Destaques

Valores éticos em queda indisciplina em crescimento

A reflexão sobre a vida de Alda Graça, despertou a consciência dos alunos do Liceu Nacional, para a indisciplina crescente no país. Um comportamento contrário, aos valores da santomensidade que Alda Graça defendia e que muitos homens e mulheres anónimos da terra promoviam no seio da família, com reflexos na moral e ética que caracterizavam a sociedade são-tomense.

Malcriadez, passou a ser conduta dominante na sociedade são-tomense. Mesmo na palestra com os alunos do Liceu Nacional, sobre a vida e obra de Alda Graça, alguns presentes registaram o nível elevado de indisciplina que começa a ser transversal.

Maria AlvesMaria Alves(na foto) cunhada de Alda Graça, ficou espantada, quando o Ministro da Educação e Cultura, Jorge Bom Jesus, entrou no salão cheio de alunos do Liceu. «Chegou o Ministro da Educação e os alunos não se levantam. Dona Alda não consentia isso. O Ministro da Educação e Cultura entra num lugar desses e os alunos não se levantam para o saudar?», interrogou Maria Alves, tendo pedido desculpas por questionar sobre o assunto, porque poderia ser considerada como uma pessoa atrasada.

As marcas de valores que dignificavam o homem são-tomense, estão a desaparecer aceleradamente dando lugar, ao vale tudo. «Há falta de amor-próprio», reforçou Maria Alves.

A indisciplina cresce, e os jovens estudantes sentem que estão perdidos. «Estamos numa sociedade cada vez mais democratizada. Mas cada vez estamos a nos tornar mais burros. Porque hoje não respeitamos uns aos outros», afirmou o estudante Eluis Fortes.

Para o estudante Alda Graça é uma referência. «Ela faz-nos lembrar a nossa pátria. Como ela fez o hino nacional assim também acabou por fazer o nosso coração», sublinhou o jovem estudante do Liceu Nacional.

Eluis Fortes, recorda que Alda Graça, respeitava toda gente, por isso era também merecedora do respeito e admiração de todos.

Abel Veiga

    4 comentários

4 comentários

  1. catia

    30 de Abril de 2014 as 20:14

    Simples, numa casa quando um pai nao se da respeito, os seus filhos nao o respeitam.Conclusao se os governantes de STP nao respeitao o povo, nunca havera respeito e acredite ainda vai piorar. Mas tambem o respeito comeca(o pc n tem c d cedilha desculpa o erro)la em casa, aonde foi para a educacao que os pais desses aluno tiveram. vergonhoso

  2. verdade verdade

    1 de Maio de 2014 as 2:06

    concordando contigo, Catia, essa desvalorização que esta bem patenteada no seio Santomense deve-se a falta de valores e de referências que não temos, as únicas que tínhamos partiram para outro mundo, e esses politicos que ficaram não merecem o nosso humilde respeito, portanto quero ainda incentivar todos os jovens e estudantes Santomente quando verem esses dirigentes para terem esses mesmo comportamentos, só assim vamos mostra a eles os nosso desagrado para com eles, por não estarem a fazer nada para o bem da nação santomenses.força estudantes força juventude de S.T.P

  3. B-13

    1 de Maio de 2014 as 7:45

    O primeiro propblema Sociologo da nossa sociedade reflete num simples pardoxo: o conceito familia infelizmentee um conceito desajustado, os chefes da mesma sao maes(Mulheres) ao enves de serem varoes( Homens), esta e a primeira causa da indisciplina, anarquia madura, e desnorteammento dos nossos jovens!

  4. Felisberto Bandeira

    12 de Setembro de 2014 as 15:40

    Na verdade a causa da perca de valores em STP esta ligada com a ma Governação e ma gestão da coisa publica no Pais ,que influencia diretamente na economia de cada família,.
    A família e o suporte a base de qualquer sociedade,,Se a família for frágil ,na educação ,na economia,e sem estrutura,também a sociedade sera frágil debilitada,desequilibrada,com fortes presenças de ausência de valores ,Esta falta de valores e a consequência da desgovernação do Pais .

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo