Paralisação geral do sector da saúde desde as primeiras horas de segunda feira

Médicos, enfermeiros, técnicos das análises clínicas e de radiologia, todos aderiram a greve que paralisou o sistema nacional de saúde. Para além da melhoria das condições de trabalho, exigem a implementação da carreira profissional.

Bemvinda Vera Cruz(na foto), médica e porta voz da União dos Sindicatos do Sector da Saúde, garantiu ara o TélaNón a paralisação de todos os serviços. «Estamos em greve. Os médicos estão todos fora do serviço. Apenas garantimos o serviço mínimo para casos de urgência.. Temos uma médica e um enfermeiro no banco de urgências, para garantir esse serviço mínimo», declarou Bemvinda Vera Cruz..

No hospital Central Ayres de Menezes, a aderência a greve foi a 100%, o mesmo aconteceu em todos os centros de saúde do país. «Há greve concretizou-se porque não houve negociação prévia», reforçou Bemvinda Vera Cruz.

Segundo a porta voz da União dos Sindicatos da Saúde, só no último sábado, a União Sindical, conseguiu reunir-se com o Primeiro Ministro Gabriel Costa.

Reunião que produzi uma acta na qual o executivo, comprometeu-se em plasmar de forma mais clara possível, no Orçamento Geral do Estado para 2013, a implementação da carreira profissional para os profissionais da saúde. «O governo comprometeu-se em escrever de forma clara no Orçamento a implementação da carreira dos profissionais da saúde,  e também garante as negociações para definição de tudo a partir de quarta – feira», explicou a porta voz.

Esta manhã na Asssembleia Geral, os trabalhadores decidiram avançar mesmo com a greve, exigindo que a posição do Governo definida na reunião do último sábado, passe a ser expressa num despacho assinado pelos ministros do plano e finanças e da saúde. «Só assim poderemos estar seguros. Só com a emissão do despacho», frisou.

Segundo Bemvinda Vera Cruz, a greve dos profissionais da saúde não será levantada, mesmo depois das negociações previstas para esta quarta – feira. Ela só será suspensa. «Greve pode ser suspensa. Podemos suspender ainda hoje se esse despacho for feito e assinado pelo ministro das finanças e pelo ministro da saúde. Imediatamente suspenderemos a greve. Não é levantar a greve. Só levantaremos a greve quando tivermos a confirmação de tudo, nomeadamente que o salário de base vai ser real, a maneira como o governo pretende pagar, tudo isso terá que estar plasmado para então levantarmos a greve», detalhou a médica que lidera a união sindical do sector da saúde.

A implementação da cerreira profissional é assim a prioridade número 1 dos profissionais da saúde. O salário de base de um médico está avaliado em 3 milhões de dobras, cerca de 122 euros. « Eu, por exemplo, trabalho há 19 anos como médica, mas continuo a ser técnica superior de terceira classe. Então a carreira profissional visa colocar cada coisa no seu lugar. Definir quem é médica principal, da primeira categoria, da segunda etc, e o mesmo para os enfermeiros e técnicos», explicou.

Questionado pelo Téla Nón sobre a proposta dos profissionais da saúde para fixação do salário de base no sector, Bemvinda Vera Cruz, disse que «essa resposta não pode ser dita. Fica no segredo dos deuses».

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    Polvo Responder

    Esperemos que o Governo resolva essa situação situação o mais rápido possível, ao invés de prometer projectos Utópicos.

  2. img
    nora Responder

    PERGUNTEM AOS SENHORES ÓSCAR MEDEIROS E ÂNGELA PINHEIRO O QUE FIZERAM JUNTO DOS SINDICADOS DA SAÚDE.

    GREVE FORJADA… NÃO PODE SER.

    • img
      VABÚ Responder

      “nora”, quem reivendica de que pode fqzer melhor e consequentemente assalta o poder, tem a obrigação de o fazer. A Angela e o Oscar medeiro não têm capacidades de manusear os médicos, enfermeiros e técnicos de saúde. Estes funcionarios estão a defender os seus direitos. Deixe de ver politiquesse em tudo e va fazer o melhor para o país.

    • img
      Mimi Responder

      Vai-se tapar os furos para responder às exigências legítimas de carreira dos médicos e outros, uma vez que a saúde da populaçao é fundamental. Há muitos bons profissionais na saúde. Mas é necessário ter em conta que há gente no sistema que existe para fazer nada, que simplesmente nao sabe o que está lá a fazer, já que “está em greve” todos os dias naquele hospital. E estes têm consciência do que estou a dizer. Só quem nao frequenta o hospital poderá ver e dizer o contrário. Por isso nem todas as reivindicaçoes sao justas aos olhos dos utentes. E nem todos os reivindicadores merecem reivindicar, já que nao cumprem o seu papel mesmo (muitos por terem sido mal treinados, outros mal habituados, outros por nao saberem e outros por simplesmente se desleixarem). Penso que uma reivindicaçao muito válida, seria exigir tambem a avaliaçao anual de desempenho, já que esta deve acompanhar a progressao na carreira.

    • img
      Mimi Responder

      Tivera o governo anterior feito o que prometeu, ja que o hospital foi um dos seus trunfos de campanha, hoje os medicos e pessoal de saude estariam a gozar de muito boa saude. Teriamos o prometido hospital de “7″ estrelas, medicamentos, equipamentos e todo o resto para dar e vender à vontade, se calhar até nem mais evacuaçoes teriamos. Agora o dito ficou por nao dito, vem a greve depois de quatro meses e pergunto: Porque nao se reivindicou antes?

  3. img
    HLN Responder

    Eu concordo plenamente com a greve levantada pelos profissionais de saúde do nosso hospital,de forma a melhorar o serviço basico aos nossos utentes,e melhor condições de serviço aos Profissionais. Quanto ao salario podem esperar o país não tem dinheiro e os médicos e os enfermeiros não fazem muito por merecer, pior ainda nem os aparelhos necessario temos, deviam é aumentar os que ganham menos, pessoal da limpeza, conzinha esses sim, salario é mesmo miseravel.

    E bom também que fique difinido quando os profissionais cometem, crime por nigligências, sessam vida humana, maus tratos e que sejam responsabilizados por por seus actos, e se possivel dependendo da gravidade do acto, perderem a carteira profissional. os profissinais do nosso hospital pensam que o utente é culpado de tudo, Mantenhem uma relação humana com o doente pessima, de médicos aos enfermeiros.o que passei neste hospital não desejo ao meu inimigo.
    Viva a democracia, e que Deus abemçõe STP.

  4. img
    grevegeral Responder

    Quando o corpo humano foi feito pela primeira vez, todas as partes do corpo queriam ser o chefe.
    O cérebro foi o primeiro a dizer:
    – Como eu sou o órgão que controla tudo e sou o único capaz de pensar, eu serei o chefe!
    As pernas disseram:
    Nos conduzimos todo o corpo, nos e que devemos ser o chefe.
    Os olhos reclamaram:
    – Nos, somente nos, que vemos todas as coisas, avisamos da iminência do perigo, nos devemos ser o chefe.
    E assim prosseguiu a discussão, coração, pulmões, todas as partes queriam ser o chefe. Quando a discussão pegava fogo, ouviu-se uma voz:
    – Eu Serei O Chefe!
    Era o Cu, que finalmente dava a sua opinião. Todos caíram na gargalhada. Como poderia o Cu ser o chefe? Feio, todo enrugado, foi aquela gozacao. O Cu ficou triste, chateado e resolveu sair da reunião. Decidiu então fazer greve: O Cu parou de trabalhar, não mais cagou! Poucos dias depois o cérebro estava febril, os olhos ja nao conseguiam abrir, o coração nao batia direito, os pulmões não aguentavam. Era um mal estar geral.
    Entao todos se reuniram e imploraram pra o cerebro deixar o Cu ser o chefe, caso contrario o corpo morreria. Assim aconteceu, cada parte fazia o seu trabalho e o cu chefiava. Era uma cagada atrás da outra . . .
    Moral da Historia:
    Para Ser O Chefe Não E Preciso Ter Cérebro. Basta Ter Cu E Fazer Suas Cagadas De Vez Em Quando…

    • img
      HLN Responder

      Valeu, é o que anda STP cada um fazendo sua cagada.

  5. img
    budo batxada Responder

    AVANTE!

  6. img
    Isto está a piorar diz Responder

    Assaltaram o poder e estamos a espera. Resolvam imediatamente o problema dos médicos, enfermeiros e tecnicos, caso não isto vai piorar. Assaltaram o poder para mudar o país, então muda. Esatmos a espera. Resolvam imediatamente, caso não vou tomar uma decisão.

  7. img
    Assuncao Responder

    Nao acredito k seja forjada,o sistema nacional de saude esta deficitaria,’e preciso haver entendimento das partes,os Governos tem a mania de olharem mal para este instituto k ‘e a greve,se ha greve ‘e porque as coisas andam mal,os sindicatos tb tem de ser razoaveis no pretenso objetivo,ate onde o Governo/Estado pode dar,fazer,conhecer as condicoes reais do pais e depois conversarem,agora a demora para conversar e achar que as greves sao descabidas deixa tudo e todos em desvantagem,os doentes sem assistencia,tudo piora.Portanto a Senhora dra Bemvinda,so lhe posso dizer APOIADO. Forca ai, para o bem dos pacientes e do pais, tenho dito e todos sabem que a saude deve ser prioridade para qualquer agenda estatal.
    Com cumprimentos.

  8. img
    João Carlos Responder

    Pensava que iriam para poder passear, não sabiam dos problemas e agora, como vão revolver????Parece que a coisa é seria mesma…Será que todos os grevistas que estão ai são do “ADI”???

  9. img
    Isto está a piorar diz Responder

    Já assaltaram o poder e ao invês de resolverem o problema do país estão ai com promessas falsas, a mostrar até o lugar onde existe nacotrafico de droga, outro é branqueamento de capital, credo este governo, vocês têm coisa para se preocupar. A situação do povo piorou nesses últimos meses, o custo de vida aumentou, o povo já está cansado com tudo isto, resolvam mais rápido possível a greve dos médicos porque a nossa vida está em perigo. Gabriel Costa, o senhor e seu governo está a acabar connosco, estamos cansados, por favor é melhor entregar isto ao ADI, parece- me que a coisa estava melhor, Deus vem ao mundo, porque é demais, até quando?

  10. img
    Quase la Responder

    Que os médicos e qualquer trabalhador deva m ser pagos de acordo a quantidade e qualidade dos serviços prestados, nisso gritamos juntos.
    Não entendia porquê se insistia na greve mesmo sabendo que já estaria proposto as melhorias no Orçamento Geral do Estado (OGE). Mas agora percebo que a falta de garantias (assinaturas) da parte governo seria deveras assustador para quem já tem sofrido muitos anos de espera e promessas quebradas.
    Entretanto, poderá o governo assinar essa garantia sem que haja um orçamento aprovado que possa sustentar essa mesma promessa?

    Que poderá acontecer se for assinado e o orçamento não for aprovado?

    Havendo promessas concretas de que essas reivindicações serão mais clarificadas no OGE, porque privar os utentes dos serviços de saúde antes e durante o mesmo OGE ser estudado no parlamento?

    Já tendo sido acertado, entre o governo e os Sindicatos, todo os pormenores por estes reivindicados, deixar um qualquer paciente sem atendimento nos hospitais, será para pressionar o governo ou será para pressionar a Assembleia a aprovar o OGE Ou haverá outro motivo?

    Não percebo o porquê dos contribuintes não ter o direito de saber quanto pagamos aos médicos e/ou quanto pretendem agora. Porquê deve ficar nos segredos dos deuses? Será que pedem absurdo para a nossa economia?

    Como podemos apoiar a vossa greve se não sabemos quanto pretendem?

    À todos os profissionais de saúde, desejo que os vossos direitos sejam respeitados, que vos paguem o que merecem, que sejam respeitados pelo que vocês são e que venham a estar animados e apetrechados para melhores atendimentos a todos pacientes.

    Bem-haja a todos.

  11. img
    são tome Responder

    A minha unica duvida é: Onde estava a Benvinda durante os dois anos que se passaram!! Responda isso Benvinda.

    • img
      Taquimoê Responder

      Eu não costuno participar nas discussões que se dão por ai. Mas desta vez eu não me posso calar, tendo em conta o absurdo que se vice em S.Tomé e Príncipe. Há pouco menos de 3 meses ouvia-se por todo o lado que o hospital estava muito mal, sem nenhum material para tratamento aos doentes, nem fios para sutura cirúrgica tinham; nem material para controlo higiénico tinham, etc. Até há sensivelmente 1 mês toda a gente ouviu que um casal que desembarcou em S.Tomé vindo de Portugal, onde foram passar as férias, juntamente com um filho novo, recorreu ao nosso hospital para tramanto do filho que apanhou uma gripe com constipação simples. Os médicos não tinham solução e quando foram tratar o miúdo com um parelho que não funcionava o miído morreu asfixiado. Toda a gente ouviu isto e reclamou o sucedido. Eu não ouvi na altura nenhum médico ou enfermeiro a exigir greves por falta de materiais e condições de trabalho. De repente parece que todos os médicos e enfermeiros foram picados por algum bicho mau e só estão preocupados com greve para puderem receber mais dinheiro e continuarem a produzir pouco ou nada. Sinceramente que eu não compreendo esta gente. Eu respeito todos os trabalhadores, todos os médicos, todos os enfermeiros, mas isto parece um autêntico mercenarismo. Como é possível transformarem a vossa profissão que é das mais gratas do mundo num autêntico partido político ou coisa parecida???? Eu sinceramente se fosse governante vocês que fossem trabalhar para as obras. Eu não voa dava mais nenhum tostão. ´Como é possível uma coisa desta, minha gente????

      • img
        luisó Responder

        nessa altura em que a criança morreu ninguém falou porque iam falar contra uma colega que não compareceu no hospital porque estava num ambiente na ribeira afonso e contra os outros que estavam no hospital que meteram o oxigénio na criança e não verificaram antes que o aparelho ou não funcionava ou estava entupido.
        Já agora onde está o resultado das averiguações para se saber o que aconteceu e quem teve a culpa?

  12. img
    Independente Responder

    Sei que em tempos os professores conseguiram implementar a sua carreira docente e que os seus salários melhoraram bastante… Sou a favor de uma greve com objectivo de se implementar uma carreira profissional no sector da saúde mas também em quaisquer outros sectores da função pública. Mas não posso deixar de manifestar o meu desagrado contra a mesma quando o objectivo é sobretudo a revisão do salário base. Porque no meu entender, trata-se de uma questão transversal a todo sector público e que merece ser tratada de forma geral com seriedade. E os Engenheiros? Economista? etc…também têm um salário base de 3 milhões de dobras! Penso que o Governo não pode olhar para esta questão com leviandade. Basta! A distribuição de rendimento, a equidade e a justiça social é dos maiores flagelos que afecta o desenvolvimento de STP. Não posso admitir que um individuo, com 11º ano, sem uma formação média ou superior, mesmo uma empregada de limpeza, ect…(com todo o respeito por esses indivíduos), pelo facto de trabalhar nas finanças, na direcção das Alfandegas, ou na ENAPORT, etc, auferirem no final do mês um rendimento superior a um médico, um Engenheiro ou um economista. Isto é uma aberração. Por isso, aproveito esta bréxia para lançar um desafio ao Governo em particular ao Sr. Ministro das Finanças, para pelo menos dar início a uma reforma profunda nesta matéria, de forma no mais curto espaço de tempo possível, corrigir as desigualdades, melhorar a distribuição dos rendimentos e promover maior equidade e justiça social. É possível fazer esta reforma, desde que haja competência e vontade política. Faça como alguns países já fizeram. Implementem as carreiras de uma vez por todas, fixam os tectos máximos, que os directores ou administradores devem auferir, estabelecem subsídios de acordo com a categoria/função e ou nível de académico, independentemente do sector onde se trabalha, etc…é possível….acabem de uma vez por toda com o compadrio, nas nomeações, a corrupção, e toda essas poucas vergonhas que se vem assistindo no país e ninguém faz nada!
    Boa semana laboral a todos,
    Sejamos menos Partidários e
    São-tomenses a cima de tudo,
    Porque só assim
    Teremos um país melhor.

  13. img
    CREDO Responder

    A BENVINDA, estava a serr financeada pelo PATRICE TROVOADA. Esse tem muito geito de governar acusta de pagamentos individuais.

    • img
      mauro almeida Responder

      a Benvinda nao regula bem, parece mas uma frustrada. ela as vezes atente mt mal os pacientes. melhor que ela fique quieta.

  14. img
    bem ni wê mali ni tlachi Responder

    Essa Benvinda é do Partido ADI, é claro que Hospital esta mal mas esse governo que entrou agora mesmo nem 4 messes ja Há Greve ver si isso é normal… e uma pessoa que não liga doente mesmo… deixaram o outro governo sair que deixaram milhões e milhões divida no ministério da Saúde que deixaram pra outro governo…

    • img
      Teresa Responder

      Estes médicos, professores, enfermeiros e trabalhadores da função pública são loucos. Completamente loucos. Um país que depende em 90% do orçamento de doações internacionais vai continuar a ceder a pressões de meia dúzia de pessoas que não trabalham nada, não fazem nada e só estão interessados no dinheiro que ganham??? Este país está fodido…

  15. img
    E. Santos Responder

    A minha unica duvida é: Onde estava a Benvinda durante os dois anos que se passaram!! Responda isso Benvinda!!

    R: Tinha medo de não ser CALADA.PORQUE OS GAJO DO ADI não bricam em serviços….

    • img
      E. Santos Responder

      É uma vergonha esconder-se atrás dos outros para ser ouvido. Apareça você mesmo com o seu nome e assuma o que tem a dizer. Não seja parasita.

      • img
        Estamos atentos! Responder

        Meus caros, durante o governo do Patrice trovoada ouviram falar de alguma greve? Estavamos num governo ditador. a titulo de exemplo, teve um período de graça de 1 ano e nada foi feito e não se viu greve nenhuma, ops! havia indícios e os ministros ameaçavam os dirigentes das instituições, pergunta ao ilísio a greve que deveria surgir na pic pergunta-lhe quais foram os procedimentos que encontraram para resolver o problema, Ameaças de dispedimentos etc. Agora sim, estamos na democracia, este governo tem 2 meses e o Governo do patrice não aceitou negociar esse ponto relacionado com a carreira, que sejam sérios e venham contrariar.
        Não vamos colocar a caroça a frente do boi, esperemos para ver com a aprovação do orçamento.

  16. img
    mina di Célivi Responder

    O Patricio quiz acaba cu nós pobre lentamente, agora vces no hospital quer acabar cu nós de uma vez só? Óh credu também!

  17. img
    greve Responder

    Eu tenho uma proposta para TVS e para as radios: convidar a dra Benvinda, o Joao da ONSTP representantes da sociedade civil utentes do Hospital:
    perguntas:
    1ª – Porque não houve greve durante o governo do Patrice? Ele dialogava mais?
    2ª- As condições eram melhores?
    3ª Têm saudade da ministra Ângela ou do anterior chefe do hospital?
    4ª- Consta que a maior parte dos funcionarios da saude estavam contra a greve agora. Porque aderiram?
    5ª De que é que tinham medo antes?
    6ª, 7ª completem por favor comentadores

    • img
      Brillho Responder

      De facto o Sr. Greve tem razão vou continuar com perguntas:
      7ª.Aonde é que estão os contentores de medicamentos que eram levantados na calada da noite nas Alfandegas pela Directora do DAF da saúde do MS?
      8ª. Será que não eram medicamentos?
      9ª. Será foram utilizados para outros fins?
      9ª. Não será que as avultadas dividas que o novo Governo reclama tem haver com esses casos?

  18. img
    asd Responder

    Eu já havia dito, vende carros de estado em hasta publica e paga os homens. Há dinheiro

  19. img
    mata real Responder

    Cara amigos “são tome” e “bem ni wê mali ni tlachi” quem mandou estes “SALTEADORES DO PODER” assumiram o comprimisso de governar? Agora aguenta. Quem não quer ser LOBO que não vista a PELE.

  20. img
    Fernando Responder

    Estes médicos, enfermeiros e outros grupos que fazem greve precisam mas é de trabalhar. São uns preguiçosos, incompetentes e maus técnicos. A pouco tempo estes médicos deixaram morrer um filho de um casal emigrante que foi veio de férias de portugal para cá. São uma caterva de preguiçosos e incompetentes. Onde já se viu uma coisa desta. Só querem dinheiro, mais dinheiro, mais dinheiro. Perguntem a estes médicos o que é que eles fazem ou exigem ao governo para melhorar a sua prática prifissional. Nada!!! Nãoi querem nada. Preferem ganhar dinheiro e continuar a matar uma quantidade de coitados que frequentam o nosso hospital. Deviam exigir do governo melhores condições ao nível de medicamentos, higiene,cursos de formação contínua e aperfeiçoamento, etc. Não!!! Só querem dinheiro, mais dinheiro, mais dinheiro, ao mesmo tempo que matam uma quantidade de doentes no hospital. O país está desgraçado com esta erva daninha.

  21. img
    GR Responder

    A greve é um direito de tds trabalhadores, tds devem lutar pelos seus direitos mas antes devemos cumprir os nossos deveres. O atendimento de cerca de 95% dos trabalhadores de saúde é estremamente negativo. Depois de ser satisfeita as suas revendicações devem tomar em conta que devem trabalhar arduamente em beneficio das populações. O povo estão de lado dos proficionais de saúde, mas se perguntar-mos a um deles quanto ganham a fim de dar o nosso apoio nao dizem. Sabem porquê nao dizem, porque falta_lhes sinceridade e honestidade.Nao acredito que eles vão melhorar os serviços devido a melhoria das condições de trabalho e salario…. Espero que o governo faça a sua parte na perspetiva de que os profissionais de saúde venham a fazer o que lhes compete…. Acidente de moto é motoqueiro deixa lá depois atendemos…. essas e outras coisas mais acontecem nos centros de saúde…..
    Vamos fazer tds a nossa parte, os dirigentes, os trabalhadores, crianças, jovens, adultos, velhos…. os que estão cá no país, os que estão no extrangeiro… Só assim teremos um STP bom e melhor… Se passa por cabeça de algum santomense que o desenvolvimento do país só depende do governo, jamais sairemo de onde estamos, mesmos tendo milhoes de contentores de euro…..

  22. img
    Diáspora Responder

    é tanto êro gramatical que penso que só nigerianos e libaneses têm acesso a este palco de flasóoooo…..

  23. img
    verdade Responder

    Eu cá acho, e Deus que me perdoe se estou falando mal, que ela não tem filho por isso está fazendo isso. Se ela tivesse filho doente no hospital, ela não estaria fazer isso. Ela ganha cerca de 20 mil dobras.

  24. img
    Afredo Mé-zochi Responder

    Esta senhora é minha amiga contou me todos os jogo + eu não posso abrir, + tomão muito cuidado, com Benvinda.

  25. img
    Glória Menezes Responder

    Médicos de treta!!!! Em vez de exigirem ao governo mais formação profissional, técnica, deontológica, etc, queram dinheiro para continuarem a matar filho de cada um. Malditos, ladrões do povo. Diabo leva vocês para inferno. Eu já estive neste hospital várias vezes e constatei a incompetência, incúria e desleixo que por lá anda. São todos uns preguiçosos que só estão a espera do seu dinheiro no fim do mês para continuarem a cometer os erros médicos básicos e continuarem a matar pessoas que recorrem ao hospital para procurarem assistência. Madita terra.Este país não vai para frente nunca por causa destas poucas vergonhas todas. Eu compreenderia esta greve se ela fosse oportuna e viesse contribuir para resolver o problema do país ao nível da saúde. Por engano. Esta greve só vem resolver os problemas financeiros dos médicos e deixar os doentes continuarem a morrer. O governo não deveria dar nenhum tostão a estes miseráveis.

  26. img
    BENVINDA Responder

    ADI quer ela assim como está, quem não sabe fica a saber. Doutora Benvinda foi professora de Matematica na escola de S. João, hoje é medica de profissão salva conforme casos.
    1º Quando não havia medicamentos na era de Patricio aonde estava GREVE.
    2º Porquê que não procura trabalhar em vez de deixar ser influencido pelo partido dor de peito.
    3º Os que teem dinheiro quando desgraça bate porta quem sofre é a camada mais baixa aqueles que fazer escada na urna
    4º Tenha piedade dos que sofrem porque na era do ADI ninguem fez greve porque tiveram medo da pequena ditadura.
    4º Não emitem politica dos outros vamos procurar um novo modelo para sairmos desta crise.

  27. img
    Manga pada Responder

    Mais uma vez meus compatriotas, vos alerto para olharem para o básico. Os Profissionais de saúde apesar de prestarem maus Serviços utentes, eles ñ são parvos. Eles estão a ver o k se está a passar perto dos seus narizes! Coerência. coerência, coerência Pinto e Gabriel!! Eles ñ são parvos. Já promoverão os parasitas de fardas e kem meche com a vida do povo? Vocês com a idade k têm deviam ser mais inteligentes, O povo já abriu os olhos. Adêwa côngô. O burro sou eu Fui

  28. img
    Intendido da terra Responder

    que tenham piedade dos que necessitam de cuidados urgentes ..
    pois esses do governos se tiverem algun problema nem passarao por la
    diretamente a clinica por o que ha mais é grana…

  29. img
    paulino pires Responder

    sou a favor da greve que é um direito que cabe aos trabalhadores.
    lamentavelmente, pessoas, quadros intelectuais como estes grevistas devem primeiro pensar pois o orçamento ainda nem foi aprovado ja exigem. meus senhores, é como se fosse um medico a casar – se sem condições e ao quarto mes a esposa a pedi lo uma casa dela. pensem no que fazem………. fui

  30. img
    MLSTPENSES Responder

    Gabriel costa é um GRANDE INCOMPETENTE.
    Nem uma simples negociação com um grupinho de medicos ele consegue resolver?

    Acham que ele conseguirá resolver o problema do país?

    Só faltava tipo desse dirigente no nosso país.

    Pinto da Costa é que procurou essa asneira!

    Rua, Gabriel Costa.

    MLSTP tem que nomear o seu primeiro ministro, como a segunda força mais votada.

  31. img
    Frank Responder

    A vida é um bem que está acima de todo. É o primeiro, se não a quele que se deve dar a primeira atenção.
    Presenciei na autoestrada A8 em direção a Leiria, o helicóptero da INEM que numa situação de salvar a vida posou na berma da referida autoestrada para que o assistente de saúde procedesse a reanimação de uma senhora que tive uma paragem cardiovascular. Se a vida não tivesse importância, não se gastava o combustível, e quase que punha em perigo outras vidas para prestar assistência a utente.
    Não quero com isso ir por além no sonho, que o nosso País precisa de um meio como este para prestar o socorro, ou ajudar quem estiver a precisar de uma mãozinha. Falo sim, quanto é importante a vida. É no meu entender, que não deveria haver a greve em nenhum sector da atividade pública. A política tomou conta de tudo, já não se tem a compaixão de ninguém; pessoas tornaram selvagem, para não dizer desumana. É pelo facto do País ser nosso, é que pessoas ou grupo faz aquilo que quer? Pensaram em paralisar o trabalho, que como já a cima referi “ ajudar o outro no momento mais difícil” é que voltam às costas. É esse o espírito do homem São-tomense? Se quem nos antecedeu fizesse a greve, não nos estaríamos aqui. Cada um homem e mulher deste País merece ser digno e merecedor. Para que o mosso País seja uma propriedade nossa, a que consentir esforço, fazer mais um pouco do que aquilo que já fora feito.

  32. img
    J.Rosário Responder

    O direito a greve esta consignado no regime democrático e STP não foge a regra,pois a constituição assim o permite.Sou a favor das greves quando não são forjadas e manipuladas.Façam greve mas conscientes do que pretendem,não para servir apenas uma elite .Tenham prioridades e finalidades bem definidas.O setor da saúde em STP há muito que está diagnosticado de crónico e sem respetiva assistência mínima e digna merecida para esse tipo de quadro.Senhores profissionais da saude são-tomense que a vossa greve seja movida por interesses bem claros e se assim for que sejam vitoriosos . A situação degradante,deploravel em que a saude em S.TP chegou é justo que seja exigido ao governo melhores condições de trabalho,materiais hospitalares,pessoal qualificado e remunerações com dignidade,infraestruturas melhores e adequadas as exigencias da sociedade .Que a saúde em STP não seja apenas para servir os pobres,mas sim para todos os são-tomenses,seja os da classe alta média e as demais.A´SAUDE TEM QUE CONSTITUIR PRIORIDADE MUITO SÉRIA.Que nesta luta seja refletida o problema de classes no sistema de saude da nossa terra,porque a assistencia medica é disigual.Para os que podem e têm muito ,os que enriqueceram de forma ilicita,os membros do governo para eles o estado do sistema nacional de saude de STP não os preocupa,porque quando precisam dos serviços de saude para o seu bem recorrem ao aos serviços de saude no estrangeiro.Muitos são-tomenses de fraco recurso financeiro Tornam-se vitimas fáceis desse sistema e em muitos dos casos o desfecho tem sido a morte,SITUAÇÃO REVOLTANTE.Lutemos por uma saude mais justa em STP.Para o bem do povo . Só espero que os serviços de saude sejam mais dignos para quem os procura.(…mudam-se os tempos,mudam-se as vontades…).Espero que os ventos das mudanças possam contribuir para a formação dos homens e mulheres que assumem a liderança do pais. É o momento de provarem ao povo e ao mundo,sobretudo ao nosso povo.Bem haja.

  33. img
    João Rosário Responder

  34. img
    São Tomé Poderoso Responder

    rara só poderia ser um burro como tu a fazer esse tipo de comentário..

  35. img
    Lote Responder

    Carta aberta ao Governo do Sr Gabriel costa. -ñ é normal um Governo num Parlamento durante (5h) á falar mal do antigo Governo”aqui eu quero assim deser,quando o Governo Legitimo que é interrompido do seu mandato cai ;Automaticamente vem outro Governo,então ele sabe que foi nomeado para faser melhor do que outro ok, porisso ele deixa de chorar e trabalha para povo deixa falar barato”bandidos (pergunta este vianteiro quando o Gabriel foi para ototo faser campanha para ADI,a pessoas que li trouxe para capital foi Gabriel com aval do Patrice ok e depois o bandido foi para MDFM o Gabriel deu lê nome de analfabeto e palhaço

  36. img
    Lote Responder

    Gabriel,ainda ñ notaste que tas a ser usado pelos os teus inimigo ,que so tornaram amigos porque és PM?socio vai deser o teu amigo PC para devolver coisa para povo ok stão á preparar uma salada para meu irmão, acredita é verdade ,também tão a pedir muita praga pra te Gabriel , tens filhos, netos menores”mais uma vez larga .

  37. img
    Culorado Responder

    Drª Benvinda …(Vera Cruz)

    Estais no serviço de saúde de STP há 19 anos, é de lamentar. Pergunta-se:

    Durante esses 19 anos existia ou não Sindicato União dos Trabalhadores (SUT) em STP?

    Uma vez que há menos de 4 meses no exercício das suas funções o Governo já reuniu com (SUT).no Sábado.

    Como é que se explica a concretização dessa greve antes de aprovação de Orçamento Geral do Estado (OGE)?

    Qual foi a pressa?

    Porque é que SUT não fez greve nem sequer apresentou essas reivindicações ao XIV Governo que nunca reuniu com SUT, durante esses dois anos?

    Teve medo que lhe acontecesse o que aconteceu com porta voz do MLST/PSD Administrador de Banco não é verdade?

    Como é que se explica a concretização dessa greve antes de aprovação de Orçamento Geral do Estado (OGE), uma vez que já houve acordo com XV Governo?

    Essa greve geral nos HAM terá ou não cor partidária?

    ÉS membro do Comitê Central do ADI disfarçada em porta-voz da SUT ou não?

    Apelo para teu bom senso para que penses bem e reflete melhor no exercício das funções (porta voz de SUT) que assumiu.

    Isto para te afirmar que as pessoas detentoras do apelido VERA CRUZ, mesmo sem formação universitária e/ou vivendo na extrema pobreza, são de espírito de nobre (honestas, sérias e sinceras) não se vendem nem jogam pau de dois bicos.

    Espero que não sejas uma das exceções à descaracterizar esse apelido, estando na fileira do grupo partidário dos corruptos, fanáticos, arrogantes ciosos de poder que pensam ser donos de STP.

    APELIDO VERA CRUZ É MUITO ANTIGO, MUITO GRANDE E DE PRESTÍGIO, portanto, DIGNO DE SER PRESERVADO E CONSERVADO COM HUMILDADE.

  38. img
    Man-Gess Responder

    Mues irmaos, depois de analizar todos estes comentarios decidi deixar o meu ponto de vista, as vezes estar longe com uma visao distanciada resulta muito dificil compreender o verdeiro sentido das coisas, aqui muito de vós reclaman pela actitude da Benvinda, outros pela morte de inocentes, outros alegam enlace político, mas ao meu parecer antes de tudo devemos zelar para um STP melhor e isso passa por melhoria no sector da saúde indescutivelmente, criando condiçoes favoráveis para depois encontrar professionais competentes e honestos e encima de tudo humildes como devem ser caracterizados os professionais da saúde. A corrupçao pode estar em qualquer parte, tanto na do governo como dos grevistas, o certo é que quem sofre é povo, nesse sentido devemos apoiar pelo menos nas primeiras horas aos professionais que sao os que tenhem na mao a vida dos nossos familiares, posto isso podemos exigir professionalismo e justiça deles, terao morto alguns por negligencia ou algum outro motivo, mas quantos nao teram salvo apenas por estar ali presente vestidos da bata branca, com somente aplicar os seus conhecimentos mesmo de mal humor estaro salvando vida, temos que dar-lhes o mérito, trabalham com vidas humanas e nao tenhem que mandigar pelo seu salário, todos sabemos que o salário em Saotomé nao se compensa com os gastos, a partir de aqui já se pode perguntar se podemos exigir tanta lealdade de algum professional na banda que nao seja político???

  39. img
    grevegeral Responder

    A receita e os ingredientes para executar-se o Presidencialismo estão preparados, senão vejamos:
    1º- 15 anos de partido único – um autentico Fracasso.
    2º- depois do referendo de Agosto de 1990, validou-se o Multi-partidarismo e desde então uma panóplia de governos e governantas vêm desfilando pela Republica vítimas de quedas artificiais, conspirações, maquinações, e cabalas.
    3º Eis que surge então a besta no tabuleiro de xadrez, que como a Fénix, renascendo das cinzas, em apenas dois meses no altar, já está a iniciar a sua queda abrupta para o in-paraíso, para então concluir-se clarividentemente que, não resta outra solução de sistema governativo, senão cumprir-se a profecia de São Tomé Poderoso, que ocultamente nos diz que para que esta ilhas paradisíacas, politicamente-endemoniadas, tenham finalmente governos estáveis, que cumpram cabalmente as legislaturas, só existe uma e única saída e solução: O PRESIDENCIALISMO.
    Temos que partir para um PRESESEDENCIALISMO, do tipo Americano, em que o Presidente da Republica enquanto chefe do executivo, possa receber um “Impeachment”, que apesar de nunca ter sido efectivamente utilizado contra um presidente norte-americano, alguns casos chegaram bem perto disso, e nós enquanto “Pai” do Multi partidarismo em África podemos fazer a diferença, transformando o “Impeachment”, numa novidade em África, que certamente muitos países africanos seguirão o nosso exemplo.
    Foi apenas uma visão sobre o meu País, acredite quem quiser…

  40. img
    Caos, Caos , Caos Responder

    Uma coisa é certa, não se pode brincar com a vida humana, os médicos podem ter razão de revinicar…mas é suspeito tudo isso. a pergunta fica, porquê só agora? porque que a greve não foi feito antes que as coisas estavam piores?……mas a verdade um dia vira a tona….

  41. img
    bem ni wê mali ni tlachi Responder

    Cindicato de trabalhadores foram dessas vez muitos más, porque si tiveram reuniões com 1º Ministro no sabado e no domingo e que resolveram todas questões que tiveram na mesa, e passaram possiveis negociação para 4ª feira o quê mais o que querem… querem acabar matar os doente pra vi dizer que governo não está dialogar com sindicado… tiveram governos anteriores que toda hora faltava medicamentos e muito mais nunca ouvi coisa dessa… isso é muito triste…

  42. img
    Joven Santomense Responder

    Meus senhores isto é que quer dizer caos, caos.Assaltaram o poder,agora mostram o que são capazes de fazer.Em breve os professores também entrarão em greve.

  43. img
    Binóculo Século XXI Responder

    Sabemos que a greve é um direito consagrado constitucionalmente e que ela só deve ser acionada depois de esgotar-se todas prerrogativas. Sabemos que os Líderes Sindicais perderam os tachos dados pelo Papá Patrice, nos conselhos de Administração não presenciais aonde auferiam chorudas somas. Para recordar, os chefes sindicais faziam parte dum esquema montado pelo Patrice: Costa Carlos, João Tavares, Gastão Ferreira, kauíque, este ultimo até falava em nome do Governo de então. (molhar as mãos para melhor reinar). A situação financeira das pessoas está tão difícil que os Kauíques são capazes da matar à própria mãe por um punhado de dobras. Agora, os líderes sindicais ao receberem dinheiro e envolverem todos os associados é vergonhoso e poderão vir a ser linchados pelos próprios associados quando estes constatarem que foram traídos. A verdade é como o azeite misturado com a agua. Vem sempre à tona. Esses parasitas, enquanto o corruptor PT continuar a financiar vão continuar a mamar na teta da vaca sem fazer o mínimo esforço. A vaca tem que lhe levar à teta a boca, até que, um dia em vez da teta, vai é o coice à fonte

  44. img
    Augusta Pinto Responder

    se o dinheiro de Angola não chegar à tempo; adêwa a Kongô!!!

  45. img
    abaju lagaia notxi Responder

    pinto sabe disso

  46. img
    Pintista do Gabriel Responder

    Oh GABRIEL COSTA, o que estás a espera para se demitir?

    Ou te demites, ou serás demitido?!

    O Sr Gabriel Costa já deu provas mais que suficiente que não tem capacidade para fazer nada, se não atacar os outros para encobrir a sua incompetencia EXTREMA.

    O Delfim Neves, apesar de estar metido em vários casos de corrupção activa neste país, já demonstrou que tem CAPACIDADE para governar e apresentar obras.

    Gabriel você não dá para isso, porque você não consegue.
    DEMITE-SE!

  47. img
    é dimais, diz Responder

    Resido no estrangeiro, mais vou sempre ao meu país Natal . Estou a pensar em regressar , mais estou com medo daquilo que vi no Hospital de STP . Tem que se criar regras nos termos de atendimentos e nas urgências. Isso de estarem a fazerem greves mais greves isso não interressa a ninguém, não há serviços com qualigades nos nossos hospitais. Isso está mal. Passei por onde agora estão a fazer urgências , na Pediatria 2 penso eu, aquilo tá uma lastima. Nem sei quantos médicos fazem turno naquela pediatria. se por só um por cada turno é só morrer. Nos hospitais de dia vê-se muitos médico de todas especialidades. De noite quilo parece um dizerto no que diz dos médicos. porquê que as noites não a medicos de todas especialidade? visiteu uma pessou que foi acidentado na mesma tarde cerca de 17h, tava uma senhora com uma criança de uns 6 anos, que estava muito lamentada porque chegou aos urgências desde as 10h e ainda não estava atendida , porque não havia especialista para atender a criança tinha um grão de arroz no ovido.
    Ainda fiquei no hospital até cerca de 20 hora, não tinha médico para lhe atender.
    Ainda por cima uma pessoa que veio de Angolares sem almoçar nem tinha jantar , eu por minha gentilesa fui lá fora comprar alguma coisa e trouxe para esta senhora. Hora pergunta um doente que entrou no Banco de urgência desde as 10h até 20 horas ainda não tinha sido atendida, porque era uma coitade sem ninguém, se fosse famila dos médicos os de alguma pessoa do Governo de certesa seria bem recebida. Agora estão a fazer greves? Sem vergonha, falei do que vi os outros tantos que passam por lá.
    Hospital de STP precisa mudar o sistema de adendimento bem de fundo. todos médicoss que estudaram e enfremairo que fizeram suas formaçãos não vamos muito a longe na Europa, conhence bem a maneira de atendimento. Ora já passaram variadissimos de Governo que ficaram a governar 4 anos 3 anos 2 anos não melhoraram hospital, esste que ta a 3 meses é que já estão a exigir? Credo. dê governo tempo e depois podes exigir.!!!!!

Deixe um comentario

*