Sociedade

Mãe terá vendido um casal de gémeos a troco de 5 milhões de dobras e um saco de roupa

O pai que deu conta da ausência dos gémeos, após uma briga com a mulher, denunciou o caso a Polícia. As crianças terão sido vendidas para uma mulher são-tomense que viajou para o Gabão no passado dia 7, via marítima. Mas nos serviços portuários e aeroportuários não existe qualquer registo da saída das crianças do país.

(Fotografias dos Gémeos – 1, dos pais – 2 e da alegada compradora- 3,  foram extraídas  do Jornal O PARVO)

Apesar da fase sigilosa de investigação do caso, o Téla Nón apurou junto a Polícia de Investigação Criminal, que a Interpol já foi accionada no sentido de ajudar na busca do paradeiro do casal de gémeos, que a mãe Milita Duarte, residente na roça Monte Café, terá vendido para uma senhora são-tomense, a troco de 5 milhões de dobras, cerca de 200 euros, e de um saco de roupas. «As crianças foram negociadas por 5 milhões de dobras e 1 saco de roupa. O pai é que denunciou o caso. Ele e a mulher tiveram uma briga. Ela saiu de casa com as crianças e regressou mais tarde sem as crianças. Daí que ele exigia os seus filhos e ela terá falado do negócio feito», explicou a fonte policial.

A fonte da PIC, garantiu ao Téla Nón, que as polícias de fronteira dos países vizinhos, também foram alertadas sobre o caso. A mãe dos gémeos que foi constituída arguida, estando neste momento sob título de identidade e residência, garante que os gémeos viajaram no passado dia 7 de Maio, no barco “Liliana Carneiro” que deixou o porto de São Tomé rumo ao Gabão, na companhia da compradora, por sinal uma senhora são-tomense cujo nome não foi divulgado pela fonte policial.

No entanto a Polícia dá conta de um facto insólito. É que nos serviços portuários e aeroportuários do país, não existe qualquer registo da saída das duas crianças de 4 meses de idade. Outra nota importante que a fonte policial revelou para o Téla Nón, é o facto da tal senhora são-tomense que regularmente vem ao país, utilizar o transporte aéreo na vinda a São Tomé, e barco para o regresso ao Gabão. « Ela vem de avião e sai do barco, é são-tomense. Por via marítima as hipóteses de controlo são menores. As crianças não estão registadas no livro de saída do aeroporto nem do porto», precisou a fonte policial.

A fonte da polícia de investigação criminal, suspeita não ser a primeira vez que a senhora viajante entre o Gabão e São Tomé e Príncipe, leva crianças são-tomenses, para o país vizinho. «Não se pode comprar pessoas, isso é claramente trafico de pessoas», pontuou a fonte.

Enquanto isso a mãe(na foto ao lado do marido) que terá negociado os filhos, a senhora Milita Duarte, em entrevista a TVS, reconheceu que assinou um documento, para transacção dos gémeos. «Sim eu assinei o meu nome de casa», disse e mãe.

A mesma mãe declarou na TVS que deu os filhos, a tal senhora viajante, porque «Não tenho condições, eu dei criança para ela ajudar-me com a criança», frisou.

A senhora Milita Duarte disse também que foi enganada. O pai do casal de gémeos, não quer saber de mais nada, a não ser do destino dos seus filhos, que mesmo na pobreza seriam educados.

Note-se que há poucos anos, duas crianças desapareceram no país, sem deixar qualquer rasto até o dia de hoje.

Abel Veiga

    32 comentários

32 comentários

  1. ERC

    23 de Maio de 2013 as 14:17

    Ora aqui està um grande indicio que o tràfico humano jà paira em São Tomé e Principe. Um paìs com servicios portuàrios fragilizados e periféricos como o nosso é natural que essas pràticas tornem-se constantes. Urge interrogar a mãe das crianças e os responsàveis do tal barco para que se desvende esse caso e os outros. A senhora diz que que fez isso por causa da pobreza, eu pergunto: quantas pessoas não são pobres no paìs? Cerca de 85% da familia santomense vive em pobreza, por iso isso não pode ser uma razão para vender o seu filho. As criança não pediram para vir ao mundo!!!

