4 Milhões de dólares para combater efeitos das mudanças climáticas em 30 comunidades

O Representante do PNUD em São Tomé e Príncipe, José Salema deverá assinar no final deste mês, com o Ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Teodorico Campos, o acordo que permitirá o Fundo Mundial para o Ambiente, desembolsar 4 milhões de dólares, para financiar projectos de prevenção a catástrofes naturais em 30 comunidades do país.

O financiamento previsto para cobrir o período de 2015 à 2019, no valor de 1 milhão de dólares por ano, está a ser preparado numa altura em que se encontra em São Tomé e Príncipe, uma equipa do CADRI-capacidade para redução de riscos e catástrofes. A equipa veio avaliar o desempenho nacional na prevenção de catástrofes e as capacidades de resposta.

As 30 comunidades selecionadas para implementação do projecto das mudanças climáticas, foram selecionadas com base num estudo participativo. O poder local em São Tomé e regional na ilha do Príncipe, tomaram parte na definição das comunidades mais vulneráveis, garantiu a representação do PNUD em São Tomé e Príncipe.

No distrito de Caué, foram selecionadas as comunidades de  Malanza, Ponta Baleia, Solidade, Praia Pesqueira e Praia Yo Grande. Em Lembá, Paga Fogo, Ponta Figo, Ribeira Funda, e Generosa, são consideradas vulneráveis a catástrofes naturais.

Colónia Açoreana, Monte Belo, Mendes da Silva, Quimpo, e Uba Budo, são comunidades do distrito de Cantagalo selecionadas para beneficiar do projecto que pretende prevenir os efeitos das mudanças climáticas.

No distrito de Lobata, destacam-se Plancas Primeira e Segunda, assim como Fernão Dias, Canavial e Santa Luzia.

Rio Lima, Bem-Posta, Água das Belas, Saudade e Bom Sucesso, no distrito de Mé-Zochi juntam-se ao grupo, que conta com outras comunidades da região autónoma do Príncipe.

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    ´sidney soares Responder

    Eu sou fãn das pessoas que com selo dão o seu contributo para salvação de uma comunidade. Isso mostra o amor que vcs têm para com são tomé. Bravo…..

  2. img
    Africano Responder

    O título da noticia parece bonito mas infelizmente metade deste montante será para “mordomias” de meia dúzia de “engenheiros” da nossa praça com: (jipes, viagens, gasolina, telefones, agua, luz, renda de casa das amantes, etc, etc…. e quando terminar inventam mais um projecto. Este é STP.

Deixe um comentario

*