
      Imperador T-Zé Responder

      São amigos de Tó Zé que tem estado a promover. Tó Zé não dá valor aos filhos de Príncipe só os familiares dele, é que tem safado naquela ilha. Ele diz uma coisa e faz outra. To zé tem diretores no Príncipe com menos habilitação do que muitos jovens que lá estão porquê não promover esses jovens, quem estuda mais tem ser acarinhado e deve ter oportunidade de crescer, hoje dia vê-se em São Tomé ministro com 30 anos. Tó Zé, muda de atitude se não, vais ter problemas.
      Até mete nojo quando vai-se para o Príncipe, em todos lugares chaves só lá estar os Cassandra e Umbelina, será que Príncipe não tem mais gente?
      Não há império que perdure para sempre cuidado. Se tiveres dúvida no que acabei de escrever telefone ao Kadafi lá no além, ele saberá explicar-te melhor.

      • img
        Felismina de Rua Nova Responder

        Nada disso. Toda a gente que vive cá no Príncipe sabe que não existe isto que o senhor está falando. Não vem com política de família porque isto não pega. Se o senhor é preguiçoso vai trabalhar, vai estudar. O Tozé tem feito uma boa governação, sim senhor. O senhor conhece a composição do atual governo Regional do Príncipe???? O senhor conhece os Directores Regionais dos diversos sectores? Venha para cá ver com os seus olhos. O senhor é um desses intriguista, mentiroso, olho cheio, preguiçoso e até feiticeiro, que passa a vida a culpar os outros pelos seus erros e fracassos. Eu agradeço ao Tozé por aquilo que ele está a fazer pelo Príncipe. Atrair investimento estrangeiro, criar emprego para os jovens, dar bolsas de estudo aos estudantes, etc. O que é que o senhor quer mais????? Deixa o rapaz em paz, por favor. O senhor é feiticeiro e não faz mal ao filho de gente.

        • img
          VOZ DO POVO Responder

          O que ele disse é purra verdade no principe so tem Cassandra e Umbilina nos alto cargos politico nem sempre idade é sinonimo de espriencia na ilha do principe tem que da mais oportunidade aos jovem estou a falar isso por eu sei Pricipe tem bué de jovem com qualificação governo fica só apostar nos velho temos que mudar de atitude e comportamento aposta mais na juventudo futura é da juventude por isso deixa juventude preparar o futuro…

          • img
            João de Picão

            Jovens não é sinónimo de competência meu amigo. Sobretudo quando estes jovens vêm de cursos superiores com qualificação profissional mas sem qualquer experiencia técnica, política, de organização ou mesmo profissional. Os jovens têm que ter experiência no terreno em primeiro lugar, aprenderem mais, lerem mais, estudarem mais, dedicarem mais ao seu ramo de formação e outros ramos de ciência e técnica e no fundo demonstrarem que estão preparados para darem o salto para tarefas de maior qualificação e exigência. Em que país do mundo um jovem acaba a formação, não tem qualquer experiência e quer ser logo governante??? Isto é uma brincadeira ou quê???? Se estes jovens ainda não desmonstraram que são capazes no seu ramo de formação como é que querem ir para o governo????
            O Tozé tem neste momento um governo constituído por pessoas que já demonstraram na sua vida e profissão, no interior do país e no estrangeiro, que são capazes de fazer coisas???? Quem no Príncipe tem um currículo profissional do senhor Silvino Palmer??? Quem no Príncipe tem um currículo do senhor Francisco Pina Gil? Quem no Príncipe tem um currículo do senhor Raffel????? O Príncipe neste momento está muito bem servido. Eu tiro o meu chapéu ao Tozé. Já acabou o tempo de se meter nos governos centrais ou regionais jovens formados só porque são formados. Isto já acabou. Agora é tempo dos jovens mostrarem valor e só depois reinvidicarem lugares para o governo. Qual é o jovem cá no Príncipe, daqueles que acabarm formação nos últimos anos,que fizeram alguma coisa de fiundo para o desenvolvimento do Príncipe??? Algum deles apresentou algum estudo de fundo sobre a nossa agricultura regional e formas de melhorá-la de acordo com aquilo que aprendeu na faculdade?? Algum deles apresentou algum projecto para organização da administração regional??? Algum deles apresentou algum estudo para a reformulação ou melhoramento do estatuto político administrativo da região???? Algum deles apresentou alguma obra escrita sobre a cultura do Príncipe??? Algum deles escreveu algum livro sobre a história do Príncipe???? Algum deles escreveu alguma coisa sobre a fauna e flora do Príncipe ou sobre a floresta do Príncipe????Algum deles escreveu alguma coisa nos jornais sobre a realidade social, económica e cultural do Príncipe???? Se não fazem nada disto aqui no Príncipe como é que querem ir para o governo?????? Sinceramente…