    • santos

      24 de Maio de 2013 as 9:51

      Mais um tráfico de seres humanos, estamos num país tão pequeno como este e em vez de urgirmos e apoiarmos as autoridades competentes acabar com tipo desses flagelos e maldições, apoiamos sim cada dia que passa a aumenta-los.
      Culpo eu, primeiramente os serviços de migração e fronteiras, as alfândegas que não têm um sistema de fiscalização rigoroso e acima de tudo a mãe da criança que vendeu a suas próprias crianças. Mesmo sem condições, creio eu que Deus não deixaria elas morrerem de fome nem de sede, por mais pobre que os pais sejas o nosso Deus é poderoso e piedoso, bondoso, glorioso, portanto não é por causa da pobreza que a mãe teve que vender a criança. Vejamos; o nosso país tem mais de 85% da população pobre e sem meios alguns de sobrevivência mas sobrevivem porque Deus disse
      : Põe a mão que eu te ajudo, ninguém pode ficar sentado a esperar que algo chegue até ele. Deus faça sua divina Justiça e espero que as crianças estejam são e salvas e devolvidas ao seu seio familiar.

  2. toresdias

    23 de Maio de 2013 as 15:41

    Kei Kamy vc tem filho. Eu espero que qualquer pessoa faça mesmo ao teu filho.
    Deus é Grande
    Sujaste o nome de MONKÓ
    Vc vai pagar, Vc vai pagar, Vc vai pagar
    nem vc nem os que apoiaram-te
    Justiça divina! ….

  3. Antagónico

    23 de Maio de 2013 as 16:47

    Aciona a Interpol no Gabão ou um agente de Investigação desloca-se para o Gabão e recolhe as crianças no porto de Gabão. A mãe da criança merece castigo divino, se não tem amor ou não reconhece a dor do parto não concebe um filho, senhora ladra. E, a tal senhora do tráfico de menor deve ser julgada no território nacional (São Tomé e Príncipe). Senhor Jesus Cristo, pai redentor do mundo olhe e vija a nossa terra, livra-nos de cidadão/ã de mau caracter (ladrão/ladra/traficante/desordeiro/injusto). Amém

  4. tela mu

    23 de Maio de 2013 as 18:41

    Aí esta a prova de que país é esse, nada e controlado isso vai seguir a desesperaçao ate da entender que vao engravidar só para vender o bébé .ôpe pô ka dâ cidade kua pia.viva S.tome y Principe.

  5. AFRICA

    23 de Maio de 2013 as 19:53

    Temos dados mais que suficientes para o resgate imediato destas crianças. Mais trabalho e menos conversa!

  6. minus

    23 de Maio de 2013 as 21:12

    OK,o assunto atingiu porpocoes cancerigenas, a tal ponto que fico condoido com todo esse mar de maldades e duvidas, porem, desconheco a fundo a mente humana, suas ligacoes e perifericos pra julgar seja quem for… preocupa-me mais o futuro que cenas como essas podem desencadear, o caso e real ja se tornou cancro em alguns lugares, que os ceus nos acudam, pois , em paises como o nosso STP o terreno e fertil pra todo tipo de diabruras do velho mundo, urge ter sangue frio e um sentido de perspicacia bem apurado, sem nos esquecermos do igrediente principal que tem se tornado raro, o Amor! vamos ter mais atencao aos tempos e aos ventos…

  7. santome

    23 de Maio de 2013 as 21:36

    LAMENTÁVEL, O SUCEDIDO. POR UM LADO A MÃE NÃO PODE SAIR IMPUNE NESTE ATO CRIMINAL. TAL COMO TODOS NÓS SAMBEMOS, A POBREZA ASSOLA CADA VEZ MAIS O PAÍS E A SUA POPULAÇÃO, É CERTO QUE JAMAIS SERVIRÁ DE MOTIVAÇÃO PARA SE DEFENDER DA VENDA DE UM SER HUMANO,PIOR É,QUANDO SE TRATA DE PRÓPRIO FILHO. A INVESTIGAÇÃO CRIMINAL NO PAÍS ESTÁ SEM MEIOS E CADA VEZ MAIS VULNERÁVEL PARA UMA SOCIEDADE ONDE O ÍNDICE DA CRIMINALIDADE NUNCA ANTES EXISTENTE NO PAÍS,TEM GANHO CADA VEZ MAIS O TERRENO, DEIXANDO A POPULAÇÃO NO DESESPERO E NUM CLIMA DE INSEGURANÇA. COM O EMPOBRECIMENTO DO PAÍS E DA POPULAÇÃO TORNA MAIS FÁCIL A VIDA DOS CRIMINOSOS, BURLÕES E CORRUPTOS.É ÓBVIO QUE NÃO HAJA REGISTO NENHUM NO PORTO NEM NO AEROPORTO DA SAÍDA DOS GÉMEOS DO PAÍS, MAS NÃO QUER ISSO DIZER QUE OS BEBÉS NÃO TENHAM SAÍDOS DO PAÍS.SUPOSTAMENTE DEVE HAVER MAIS PESSOAS ENVOLVIDA NISSO,ALIÁS OS PRÓPRIOS FUNCIONÁRIOS DE AEROPORTUÁRIO E OS TRIPULANTES DO BARCO.A CORRUPÇÃO É BASTANTE EVIDENTE NO PAÍS, QUEM GARANTE QUE TAMBÉM NÃO FOI PAGO ALGUNS FUNCIONÁRIOS PARA DEIXAREM ENTRAR OS GÉMEOS NO BARCO,SEM QUE FIZESSEM O REGISTO.ISTO É BASTANTE CLARO.ALIÁS JÁ HOUVE CASO QUE O CIDADÃO NIGERIANO DESEMBARCOU NO PORTO DE S.TOMÉ UMA CERTA QUANTIDADE DE MEDICAMENTOS ILEGALMENTE,PELO PIOR QUE PAREÇA ESSES MEDICAMENTOS TRANSPORTADOS ILEGALMENTE PARA S.TOMÉ FORAM TODOS DESPACHADO E LEVANTADOS NA ALFANDEGA COM A VIA VERDE PARA O MERCADO AMBULANTE DO PAÍS. A PERGUNTA É:SERÁ QUE NINGUÉM NO DESPACHO DESSES MEDICAMENTOS DEU POR CONTA DISSO,NINGUÉM FOI RESPONSABILIZADO POR ISSO? UM FISCAL DEVE SEMPRE DESCONFIAR DE TUDO E DE TODOS.

  8. Samangugu

    24 de Maio de 2013 as 9:16

    Essa mão misseravel merece cadeia.
    Não tem amor próprio logo, não ama os filhos.
    10 anos de prizão para ladra.

    • Francisca Moreno

      24 de Maio de 2013 as 15:14

      Esta senhora não tem veias no coração. Porque filhos são corda de coração de uma mãe e se você não tem veias a atravessar o seu coração, você não tem amor aos filhos. Essa Srª dez anos de prisão é pouco.

  9. cosset varjam

    24 de Maio de 2013 as 9:39

    Já está a ser uma prática na nossa nação os “pais ” oferecerem seus filhos aos emigrantes, maioria estrangeiros alegando pobreza.Já é um caso preocupante na nossa terra, estrangeiro até ” zombam” dos santomenses e dizem que quando famílias desfavorecidas santomenses sobretudo da zona de Monte-café, Rio Malanza, entre outras vêem um estrangeiro, correm logo a oferecer filhos para levar para Europa em Prol de um ” futuro melhor”. Só Deus, só quem presencia e só essas crianças sabem como elas são discriminadas e tratadas psicologicamente. Algumas dessas crianças ” adoptadas” nunca serão tratadas como um filho, essas crianças servirão sim de meio para esses tais pais adoptivos terem porta aberta para entrar em S.Tomé e Príncipe quando quiserem e serem bem vistos socialmente. Outras só Deus é que sabe do paradeiro dos seus órgãos. Maioria de nós santomenses fomos educados na pobreza e nunca tivemos comportamentos doentios dos ricos norte- americanos, ingleses, portugueses, canadenses entre outro de causar danos e pánicos sociais como tem acontecido naqueles países onde os filhos têm bem essencias e de primeira necessidade prontamente bem como melhores condições financeiras e económica comparativamente a maiorias das famílias sãotomense. Afinal quem precisa de melhores condições de vida? somos nós que temos com maior frequência fraco rendimento financeiro ou são eles que têm maior rendimento e que violam direito dos outros? Esta mãe negou aos filhos do seu ventre protecção e segurança quando esta mostrou-se fraca e toupeira perante tostão, negou amor de pai porque quanto á ela não vejo amor só vejo cegueira. Rogo a Deus nosso Senhor que livre essas crianças de mãos más e das pessoas abusadoras.

  10. Cassuma-Sofredor

    24 de Maio de 2013 as 10:16

    Ora bem onde está o Estado na defesa do bem estar da vida dos que mais sofrem? Esta e dentre outras situações de suicídio, prostituição, Violência domestica, roubo e acima de tudo menos trabalho e mais Corrupção geneticamente desde topo da nação Santomense nunca deu resposta à estas e outras situações sendo que o Governo Santomense busca e só produz ricos sem que o país produz riqueza. No entanto a miseria obriga trafico claro e legal sendo que o Governo menos preocupado está com o povo.

  11. 3 Macucu

    24 de Maio de 2013 as 10:55

    envestigando, bém essa senhora com tantas buraxas (disculpe por algumas falhas ortograficas é defeito do meu compotador)

    • gualter almeida

      25 de Maio de 2013 as 19:12

      desculpa amigo o computador é que paga tudo vejo quase todos comentários cheio de erros será que na nossa terra os computadores são todos assim ou é de quem escreve? Eu também escrevo alguns erros não poço culpar o computador são as minhas falhas como todos não venha com desculpa do computador

  12. 3 Macucu

    24 de Maio de 2013 as 10:58

    Vendo bém as coisas essa senhora que comprou esses inocentes é uma traficante de ser humano para bém dizer que ela vinha fazendo isto a muito témpo ,mais como ladrao tenhe 99 dias ela foi apanhada envestigando, bém essa senhora com tanats buraxas ela vai diser desde quanto témpo ela vinha fazendo isto, porque tipo dessas pessoas quando fica perante justiça fica como uma, Santa com cara toda aflingida como inocente so com burraxa por favor ela vai mesmo denuciar algumas pessoas que estao infiltrdo dentro disto por favor senhores autoridades de STP nao deixa passar isto em vento e popa essa mae também prisisa de caxapola porque muita gente jà criaram seus filhos na miseria el é bamdida ladroa ai se fosse eu o pai?awuedeééééé

  13. Desgraçado

    24 de Maio de 2013 as 11:14

    Nenhum agente da PIC deslocou a Gabão? é mais facil apanhar a mulher que comprou a criança se investigação for dinamica do que propi as crianças, comandante do navio e o responsável da alfandega têm que ser demitidos mais rapido possivel de forma a ajudarem nas investigações. este é um tipo de crime que mais me comove, crianças não são objetos, elas precisam de amor e paz… a mãe tem quer severamene punida, já é hora de governo fazer um centro de proteção das crianças e jovens de forma prevenir este crime triste e doloroso. Prevenir é uma arma muito forte.

  14. gualter almeida

    24 de Maio de 2013 as 11:19

    o que chegamos meu Deus onde isto vai parar não basta pedofilia agora venderem cianças mas temos cá muita coisa encoberta que um dia vai ser descoberto e muita gente boa metida pena é que a justiça não funciona nesta terra senão muita boa gente estava já na cadei (NÃO È VERDADE LÙCIO AMDO)

  15. E agora.?!...Falo eu

    24 de Maio de 2013 as 13:44

    Meus caros, a pobreza não pode servir de justificação para tudo. A irresponsabilidade e a perca de valores na sociedade é que têm levado a estas situações. Quantas vezes já ouvimos “Mãe é única e pai pode ser qualquer um”…é lamentável ver uma mãe fazer isso aos filhos.
    Por outro lado a PIC parece que anda a brincar de investigação. Estes senhores não acham estranho que alguém, sistematicamente, chega ao país de avião e sai de Barco? Não seria pertinente saber o que a pessoa faz?…Será que estas foram as únicas crianças a saírem do país pelas mãos desta pessoa?

  16. É assim.

    24 de Maio de 2013 as 14:37

    Patrice trovada,vai ajudar a percurar as crianças.

  17. principe

    24 de Maio de 2013 as 15:06

    Mas nao é pra aquerditar empssivel trafics de crianca em s.tome e principe sera q nao foi passado pelo tribunal antes .so santmense vivo no estrangeiroe meus caros irmao delta linda terra isso ja chega pra voces abriter os olhios m’as tarde pior .

  18. principe

    24 de Maio de 2013 as 15:15

    Seria mehloir levar esta enocente mae pra médico pisicologico porque ela nao esta bem 2 vidas 200 euro . Envetigadores de s.tome fassam huma busca m’as rapido possible . Esta senhora q fer isso nao tem boas iniciativa com os enocentee ela é uma trficante de ser humano antencao .serra q ela vai compris penas vi ser condenado .

  19. HT

    24 de Maio de 2013 as 17:23

    Com provas que já temos pr mim esta a demorar demais…prendam familiares e filhos desse mulher até que ele apareça viva ou morta.

  20. PORTUGAL

    24 de Maio de 2013 as 18:21

    LAMENTÁVEL E MUITO TRISTE.
    QUEM COMPROU A CRIANÇA TEM DE APARECER, E O PAIS TEM DE DAS O MAXIMO PARA TRATAR O TRAFICO DE CRIANÇAS ISSO NUNCA EXISTIA.
    ESTOU MUITO REVOLTADA.

  21. mina di Célivi

    24 de Maio de 2013 as 20:46

    Salve Inocentes!

  22. minus

    25 de Maio de 2013 as 2:24

    ja topei que o nosso STP e um pais rico em juizes da treta, afinal como podem julgar e condenar alguem so porque foi encontrado no suposto local do crime, com o suposto sangue da vitima nas maos? a inumeros fatores envolventes que desconhecemos e nao e por nos sentirmos indignados com tal ato que vamos mandar a desgracada criatura pra forca sem antes apurar-se bem os factos… ja alguem (por um ligeiro acaso)pensou na hipotse de que a desdita mulher padecer de problemas de ordem psiquica? nosso grande mal as vezes(muitas vezes mesmo) e achar que louco e apenas um desgracado mal cheiroso, levando uma existencia animalesca,porem, nao sobra duvidas que estamos rodeados de varios desta especie,ora vejamos… como chamariamos aquelas mentes brilhantes que desenvolveram todos os tipos e generos de material belico usados em guerras( e nao so) que seifam milhoes de vidas todos os anos,sim como os chamariamos? como chamariamos aquelas ilustres pessoas (estrelas) que pelo seu modo de vida banal e imundo conseguem levar milhares de pessoas a abandonarem elevados padroes de moral e espiritual pra deleitarem-se comhabitos corrosivos,sim como os chamariamos? estou mesmo farto de gente tao miope! paremos de julgar tao precipitadamente e de ser hipocritas como se ela tivesse morto o cristo, quando na realidade so nao estamos na cadeira dos reus porque os ceus ainda tem misericordia de nos e nao revelou ao mundo quao despresiveis somos,deixemos que a justica( as vezes falivel) dos homens cuide disso e nada de atirar lenha e troncos na fogueira!!!

  23. Jutta Sousa

    25 de Maio de 2013 as 9:53

    Isto deve-se a falta de controlo não que existe neste país e uma boa fiscalização que nunca existi-o em STP. Aparelhos para detetar anomalias… É simplesmente ridículo isto vem provar que coisas dessas já vem de muitos anos.

  24. Nana

    25 de Maio de 2013 as 17:58

    Peço por favor as autoridades nacionais para agirem rápido
    As crianças traficadas em África, são para serem retirados órgãos sexuais, cortam a língua, o sexo etc. para fazerem remédios diabólicos para ganharem eleição. Esta é uma prática muito comum em Gabão. Agora a atual autoridade gabonesa está a fechar o cerco no Gabão e eles agora passaram a comprar as crianças no estrangeiro para estes atos bárbaros.
    Por isso, quanto mais tarde agirem, maior perigo estão as inocentes crianças a passarem.
    Façam por favor algo já. Não é difícil encontrar a tal senhora Kamy em gabão. A nossa embaixada tem que identificar já a senhora e os bebés e a tal senhora deverá ser repatriada já para ser julgada aqui no país
    Agem por favor

  25. Zé Zé

    26 de Maio de 2013 as 9:24

    Não há razão alguma para uma mãe vender o fruto do seu ventre. Quem assim o faz, é mercenário de sentimento. Não possui o ego próprio. Mas tudo isso, também revela a maneira nossa de trabalhar, educar o nosso POVO.
    Senão vejamos: neste preciso momento está a terminar uma telenovela Brasileira descrevendo cenas que se prendem com o tráfego de pessoas humanas, levando-as, muitas delas à prática de prostituição e outras situações ilícitas, negativas à sociedade. O quê que a comunicação social já fez a esse respeito? As novelas, os filmes são passados, sem qualquer comentário que explique o conteúdo dos mesmos, as partes negativas e positivas, enfim, de modo que os nossos telespectadores, mormente as senhoras,a juventude, tirem delas ilações educativas para o dia-a-dia da vida.
    Por favor, aos homens da lei, da comunicação social, aos sociólogos, etc., façam algo neste sentido. Não me refiro à censura (sou contra), mas sim ao aproveitamento dessas situações (conteúdo das novelas, filmes) para trabalhos organizados que conduzam à restauração de valores cívicos, morais, educativos (perdidos), pois muitas vezes as cenas reveladas nestas apresentações são tidas precisamente como críticas à sociedade oriunda e não só.
    A nossa TVS está com tanta falta de dinheiro e dignidade que só passa programas a qualquer preço (dinheiro), senão vejamos: até publicitam jogos de azar do casino de um hotel, certas mentiras de algumas seitas religiosas, enfim…!
    P.e.:Fala-se do consumo de estupefacientes (drogas), sem na realidade explicar as suas consequências.
    O atual Governo não pactua com situações de drogas e outras, por isso, já é tempo de, sejam criados programas na comunicação social (RN e TVS) para o efeito (elucidar os nossos concidadãos, crianças, jovens e velhos).

  26. Araújo Lima

    27 de Maio de 2013 as 13:06

    Apesar das dificuldades, aonde está o AMOR? DEDO PÔ CA FEDE NOM CÁ NA COTÉ ZUGÁ BUTA FÁ…MINA GUÊ SA MINA GUÊ…

  27. josé mota

    28 de Maio de 2013 as 14:16

    Eu sou dessa terá vivo em Portugal há duas décadas,tenho informações de tudo k se passa na nossa terra,mas dessa é k eu nunca esperava.acho k o culpado disso tudo,são os derigentes k de vez enkuanto deixa passar a corrupção,de baixo dos seus olhares.faço apelo k senhores dirigentes,mudem pra ñ ficar tarde.

  28. Nazaré

    28 de Maio de 2013 as 18:01

    Bom dia! aquela mulher tem que ir pra cadeia

  29. nazaré Ceita

    28 de Maio de 2013 as 18:34

    Lhe conheco bem em libleville chama se kamil e uma amiga posso vous ajudar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo