Pescadores desaparecidos chegaram a Bata

Os 6 pescadores da cidade de Neves que desapareceram no mar há 9 dias, terão sido levados pela corrente marítima para a Guiné Equatorial. A capitania dos portos de São Tomé e Príncipe, Rui Vera Cruz, anunciou a boa nova, após confirmação obtida do país vizinho. «Quero manifestar a nossa satisfação por saber que esses pescadores estão em vida. Felizmente tivemos a notícia de que os pescadores estavam em Bata», referiu o responsável da capitania dos portos.

A deriva os 6 pescadores que navegavam em 3 canoas, acabaram por chegar a Bata, cidade da região continental da Guiné Equatorial.

A capitania dos portos promete investigar as causas dos sucessivos desaparecimentos de pescadores nesta altura do ano. «Temos que acompanhar isso porque o fenómeno começa a ser muito repetitivo. Para aquilo que é a nossa experiência normalmente essas perdas acontecem no período de janeiro à Fevereiro em que por causa do nevoeiro reduz a visibilidade. Nesse momento não é o caso», pontuou.

Sensibilização dos pescadores para utilizarem os equipamentos de navegação marítima, que lhes foram ofertados, depois da devida formação, através do projecto Mudanças climáticas financiado pelo Banco Mundial, é prioridade. «Tudo isso é uma prática que se tem que introduzir. Não só os materiais de navegação, mas também aconselhamos os pescadores a levarem água suficiente, capas de chuva etc, Mas eles continuar a ser resistentes em levar esses materiais para a faina», explicou.

A capitania dos Portos, fez saber que se os pescadores que desapareceram tivessem levado o reflector de radar, a unidade daa guarda costeira poderia localiza-los e então avançar com uma operação de busca e salvamento.

Salvos os 6 pescadores da cidade de Neves, que as ondas do mar terão levado até a Guiné Equatorial, deverão chegar a São Tomé nesta sexta – feira.

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    mandja Responder

    Excelente boa notícia…os pescadores chegaram a um porto de salvação … Louvado seja à Deus, por estes Irmaos salvos.

  2. img
    Arnaldo (santola) Responder

    Isso sim é uma boa notícia, finalmente.

  3. img
    awa mato Responder

    Muito boa noticia graças a Deus a que além de investigar as causas do sucedido no mínimo repreende-los pelos não uso dos materiais de navegação marítima que segundo o jornal tinham em sua posse e não os usavam para o efeito e quem sabem seja dessa vez que se pense em criar melhores meios para a identificação por coordenadas GPS de cada embarcação…UM ENORME ABRAÇO A TODOS SOBREVIVENTES!

  4. img
    Maria silva Responder

    Finalmente boa notícia graças a Deus!!!
    Têm dar uns raspanetes a estes pescadorares de fazem ( ou fizeram ) de material de serviço de brinquedos !!

  5. img
    luisó Responder

    As entidades nacionais deram a noticia do desaparecimento e depois calaram-se. Agora ao fim de 9 dias e como já apareceram dão outra vez noticias do aparecimento.
    Para além de terem pedido ajuda aos países vizinhos para encontrarem os homens mais não se viu.
    Que eu saiba para além da lancha oferecida pelos americanos e que está parada porque o governo precisava de uma bomba de combustível para navegar com ela, ainda há duas outras sendo a última oferecida pelo brasil e nada.
    Depois agradecem os meios recebidos para melhor equipar a GC mas depois é a marinha ou sei lá o quê da GEquatorial que os encontra.
    É uma vergonha estarmos sempre a depender de outros ou rezar que as marés os levem para a costa africana.
    Não há combustível para as lanchas?
    Mas há dinheiro para viajar para portugal para ir de férias ou ás compras…

    • img
      cadengué Responder

      Devias estar calado.não contribuis, só passas o tempo a criticar.
      Parvalhão

      • img
        luisó Responder

        “Em terra de cegos quem tem olho é rei”.
        O senhor é mais um desses cegos que não vê e não quer ver, o que é mais grave.
        Espero que com isto tenha contribuído com algo para o seu caso e assim o ajude de alguma maneira.

Deixe um comentario

*