Sociedade

Mé-Zochi é o maior na produção agrícola

O distrito que preenche a zona centro da ilha de São Tomé, é onde se concentra o maior número de agricultores do país. Os dados do Instituto Nacional de Estatísticas indicam que a 26,8% dos agricultores de São Tomé e Príncipe, trabalham nas terras de Mé-zochi.

O distrito de Mé-Zochi, que alberga três grandes antigas roças, nomeadamente Monte Café, Santa Margarida e Milagrosa, e as suas dezenas de antigas dependências, tem o maior núero de agricultores do país, 26,8%.

Os dados do Instituto Nacional de Estatísticas, indicam que o distrito de Lobata é o segundo, com 19,6% de agricultores, seguindo-se, Lembá com 16%, Cantagalo com 15,9%, Água Grande 9,2%, Caué com 7,2% e a região autónoma do Príncipe com 5,3% agricultores.

Os dados estatísticos do recenseamento geral da população esclarecem ainda que  os homens são a principal força de trabaho na agricultura. 74% dos agricultores são homens, contra 26% de mulheres que trabalham a terra.

Abel Veiga

    3 comentários

3 comentários

  1. eu

    30 de Setembro de 2013 as 12:40

    Devia-se definir uma quota de producao para cada distrito.
    Assim seria mais facil o apis caminhar em direccao a auto suficiencia pois teriamos maior e melhor controlo sobre a producao agricola no pais.
    E nao devemos esperar que a producao aumente com machim e enchada.

    Precisamos mais tractores com alfaias agricolas(freza, grade de disco, motocultivadora, etc)
    Mais adubo por metro quadrado,
    e Mais servico no meio rural e respectiva bancarizacao do meio rural.
    Os nossos senhores que t]em budo andam sempre com medo de investir na agricultura, pq eles sabem do risco inerente.
    Entao os bancos devem criar condicoes para credito agricola, ou deve-se criar um banco de desenvolvimento.

  2. Barão de Água Izé

    30 de Setembro de 2013 as 21:11

    Caro Eu diz: Se as terras não são de propriedade definitiva dos agricultores, como poderão os Bancos aceitar os terrenos como garantia bancária pelos empréstimos? Sem a reprivatização/privatização efectiva das propriedades, estas não servirão, por exemplo, para revitalizar o mercado financeiro, isto é, os Bancos, o sistema financeiro não ajudará ao desenvolvimento de STP.

  3. Mina Téla

    2 de Outubro de 2013 as 16:39

    Mè-Zóchi não só é o maior na produção agrícola! É e será um distrito que sempre saberá o que quer e estará disponível para dar outras lições a quem ou o quer que seja, em nome da nossa soberania!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo