Destaques

Sea Sheperd colabora com as equipas da INTERPOL para desvendar o mistério de Thunder

Num comunicado a organização mundial de protecção da fauna e flora marinhas, com sede nos Estados Unidos, garante que o capitão  do seu navio Bob Barker, actualmente estacionado no Gana, vai continuar a colaborar com a INTERPOL, entregando as provas recolhidas no navio Thunder que naufragou de forma suspeita nas águas territoriais são-tomenses.

O Téla Nón sabe que o caso está a prender a atenção da comunidade internacional, nomeadamente da INTERPOL, que fez chegar ao país mais alguns dos seus elementos para reforçar a investigação do naufrágio suspeito da embarcação Thunder nas águas nacionais. A perseguição ao navio Thunder por prática de pesca ilegal, desde o antárctico até o Golfo da Guiné, é considerada pela Sea Sheperd como a mais importante missão de combate a pesca ilegal, realizada pela organização.

Leia o comunicado, que chegou a Redacção do Téla Nón –  Conclusão da campanha

    3 comentários

3 comentários

  1. Gente Grande e Respeitada

    10 de Abril de 2015 as 14:08

    Mau, mau e mau. Isto está a ficar feio. Muito feio. O nome do país não pode estar associado a estas coisas ruins. Parece que existe coincidências demais. Eu não sou daqueles que andam por ai a querer crucificar o senhor primeiro-ministro. Nem tenho razões para tal. Mais: acho que foi um grande erro terem deixado cair o governo do ADI anteriormente. No entanto acho que já começa a haver coincidências a mais. Sempre que este partido chega ao governo começa a aparecer problemas com barcos e outras coisas. Que raio de coisa, meu povo. Acredito que seja só coincidências mas já começam a ser muitas demais. Ainda por cima o governo não vem dizer nem uma palavra sobre o assunto em causa numa situação tão delicada como esta. Sinceramente que isto já começa a me preocupar. Por favor vejam o que a Guiné Bissau sofreu com estes problemas. Não transformem o país numa nova Guiné Bissau. Por favor, eu crio os meus filhos e netos nesta terra e não tenho condições para viver no estrangeiro.

  2. Emilio Freitas

    12 de Abril de 2015 as 8:32

    Há coisas que , sinceramente, não consigo entender, talvez por ignorancia minha ou não, mas o que me parece é que enquanto esse governo age como se fosse parte interessada em acobertar a situação desses criminosos, a nossa justiça age como se não estive ai ou se eles não tivessem um papel a jogar nessa situação toda.

    É que para mim parece obvio que, uma vez que, os individuos cometem crime no nosso espaço maritimo cabe os serviços da justiça agirem em conformidade.

    As perguntas que coloco são as seguintes:

    Até quando a nossa justiça ficará a mercê dos ditames do governo??

    Até quando o quarto poder , passará a agir em conformidade, agindo como uma justiça de homens, com independencia e tendo seus cidadãos e instituição, organização como governo se submetendo as leis.

    Sinceramente, estou mto preocupado com as manobras desse governo.

    Em qualquer país de gente seria, esses individuos teriam dormido no calabouço, até que pagassem fiança para responderem em liberdade, sendo depois lidas as suas sentenças e posteriormente, uma vez cumpridas essas sentenças , seriam expulsos.

    Mas nesse país de uma justiça de homens sem as bolas, e mendigantes , ávidos por favores, acontece o inverso.

    Jovens , meus irmãos, estavamos a espera que o Patrice Trovoada fosse inverter a ordem das coisas em STP, respeitando as nossas leis, e as nossas Instituições, mas do jeito que vão as coisas, ele até pode conseguir alguma mudança em termos de resultados, como emprego e investimento para o país, mas o dano que ele causará ao país , sobretudo porque, dois dos outros poderes, agem como suas marionetes, serão tremendos. Então, que levantemos, contra essa forma de agir, e preparemos para que novos lideres surjam no seio de nós mesmos, e não aventureiros em busca de diversão mas sim de trabalho serio em todas suas vertentes.

    Sinceramente a minha repulsa para com a nossa justiça , entenda-se os tribunais, o ministério publico, entre outros órgãos, é tão grande que chego a pensar que essas instituições existem para defenderem causas próprias e nada mais , e o mais lamentável é que usam nosso dinheiro para agirem como uns fazem nada, a minha repulsa é tão grande que chega a ser maior do que a forma como o governo age. Esses homens têm a obrigação de agirem contra as violações do governo e nada fazem

    Até qd vão deixar esses homens violarem as leis do país!?

  3. Seabra

    13 de Abril de 2015 as 11:50

    Trata-se realmente de um caso grave e misterioso, quanto ao barco em questao…é muito curios, que tais situaçoes, acontecem apenas quando é o Patrice Trovoada que estiver no comando de STP. Porquê?
    Eis um ASSUNTO de uma importância CAPITAL para ser tratado pelo Abilio NETO, em vez de tentar distrair os espectadores, com deturpaçoes e falsas noticias sobre a Guiné Bissau (aliàs, neste pais é conhecido como o CHIFRUDO, porque o PT e…é que se ocupam da satisfaçao da mulher dele em contrapartida, ele tem o posto no RTPAfrica).
    O Abilio Neto està à procura do que ele é incapaz de fazer, por falta de coragem… infligir-se chicotadas!!! sente-se mal, quer alguém que lhe possa alivià-lo deste mal, eis porque continua a provocar polémica, sobre a GB, ora que STP tem muito que se lhe diga…nao faltam novidades em STP!
    Ou entao, ele tenta distrair o povo sao-tomense, com esta “parodia”de acénio contra a GB…vai-lhe custar muito caro.
    A ver vamos!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo