Sociedade

Guarda Costeira apreende dois navios petroleiros

“Marida Melissa” e “Duzgit Integriy “, são os dois navios petroleiros que a Guarda Costeira deu ordem de prisão nas águas territoriais são-tomenses. A operação que ocorreu na última sexta – feira mostra que a guarda costeira está viva.

“Marida Melissa” é um navio petroleiro com bandeira de Malta. “Duzgit Integriy tem bandeira das ilhas Marshall. Foram capturados pela Guarda Costeira, quando circulavam ilegalmente nas águas territoriais de São Tomé e Príncipe. «Saímos com destino a uma patrulha, a volta de São Tomé e Príncipe  e detectamos dois navios, mandei aproximar o navio para identificar o tipo de navio» explicou o Capitão de Fragata, Idalécio João-Comandante da Guarda Costeira.

Segundo o comandante da guarda costeira um dos navios era proveniente de Angola. O destino não era São Tomé e Príncipe, e outro cuja proveniência é desconhecida tinha São Tomé como destino.

A guarda costeira através do radar apurou que estas embarcações tinham ultrapassado o limite normal das fronteiras marítimas e dai entrou em acção. « Não queriam colaborar e fomos obrigados a advertir que em caso de advir qualquer situação difícil nós não nos responsabilizávamos. Entraram ilegalmente num país e devem obedecer às leis e acatar as ordens das autoridades » declarou o Capitão de Fragata, Idalécio João.

A tripulação dos dois barcos petroleiros está a ser investigada pelas autoridades nacionais. Até esta segunda – feira, Marida Melissa e Duzgit Integriy e estão atracados ao largo de São Tomé.

Para ter mais informações sobre os dois navios clique sobre os dados abaixo :

MARIDA MELISSA http://www.marinetraffic.com/ais/shipdetails.aspx?mmsi=538090354

DUZGIT INTEGRITTY http://www.marinetraffic.com/ais/shipdetails.aspx?mmsi=249379000

Sónia Lopes

    25 comentários

25 comentários

  1. Carlosceita

    18 de Março de 2013 as 9:02

    Muito bem senhor comandante. Ninguém por mais poderoso que seja não pode vir violar o nosso espaço territorial e marítimo. A nossa soberania é sagrada e tem de ser escrupulosamente respeitada. Ainda bem que os violadores colaboraram caso contrário o canhão do nosso barco patrulha deve estar pronto para abrir fogo. Agora ou o barco tem de passar a ser o património do estado ou têm de pagar uma multa por estarem em nosso mar territorial ilegalmente alem de um pedido de desculpa.

    • luisó

      19 de Março de 2013 as 17:35

      Para sua informação o barco patrulha não tem canhão mas sim uma metralhadora média.

    • Desesperado

      19 de Março de 2013 as 19:13

      http://www.youtube.com/watch?v=j2kchDeX8Wk

      MULHERES DE STP,PARTEM PEDRAS ARDUAMENTE PARA SUA SOBREVIVÊNCIA

      Este é o Link,que nos demonstra a situação de sobrevivência que jovens mães,mulheres e senhoras da ilha do príncipe e também em Tomé estão sujeitas: Partem pedras desesperadamente sem qualquer condições de higiene e segurança,das 04 da madrugada até o cair da noite elas trabalham duramente como escravas para garantir o sustento das suas famílias. Tendo em conta o elevado numero de desemprego que se registam nas ilhas.ESTE É UMA IMAGEM DE UM PAIS COM O FUTURO QUE O SENHOR PRESIDENTE DA REPUBLICA E PRIMEIRO MINISTRO TEM DEFENDIDO “MAIS MISÉRIA E MAIS DESESPERO” É UMA VERGONHA SER FILHO DESTE TERRA DOS DIRIGENTES QUE DELAPIDAM O BEM DO POVO E DEIXEM O POVO NA MISÉRIA.NÃO É ESTA A IMAGEM DO PAIS QUE TODOS NOS ESPERAMOS,FAZ-SE MUDANÇA NAS FIGURAS MAS OS MÃO HÁBITOS SE MANTÊM .O GOVERNO E TODOS OS DIRIGENTES ESTÃO SE LIXANDO PARA OS PROBLEMAS SÉRIOS DO PAIS.

  2. Ledji milondó

    18 de Março de 2013 as 9:24

    Temos que aumentar as patrulhas e equipar melhor a nossa marinha.
    Força Comandante.

