Guarda Costeira e IMAP desmentem a notícia do barco Rotterdam nas águas são-tomenses

A Guarda Costeira e o Instituto Marítimo e Portuário de São Tomé e Príncipe IMAP-STP), vêm por este meio desmentir a notícia difundida pela RDP África e pelo jornal online de Cabo-Verde, A NAÇÃO, segundo a qual um Navio denominado ROTTERDAM, registado sob a bandeira cabo-verdeana que foi dado como desaparecido nas águas desse país no mês de Setembro, teria sido supostamente encontrado a navegar nas águas são-tomenses e sob sua bandeira.
No âmbito dos registos efectuados pelo Instituto não se encontra nenhum navio com essa designação. De igual forma a Guarda Costeira através dos seus meios
de localização não detectou até a presente data nenhum navio com essa designação nas águas territoriais são-tomenses.
Clique para ter acesso ao documento oficial emitido pelas duas instituições são-tomenses ligadas a navegação marítima – IMG
  1. img
    luisó Responder

    Muito bem.
    Gosto muito desta nova maneira do MDOI e outras entidades nacionais de virem a terreiro e desmentirem ou repor a verdade sobre algumas noticias postas a circular.
    Quem não tem medo fala abertamente e quem tem medo ou está calado ou compra um cão.

  2. img
    Carlinhos de Almeirim Responder

    Bom procedimento desta organização. Um assunto que já estava a ser comentado no facebook e estava a contribuir para denegrir a imagem do país por gentes sem escrúpulos do ADI. Na política não pode valer tudo. Isto não é a forma de se fazer política para benefício do país. O ADI tem como lema CAOS, CAOS, CAOS, só que esquecem que se o país ficar o caos como é que eles poderão ter possibilidades de governar um país em caos? Chega desta forma de fazer política. Há limites para brincadeira com o país.

    • img
      yoel Responder

      Deixa ADI em paz .. credo obsessão. pensa noutras coisas. ajuda o país a crescer com crítica e opiniões construtivas. Verdade que o invejoso, vê-se de longe.

  3. img
    zeme Almeida Responder

    Senhor Yoel agora transformou-se em moda da atualidade e querem falar contra o partido mais bem posicionado em STP.Quando falam muito de alguem é porque a pessoa existe.Muitos estao com medo das extrategias do ADI em 2014.Proibiram os membros do ADI de falarem na TVS,agora,estao com inveja da STP/TV.Haver vamos,STP é a pertenca de todos nós.Viva STP/TV.

  4. img
    Ana Teixeira Responder

    Em que ficamos?
    A notícia que circula em Cabo verde é que o navio encontra-se em São Tomé. Segundo a notícia, inclusive um tripulante da dita embarcação,comunicou com um familiar direto a informar que estão todos são e salvos em São Tomé e Príncipe e que brevemente estarão de volta a Cabo verde.
    Pergunto eu, em que ficamos?

    • img
      Sérgio Santos Responder

      Um jornal da nossa praça, Cabo Verde, de facto anunciou com pompa e circunstância que o Navio Rotterdam está em S. Tomé e carregando droga a bordo; um olutro fala de detecção de telefonema a partir desse país de um tripulante do mesmo para a família em CV. Bem, pelo menos uma coisa é possível através da Autoridade de Comunicações Telefónicas de S. Tomé: rastear esse telefonema. A hipótese também possível é que as fontes dos nossos jornais não tenham nenhuma credibilidade. Vlou acompanhar o vosso jornal para saber dos futuros desenvolvimentos. Um Caboverdeano, salense.

    • img
      Sérgio Santos Responder

      A resposta que não se dedve calar, do ladon S.tomense ou Caboverdenao.

Deixe um comentario

*