UE e cooperação portuguesa constroem estaleiros para cidade de São Tomé

No quadro do projecto de recolha e tratamento de lixo, a União Europeia e a Cooperação Portuguesa, decidiram financiar a construção de um estaleiro para reparação e manutenção das viaturas que garantem a recolha do lixo.  Um projecto coordenado pela UCCLA.

Juntos a União Europeia, a Cooperação Portuguesa, a UCCLA, e a Câmara Distrital de Água Grande, pretendem com o novo estaleiro a ser inaugurado dentro de 120 dias, promover também a reparação dos contentores de lixo.

A infraestrutura que a Câmara distrital de Água Grande deixou de ter há mais de 25 anos, contará com refeitórios para os trabalhadores da autarquia, assim como salas para formação, tanto para os agentes camarários como para líderes comunitários em matéria de sanidade pública.

As obras lançadas esta terça – feira, estão orçadas em 56 mil euros. A embaixadora de Portugal em São Tomé e Príncipe, Paula Silva, destacou a importância do estaleiro que vai garantir a manutenção técnica das viaturas envolvidas na recolha do lixo, e destacou a consciencialização das populações da cidade de São Tomé sobre a questão do lixo, como sendo o factor mais importante para o sucesso do projecto.

A embaixadora de Portugal, pôs acento tónico sobre a necessidade de formação das populações em matéria de sanidade pública e higiene.

Ekneide Santos, Presidente da Autarquia de Água Grande que envolve a capital São Tomé, considerou que o futuro estaleiro vai ajudar a melhorar o sistema de recolha e tratamento de resíduos sólidos.

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    rapaz de chacará Responder

    Ok, avança kiney

  2. img
    marca Responder

    este ñ é nada comparando com o q nus robaran naera colonial

Deixe um comentario

*