  3. H.Vaz

    18 de Março de 2013 as 10:08

    So espero que eles sejam realistas porque na verdade como Eng. no ramo petrolífero só posso acrescentar que os petroleiros são tripulação mais vulneráveis que circulam pelos oceanos e inclusivo sofrem muitas das vezes atentados a ponto de fazer entregas de artigos preciosos avaliado em soma de valores avultados enfim… Peço a autoridades Santtomenses que não veja isto como desacato ou as autoridades ou alguma resistência mais sim conjunto de duvidas por parte do Comandante… digo isto por experiência. Saudações: (Hiostrelino Vaz)

    • pirilampo

      19 de Março de 2013 as 13:50

      so espero q saibas mesmo q estas a falar pois se nao conhences as leis de juridiçao maritima melhor coisa a faser ficar calado pois violar espaço maritimo ZONA DE JERUDIÇAO MARITIMA É GRANDE CRIME POIS DEVERIAMOS MESMO FASER COMO A GUINE BISSAO SE NAO QUISEREM PAGAR CONFISCA-SE OS NAVIOS E COLOCANDO NA ASTRA PUBLICA
      BEM AJA STP DE TDS NOS

  4. luisó

    18 de Março de 2013 as 10:24

    Com tantos navios, segundo consta, a cruzarem as águas Santomenses e que não se sabe de onde vêem ou para onde vão e o que transportam e de quem, a GC de STP tem que ter cuidado porque neste mundo e nessas águas há muitos interesses do sub-mundo e há que tomar todos os cuidados, tanto para os homens que agem tanto para os interesses do País.

  5. tamiza total

    18 de Março de 2013 as 10:49

    heh, heh, apanhamos os gajos com BOCA NA BOTIJA, tavam a roubar nosso petrolio. Naquela ZONA tem 2 furos. Uma de gasolina e outra de gasoleo. A rotura de gasolina no país não foi acaso. Bom Trabalho Guarda Costeira.

  6. nora

    18 de Março de 2013 as 11:05

    NÃO DUVIDO QUE ESTES NAVIOS TÊM LIGAÇÕES COM O PATRICE TROVOADA.

    E MAIS, DE CERTEZA QUE ELE SABE O QUE O NAVIO VEIO CÁ FAZER. DE CERTEZA VEIO TERMINAR AS TRANSAÇÕES DOS NEGOCIOS DE DROGA E VENDA DE ARMAS PROMOVIDAS PELO PATRICE TROVOADA. ESTAMOS QUASE A LHE PRENDER.

    • Vai tu

      18 de Março de 2013 as 13:18

      Deverá ter a certeza, de uma insinuação,pa-
      ra utilizar o nome próprio de Alguém.
      São insinuações,fortes demais, para um ex-chefe de Governo de “UM” PAÍS.

    • Sejam Coerentes

      18 de Março de 2013 as 14:45

      Umas das regras do Tela Non é que os comentários não devem escritos integralmente em letras maiúculas:

      Este jornal não aceita comentários que:

      1- Forem escritos em caixa alta (letras maiúsculas);
      2 – Contenham cunho racistas, discriminatórios ou ofensivos de qualquer natureza contra pessoas e instituições;
      3 – Configurem qualquer outro tipo de crime de acordo com a legislação do país;
      4 – Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
      5 – Estejam repetidos na mesma ou em notas diferentes;
      6- Reproduzam na íntegra notícias divulgadas em outros meios de comunicação;
      7 – Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
      8 – Contenham links de qualquer espécie;
      9 – Tenham cunho comercial ou de propaganda;
      10 – Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros

      No entanto vejo comentários com acusações improváveis e completamente descabidos,
      que São publicados mesmo quando quebram as regras do Jornal. O senhor Abel veiga, peço desculpa mas o senhor devia ser responsabilizado.

    • João Martins

      20 de Março de 2013 as 10:35

      Nora, seja inteligente, se o navio fosse do Patricio Trovoada de certeza que não viria de Angola, porque em angola o petroleo é negocio do presidente. Pelo que eu saiba Patricio e o José Eduardo não se entendem. Além de mais não seria agora que ele não esta no poder e sobre varios fogos que faria chegar aqui um navio com todas aqueles produtos que tu usas.

  7. conobia cumé izé

    18 de Março de 2013 as 12:34

    assim, está bom…sinal positivo.precisamos de mais acções desses tipo.fui

  8. opinião

    18 de Março de 2013 as 14:35

    na verdade gostei muito de saber esta noticia… espero que os nossos governantes comessem a valorizar e defender uk é nosso é muito bom saber que o estado ja deu conta k a terra tem muito mais a ganhar com valorização do pais e as pessoas que la vivem por isso defender a patria dos invasores e sem se sujar ou deixar se corromper por dinheiro e um sinal da mudança nacional espero k continua neste caminho novo governo de SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE…

  9. São Tomé Poderoso

    18 de Março de 2013 as 15:30

    Nora tem prova daquilo que esta a dizer acusação sem prova é crime..fui!!

  10. Eusebio Neto

    18 de Março de 2013 as 18:40

    Antes tarde que nunca, parabens Comnadante Cubillas.E este tipo de autoridades como voces que nos precisamos.Mesmo com poucos ou nenhuns equipamentos voce e os teus guerreiros estao a fazer tudo para cumprir a missao que vos foi confiada. Senhores deputados, ministros, politicos, tenham vergonha e facam a vossa parte. Viva Guarda costeira de S Tome e Principe.

  11. rapaz de riboque

    18 de Março de 2013 as 19:22

    preocupassem em prender os curruptos e os ladrões que estão a enriquecer a custa do povo era melhor mas isso não interessa aos governantes isto como da nas vistas é mais facil a guarda costeira intervir para mostrar serviço

  12. Santomé Plodôsu

    19 de Março de 2013 as 15:37

    Não será que vieram lavar os depósitos nas nossas águas?

  13. Estrangeiro

    19 de Março de 2013 as 16:47

    Ainda bem que a guarda costeira trabalha. Mas, somente por encontrar navios a circular no espaco maritimo – tem que apreender logo? Duvido que seja habito internacional…

  14. humor de stp...

    19 de Março de 2013 as 22:07

    reforcar a guarda costeira para melhor servir o nosso patrimonio , visto k no mar temos ( petroleo , pescado acima de td situacao geografica

  15. graca

    19 de Março de 2013 as 22:55

    se por a caso os donos dos barcos nao pagarem a multa e os mesmos reverterem-se ao património santomense queira deus que nao venham a desaparecer como outros que estavam na baia de ana chave

  16. graca

    19 de Março de 2013 as 23:29

    guada costeira estão no alto mar ,mas na terra o negócio funciona de outra maneira.uns apresionam ,outros vendem…até me faz lembrar o negócio dos barcos, 30 de setembro e o rei amador…que pena!…tanta hipócresia….

  17. Bêtôdo

    20 de Março de 2013 as 11:52

    Está na hora de nós fazermos-no manter respeito perante outros “invasores e oportunistas”. Muito embora a insularidade nos deixe meio isolado face aos outros estados cá da Costa Africana, todos terão que saber que existe Democracia neste País e deve ser prevalecido o respeitado.Gostei da Atitude do Responsável da Guarda Costeira neste assunto. Força, pouco a pouco chegaremos lá ….

  18. JOAO ALMEIDA

    20 de Março de 2013 as 13:02

    vale tarde q nunca.
    É sempre uma boa noticia. Alias é de espantar. Mas acreditem q é uma gotinha de agua no ociano. Pq se nos fosse-mos contabilizar quantidade de navios q violam a nossa zona maritima, nao precisava-mos nem de petroleo nem de coisa nenhuma. So das multas que esses navios eram obrigados a pagar chegaria para vivermos. Sem se falar dos barcos pesqueiro q andam a pescar no nosso mar. Porem é bom sinal. Parabens comandante

  19. sungue

    25 de Março de 2013 as 17:33

    ummmm estamos mesmo na bandalia , ate q outra nacao entra pr cometer algo ilicito q vergonha ate quando vamos sair desta ,sei nao so o pai do ceu quem pode responder por isto e olhando pr Guarda Costeira q nao sabem o q ee sono o q ee cama trabalhao pela nacao e q nao ganham nada,vida cem grassa esta ee de Sao TOme boa os guerreiro do mar ,espero com esta partida o estado tenhao mais visao sobre eles mais, apaio q sairmos bem ,porq cada um navio q paga vai serve pr voces tambem porem nos bolsso entra no clofe como nao serve pra vos,acreditemmm q eles sao capazes como ja mostrou .

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo