Diálogo Nacional só termina neste fim-de-semana e tem tido participação de militantes do ADI

A Direcção do partido ADI ficou de fora, mas alguns militantes do partido tem participado no Diálogo Nacional. Dizem ser uma oportunidade única para a família são-tomense. Antes de serem militantes, são cidadãos nacionais. Representantes da comunidade na diáspora também intervieram.

O “Reforço do Sistema Democrático” foi o tema que marcou os últimos dias do Diálogo Nacional, com intensa participação dos delegados. O mesmo está a acontecer com o tema relacionado com o Desenvolvimento Económico, que começou a ser debatido na quinta – feira e que continua na agenda dos trabalhos esta sexta – feira.

A enorme participação dos cidadãos em debater os temas em discussão, provocou o prolongamento do Diálogo Nacional, que só terminará no sábado.

A comunidade emigrante através dos seus representantes, também tem –se manifestado no Diálogo Nacional. António Paraíso, Presidente da Associação da Comunidade São-tomense em Portugal, aproveitou o tema sobre o Reforço da Democracia, para questionar a não participação da comunidade emigrante nas eleições legislativas. «Os deputados desta nação excluíram por razões aparentes, filhos desta nação a tomar parte na festa da democracia em não comtemplar  na revisão da lei eleitoral o direito de voto dos emigrantes também nas eleições legislativas. É uma oportunidade perdida», declarou o Presidente da Associação da Comunidade São-tomense em Portugal.

Cádio como é vulgarmente conhecido, apelou os deputados da nação a não terem medo. «Não tenham medo nem receio da participação activa e efectiva da comunidade residente no estrangeiro. Todos somos filhos de São Tomé e Príncipe. Funcionamos como um factor para o desenvolvimento do nosso país. Um país que ignora os seus emigrantes, está condenado ao fracasso», frisou.

Por outro lado, militantes do partido ADI, decidiram não perder a oportunidade de dialogar no seio da família são-tomense. Vários militantes da Adi, já se manifestaram ao longo dos debates do Diálogo Nacional.  Alguns fizeram questão de anunciar em primeiro lugar que são militantes da ADI, distanciando –se assim da posição da direcção do partido que preferiu virar as costas ao Diálogo no seio da família são-tomense.

Abel Veiga

  1. img
    Dos santos Responder

    É assim que se fala,porque problema de São Tomé e Principe não é problema de esse ou aquele partido é problema de todos os Santomenses.

  2. img
    Maria silva Responder

    Independentemente da nossa desgraça, temos que ter enconta isto : antes de sermos militante deste ou aquele partido , somos cidadaos Santomenses e isto deve vir em primeiro lugar!
    Juntos e unidos com um e único objetivo ( mesmo sabendo que alguns penssam indivídualmente) desenvolvimento !!!

  3. img
    António Menezes Responder

    Dialogo no seio da familia santomense, dá vontade de rir, mas em todo caso a maioria dos presentes que são dos partidos no poder não quiseram que os de ADI falassem, esse é o dialogo. Imagine se o ADI estivesse em peso nessa reunião. Eu acho que, se o Presidente quer promover dialogo tem de baixar e dialogar com todos. Esse sim é o papel do sr Presidente.

    • img
      Lunercio Martins Responder

      Desculpa Sr António,como filho de terra todos nos temos essa oportunidade de la ir dar a contribuição.
      porque caso se o Sr fosse o Sr. não seria o ADI,mas sim o Sr. António Menezes como um santomense.
      pork se colocarmos o partido em frente de tudo os partidoa nao irao lezar + sim nos a sociedade STP.

  4. img
    Eu também sou filho da terra Responder

    A participação de alguns militantes da ADI no Diálogo Nacional (DN) demonstra que este partido não está totalmente de costas voltadas ao DN, porque se assim fosse não permitia a liberdade de participação dos seus militantes.

    • img
      Safuzú Responder

      MENTIRA,
      O militante que identificou no DN como militante de ADI está a ser severamente ameaçado.

  5. img
    Safuzú Responder

    Eu estou solidário com estes militantes do ADI que puseram a POLITIQUISSES e INDISCIPLINA de lado e colocaram em primeiro plano a SANTOMENSIDADE e os primordiais interesses do pais e do povo em primeiro lugar.
    Infelizmente muitos deles já estão a sofrer AMEAÇAS e REPRESÁLIAS.
    isto não é correcto.

  6. img
    santomense Responder

    que assim seja!!!

  7. img
    Maio Responder

    Povo esta a sofrer. Patrício tem q voltar. O pais estava melhor com Patrício . Os militantes do ADI foram a busca de informações . ADI tem q voltar ao poder para desenvolver o pais.

  8. img
    arelitex Responder

    eu sou sâotomense apartidário .tenho as minhas ideias politicas ,próprias .que em parte nâo coincidem com nenhum partido .nâo sigo facilmente ideias que á partida nâo as acho correctas ,só porque os outros as seguem .no caso da direcçâo do ADI ,ter dado instruções em que o partido nâo participava no diálogo nacional .nâo implica obrigatoriamente que os seus militantes estejam de acordo com essas instruções . podem haver divergências de ideias dentro da própria ADI .é a ideia que me está a dar ,porque na realidade militantes da ADI estão a participar no diálogo .

  9. img
    manuel soares Responder

    Bom dia meus caros, estive no diálogo, porque não, não vejo que para se estar no diálogo tem-se que ser deste ou daquele partido, por amor de Deus, o diálogo é aberto, o partido ADI não quis estar presente pronto, acabou, vamos esquecer isto, mas digam-me o que interressa este ponto agora? Se alguns militantes do ADI estão a participar no diálogo, só por isso cai o Carmo e a Trindade? Vamos deixar destas coisas que só provocam mais atritos, o diálogo correu bem, ouve constatações e recomendações, agora vamos ver como conseguir implementá-las.

  10. img
    Nacional Responder

    Não foi um diálogo com o povo. Foi um diálogo com os seguidores do PR (Rafael Cabinda, Reis , militantes dos partidos da tróica e os seus dirigentes, bem como uma percentagem ínfima de cidadãos anónimos)!

  11. img
    Diaspora Portuguesa insatisfeito STP. Responder

    Bom dia meu povo Irmão de STP!

    Felicito a iniciativa,e por outro lado critico a condução e a escrita da conclusão do dito Dialogo Nacional,e atribui o nome deste Dialogo como QUE SEJA, QUE SEJA QUE SEJA,uma conclusão muito fraca, sem base fundamental de uma pessoa culta e com algum saber na escrita.
    A minha vem mais por lado de senhor Abel escrever que o senhor cadio, António Paraíso ,representou a comunidade na Diáspora,o senhor cadio não e’ representante da comunidade de STP em portugal,ele sim e’ presidente da Associação da comunidade saotomense,e temos,outras associações atenção funcional ,em Portugal,e não esta dele que quando vem delegações do pais ele contacta dizendo para irmos para apertar com os nossos dirigentes,QUEM NOS TEMOS conhecimento QUE ‘E REPRESENTANTE DA COMUNIDADE SAOTOMENSE EM PORTUGAL E’ O SENHOR HONÓRIO LAVRES DE OLIVEIRA, E SENHOR ANTÓNIO PIMENTEL,VULGO CARDOSO,estes foram eleito democraticamente pelas Comunidades Associativa Santomense em portugal junto ao Governo Português,temos que acabar com taxo,sabemos que ele foi por causa da senhora ministra dos negócios estrangeiro,pela amizade, negócios etc…será que a senhora Ministra não sabe que existe associação das mulheres de STP, EM Portugal!francamente,este governo tem mesmo que sair,.
    Venho pedir que doar avante quais quer presença dos digno representante para deslocar para alguma actividade por favor solicita o governo Português o verdadeiro representante das comunidades e não fachadas por amizades,também devo dizer que o senhor Honório Lavres,não esta cá em Portugal, parece que ele foi eleito para representar portugal na união Europeia sobre a politicas de imigração, e ele vive em Londres por causa da família e lhe fica mais perto,mas ele passou pasta ao segundo mais votado que ‘e o senhor Cardoso Pimentel,o senhor cadio deve reestruturar a referida ASSOCIAÇÃO,e marcar as eleições justas,e não estar assumir pastas que não lhe pertence, seja muito vergonhoso, ou muito que o senhor Honório fez o negocio com ele em atribuir ele este poder.Enquanto isso teremos que apurar esta situação,caso tenha duvidas das minhas escritas,solicita o Alto Comissariado para Imigração e Dialogo Intercultural, ACIDI,organismo do estado Português.DEIXEMOS DE BRINCADEIRAS E DE TACHOS.

Deixe um comentario

*