Japão financia instalação de centro de reciclagem de lixo na ilha do Príncipe

No quadro do projecto do Governo Regional do Príncipe, de preservação do ambiente da ilha ainda virgem, o Governo do Japão decidiu ajudar a região autónoma a preservar o seu estatuto de reserva mundial da biosfera. O projecto está avaliado em cerca de 92 mil euros.

O financiamento do Governo japonês, para construção de um centro de reciclagem de resíduos sólidos e o respectivo apetrechamento, está avaliado em cerca de 92 mil euros, e vai ser executado pela ONG TESE, liderada por Maria Teresa Mendizabal Perez, baseada no Príncipe.

O acordo de financiamento foi assinado no último sábado na cidade de Santo António, pelo embaixador do Japão com residência no Gabão, Masao Kobayashi e o secretário do governo regional para as infra-estruturas e meio ambiente, António Refel Raposo.

O financiamento do Japão é um donativo, que vai dar corpo ao projecto de promoção e valorização dos resíduos sólidos na região Autónoma do Príncipe. «O Governo do Japão pretende contribuir nas acções do Governo da Região Autónoma do Príncipe, para preservação do ambiente, desenvolvimento económico, promoção da agricultura biológica e melhoria da saúde pública», explicou o embaixador nipónico, numa nota que fez chegar à redacção do Téla Nón.

O centro de reciclagem do lixo, a ser construído na zona de Porto Real, será equipada com um picador de lixo, uma máquina para processamento de vidros, um equipamento de limpeza que funciona a alta pressão, e uma mesa de recepção e análise de resíduos sólidos.

O financiamento japonês, vai permitir também a reabilitação da estrada que dá acesso a zona onde será construído o centro de reciclagem dos resíduos sólidos.

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    Faustino Responder

    Bom trabalho. Mesmo não sendo do Príncipe só tenho que reconhecer que existe ai um caminho escolhido e pensado para atingir um desenvolvimento a médio prazo. Há a aposta no desenvolvimento sustentável, há atração de investimento estrangeiro, há dinâmica política e institucional, há gente com qualidade no governo que quer fazer coisas, há estabilidade, existe um Plano de Desenvolvimento… Continuem assim. É desses exemplos que todo o país precisa. Parabéns Príncipe. Parabéns governantes do Príncipe.

  2. img
    Aledunha Responder

    Acho q o Toze deveria ser o chefe do governo central de STP. Uma ilha q foi abandonada pelo governo central a muitos anos, especialmente no tempo do Srs Do MLSTP, esta a dar passos gigantes no desenvolvimento. Um ilhinha sem meios financeiros. Viva Toze, Viva Toze, Viva Toze. Q DEUS lhe abencoe

  3. img
    Lucio Responder

    Boa iniciativa. Parabéns.
    Lucio

  4. img
    VOZ DO POVO Responder

    O financiamento do Governo japonês, para construção de um centro de reciclagem de resíduos sólidos na Ilha do Príncipe é um passo muito importante para ilha.
    Agora o governo tem que promover mais a campanha de separação do lixo na Ilha, parabens governo do Príncipe.
    Governo tem que procurar esse tipo de financiamento separado de governo central porque em S.Tomé entra vários apoio para S.T.P mas que a Ilha do Príncipi não vê quase nada.

  5. img
    Telavive Responder

    O sr. Toze deve continuuar no Principe por mais alguns anos! Caso venha para S. Tomé para ser 1ºMinistro, será de certeza capanga dos pecedistas.

Deixe um comentario

*