          • img
            Estevão

            Senhor Voz de Povo, o senhor é um grande brincalhão. O senhor acha que os jovens só pelo facto de term um curso já devem ir para o governo???? Isto é uma brincadeira ou quê??? O senhor quer comaparar estes jovens cá do PRÍNCIPE que ainda não provaram nada a ninguém de que são capazes de fazer que estão em condições de irem para o governo???? Governar é uma brincadeira ou quê??? O senhor quer comparar o senhor Drº Silvino Palmer ou senhor Drº Francisco Pina Gil com estes jovens que ainda não demonstraram que são capazes???

          • img
            Papagaio

            Sr João de Picão!

            Compreendo perfeitamente o seu raciocino, em dizer que os jovens têm que demonstrar as suas qualidades e ganhar experiência antes de se ingressar nos serviços do Estado. Mas discordo por completo e acho-lhe um iracional quando diz que os jovens têm de apresentar alguns estudos, livros, coisas de género para se ingressar nos quadros profissionais. Se bem investigares vais ver que maior parte do do estudo cienífico apresentado no mundo só 1% é dos cientistas africanos.
            Retomando a sua escandalosa opinião de que os jovens têm que escrever algo sobre a cultura, biosfera, e sobre a ilha, neste caso, tinha-mos qe demitir todos os funcionarios velhos e novos porque muito deles não escreveram livro nenhum.
            Gostaria que me respondesse o porquê de nos gabinetes regionais estraem cheios de miúdas sem formação nenhuma, e vão ao serviço com certos trajes denominados de (TCHUNA)?

          • img
            Papagaio

            A sociedade está tão em crise que as pessoas estão a abdicar da sua liberdade. rejeitando o princípio de contraditório.

      • img
        João de Picão Responder

        Senhor Imperador, brincadeira tem hora. O senhor é a unica pessoa que diz da governação do Príncipe. O senhor deve estar lá na europa a lavar pratos e por isso eu compreendo a sua frustração. Venha para cá ver a ilha do Príncipe que o senhor deixou quando saiu daqui. O senhor devia ajoelhar e gradecer ao Tozé por aquilo que ele tem feito ao Príncipe.
        Não se esqueça quando o senhor pretender matar filho de gente que ele tem cá amigos prontos a defendê-lo por aquilo que ele tem feito por nossa terra. O senhor que venha para cá experimentar fazer o que o senhor prometeu. Eu dou-lhe aquilo que o senhor quer. Venha, por favor. Eu próprio tratarei de si impiedosamente se é isto que o senhor quer. Mal agradecido.

        • img
          João de Picão Responder

          Senhor Papagaio
          Eu afirmei que os jovens devem apresentar estudos ou trabalhos e reafirmo tudo o que disse. Eu não estou a falar de estudos científicos, com carácter académico, necessariamente. Eu sei que o senhor compreendeu perfeitamente o que eu disse. A não ser que o senhor não sabe a diferença entre estudos científicos de carácter académico e estudo de carácter reflexivo cujo objectivo não é fazer propriamente ciência. É isto que o senhor faz referência. O senhor pode escrever sobre a nossa Dêxa, a nossa língua e não estar, necessariamente a fazer ciência no sentido mais restrito da palavra. O senhor acha que só um cientista pode falar sobre a dêxa???? O senhor acha que só um cientista pode falar sobre a nossa língua? O senhor acha que só um cientista pode falar sobre os problemas concretos da nossa floresta ? O senhor acha que só um cientista pode falar sobre os nossos problemas na saúde e formas de o combater? O senhor acha que só um cientista pode falar de uma hipotética reforma para a nossa agricultura. Aliás já existem estudos destes feitos há muito e só faltam ser lidos, sistematizados, organizados e eventualmente aplicados no terreno. Um jovem ambicioso que quer ser político ou governante, ou mesmo bom técnico, nâo pode ir procurar estes estudos, lê-los e fazer deles uma nova realidade?
          Isto não tem nada a ver com 1% de africanos que fazem ciência como o senhor afirmou. Não é isto que eu estou a referir. Eu vivo cá no Príncipe, há 57 anos e sei do que falo. Não estou a exigir os jovens que façam ciência ou que escrevam livros empolgantes sobre ciência ou coisa do género. Mas que comecem a acabar com o vício de que toda a gente pode ser governante mesmo não tendo condições para o ser. É isto que aconteceu durante muito tempo cá no Príncipe e mesmo em S.Tomé.
          Conheço alguns quadros do Príncipe que mal chegam cá na ilha começam logo a competir uns com os outros para serem diretores, secretários regionais e ocuparem outros cargos. Para quê se ainda não provaram o seu valor como profissionais e como políticos?
          Temos que encontrar um critério que possa contribuir para selecionar as pessoas de forma a premiar aqueles que são de facto bons e têm uma atitude de inovação e empreendedorismo que possa contribuir para que a nossa querida ilha avance e progrida.
          Se antigamente o critério era o de levar para o governo pessoas menos capazes só pelo facto delas terem um curso, isto tem de acabar.
          As pessoas não têm necessariamente de escrever um livro mas têm de ter ideias claras sobre a realidade específica da ilha, num sector, e um currículo demonstrativo da sua competência na área que vão tutelar.
          Como é que se pode saber isto? É lendo algum trabalho que a pessoa fez sobre uma ou mais área de governação ou ouvindo a pessoa a falar sobre esta mesma área associando tudo isto ao currículo académico e profissional da pessoa. O senhor acha que isto é pedir muito aos jovens? Eu não conheço a realidade lá fora, na europa ou noutros países. Mas em Cabo Verde eu sei que é assim que se faz. Não vai ninguém para o governo que não tenha dado provas de conhecimento sobre o sector que vai tutelar. Isto só se conhece com leitura de obras feitas por estas pessoas, artigos nos jornais escritos por estas pessoas, opinião destas pessoas nos fóruns ou conferências realizadas, etc.

          • img
            Papagaio

            Muito engraçado esse Sr. João de Picão.
            Amigo em São Tomé muito menos no Príncipe, não se irá nunca escrever artigo algum para um governo que não compactua com novos ideias, ou princípio de contraditório.
            Segundo o vosso lema de que “quem não está connosco está contra nós”, quem quiser dar que dá, não interessa o que fazemos com o mesmo” vai vos deixar morrer na onda de ignorância.

      • img
        Arroz de Polvo Responder

        Mas este imperador está lá na europa a custa de subsídio de desemprego e anda a mandar bocas. Eu estou a espera quando o subsídio de desemprego acabar e o senhor ficar sem casa, cama e comida, onde é que o senhor vai.
        Fica sabendo o senhor que o Tozé tem feito um trabalho extraordinário para a ilha do Príncipe. Não se esqueça que se o senhor é do Príncipe eu também sou e sobretudo vivo aqui e não tenho pretensão de ir para a europa viver. Esta terra também é minha. Se o senhor quiser matar o Tozé como o senhor declarou o senhor tem que matar primeiro. A Terra também é minha.

      • img
        VOZ DO POVO Responder

        Esse é o vosso grande erro esse é o tabu temos que abre a nosssa mente alguma vez derram jovem oportunidade para eles mostrarem o que vale sempre a mesma coisa os “jovem não tem experiencia” isso é passado meu caro joão de picão…

      • img
        VOZ DO POVO Responder

        Caro joão de picão e estavão a verdade doi é mesmo assim alguem tem que falar a verdade e esse alguem é o VOZ DE POVO…

    • img
      Flávio Responder

      Estupidez!!!! E quando um natural do Príncipe dá conferência no Príncipe ou em S.Tomé, porquê que você não pergunta se S.Tomé Não tem orador???? Parem com esta coisa de divisionismo sem sentido. Há limites para a ignorância. Eu mesmo já assisti várias palestras dadas por gente do Príncipe em Portugal, em S.Tomé e no próprio Príncipe. Deixem de divisionismo e preocupações patéticas. Isto é próprio de gente ignorante. Fui

      • img
        akeles Responder

        Sr Flavio, vai viver no Principe pra conheceres o pais real, e n venha

    • img
      VOZ DO POVO Responder

      você quem não percebe de desenvolvimento não põe raiva a frente para falar besteira não devemos subistimar ninguem isso é um grande erro, guarde isso contigo para todas sua vida nunca subistime alguem…

  2. img
    A.t Responder

    Os do Principe mandam bocas dizendo que gente de Principe tem «que esta nisso naquilo etc» Agora respondem porquê que Principe não tem nehum orador na sua conferencia que tinha que ser gentes somente de S.Tomé? os do principes todos são moderador só afabal não são inteligentes então mostra têm medo?

    • img
      Senhor não Brinca Mata rápido Responder

      Quero apenas informar ao senhor A.T, de que a ignorância, é a sabedoria dos burros.
      Quando se não tem uma informação, busque de quem as tem.
      Muito obrigado.

  3. img
    Aledunha Responder

    Vai chaguar Akele. Seja encorajador, deicha de criticas. O homem (Toze) ta a fazer um bom trabalho. Forca Toze.

    • img
      akeles Responder

      Aledunha, Trb de To Zé não esta em causa…para o desenvolvimento seria bom ter tb pessoal de Principe falando sua experiencia, ou acham que s.tomé esta mto desenvolvido sr Aledunha, e é bom k aprenda aceitar opimiao de outro e n ver as coisas como critica…O k é Chaguar… por acaso é isso a unica coisa do desenvolvimento que aprendes-t com To Zé no Principe…..

  4. img
    jonas Responder

    Conferencia de desenvolvimento promovida por pessoas que ja estiveram no governo e nao poseram em pratica nada que porpocionasse o desenvolvimento de STP, pelo contrario, alias seria bom que alguns dos oradores falassem de corrupcao pois e uma area ao qual dominam bem.

    • img
      Ana Maria Responder

      Olhá este feiticeiro chamado Jonas. Eu vou preparar uma comida para você. Vocês pode vir para o Príncipe. Eu estou a tua espera.

  5. img
    Paracetamol 500mg Responder

    Meus caros, tantas discussões! Mas o Sr. Rafael Branco é homem que se prese para participar numa conferencia com este teor? Foi ministro em todas as vertentes, não fez algo que preste, a não ser a estrada da Praia Francesa…

    • img
      leonardo mateus Responder

      Vocês não dão valor a pessoas inteligentes como o Dr. Rafael pois têm ciúmes dele e inveja. Só os saotomenses não valorizam os nossos, seja ele Dr. Rafael, Filinto ou João Gomes. Tó Zé Cassandra ou mesmo Jesu Cristo. Não reconhecemos pessoas humildes com o Dr. Rafael. Ele é humilde e está sempre a apreender e estudar. Qual estrada de Praia Francesa que ele fez! Seu mentiroso mendigo! Faça críticas construtivas e fale daquilo que você sabe. Não levante falsos testemunhos a ninguém.
      Só talvez os estrangeiros poderão um dia dar valor aquilo que é saotomense, precisamos de estrangeiros para vir nos dizer quem é quem em são tomé. Um dia Deus fará justiça a todos os filhos de são tomé que querem fazer algum pelo país mas pessoas ODIOSAS COMO VOCÊ, que não têm solução para nada nem tentam fazer nada só sabem criticar e mendigar. Você conhece o Dr. Rafael de onde? Sabe onde ele cresceu, viveu? Sabe quantos irmãos e vizinhos ainda quando jovem ele ajudou? Você sabe onde é lucumi, onde ele viveu num quarto com 7 irmãos?
      Fale de coisa que você sabe, sou mendigo, parasita, sem massa cinzenta, que só sabe criticar e não sabe faze nada a não ser escrever baboseiras neste blog! Investigue a vida do Dr. Rafael de verdade sem paixão, sem ódio e objectivamente. O Deus vai te castigar um dia, a você e todos aqueles que falam sem conhecimento de causa, só porque uns que querem que ele se fique ofendido é que pode falar tamanha barbaridade. Fique sabendo, que ele nem vos liga! Façam tudo o que quiserem, riam-se dele, que ele nem se importa, ele vos dará a outra face, como Jesus Cristo, virou a outra face. Vocês não passam de uns traidores, por vossa causa é que o país anda assim. Que venha o Patrice para vos ensinar e vos dar chicote, pois vocês merecem o Patrice. Sim o Patrice é que é bom para vos castigar e escravizar vendendo vocês como escravos.

    • img
      leonardo mateus Responder

      São Tomé não está ameaçado pelas pessoas más, e sim por aquelas que permitem a maldade como você! Por isso É melhor calar-se e deixar que as pessoas pensem que você é um idiota do quer escrever e acabar com a dúvida. As pessoas comuns como você pensam apenas como passar o tempo escrevendo maldades. Uma pessoa inteligente tenta usar o tempo, dando conferências ensinando e aprendendo! A virtude neste mundo é sempre maltratada.
      Paracetamol, fique sabendo que “ O maior líder é aquele que reconhece sua pequenez, extrai força de sua humildade e experiência da sua fragilidade.

      E um conselho: Pare de tomar paracetamol, pois ficaste com a mente danificada. De tanto tomar paracetamol que teu cérebro ficou agitado, pequeno, queimado, subdesenvolvido! O teu cérebro em vez de 10 bilhões de células só tem 1 dezena!

  6. img
    Olivio Diogo Responder

    Força To Ze, estamos contigo. Não vou sustentar essa discussão, a ideia é distrair-te do essencial.
    Todos reconhecemos o teu esforço abnegado para trilhar o caminho de desenvolvimento para região autónoma do Príncipe.
    Olívio Diogo

    • img
      akeles Responder

      Sr Olivio, pelo visto sr deve estar a procura pra também participar na conferencia, sabemos k sr gosta de mostrar… e tb ali tem oradores em kem sr se calhar inspira….

  7. img
    VOZ DO POVO Responder

    As grandes ideias começam no papel, mas se não sair do papel para por em pratica não passa de uma grande ideia.
    Quer dizer com isso o desenvolvimento do principe tem que sair do papel tem que por as ideias em praticas insentivar os agricultores a produzir mais e tambem pensar na exportação não só isso, apostar na fornação dos jovem ja passarm os tempos que agricultura pesca pecuaria chegava para desenvolvimento de um pais agora temos que ter mão de obra qualificadas pessoas com conhencimento na area aonde trabalham juntamos tudo isso com uma boa governação isso vai longe.
    É verdade que Tó Zé fez muito para principe mais isso não chega tem que que fazer mais povo confiou nele para governar nossa ilha é muita pequena para tanto descontentamento gostaria um dia ver todos a falar bem do meu principe.
    Sou do principe e tenho orgolho de o pertencer.
    Obrigado por nos manter informado…

  8. img
    Barão de Água Ize Responder

    As Conferências são sempre importantes quando há vontade firme de alterar a realidade. Todos o participantes podem orgulhar-se de ter obra feita a favor do povo Sãotomense? Onde estão as condições económicas, minimas, para pôr em prática nem que seja 10% do que foi dito pelos excelentes participantes? O tempo das ilusões tem que acabar na nossa terra.

  9. img
    OBSERVADOR Responder

    São Tomé e Príncipe, é um único Estado. Portanto, ser de São Tomé ou de Príncipe, significa mesma coisa. Acho o que deverá contar, são as competências. Quando se reclama que Príncipe deve fazer-se representar, é muito falso. Pois, a quando da composição do elenco da Governação na Região de Príncipe, dever-se-ia fazer incluir elementos que nasceram em São Tomé, para acabar com esse divisionismo, que verifica em São Tomé e Príncipe. Se no Governo Central, não deve haver distinção, então nos governos regionais, nunca deveria haver distinção. Todos, mas todos em prol de desenvolvimento do nosso belo País. É verdade, que próprio os naturais de Príncipe, é que tem criado essa divisão. Muitos mentores dessa divisão, são filhos “dos pais que foram para o Príncipe se estabelecer, é que são mais arrojados. Portanto, vamos deixar de nos dividir, porque com essa atitude, nós não vamos ao lado nenhum e estamos só a ficar distraídos e o tempo está passando. Vamos todos de mãos dadas, para desenvolvermos a nossa terra, São Tomé e Príncipe.
    Senhores, reparem, de que o Sr. SALOMÉ, é um natural de Príncipe, que se bate muito nesse assunto, gerando divisão entre nós SANTOMENSE. Mas, o seu Pai BARBOSA, é natural de SANTO AMARO, Distrito de LOBATA. O Sr. CARLOS PINHEIRO, é Filho de um natural também de CHANGRA, Distrito de LOBATA. e a sua mãe é uma CABOVERDIANA. é há mais furiosos por ai fora, nessa matéria. Acordem meus Senhores.

Deixe um comentario

*