Comédia no julgamento do ex-Director da TVS

Mais uma vez o réu não compareceu no Tribunal. A Juíza do caso,que é alvo de suspeição dos trabalhadores queixosos decidiu que os queixosos, e a sua assistência são ilegítimos. Devolveu o processo ao Ministério Público, e aplicou uma multa de 500 mil dobras ao réu que nunca comparece no julgamento.

A juíza que em Setembro último ordenou que o réu comparecesse no julgamento marcado para 4 de Outubro, e caso não o fizesse seria julgado à revelia, decidiu hoje anular a acusação que foi feita contra o réu, por sinal o ex-Director da TVS.

A juíza Kótia Menezes, anulou a acusação e encerrou o julgamento, com o argumento de que a assistência dos trabalhadores da TVS que acusa o ex-director de difamação e injúria, não é legítima. Os trabalhdores assistidos por uma jurista, avançaram com a acusação, com o aval do Ministério Público.

Mas a Juíza considerou ilegítimo, porque só o Ministério Público tem a competência de deduzir  acusação.

A representante do Ministério Público, presente no julgamento interveio, tendo dito que de acordo a nova lei de código de processo penal em vigor, os crimes que dependem de queixas são crimes de carácter particular. E o crime de difamação é um crime de carácter particular. Explicou a representante do Ministério Público, visivelmente aborrecida.

Mas a Juíza, que é alvo de um processo de suspeição apresentado pelos trabalhadores da TVS, aludindo cumplicidade entre o pai da juíza e o réu, desvalorizou os argumentos do Ministério Público, e bateu com o martelo na mesa.

Encerrou o julgamento, devolveu o processo ao Ministério Público a fim de ser instruído, e ordenou uma multa de 500 mil dobras para o réu, que mais uma vez, ou seja, pela quarta vez consecutiva, não comparece ao julgamento. Em nenhum momento a Juíza explicou ao tribunal os motivos de mais esta ausência do réu, apesar de no seu despacho de Setembro último, ter advertido que se o réu não comparecesse seria julgado à revelia.

Mas o fim, decretado pela Juíza Kótia Menezes, com a devolução do processo ao Ministério Público, não encerra o caso. O Téla Nón sabe que o Ministério Público, está decepcionado e não pretende instruir um processo, que já foi devidamente instruído, e remetido ao julgamento.

A assistência dos trabalhadores da TVS, garantiu ao Téla Nón, nos corredores do Tribunal, que vai interpor recurso ao Supremo Tribunal de Justiça. Mas não só. Junto com o recurso ao supremo, os trabalhadores vão apresentar à mais alta corte judicial do país, mais um processo de suspeição contra a Juíza Kótia Menezes.

Abel Veiga

  1. img
    Disciplinador Responder

    Enfim! Prova evidente do estado da justiça no país, ninguém respeita nada e não existe profissionalismo. Muita incompetência reina em s.Tomé e Príncipe , infelizmente.

    • img
      "Nós por cá e a nossa maneira" Responder

      ….concordo consigo porque faço parte deste grupo de cidadão decepcionado com o rumo de muitas das decisões que se tomam neste país…….digamos de passagem que a Juíza esteve muito mal nas suas duas actuações. Logo no primeiro momento deveria ter rejeitado o processo sem ir a sala de julgamento por duas vezes, se fosse o caso, evitando esta demora na tomada da decisão actual….De facto por se tratar de uma Crime particular que depende da constituição de assistência e de acusação particular, não verificando estes requisitos o processo deve ser devolvido ao MP para corrigir,(notificar as partes para constituírem assistente e deduzir acusação particular) ou arquivado por falta de impulso processual das partes. Por se tratar de um crime particular o MP quase nada pode fazer. O MP apenas actua nestes processos fazendo diligencias que as partes requerem e no final a parte é convidada a deduzir a acusação particular que o MP subscreve ou não, caso entenda. Se assim não entender deduz uma acusação paralela que acompanha a das partes que é remetido ao Tribunal…….Isto é o B.A.BÀ ….como alguém costumava a dizer….dos crimes particulares de que dependam da acusação particular, como é o caso deste…….estudem minha agente, os códigos não foram feitos para embelezarem as prateleiras dos escritórios e das salas dos senhores douctores. É preciso lê-lo,estuda-lo com dedicação para melhor dizer a justiça.

      ………Haver vamos…..

  2. img
    Guerra Responder

    Eu sabia que isto iria acontecer. Estão a ver?! Estão a ver!? É assim que esta gente descredibiliza a justiça no nosso país e depois quando o governo apresenta uma lei para acabar com estas coisas aparece meia dúzia de juízes a dizerem que não e arrumar-se em vítimas. Estão a ver o que é que está a acontecer no nosso país? Olhá o sítio onde chegámos. Onde está o senhor Carlos Menezes para publicar isto na RDP-ÁFRICA? Onde está o senhor Abílio Neto para falar sobre isto na RDP-ÁFRICA? É óbvio que eles não falam sobre isto porque são do ADI e são amigos do Ex-Director da TVS. É assim que estes senhores querem ganhar credibilidade junto dos ouvintes da RDP-África. Ei ouvia e respeitava esta rádio mas deixei de fazê-lo por causa destas coisas. Estas pessoas ^não dão credibilidade a esta estação de rádio porque são do ADI assumidas e estão ai a defender os interesses do ADI e dos seus amigos incluídos o Ex-Diretor da TVS. Onde se viu uma coisa desta? Tenham vergonha na cara, minha gente. Como é possível uma juíza ter este tipo de comportamento e não lhe acontecer nada? Isto pode ser? Até quando é que o país vai endireitar? Uma vergonha…

    • img
      Falar Verdade Responder

      Acho que estás enganado. Sou licenciada em Direito pela Universidade de Coimbra, mas tive o privilégio de fazer o meu curso de mestrado em Ciência Jurídico-forense na Universidade Lusófona.
      A universidade em questão dispõe de um corpo docente de luxo, nomeadamente os Profs.Doutores Pinto Bronze, Casalta Nabais, Nogueira Serens, Cassiano de Santos, Figueiredo Dias, Freitas do Amaral, José Manuel Cardoso Costa, Rui Chancerelle de Machete, Mário Júlio de Almeida, Paulo da Mota Pinto, António Ribeiro Gameiro, António Braz Teixeira, Jorge Miranda e outros.
      Abaixo críticas destrutivas.

      • img
        Afinal Responder

        E depois? Que arrogancia!
        Com Humildade

      • img
        hein? Responder

        A licenciada aprendeu a falar sem dizer?

      • img
        joão pedro Responder

        Permita-me subjugar o império da minha vontade,para insurgir em desabono da vossa saloia esperteza. O pior que estar enganado é tentar enganar. Pois não existe nenhum professor na Faculdade lusofona chamado Pinto Bronze. Mas sim. FERNANDO JOSÉ BRONZE, professor de Introdução ao Direito, Direito Penal e Processual Penal.

        • img
          E Agora! Falo eu... Responder

          Meu caro…O senhor Professor Doutor Fernando Couto Pinto Bronze ou simplesmente Doutor Pinto Bronze, fez ou faz parte do quadro docente da referida Universidade.

      • img
        Original Responder

        Uma coisa é ser e outra é fazer.O que fazemos valida o que somos.Vale a pena ter uma luz que não serve para iluminar?

  3. img
    Desgraçado Responder

    Esta juiza não tem competências para ser juíza, ela nem sabe como fez o curso, ainda por cima numa universidade sem credibilidade nenhuma que é lusófona… é nisto que dá em arranjar tachos com padrinhagens, por amor de deus, se há evidencias de amizade entre o pai dela com o reu ela jamais poderia julgar este caso, onde está a ordem dos advogados para comentarem este caso? Reforma na justiça por favor

    • img
      Democracia Responder

      Também discordo desta decisão proferida pela Dr.ª Kótia.
      Mas discordo o facto do Senhor Desgraçado ter posto em causa a credibilidade da ULHT, devido à má decisão da juíza em causa.
      Esta crítica é destrutiva e leviana.
      Ora vejamos:
      Temos muitos magistrados são-tomense licenciados nalgumas universidades públicas, nomeadamente Universidade Clássica de Lisboa e Coimbra que decidem sem fundamentação jurídica e pondo em causa o bom nome das universidades onde estudaram, ao título meramente exemplificativo temos Garrido…etc
      Por isso, temos que deixar de complexos de inferioridade.
      Para ser um excelente magistrado dependerá sobretudo da determinação, dedicação e esforço da pessoa.
      Bom Fim de Semana a Todos!

    • img
      joão pedro Responder

      Perante tamanha barbaridade, sou impelido a invocar o, Aristóteles; ” O ignorante afirma ,o sábio duvida e o sensato reflete.

    • img
      joão pedro Responder

      Meus caros amigos.

      Não entremos em especulações trivias, nem em orgias palavrasosas. Estamos diante de um caso juridico processual,em que a decisão da juiza incidiu na matéria de Direito. Portanto a parte q se sentiu lesada deve interpôr o recurso, se considerar que o referido despacho enferma de violação sobre matéria de Direito. Eu por acaso não conheço o ordenamento juridico-processual santomense. Por isso, como estamos perante uma matéria do Direito Público, na qual só valem como normas tudo que estiver legalmente legislado, haver vamos, se a juiza tem ou não rasão.

    • img
      E Agora! Falo eu... Responder

      Concordo com esta parte do teu comentário “…se há evidencias de amizade entre o pai dela com o reu ela jamais poderia julgar este caso…”. Mas devo discordar do todo resto. Por exemplo, porquê envolver a Universidade neste barulho? Por outro lado, tens a certeza que esta juíza estudou na referida universidade? Achas que pelo fato de alguém estudar na Lusófona faz dela menos inteligente ou do que a que estudou numa outra Universidade?

  4. img
    Verdade Responder

    Tanto o comportamento dos queixosos, como o do réu não passam dum teatro! Enquanto os casos de STP-Trading, GGA, arroz podre, chamados crimes de colarinho, não forem devidamente julgados, não haverá moralização da justiça. E cada cidadão se sentirá à vontade e o país vai caminhando na incerteza! Vão aparecendo queixas, umas dos partidos políticos, outras do cidadão injuriado, outros por conveniência merecendo a atenção da justiça, outras simplesmente ignoradas, enfim, assim vai STP. Está tudo doente: a justiça, o governo, o cidadão, enfim, o país está doente!!!! Temos é k todos desapaixonadamente lutar para um STP diferente, isto é, melhor para todos, onde podemos nos sentir seguros e dignificados, como um estado de direito democrático!

  5. img
    mana Responder

    A justiça não funciona. Cuidado gente!! Cada um vigia o seu corpo. É só isso, minha gente. Fui…

    • img
      Riboqueano Responder

      Esta juíza deveria ser automaticamente expulsa da magistratura assim como os seus colegas responsáveis pela igual bandalheira nos outros processos judiciais como aconteceu com o senhor Gegé Amado Vaz. Uma escumalha de incompetentes e corruptos que estão a denegrir a imagem do país com decisões judiciais desastradas e incomendadas. Onde já viu uma coisa desta, meu Deus! Porquê que colocam a julgar estas pessoas. Porquê que não mandam esta senhora para outras funções menos complicadas que ela esteja mais preparada para realizar como escriturária, organizadora de documentos, etc., e colocam ela a julgar sabendo que ela não tem preparação técnica nem psicológica para isso? Como é que o nosso país pode avançar com esta atitude. É muito triste tudo isto.

      • img
        Augerio dos Santos Amado Vaz Responder

        O Juiz decide de acordo com a Lei e a sua consciência. No caso sub- Júdice, a Meritíssima Juíza, decidiu remeter os autos para Ministério Público a fim de instruir. Fundamentou a sua decisão, alegando em sínteses que o crime de difamação de que vem indiciado o arguido Oscar Medeiros é um crime de natureza semi – pública, porque foi um crime praticado no e por causa de exercício de uma função pública e como tal é da competência exclusiva do M.P a formulação da acusação, isto é, os assistentes apenas formulam a acusação nos crimes de natureza particular. Não sendo processo sumario e havendo a obrigatoriedade da acusação do Ministério publico, a sua não observância conduze a nulidade de todos os actos praticado no julgamento. E essa nulidade que é absoluta é do conhecimento oficioso do Tribunal, isto é, o Juiz ao observar a existência dessa nulidade em qualquer fase do processo tem que se pronunciar. Pelo que julgo, salvo devido respeito pela opinião contrária que a Juíza a quo apenas excedeu por ter fixado a multa ao arguido que não compareceu por quanto o mesmo não é obrigado a comparecer nos actos processuais enfermados de vícios. Isso não obsta a que o M.P venha apresentar a sua acusação. Não despiciendo o facto que os despachos de Juízes com exceção daqueles de mero expediente, podem ser atacados por via de recurso. Conheço muito bem a Dra Kótia que além de ser uma boa técnica é alguém com uma mente sã.

        • img
          joão pedro Responder

          Desculpe senhor Augerio,não é verdade o que diz, no que se refere a não comparência do réu,justificando V.Exª, por o processo achar-se enfermado de vícios.
          Uma coisa é o processo estar enfemado de vícios e outra é uma notificação oficial.
          são pensamentos como seu, que fazem com que, temos uma justiça que temos.
          não vale a pena entrar-me em fundamentação juridica, pois próprio o senhor sabe que foi infeliz ou ignorante na sua opinião.
          Não se preocupe que eu sei, que o senhor também foi um dos tais juizes da nossa mediocre justiça.

          • img
            Augerio dos Santos Amado Vaz

            Meu caro amigo, Vexa, está no seu direto de discordar ou ter opinião contrária a mim. No entanto o que Vexa não poderá nunca fazer é achar – se no direito de saber o que eu penso. No entanto, reafirmo que ninguém é independentemente de ser notificado oficialmente, obrigado a comparecer num acto nulo. Aprendi assim, ao menos que aquilo que aprendi, não seja aplicável em S.Tomé e Príncipe. se assim é, não há nada a fazer.

    • img
      Carlitos Responder

      Esta senhora juíza deveria ser automaticamente expulsa da magistratura assim como todos aqueles juízes que contribuem para denegrir a imagem do país. Isto é uma grande vergonha para o país. O senhor Guerra tem toda a razão. Estes casos não são passados na RDP-África. Eu também deixei de ouvir esta rádio que está muito afinada com ADI ultimamente. É triste porque era uma rádio muito ouvida cá no país e na zona. Enfim… Eles é que sabem coisa deles.

  6. img
    caos caos caos Responder

    Acho que a Justiça Santomense está a funcionar bem.
    O que falta é aumentar mais salarios e regalias para os magistrados.
    Ao menos 8000 Euros como em qualquer parte do mundo.
    Por acaso esta filha de Carlos Menezes é uma das Juizes mais experientes do Tribunal.Todos os restantes são bananas.

    • img
      Filipe Responder

      Coisa de rir não falta neste fórum. Esta juíza é mais o quê????? Mais competente??? Vocês são brincalhões. Uma pessoa lê cada coisa neste fórum. Uma pessoa que toma esta decisão deveria estar a descascar banana em casa ou a fazer outra coisa qualquer. Isto é desprestigiante para a justiça e para o país. Mandem esta gente toda para a prisão.
      Eu acho que os juízes deveriam estar a ganhar muito menos. O que é que esta gente faz para ganhar o que ganham. Acham que esta senhora que tomou esta decisão deveria ganhar alguma coisa? Esta decisão que ela tomou eu também poderia tomar. Até Juvem tomava desta decisão. É pfreciso estudar direito para tomar esta decisão. Isto é brincar com o país e com a Justiça. Depois dizem que o governo está a legislar contra os juízes. O que é que queram afinal?

  7. img
    Rui Couto Campos Nunes Guimarães Responder

    Bem é verdade que a justiça nunca funcionou em São Tomé e Príncipe, mais que existe perseguição contra a pessoa do ex coordenador existe quando eu digo isso dono do “Téla Nón”,e os seus comparsa sabem perfeitamente pq! Não vejo motivo para isso chegar onde chegou há casos piores e não fazem julgamento nem nada só fazem justiça quando querem perseguir alguém meus irmãos vamos por basta a perseguição resolver, outros processos mais serio que se encontra no “Ministério Publico”, o Procurador sabe muito bem como justiça nesse país funciona com partidos é pro isso que vedam e arquivam processos sobre desvios do dinheiro publico etc. Que esta envolvido muitos TUBARÕES da politica São-Tomense pq se de facto a justiça nesse país fosse seria muita gente estaria de trás das grades e posso citar nome dessas pessoas sem medo espero que dono do “Téla Nón exponha o meu comentário pq ás pessoas que irei citar nomes são amigos dele que hoje em dia eles esta a serviço dessas pessoas mais ele esquece que homem manda com tempo e Deus manda para sempre, sem querer estender-me muito vou ai citar nomes dos dirigentes desse país que poderia esta na cadeia se a justiça fosse mesmo seria são os seguintes: ” DR Manuel Pinto da Costa o dito pai grande que arrendou a rosa para senhor Herlinguer e ninguém sabe aonde entra esse dinheiro, DR Patrice Trovoada, senhor que montou negocio em cima do mar e não deu satisfação a estado e não sabemos aonde entrou o dinheiro que o país venceu durante a permanência desses mesmo barco que permaneceram a largo da nossa costa, calmem pq a lista é muito longa, Senhor Guilherme Posser homem que desviou mundo e fundo do dinheiro publico do estado stp, Senhora Maria das Neves, Delfim Neves, Gabriel Costa agrediu jovem na praça publica, Roberto Raposo, Jorge Amado, Rafael Branco, Quintas do partido MLSTP,Alzimiro do Prazeres é como disse a lista é muito longa digo mais uma vez se justiça se fosse seria bem feita esses senhores acima mencionado deveria esta na cadeia bem guardado.

    • img
      som Responder

      tas a fazer o quê?denuncia os infractores!faça o seu papel!agora ñ me venha defender isto!assim diria q.es outra pouca vergonha em pessoa!

    • img
      som Responder

      Minha gente,perdoa!leis existem no papel,ela e muitos ñ tenhêm tempo para ler e rever,por isso na hora de desespero ela fez o q. fez, esta bom!hahahahaha

    • img
      João Martins Responder

      Bem guardados sem direito ao indulto

  8. img
    menina stp Responder

    Triste é ter a juventude, já corrupta. Nada acontece com esses juízes e num pais como STP, auferem ordenados elevados e a produtividade fica muito a desejar. Num pais onde a justiça é a favor de quem tem dinheiro, todo o resto fica comprometido.

  9. img
    Mario Lopes de Andrade Responder

    É uma vergonha esse despacho! A juíza em fez de decidir, saiu em defesa do réu , nem foi preciso o advogado de defesa fazer nada! Ela defendeu com unhas e dentes o seu companheiro de partido!

  10. img
    nilton carvalho Responder

    isto nao e cada um vigiar o seu corpo,mas sim os coitados vigiarem os seus corpos porque a lei so afetara os piquenos.(sao tome e principe tem dono)

  11. img
    Fernando Sá Responder

    Excelente reportagem Abel Veiga! Estive no julgamento e viu o que se passou, isso não passa de uma forma meticulosamente engendrada para salvar o oscar! Mas a justiça de Deus não falha, pode tardar. Os trabalhadores da Tvs foram humilhados de forma sucessiva para hoje o Dr. Varela e companhia fazerem a sentença para a juíza ! Credo, credo, credo!

    • img
      Chouriço Responder

      Esta gente está toda feita com o senhor Carlos Menezes, Abílio Neto e outros. São todos farinha do mesmo tacho do ADI.
      Uma pouca vergonha. Não tenho partido nenhum mas fico emjoado com estas porcarias todas que envergonha o nosso país.
      Eu quero lá saber se o senhor Abílio Neto ou Carlos Menezes falam sobre isto na RDP-áfrica. O problema é deles e da RDP-África. Eu oiço rádio nacional e estou muito satisfeito não obstante também achar que ai também existe alguma parcialidade mais encapotada.
      O que eu posso afirmar é que esta rádio RDP-áfrica está aos pouco a perder credibilidade cá no país. É muito bem feito.

  12. img
    Maria Responder

    Nao Sei porquê tanta indignaçao!!!
    Esperar algo de bom em stp??
    Esperar que a justiça funcione alí?
    Nao se pode de maneira alguma esperar nada numa Republica das bananas, lamentavel estas atrocidades que vao acontecendo sucessivamente.
    Por mais poderoso que seja um individo, mesmo oucopando o mas alto cargo na sociedade, se o mesmo foi convocado ( sendo ele reu ) tem como obrigacao de comparecer a tal audiencia!!
    Eu particularmente acho que a tal juiza deve apanhar um raspanete por sua atitude e o reu entao sem comentarios ( o reu teve uma atitude , digamos é tudo nosso ….. )

  13. img
    fiá luxinga Responder

    Meus caros compatriota isto não é novidade nem será última, desde de Sempre nossa Justiça foi uma falsa, procuram saber porque muitos santomenses com grandes competência deixam país e prefere trabalhar forma.
    Só para recordar eis Ministra de Trabalho foi Julgada depois de recorrer e pedir novo Julgamento até então nada e tudo ficou assim, Os elementos da STP Trading
    Somente para notarmos que Justiça esta doente, onde que se viu ministro de justiça a Interrogar cidadão na Democracia
    no osso dialeto há um ditado ” Muclúclú cá fé sintchi mata sundê, ê cá potô ni son plimelo ê.

  14. img
    luisó Responder

    Esta senhora se fosse isenta e como o réu não compareceu devia multá-lo mas não com 500 mil dobras ( vergonha) e marcar nova secção mas desta vez mandar passar um mandado de condução para o novo dia do julgamento e assim o réu já não faltava e mesmo assim se faltasse por não conseguirem encontrá-lo ( ás vezes acontece?) era julgá-lo à revelia como já devia ter acontecido, agora fazer este teatro por amor de Deus, é mau para a justiça (podemos brincar) e o conselho superior de justiça ou dos magistrados devia por esta senhora na ordem porque assim passa a ideia que são todos iguais.
    Estava na cara que tudo isto ia acontecer e ainda por cima foi contra o ministério publico que estava no tribunal.
    Fico sem palavras para dizer mais…

  15. img
    Carlos Santos Responder

    Tudo esta claro a dita juiza Kotia Menezes foi a directora do ex ministro da justica Elisio Teixeira,lembram de cuncurso publico para admissao dos novos juizes ela entao como directora do gabinete do ministro nao deveria participar no concurso logo no inicio o o processo viciado, o que me admira ninguem percebeu a estrategia do ADI ter nos tribunais juizes da sua confinca,Oscar Mideiro correspondente da RDAfrica Carlos Menezes chefe da redacao da RTAfrica e Pai da Juiza Kotia Menezes quem sabe o pai deu ordem a filha para eliba o seu compadre e colega Osca Mideiro.

  16. img
    Malagueta Quente Responder

    É preciso que se diga a verdade.
    Essa tal de juiza Cotria ou sei lá o quê, filha do carlos menezes nunca deu provas de nada. Existe para já duvidas quanto ao seu diploma. Depois, há provas de que a evolução dela para juiza teve cunha “dos senhores ” do tribunal que nessas coisas sempre recebem algo em troca.

    Analizando o julghamento por si só, essa tal de Cotria revelou-se uma miulitante do ADI de forma publica e assunmioda, tal como o pai dela e o Abilio Neto, que de tanto comeram de Patrice Trovoada não conseguem se esconder entre as abas da bananeira. E o pior de tudo é que essa coitada da juizazinha se esqueceu que em redor dela estão pessoas que não confundem o exercicio da profissão de direito com mesquinhices politicas e acaou por sair-se muito mal. Acredito que mesmo um vianteiro, ainda que iletrado nmão cometeria tamanha barbaridade. Não quero com isso dizer que ela teria que condenar o Oscar Medeiros, mas o procedimento e o destapar da face, ou melhor, o destacar do rabo.
    Uma vergonha. Por essa e por outros, o Gabriel Costa tem razão em querer de facto uma remodelação e reorganização de fundo de toda a nossa justiça.

  17. img
    jose leal Responder

    estamos num pais de todos diregentes incopitentes infelismente desde 1975 nao acertamos em pessoas serias copitentes mas sim dirigentes malvados, egoista, sem amor a padria mas sim pelos, seus intereces, e nao guerem saber nada deste povo, tenho a certesa q vomos abrir estes olhos um dia para meter todos estes diregentes na cadeia para pagar tudo o q estao a fazer este pais lindo, acredito e tenho esperanca, jose em londres

    • img
      jose leal Responder

      Como possevel uma ilha tao pobre pode ter em pouco tempo ter tantos ricos desde que passa pela politica , a melhor forma de se irequecerem a qualquer custo , um pais q nao funciona tribunal pode ter de certo nao vai a frente , a corrupcao faz parte dos dirigentes santomense eles tenhe maior interrece nesta palavra.

      • img
        Sousa Godinho Responder

        A senhora Célia Pósser e o Amado que sairam em defesa dos juízes devem falar agora. Mais uma vergonha para todos os filhos deste país. Cada juíz que faz um julgamento neste país tem o seu direito de envergonhar o país e comprometer o nome do país. Todos têm este direito e não abdicam deste direito. Não sei onde vamos parar com esta gente pobre e corrupta.
        Aconselho o senhor primeiro-ministro a avançar com a lei, doa a quem doer, para mandar para a rua esta gente toda.
        Esta juíza está de conluio com o pai dela e com o tal Abílio Neto como as outras pessoas já disseram. Se isto é verdade ela deve responder pelos seus actos e deveria ser expulsa da magistratura. Isto é uma vergonha para todos nós. Quanto ao pai dela e ao senhor Abílio Neto este é um problema da RDA-África. Não me interessa nada. Eu não oiço esta rádio portanto podem fazer lá o que quiserem. Agora, quanto a juíza eu pelo desculpa: isto é um problema nacional que todos temos de defender.
        Bem haja a todos

  18. img
    rui Responder

    comedia e a tua noticia abel veigas …o despacho da juíza agrava a eventual pena que o arguido pode apanhar ,caso o MP concuir na instrução k o mesmo comete o crime..a juíza não beneficiou ninguém..esteve francamente bem pois cumpriu a lei..

    • img
      Amélia Santos Responder

      Concordo consigo Rui. E digo mais, infelizmente as pessoas olham e interpretam as coisas de acordo com os seus interesses. De leis e normas processuais está visto que não entendem nada senão teriam verificado se o despacho da tal juíza está ou não de acordo com a lei. STP é um país em que todos sabem de tudo, por isso o país não consegue encontrar o rumo do desenvolvimento. A juíza já fez o seu papel para qual foi nomeada, agora falta o Ministério Público que tem na fase de instrução preparatória mais uma oportunidade. A lei é para ser cumprida e doa a quem doer.

  19. img
    EL Responder

    isto so acontece em STP.

    • img
      Carlinhos Responder

      Mas porquê que os governantes não põem Juvê a julgar os casos no Tribunal? O Juvê fazia melhor trabalho do que estes juízes cá de S.Tomé. Eu tenho certeza disto que eu estou a dizer. Esta coisa que esta juíza fez, eu aposto convosco que o Juvê fazia muito melhor que isso. Vocês não acreditam?

  20. img
    Mixídají Responder

    Isso é que é estar indignados!
    Encomendem uma carta ao Madiba “Nelson Mandela”.
    Aonde está os indignados que hoje são todos dirigentes da JADI (Juventude do ADI).

  21. img
    José Manuel Carneiro Responder

    Alguns reparos:o crime de difamação tem a sua natureza e os quando as partes são funcionarios públicos muda o critério geral e, a natureza dos crimes são:público,semi-público e particular.
    Público é da competencia do Ministério Público,semi-púbico depende da queixa,consituição de assistentes e dedução de acusação particular,com intervenção do MP,Particular depende exclusivamente da queixa do ofendido ou lesado.

    • img
      Fernando Sá Responder

      Dr. Augerio Amado vaz
      O crime de difama é um crime particular depende de queixa e constituição de assistente, sendo não necessidade de enviar o processo para ministério público , o que próprio representante do MP disse e homologou, penso que juíza não simplesmente julgar o réu.

      • img
        Augerio dos Santos Amado Vaz Responder

        Caro Fernando, a difamação só é um crime particular quando é praticado fora do exercício da função pública e por razões que não têm nada haver com esse exercício.

  22. img
    Maria de Lemos Responder

    Certo, podemos deduzir que o processo vai prescrever-se. Basta um atestado medico.
    Assim vai a justiça no meu torão natal
    O que está por detrás de tanto odio ao Medeiros!!!

  23. img
    poison Responder

    Juristas quando vêm ao público, até parece perda de tempo, contradizem consigo mesmo e com colegas juristas. Até parece que nem valeu apenas terem estudado. Parece que não sabem nada!

  24. img
    luz Responder

    abaix0 0 jornalismo sensacionalista…viva a prejuçao de inocencia

  25. img
    fernada branca Responder

    Por acaso, virem ao publico debater casos do seu interesse…isto
    faz me lembrar a Ordem de Advogados!

  26. img
    diogo vaz Responder

    vi o dito diretor ca na tuga , bebendo cerveja e comendo coxa de frango frito em festa de guadalupe que realizou este domingo na zona de cacém .

  27. img
    Rui Couto Campos Nunes Guimarães Responder

    Abel cuidado.

  28. img
    Maria Teresa Responder

    A Kotia deveria se excusar deste caso sabendo perfeitamente que o pai dela e o Oscar são amigos. Que estupidez da parte dela.

Deixe um comentario

*