Sociedade

Suplemento em jornal alemão com graves erros e inverdades custou ao Estado são-tomense mais de cento e noventa mil euros

JDZ definida como uma ‘’província administrada por STP e pela Nigéria.’’

São de Deus Lima

Um suplemento de oito páginas encomendado pelo Governo de Patrice Trovoada à empresa Globus Vision, (com sede em Victória Street, Londres) e inserto na edição de 6 de Dezembro de 2012 do jornal alemão Financial Times Deutschland, custou ao Estado são-tomense mais de 190 mil Euros. ( ver factura assinada pelo então Ministro das Finanças.)

O encargo terá de ser assumido pelo novo governo.

O objectivo do referido suplemento seria promover as potencialidades de negócios em São Tomé e Príncipe junto de investidores alemães,  nomeadamente, as áreas dos recursos naturais, a plataforma de logística com porto de águas profundas, novo aeroporto, agricultura tropical (cacau), turismo, banco e técnicas de comunicação e informação.

O Kê Kua! pediu ao sociólogo alemão, Gerhard Seibert, conhecido estudioso de São Tomé e Príncipe, um resumo das oito páginas, nas quais são apresentadas como vantagem a posição geográfica do país, o aeroporto, o porto, o novo sistema de cabo submarino e um código de investimento favorável, condições que o tornariam propício a investimentos privados nos sectores petrolífero, financeiro (bancos offshore) e turismo, beneficiando da beleza natural das ilhas.

Contudo, a seriedade do objectivo, à partida inteiramente justificável, de vender a imagem de São Tomé e Príncipe no mercado alemão, é posta em causa, primeiro, pelo amadorismo da tradução que, segundo Gerhard Seibert, parece ter sido ‘’uma tradução automática feita pelo Google. É uma péssima tradução’’. Igualmente incompreensível, tratando-se de uma encomenda de custo nada negligenciável, face aos recursos nacionais, é a quantidade de erros graves, inverdades e imprecisões que o suplemento contém.

JDZ ‘’é uma província’’

Na página 2, diz-se, por exemplo, que em 2001, a Nigéria e São Tomé e Príncipe acordaram a exploração conjunta de petróleo ‘’nas águas do Delta do Níger.’’ Diz-se ainda que a JDZ, Zona Conjunta de Desenvolvimento, ‘’é uma província administrada em conjunto’’ pelos dois países. O mesmo artigo refere-se ao então ministro das Finanças como América Ramos.

O artigo seguinte, que já refere correctamente o nome do então ministro das Finanças, relata que, no primeiro leilão da ZEE em 2010, participaram ‘’oito grandes empresas petrolíferas.’’ A mesma secção do suplemento diz que ‘’o sector bancário é constituído por oito bancos nacionais activos.’’ Na página 3, o artigo sobre o Cabo Africa Coast to Europe cita Jorge Rodrigues Jardim como Governador do Banco Central de STP, depois de já ter, correctamente, indicado no 2º artigo, que a titular deste cargo é Maria do Carmo Silveira.

Odebrecht financia construção do porto de águas profundas?

A dado momento da página 4, afirma-se, a propósito do projectado porto de águas profundas que ‘’a angolesa Sonangol contribuiu com 5 milhões de dólares americanos e que a brasileira Odebrecht é responsável pelos custos de construção. É igualmente dito que se esperava a chegada de um financiamento adicional de 570 milhões de dólares do Banco Mundial e de outras fontes multilaterais’’. O Banco Europeu de Investimento, a AfB Capital e a Agence Française de Developpement são apontados como ‘’financiadores interessados’’.

O artigo sobre turismo, na p. 6, informa que “…o país é a terra da catedral mais antiga da África subsaariana. Fundada no ano de 1576, o edifício da linda sé catedral branca foi só concluído em 1958”.

Cópia do suplemento – Clique / Publicação Alemã

    34 comentários

34 comentários

  1. Filipe

    26 de Junho de 2013 as 1:03

    Isto é uma brincadeira! O senhor Patrice Trovoada gozou com a malta e quem vai pagar esta brincadeira somos todos nós. Qual é a necessidade disto? Há formas mais baratas de se publicitar um país como o nosso. Além disso o que o Patrice Trovoada queria era se autopromover e não promover o país. O resultado desta brincadeira já chegou. Sinceramente, quando se coloca pessoas sem responsabilidades nestas funções quem paga é o mexilhão.

  2. zeme Almeida

    26 de Junho de 2013 as 1:24

    Agora é que a montanha vai parir o Rato.

  3. zeme Almeida

    26 de Junho de 2013 as 1:49

    No Coment.

    • Arlindo Ferrado

      26 de Junho de 2013 as 12:20

      Meu caro, existe aquele ditado que diz “preto e mesmo burro” sem querer ofender ninguem uma vez que tambem sou e nao fui eu que o criou. Ou querer fazer omoletes sem ovos…tudo isso pra dizer, que mesmo na nossa lingua mae, o portugues, estamos mto mal publicitados, qual o sentido de saltar para uma publicidade na lingua alema. Com certeza e benefico, mesmo se fosse na lingua chinesa, mas, se quiser-mos atrair o investimento alema basta a lingua inglesa…

      • E. Santos

        26 de Junho de 2013 as 16:51

        heheheh….Concordo plenamente consigo. Também não percebi esta opção pela língua alemã. O inglês tocaria a todos. O Alemão, nem nós nos podemos deliciar com a publicação …grande seca.

  4. António Silva

    26 de Junho de 2013 as 6:19

    Pois é. Se assim for, pressionem a empresa e recorram. Se existem estas falhas, reclamem, para verem se livram desta dívida! Abram os olhos e não se deixam levar pelo “leve-leve”
    Não podemos dizer sempre “SIM SENHOR” e arreganhar os dentes!

  5. desta terra

    26 de Junho de 2013 as 8:09

    Isso não quis dizer nada.

    O importante é a intenção de “vender” a imagem do país e resultados que essa “venda” possa trazer à nação santomense.

    Os erros deveriam ser deduzidos da factura que a empresa está a exigir.
    Por cada erro o Estado deverá deduzir 5000 euros da factura.

    E ponto final!
    Dizer a globus vision para ir queixar onde ela quiser, que nós nao compramos produtos com erros grosseiros.

  6. Fala Serio

    26 de Junho de 2013 as 8:11

    QUE TRISTEZA. é assim que os políticos acabam com este País. O Sr. PT nunca amou esta terra, prova disso é que só vem cá quando chegam as eleições para enganar o povo com umas dobras, depois é só viajar.
    Santolas, abram os olhos…

  7. tchuna baby

    26 de Junho de 2013 as 8:35

    Se assim for… o anterior governo deveria advertir este jornal… já que não o fez…o no governo atual deve fazê-lo porque a intenção pelos visto é boa sem dúvida… não é isso que o MLSTP quis ludibriar o povo que o PT vendeu a sua imagem… Vendeu sim a Imagem de STP, malandros são esses alemães que o Governo tem que recorrer porque é inadmissível que paguemos por algo que fizeram com tantos erros…

  8. CEITA

    26 de Junho de 2013 as 9:09

    (consênguê sá nome, pontanguê sá ia lâ lâ)
    por outro lado é dizer que tudo que brilha não é ouro nem diamante. até indivíduo que foram considerado bons quadros nas respetivas instituições do Estado como Américo Ramos, Leve Nazaré, Agostinho Fernandes, Senhor Arlindo Ramos Veterano e maduro e com muito conhecimento, Carlos Vila Nova excelente homem, muito sinceramente. não esperava de vocês isso, andar atrás cegamente( quando avô dizia-me que “dgelô cá ngananguê”(dinheiro engana pessoa) eu não entendia mas já pode perceber)… quando que tribunal vai funcionar

  9. Maria

    26 de Junho de 2013 as 9:09

    Venho sempre ( todos os dias ) a este site para ler o jornal , para estar sempre informada sobre STP.
    Leio cá notícias que até me vem lagrimas aos olhos,triste e mt triste..
    O mais triste ainda é saber que existem santomenses ( patriotas ) que acreditam , e dão votos de confiaça au Patrice Trovoada, Delfim Neves, Rafael Branco, Maria das Neves e etc etc etc……..
    Estão sempre a nos ( povo ) tratar por burros e idiotas, em mim morre a cada dia a esperança de um STP melho e pra todos!!!!

  10. joven de 90 anos

    26 de Junho de 2013 as 9:19

    eu como santomense que sou recuso a pagar esta divida ,Patrice trovada tem capim ele e que deve pagar esta e outras dividas que ele fez . e triste eu dei conta que já estamos a pagar por isto . obrigado PT e JERAÇÇAO ESPERANÇA ,e isso que eu dei vocês meu voto para vir fazer .. muito obrigado não vou pedir praga pra vocês mas deus e os santomenses tem olho a ver .

  11. HT

    26 de Junho de 2013 as 9:42

    Scherz Zeit haben …

  12. O mais certo

    26 de Junho de 2013 as 9:47

    O acto de publicitar é hoje condição indispensável para projectar qualquer país qualquer actividade (Marketing) e isto tem um preço!Se eu construo um hotel de cinco estrelas em S. António Mussacavú e pretendo com isso ganhar dinheiro eu preciso publicitá-lo( elementar de entendimento). Qualquer Santomense lúcido sabe que o nosso país muitas vezes ali perto pouca gente o conhece e mantê-lo fechado a sete chaves é ainda pior. Não venham fechar os olhos as pessoas! Quem quer ganhar tem que gastar. Se o governo anterior engajou-se e como deve haver a continuidade do estado deve no mínimo assumir as responsabilidade do estado e não estar a fazer campanha com questões sérias de que o país precisa! Já não é tempo de cegueira! Nos tempos de hoje quem não sabe pergunta. Há muito pouco santomense disposto a ser enganado!Uê bili n’guê munto!

  13. jojo

    26 de Junho de 2013 as 10:41

    Minha gente

    Onde está o ex-Ministro que assinou esta barbaridade?

    Deve-se chamar responsabilidade aos irresponsáveis…

    Onde é que já se viu tomar atitudes que levem o arresto do Ministéio de Plano e Finanças de um país?

    • E. Santos

      26 de Junho de 2013 as 16:48

      É preciso não misturar coisas.

      O Governo de Patrice Trovoada tem responsabilidade na opção que fez de gastar os 198 mil euros para esta publicação (boa ou má que tenha sido) e também tem responsabilidade nos erros e inverdades contidos no documento. Isto eles têm de nos vir explicar.

      O Governo de Gabriel Costa tem responsabilidade no arresto agora decretado ao Ministério das Finanças. Se chamaram a atenção disso logo que tomaram o poder em Dezembro, porque não acautelaram a situação. Qualquer um sabe que quando o pai morre herdamos os bens mas herdamos as dívidas também…isto é básico. Porque Gabriel Costa que é jurista deixou que isto chegasse a este arresto? Para atribuir culpa a PT?
      Afinal o Governo tomou posse para se vingar do PT ou para proteger o POVO das barbaridades que diziam o PT estar a cometer?

  14. E agora.?!...Falo eu

    26 de Junho de 2013 as 10:42

    Êssá cada quá…Não vou entrar em questões do custo da dita “promoção do país” porque, como sabemos, não há almoços grátis. Mas se o objectivo era o de promover o país porque razão a foto de destaque é a do primeiro ministro e não a das nossas paisagens?

    “O que me preocupa não é nem o grito dos corruptos, dos violentos, dos desonestos, dos sem caráter, dos sem ética… O que me preocupa é o silêncio dos bons.”
    Martin Luther King

    • E. Santos

      26 de Junho de 2013 as 16:38

      A foto do Primeiro Ministro em grande plano para mim até é compreensível. E eu vou explicar o porquê:
      Nós estamos numa conjuntura de crise financeira mundial, ninguém conhece São Tomé e Príncipe e muito menos o seu Primeiro Ministro. Estou a falar de potenciais investidores, não de parceiros do país.
      Se ninguém nos conhece, como é que vamos cair de paraquedas a convidar pessoas para investir no nosso país? E ainda que se promovesse as prais, a beleza natural, não é isso que vai atrair investimento. Isto atrai turistas.
      Os investidores vão onde há oportunidades, onde os seus investimentos possam ter retorno e ser seguros.
      A segurança, a estabilidade, quem transmite é o líder, logo o Primeiro Ministro, não são as praias. É o líder que vai dizer que o seu país tem potencial, que está disposto a trabalhar no sentido de conferir segurança aos investimentos que se fizerem no seu país, que o mesmo tem garantia de retorno e transferença de capital. Por isso, tinham de dar a conhcer o líder, é normal. Vejam revistas que promovem empresas o que aparece em grande plano, se são os produtos eou se é o Chairman, PCA ou outra designação qualquer.
      É esta a parte que escapa a muitos são-tomenses que eu diria, pouco visionários, até mesmo tacanhos na âmbição. Os tais que acreditam que nosso côcô e matabala, juntado a arroz amarelo e partido, sempre a estender as mãos, e já é “vivê que está aqui bastante”.
      A direcção do Turismo, as agências de viagem e turismo, as companhias aéreas já promovem as nossas praias, a nossa beleza natural. Aí sim era desnecessário gastar tanto dinheiro para promover praia.
      Mas alguém tinha de promover as nossas potencialidades enquanto país para investimento, que bem precisamos. Por isso a intenção não foi má.
      A questão do custo é discutível. Como já disse, depende do benefício que se esperava vir a ter com esta promoção do país, numa conjuntura financeira mundial difícil.

      O que é de facto pertinente e que deve ser esclarecido agora é a qustão dos erros e inverdades contidas no documento. Aí sim, alguém falhou, sem dúvidas.

      • E agora.?!...Falo eu

        26 de Junho de 2013 as 19:14

        Caro(a) E. Santos.
        Concordaria contigo se estivéssemos a falar de promoção, como das exemplo no teu comentário, de uma empresa…não é o caso. Trata-se de um país que tem para oferecer aquilo que a natureza foi simpática com o mesmo. Não esta em causa as imagem do primeiro ministro nesta promoção mas sim o fato da mesma ser destaque da noticia. Quem olha para esta capa, antes de ler o texto, pensa que se vai falar de um empresário e não de um país.
        É sabido que São Tomé e Príncipe é muito pouco conhecido e precisa como é óbvio de ser promovido…mas não precisamos de visionários, precisamos sim de pessoas realistas com vontade e determinação de levar este país para frente. Pessoas que tenham humildade de reconhecer as nossas limitações mas com ambição de trabalha-lhas. As praias e belezas naturais atraem sim investidores…investidores em turismos e turismo como deve ser.
        Nós conhecemos os investidores alemães e os tipos de investimentos que fazem. Que tipo de oportunidades pensas que há em STP para os mesmo? Olha que não estamos a falar de investidores de uma loja de roupas ou de frutas.
        P.S. Olha que não seria mal pensado em apostarmos na produção em massa de matabala e côcô e criando condições para exportação ou oportunidades para área de transformação.

    • Bingo

      26 de Junho de 2013 as 17:12

      Amigo,

      Claro que Patrice Trovoada que tem um ego maior do que as profundezas da Boca do Inferno não desperdiçou a oportunidade de se auto-promover no suplemento. O mundo não cairia por causa disso.

      Vários aspectos atraentes do país estão incluídos e poderia ter sido uma boa promoção do país, mesmo com o logozo na primeira página, se tudo não tivesse passado de uma brincadeira de amadores e com um monte de mentiras à mistura.

      A elegância de escrita da São Lima leva-a a escolher muito bem as palavras, mas dizer que há oito bancos activos na nossa praça financeira não devia ser classificado como inverdade mas sim como pura mentira.

      Dizer que a Odebrecht estava a custear a construção do porto de águas profundas é pura mentira!

      Dizer que a ”angolesa” Sonangol deu 5 milhões para o porto de águas profundas é pura mentira!

      E isso são informações que a Globus Vision não pode ter inventado. Foi o que o gang do Patrice lhes vendeu.

      O trabalho não foi sério e custou-nos muito caro. PONTO FINAL!

  15. business

    26 de Junho de 2013 as 11:11

    Caros amigos,
    Devo vos dizer que despertaram cedo, com esse andar surgia a hipótese de negociar o pais.
    Se bem que os que já passaram ali fizeram o mesmo. Apenas o PT é mais dinâmico é um business intelligence.
    Eu muito sinceramente pergunto me as vezes! Que tipo de governantes são estes? Pessoas com níveis médio não conseguem dizer não PT.
    Esses políticos de meia tigela não repararam quando o PT andava a afastar os dirigentes sérios! Nem se quer nas reuniões informais questionarão o governo o porquê de certo afastamento.
    Esses dirigentes por principio próprio querem acabar com o chamado sistema em STP. Sabem o que é bom para STP e o que ponha em causa a sua dignidade.
    Nesta óptica o governo de PT convida-os a afastarem das suas funções ou mesmo move-os para outras funções de modo a não impedir que a maquina do sistema pare de funcionar.
    A ideia do antigo governo não é má, mais no entanto tinham que ter recurso humano que conhece STP para o fazer. Penso que a maneira como projecto foi orientado é que foi suscitou duvida.
    Sabemos sempre que os santomenses têm mania do tal elite. Palavras: Nos é que sabemos, somos da família Y, X , Z, estamos no governo, esse povo não percebe nada… é palavra típicas dos menos inteligente, pois dá nisso!…
    A ideia de sabermos tudo, só inviabiliza o desenvolvimento do pais. Vamos ser humilde, porque juntos podemos construir um pais novo.
    Abrem os olhos Politiqueiros!!!!

    • Varela

      26 de Junho de 2013 as 16:56

      Muito bom o seu comentário! Mas não era necessário chamar-nos de politiqueiros!!?

    • Varela

      26 de Junho de 2013 as 16:59

      O PT ao inferno é garantido, mas ai na terra já merece cadeia.

  16. zeme Almeida

    26 de Junho de 2013 as 11:39

    Jornal Tela-Non tratar-se alguem de bandido e garoto nao é insulto?O senhor Patrice Trovoada é uma figura publica ou foi, deveria ser tratado de outra forma e voces nao censuram os tais comentarios?Este comentario foi feito pelo senhor {Ceita}.Voces honraram o compromisso e tem havido pequenas lacunas.

    • Téla Nón

      26 de Junho de 2013 as 11:59

      Tem razão, e obrigado pelo alerta. Vamos tratar deste assunto, daqui a pouco.

  17. conceituoso

    26 de Junho de 2013 as 14:35

    Acho que isso não foi feito em beneficio do próprio ministro, mas sim para promoção da imagem do país, do seu potencial turísticos entre outros potencial.
    só que isso deveria ser feito de forma cautelosa de modo que não contraísse a divida no valor tão alto.
    Gente aprofunda bem no assuno depois comenta. Cuidado com estratégia política.

  18. Negro de STP

    26 de Junho de 2013 as 15:38

    O Ptrice Trovoada foi a 2 eleições e ganhou democraticamente.
    Sabem porque que Patrice Trovoada consolidou o seu lugar na politica em S.Tomé?

    Porque o MLSTP PCD CODO mais outros fizeram muitas falcatroa ficou quemado perderam a credibilidade aos olhos de Santomenses.
    Agora querem pegar nestes casos e andar ai a fazêr queixinhas .
    Neste caso não a roubo nem lavagem de dinheiro.Então agora é minimizar os danos e seguir em frente .

  19. E. Santos

    26 de Junho de 2013 as 16:16

    Olhando para esta publicação, muito embora não entenda patavina do que lá está escrito, não me pareceu que o que se pretendia vender era a imagem do PT (pode até ter sido, mas não é isso que se percebe a primeira vista) pois estão também no jornal outras figuras do anterior governo e não só, muito embora em menor relevo, o que é de certa forma normal.
    Também podemos discutir se a opção de promoção do País a este custo é razoável ou não, mas não chegariamos a um consenso pois tudo depende da amplitude da visão de cada um. Ou seja, tudo depende da análise custo-benefío feita pelo Governo de Patrice Trovoada e pelos demais são-tomenses, cada um ao seu nível de ambição.
    A questão de ter sido feita ou não a matéria, para mim é pouco relevante neste momento. Pode ter sido uma má opçãodo Governo anterior mas foi feita e está a vista (o dinheiro não evaporou ao menos).

    Mas há uma coisa curiosa, ou melhor, dois aspectos curiosos:

    1- Se a tradução feita foi péssima para a imagem do país o que ganhou o PT com isso? É que em meu entender, se o país não vale nenhum, o lider do país também não valerá muito mais.
    E porque o próprio não exigiu a correcção do texto antes dele ser publicado? Normalmente, nestes casos, enviam-se o texto para o solicitador do serviço validar. Quem deveria ter validado e não o fez? Tem de existir um culpado, ou pelo menos, um negligente…Acho que merecemos este esclarecimento. Nós até temos muita gente que estudou na alemanhã e que decerto perceberia a tradução e a falta de exactidão da informação.

    2-O actual Governo, se tinha esta margem de manobra, para declinar o contrato com a Globus por inexactidão e poupar STP deste pagamento que entenderam não se ter justificado, porque não o fez e simplesmente recusou-se a pagar e não compareceu ao julgamento? Quem foi o negligente da vez…

    Julgaram que com este procedimento o PT é que sairia lesado? Aliás, a queda do Governo foi para defender STP, não para o atirar ainda mais a fundo agora com penhoras do bem do POVO.

    Também merecemos este esclarecimento.

  20. Nilva

    26 de Junho de 2013 as 16:39

    Projectar a imagem do país ao nível internacional é uma mais valia…mas temos que saber fazer, para não denigrirmos a nossa imagem ao invés de projectar……….e relamente existem outros meios mais baratos que poderiam ser usados para fazer isso….falta de criatividade…..

  21. Assuncao

    26 de Junho de 2013 as 16:59

    Qual a ligacao do exPM com essa empresa?Cuidado com os “laranjas”heeee,ta bonito,foi p isso que o elegeram,misericórdia Senhor!!
    Com cumprimentos.

  22. CEITA

    27 de Junho de 2013 as 11:37

    Ó leitor zeme Almeida, cresce e aparece andas muito cego atrás de pessoas incerta, em nenhum momento insultei Patrice.

  23. Toni

    27 de Junho de 2013 as 22:21

    Caríssimos, a exposição internacional de um Estado custa dinheiro, e uma forma de ser conhecido e ter o apoio dos investidores internacionais . Agora quem paga manda, êh uma regra da vida…podemos estar de acordo ou não e de facto ninguém se pode sentir magoado com a realidade. Estamos a falar de uma publicação com renome internacional.
    Um Pais precisa de reconhecimento internacional, e o meu , que vive de donativos ainda mais, porque não tem capacidade de criar receitas internas, e sabemos porque ?
    Quanto aos custos, sao o que sao não conheço os honorários destas publicações. Contudo se não fosse dependente de dadivas este assunto não era comentado nem sequer noticia, quantos lêem o artigo? Por favor questionem, se calhar tem surpresas.

  24. Filho da terra

    28 de Junho de 2013 as 17:01

    O meu ponto de vista,O anterior governo do Patrice Trovoada nao tinha tempo suficiente para resolver o que Ele criou, uma vez que o poder foi assaltado pelo partido do MLSTP,agora o homem foi corneado e deixou a Mulher gravida quem responsabiliza o filho?Nós os filhos desta terra e que estamos sofrendo com esta situaçao,Deus nao dormi,um dia justiça a de aparecer,para todos que estao a denegrir esta terra.

  25. antónio

    29 de Junho de 2013 as 17:31

    caros compatriotas, sabemos que é importante publicitar o país para atrair investimentos estrangeiro, mas não desta forma, sobretudo neste momento que precisamos de dinheiro pra comprar medicamentos para os nossos hospitais, construir salas de aulas,etc.gastar tanto dinheiro como foi gasto é maluquice!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo