350 mil dólares para garantir dieta alimentar nas escolas 

Brasil, FAO e o Governo São-tomense, assumiram nesta semana o compromisso de reforçar a dieta alimentar nas escolas durante os próximos 2 anos.

O projecto está avaliado em 35 mil dólares, e é pioneiro em África. Nesta primeira fase só São Tomé e Príncipe e o Malawi, beneficiam do apoio do Brasil e da FAO, para garantir refeição quente nas escolas, creches e jardins-de-infância.

O projecto visa melhorar a dieta escolar das crianças e consequentemente estimular a aprendizagem em São Tomé e Príncipe. Cerca de 50 crianças, beneficiam da refeição escolar nas ilhas de São Tomé e do Príncipe.

Um projecto que pretende estimular a aprendizagem e o rendimento escolar.

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    Maria de Jesus Costa Responder

    Acho muito pertinente a questão abordada,sou médica com formação em Pediatria a alimentação adequada na infância deve ser uma das prioridades de uma nação.Bem hajam.

  2. img
    Maria de Jesus Costa Responder

    Existe uma discrepância entre o montante na notícia em destaque e o que está no desenvolvimento da mesma. Penso que seria bom esclarecer-nos para melhor transparência do país.
    Grata pela atenção,

    MJC

  3. img
    Denize Responder

    Importante iniciativa, mais precisa ser investido corretamente, porque se não vai ser mais dinheiro jogado no ralo. Infelizmente!

  4. img
    Osvaldo Bakan Sanhá Responder

    desses 350 mil dólares, 300 mil vão para pagar a dita “Assistência Técnica” aos gatunos do Brasil e da FAO, e o resto para o projeto …

Deixe um comentario

*