Câmara de Mé-Zóchi garante que a demolição das barracas vai ser executada

A administração da Câmara Distrital de Mé-Zóchi, garantiu ao Téla Nón que os caterpílares não avançaram sobre as barracas do parque da cidade da Trindade na última quarta – feira, porque a a máquina requisitada para realizar o trabalho está avariada. «Assim que a máquina estiver reparara a demolição será feita. Não foi por causa dos homens que lá c colocaram com catanas que a demolição não foi feita», precisou a fonte do Téla Nón.

Segundo a administração da autarquia de Mé-Zochi, apenas 4 proprietários das barracas insistem em não aceitar a proposta de indeminização. «Cada um deles exige indeminizações na ordem de 1 bilião de dobras», explicou a fonte da administração da câmara que pediu anonimato.

Resta agora saber se a próxima presidente da câmara de Mé-Zochi(ADI), que deverá ser eleita pela Assembleia Distrital, como resultado das eleições de 12 de Outubro, leve adiante o projecto de requalificação do Parque da Cidade da Trindade, através da demolição das barracas.

Abel Veiga

 

Notícias relacionadas

  1. img
    santos Responder

    Chico Pardal quer um bilhão para demolir a sua barraca!!! Credo! Deixa de ser malandro, já ganhaste muito enquanto o PCD esteve no poder, agora não inventa formas de ganhar dinheiro fácil.

  2. img
    Pega Leve Responder

    Talvez o Nelson Carvalho esteja comprometido com os Angolanos e quer destruir a economia dos pobres em troca de milhões para o seu bolso. Povo de Mé-zóchi abra os olhos e não deixe demolir uma obra que vale muito Std 1000 milhões a troco de Std 90 milhões.

    Quer dizer, o senhor Nelson já não sabe o k fazer depois de ser fortemente derrotado. Coitado.

    Força povo da Trindade, viva o nosso Mé-zóchi.

    Cuidado com o povo, queremos ver como a máquina vai demolir todo estes investimentos sem boa indeminização.

  3. img
    Graça Responder

    Carpinteiro que rema casa é deve acabar. Não é ADI que remou casa.Ou seja A Trancha privada e subornos repartidos pela sócios terá que ser entrado se não novo contrato. Será que os Empresários ainda vai admitir dos 100% da verba volte entrar com governo do ADI?

Deixe um comentario

*