Forças de Bloqueio – Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos quer interpelar Téla Nón

Por causa do artigo, publicado pelo Téla Nón no dia 25 de Março passado sob o título “Forças de Bloqueio”, o Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos de Roberto Raposo quer interpelar o Jornal Téla Nón.

O artigo sustentado, mostrou claramente onde estão retidos os diplomas aprovados pelo anterior governo e promulgados pelo Presidente da República, no entanto sem a devida publicação no Diário da República. Os diplomas em causa ligam o Estado são-tomense à empresa chinesa Guangxi Hidroelectric Construction Bureaux. Por sinal a mesma empresa com a qual o actual Governo se reuniu na última semana, anunciando a sua instalação para breve no país.

Nesta terça-feira, por volta das 11 horas, o Director do Jornal Téla Non Abel Veiga, recebeu um telefonema do Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos, a marcar para a próxima quinta – feira, a sessão de interpelação ao Director do Jornal Téla Nón, por causa do artigo publicado, mais concretamente o teor da conversa que o Téla Nón teve com o funcionário do Centro de Reprografia e Informática. A instituição que tem competência para publicar o Diário da República.

A chamada telefónica foi feita pela Directora (errata – Assessora do Gabinete do Ministro Roberto Raposo). A directora( errata Assessora de gabinete solicitou a audiência para interpelação do director do Téla Nón, e indicou esta quinta – feira. Disse que em consequência da notícia divulgada pelo Jornal, foi aberto um inquérito interno no Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos, que tutela o Centro de Reprografia e Informática.

O Téla Nón, mais concretamente o seu Director, Abel Veiga, não é funcionário do Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos, pelo que recusou imediatamente ser submetido a interrogatórios por parte dos possíveis enviados do ministério de Roberto Raposo.

A notícia veiculada pelo Téla Nón, sobre as Forças de Bloqueio, é demasiadamente clara, objectiva e bastante sustentada, para provocar dúvidas no Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos. O artigo cumpriu com o seu objectivo. Mostrou e confirmou a denúncia feita semanas antes pelo Primeiro-ministro Patrice Trovoada, sobre as forças de bloqueio, que imperam investimentos privados estrangeiros no país.

Daí que na conversa com a directora de Gabinete do Ministro Roberto Raposo, o director do Téla Nón, remeteu a mesma para o artigo publicado, com destaque para o conteúdo da conversa que o Téla Nón teve in loco, com o funcionário do Centro de Reprografia e Informática.

O Téla Nón nunca deixou de seguir as movimentações do Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos, após a publicação do artigo, “Forças de Bloqueio”. O Téla Nón sabe que logo após a publicação do artigo, o próprio Ministro Roberto Raposo, convocou uma reunião com todos os funcionários do Centro de Reprografia e Informática, para saber se Abel Veiga esteve de facto naquela instituição como relatou a notícia.

O Téla Nón sabe que está em maus lençóis, o funcionário que atendeu o Director do Téla Nón, no dia em que o jornal provou in loco, que o Centro de Reprografia não publicou os diplomas aprovados pelo anterior Governo e promulgados pelo Presidente da República.

Mas, ainda na última semana o Director do Téla Nón esteve no Centro de Reprografia e Informática do Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos, para verificar se os diplomas retidos que ligam o Estado são-tomense e a empresa Guangxi Hidroelectric Construction Bureaux tinham finalmente conhecido a luz do dia através do Diário da República.

Desta vez a presença do jornalista deixou os funcionários em pânico. Ninguém abriu a boca para responder a solicitação feita pelo jornalista do Téla Nón, no sentido de adquirir a publicação dos diplomas no Diário da República. O mesmo procedimento como o jornal tinha feito em Março passado.

Uma das funcionárias, teve coragem de abrir a boca para apenas dizer que ia informar o director do Centro de Reprografia e Informática. O jornalista do Téla Nón ficou a espera. No regresso a funcionária disse «olha o director não está neste momento».

O jornalista do Téla Nón, respondeu — «está bem»…e retirou-se do local.

Uma novela que nasce da denúncia pelo primeiro-ministro sobre as “Forças de Bloqueio”. Fenómeno que ao que tudo indica teima em persistir.

Os relatos desses factos registados mais uma vez pelo Téla Nón nas instalações do Centro de Reprografia e Informática do Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos, podem gerar mais inquéritos e a necessidade de interrogatório ao Téla Nón, que nunca temerá. Nunca enquanto respirar, deixará de fazer o seu trabalho, que é a razão da sua existência.

Abel Veiga

 

 

Notícias relacionadas

  1. img
    sumbada Responder

    Força…

  2. img
    Maria Ricardo Responder

    Sr. Abel Veiga, por favor, não se intimide, porque estamos num estado de direito democrático. Toda informação que tiver ao seu alcance, não hesite em publicar no Téla Non. Este jornal é única ferramenta que dispomos neste momento para falar e criticar o que quer que seja no nosso país. A nossa Comunicação Social, (a TVS e Rádio Nacional) está vedada aos cidadãos de se pronunciarem. Não vamos admitir ou aceitar que nos façam calar. Vivemos num país livre e independente, onde o direito de liberdade e de expressão está patente na nossa Constituição. Por favor divulgue tudo que sabe, desde que não seja calúnias ou difamações. Força Téla Non!…

  3. img
    seabra Responder

    Abel Veiga, estàmos consigo e nao abrimos…é so de boca pra fora.
    Ai destes bandidos se tocarem no site Téla Non…a liberdade de expressao.
    NOS SOMOS O TELA NON DE STP, ninguém nos intimida…a nao ser que queira que haja uma valente REVOLTA no pais, porque a situaçao està indo à fossa com o novo governo ADI-PT e A.Varela.
    Faremos uma manifestaçao là onde se encontra cada STP e LUSOFONIA em força, em todo o lugar da diàspora. Que nem tentem continuar com tal intimidaçao.
    Gostaria que fosse realmente publicado o tal documento em questao, para distribuir em todo o lugar e permitir fazer compreender ao Cambalocheiro PT e Lda, que estàmos bem vivos, de pé, determinados a pôr fim a esta longa MASCARADA…senao vamos todos à FORCA se assim continuarmos calados.
    Cadê o que prometeu: arroz, internet, Dubai, trabalho para todos etc etc. Até quando é que vamos calar e deixar o TROVOADA E UM PUNHADO DE OPORTUNISTAS dirigirem STP?
    Estàmos REVOLTADOS, INDIGNADOS, prontos a tudo para mudar esta situaçao.
    STP pertence aos sao-tomenses, e nao aos gaboneses, nem franceses, nem portugueses , muito menos aos chineses…deu para compreender?!!!

    • img
      tinoco Responder

      Sr.Seabra.
      veçe deve ser doente da cabeça e precisa cuidados médicos.
      As tuas intervenções são sempre muito loucas.
      Toma cuidado com o teu discurso fanático e racistas.
      Tinoco

      • img
        SEABRA Responder

        Tinoco (que nominha ridiculo), pelo seu nome e pelo seu texto NULISSIMO, dà para compreender que tipo de personagem é você.
        Respondo-lhe( embora reconheço perder o meu tempo), para lhe dizer que para escrever no site téla non, em resposta a um comentàrio, deve:
        1°)lê-lo do principio ao fim,
        2°) compreender o que vai escrito,
        3°) se estima que nao corresponde a uma situaçao criticada (em ocorrência trata-se da politica levada pela ADI-PT…), argumente porque razao,o sr.Tonoco, nao concorda com o conteùdo, ponto por ponto,
        4°)nao creio ser preciso de ser incorrecto, indelicado, porque o site é pùblico…e deve, sobretudo ser mais aplicado no que escreve, com logica (nao confundir os géneros singular, plural, saber utilizar as proposiçoes, diferenciar o “tu” do “você”…ou é tu ou é você).
        Repito que, todos os militantes e defensores do ADI-PT, têm imensas deficiências intelectuais e sao pouco instruidos, infelizmente, para defenderem a causa que pretendem (se é que defendem…).Nota, o proprio lider é pouco instruido, dà pontapés na gramàtica, fala porcamente o português e é violento, agressivo…eis o bom exemplo que ele dà aos seus LEMBE BOTAS.
        Estou consciente (e assumo), que os meus textos-comentàrios, incomodam muito MAIS GENTE e nao ao Zé PINGUINHAS que é um pobre tipo, representado pelos militantes ignorantes e perdidos …aliàs, estes coitados nem compreendem os meus escritos,a prova é que nunca fazem um argumento respondendo aos meus comentàrios, insultam ùnicamente.Chama-se a este mediocre comportamento de “ACTO DE COVARDIA”.
        Quem se sentir à altura de me responder do que escrevo, proponho-lhe de lhe encontrar , em pùblico, para BATERMOS UM PAPO SOBRE a situaçao e as pessoas que denuncio.
        Agora, ponho uma questao pertinente:
        - serà que lêem, por acaso, so os meus comentàrios? creio nao ser a ùnica pessoa que argumenta,sem rodeios nem receios, sobre a péssima politica corrupta que està a ser lavada pelo ADI-PT, A.Varela e Lda. A titulo de comparaçao, convido-vos a irem ler outros comentàrios que vao no mesmo sentido que os meus, como por exemplo da Maria Silva (que muito aprecio)…e +++e +++!
        No entanto, eu poderia ser a ùnica a denunciar, acredita-me que continuaria e continuarei,SEMPRE!!!
        A resposta é GERAL, para todos os IMBECIS, chamo-os dos PARASITAS DA SOCIEDADE, sem tino.

      • img
        SEABRA Responder

        Tonoco, leia o que diz o QUILIXE…estou a 100% de acordo com ele. Você jà respondeu ao seu comentàrio?
        Vai ter muito que escrever…mas com a sua falta de nivel, serà complicado!

        • img
          TINOCO Responder

          Sr.Seabra
          Falta de nível apresenta o sr. nas suas intervenções venenosas e que infelizmente vai tendo adeptos.
          O sr. não merece que eu lhe esteja a dar resposta ás suas intervenções típicas de quem perdeu, com a opção do povo em eleger a ADI com maioria absoluta.
          Desde sempre que as suas intervenções se vão pautando por um ataque indiscriminado ao governo eleito democraticamente, e quer se goste ou não, foi eleito pelo povo!
          Sobre o seu primeiro comentário, onde pretende surgir como o cabecilha de uma hipotética revolta até julgar que tem o poder para impedir qualquer ataque ao nosso jornal ” Ai destes bandidos se tocarem no site Téla Non”.
          Quem se julga o sr. afinal que é para escrever desta forma, a não ser e tudo indica que é uma pessoa doente e a necessitar de apoio urgente da psiquiatria.
          E depois no mesmo comentário vir com atitudes racistas ao escrever “Estàmos REVOLTADOS, INDIGNADOS, prontos a tudo para mudar esta situação, STP pertence aos sao-tomenses, e nao aos gaboneses, nem franceses, nem portugueses , muito menos aos chineses…deu para compreender?!!!”
          Pois fique sabendo criatura, com o dinheiro que devemos á 40 anos á comunidade internacional, o valor em dívida, já paga não um mas dois STP.
          E permita-me que lhe diga, que com o passar dos anos, mais ano menos ano, a comunidade internacional vai fechar a torneira ao dinheiro para podermos sobreviver e ai vamos sentir quem realmente manda em STP.
          Deixe de ser racista e seja mais contido nas palavras que diz, pois se o governo não lhe agrada, exprima o seu descontentamento de forma ordeira e sem incitar á agressividade, e armado em campeão, como constantemente o faz.
          Sobre o comentário do QUILIXE, é um comentário normal, expressando a opinião do mesmo, porém sem qualquer incitamento racista como o sr. o faz constantemente.
          Mais uma vez lhe sugiro que consulte um médico pois necessita dele urgentemente.
          E escusa de dar resposta ao que escrevi, pois sei muito bem analisar comportamentos e lhe posso dizer que nem de perto quero lidar consigo, em nenhum momento me sentirei honrado em gastar mais palavras consigo, com uma pessoa fátua e tola.
          Para terminar deixe-me dizer-lhe que o seu revolucionarismo é doentio, tacanho, palerma, imbecil e néscio.
          Caso não entenda alguma palavra por mim escrita, compre um dicionário e consulte o mesmo, não me venha ensinar a escrever a língua portuguesa, que muito prezo em estudar e aprender sempre.
          Mas quando for comprar o dicionário, aproveite e marque consulta no psiquiatra, ou então vá até Portugal e obtenha lá os cuidados que necessita.
          Ficamos por aqui.

          • img
            SEABRA

            Ô Tonoco, “vous êtes définitevement IMBECILE, vraiment”.
            Imiter Ce n’est pas égaler, vocessemecê tentou fazer o “plagiat”, no texto da resposta, quando começo por dizê-lo, que reconheço ser uma perda de tempo em respondê-lo…você repete mediocremente a mesma coisa.
            Ô homenzinho, deixe de ser MESQUINHO, por esmola…você é definitivamente RIDICULOe vive do seu ridiculo.
            Como dizia eu na resposta (que tomei o meu precioso tempo, para lhe responder, com palavras simples, que lhe dê acêsso à compreensao…), leia até o fim o texto que escrevo, jà que quer responder. Senao, nao vale a pena, Tocono.
            Agressivo, é você, racista é você (talvez por complexo…), porque o meu texto nao refere nem de longe, nem de perto , nada que diga respeito a uma eventual interpretaçao racista…vous avez l’esprit tordu, pour aller chercher ce qui n’existe pas dans mes commentaires…e você ousa dizer-me a mim que tenho problemas “PSY”? Quanto a agressevidade, por esmola, deixe de gozaçao…você é excessivamente coleroso, acende so com um “palito de fosforo”.Eu estou numa bôa, tranquilito, cool, pronto a debater com gente de mà fé, como o Tonoco.
            Tenho energia sufuciente para dirigir uma bôa REVOLTA, nao sou COVARDE,e tenho Horror de ver oportunistas,cambalacheiros, mentirosos, corruptos , incompetentes,rancorosos and so on…na direçao de um Estado Naçao.
            ….tenho esta consciência patriotica, espirito sao e bôa vontade + entusiamo para a ORDEM JUSTA das coisas, para tudo e para todos.
            Se é o PT que faz mal, é o PT, se é o Joao que faz mal é o Joao, e eu nao terei absolutamente nenhum receio de “metê-los contra a porta” para fazer mudar as coisas, para o BEM DE TODOS.
            Reconheço que este raciocinio e modo de enfrentar as coisas” sans en avoir froid aux yeux”, pode incomodar os apoiantes do ADI- PT/Varela. Tant pis!!!
            Agora, posso dizer de BOCA CHEIA, você enche o saco…jà lhe dei muita atençao (embora esta atençao, vai mais na intençao dos leitores), BASTA! Bôa continuaçao “sans rancune”!!!

  4. img
    Francis Mekano Responder

    Começa a ficar claro o período negro de censura que vai se instalando na RDSTP. Muito mais vai acontecer,a procissão ainda vai no adro.

  5. img
    Quilixe Furtado Responder

    Se a maioria absoluta significa silenciar tudo e todos, vamos ver SEXA Ministro da Justiça. cão de Patrice. Não se esqueça que o Homem manda por um tempinho

  6. img
    ANCA Responder

    Quem não deve não teme.

    Responda a interpelação do Ministério da Justiça e Direito Humanos, se nada há a temer.

    Estamos num estado de Direito tem deveres e direitos Telá Nón

    Se nada houver de violação de dever e direito do Estado, que somos todos, na sua missão de informar a população, de nada há a temer.

    Informar

    Desde que o faça, com isenção/transparência, imparcialidade, honestidade, dentro da lei do dever e direito, pois tem o papel de informar e formar a população.

    Informe com isenção/transparência, faça-o com imparcialidade, social, política, desportiva, económica e financeira.

    A missão é informar com transparência.

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tomé e Príncipe

    • img
      hummm! Responder

      É melhor temer sim, Abel. Quem fugiu das instâncias judiciais e só voltou para as eleições, se te apanha mostra-te qie com ele não há justiça. Com esses indivíduos, ter razão não é ter pescoço de ferro.

  7. img
    Maria silva Responder

    Abel Viega não se intimide diante desta quadrilha , ( não kiovò ) !
    Eu pergunto ao senhor Roberto Raposo aonde fica a DEMOCRACIA neste história?
    Aonde fica liberdade da imprensa?
    Aonde fica a liberdade de expressão ?
    Olha Abel por favor , mantenha te firme e forte , porque nesta república da bananas o teu jornal ( tela-non ) é o único veículo de comunicação que ainda tem nos mantido informados com fatos reais e interessante !

  8. img
    Aguaizense estupefacto! Responder

    Pouco entendo do direito, e por não querer enveredar no erro, pergunto:

    1. Por se Ministério de Justiça, implicada dizer que pode e deve convocar ou interpelar qualquer cidadão por assuntos como este? Ou aos seus funcionários?

    2. Em que posição estará o jornalista em causa réu ou na de funcionários deste ministério?

    3. Como deve o mesmo comparecer, sozinho ou acompanhado de uma advogado?

    4. Quem irá interpelar o Telanon, Sr. Ministro ou um juiz?

    5. Que quererão saber, quem foi que falou com telanon? Porquê e pra quê?

    Enfim gostaria de ser elucidado, porque estou equivocado

    • img
      Tentado a ler Responder

      Esta atitude do MJDH faz me lembrar os maus alunos que ao inves de estudarem para ter bons aproveitamentos, tentam impedir ou perturbar aqueles que querem aprender e prestar resultados para serem avaliados.

      Enfim, muito triste esta noticia. Ao que chegou o pais. So espero que essa gente nao faça mal ao rapaz que lutou e deu duro na vida para tentar fazer o seu trabalho que é informar. Ele ao contrario de muitos contribue pagando os imposto e aida presta serviço a quem merece.

      Convem relembrar que a imprensa é o contra balanço de outros poderes na democracia e nao alvo a abater. Deve-se saudar a imposicao da Autoridade, mas de forma legal(fe qua pa bo te lason). Se sou chefe e quero exigir dos outros, primeiro tenho que censurar a mim mesmo, ou seja estar bem na foto perante mim e outros, para depois quando exigir dos outros, não haja alguem que aponte-me o dedo e diz: o senhor nao cumpriu com o seu dever e agora vem a procura de bode espiatorio. Seria no minimo desmoralizante.

      Por outro lado, perder tempo tentando atingir pessoas/entidades alheias no exercicio do poder executivo é uma pratica que ja deu mostra de fazer sair o tiro pela culatra. Espero que todos tirem boa nota disso, independentemente das paixoes politicas.

  9. img
    stp Responder

    Força Abel, todos nós sabemos que és uma pessoa idónea, responsável, o tela non é e foi sempre um jornal credível,o mais lido tanto a nível nacional como internacional.
    Abel está a ser crucificado por colocar o dedo na ferida dos nossos piratas.
    Lembre-se Abel “Por mais que o vento sopre, uma montanha nunca se inclina”.
    Em vez do governo preocupar-se em saber quem foi o responsável pela não publicação do diploma promulgado pelo Presidente da República, está preocupado em perseguir o nosso Abel Veiga, acha paciência para aturar essa gente.

  10. img
    Adálio Responder

    Onde já se chegou com tanta intolerância e autoritarismo. Sinceramente, eu estou completamente desiludido. É esta a mudança que esperávamos? É este o Dubai que nos prometeram? É esta a transparência que nos falavam? É esta a democracia que nos pediram para ajudar a construir? É este o S.Tomé e Príncipe que almejamos? Vão todos para o …….
    Malditos.

  11. img
    DESCAMIZADO Responder

    A prepósito das “Forças de Bloqueio”
    É um artigo recente e muito fresco publicado no jornal digital Téla Nón, datado de 25 de Março de 2015, o título é:
    “Forças de Bloqueio”
    Estamos perante uma grande trapalhada, e espero que a razão possa vencer, pois as declarações do Senhor Patrice Trovoada Primeiro Ministro e Chefe do Governo, conforme relata o Téla Nón, na abordagem ao Telejornal da TVS de 11 de Março, levanta a questão das forças de bloqueio, alegando o seguinte:
    “Neste país estamos habituados a ver forças de bloqueio, que tentam sempre sabotar o relacionamento, a vontade de investimento, quando as pessoas que estão no poder não nos agradam”.
    Este desabafo ou afirmação do Senhor Primeiro Ministro Chefe do Governo, no Telejornal da TVS de 11 de Março, é de certo modo contraditório, uma vez que o silêncio dos partidos da oposição (alguns), só foi quebrado após os cem dias de governação, e posteriormente quando foram convidados pelo mesmo à prematura, aquando dos expedientes “da praxe” políticos relativos ao esperado Orçamento Geral do Estado para o ano económico de 2015 (OGE) que, culminou com entrega à Assembleia Nacional.
    Falar da tentativa de sabotagem e forças bloqueio, é uma linguagem banal e sem expressão para os tempos de hoje, onde a tecnologia de informação permite facilmente identificar os possíveis sabotadores. Saudades dos velhos tempos podem estar a influenciar o raciocínio do Nosso Senhor Patrice Trovoada. Recuando no tempo entre muitas palavras de ordem da época, havia duas muito utilizadas, “ABAIXO OS SABOTADORES” outra “ABAIXO OS INIMIGOS DO POVO”.
    Francamente, não sei a quem se referia o Senhor Primeiro Ministro e Chefe do Governo, no entanto, tudo pode levar a pensar que só poderão ser os partidos da oposição ou as forças vivas que, já estão cansadas de aguardar pelas promessas do Salvador.
    O Nosso Senhor Primeiro Ministro e Chefe do Governo, de entre as prioridades do seu governo, ficamos com a impressão que era o sector da saúde, uma vez que logo após a cerimónia da tomada de posse no dia 29 de Novembro do ano passado, os membros do Conselho de Ministros visitaram o Hospital Dr. Ayres de Menezes.
    Sinceramente que fiquei com a expectativa de que muita coisa iria mudar naquele sector, com forte incidência na saúde e na vida dos meus concidadãos. Infelizmente sinto-me bastante dececionado, e deixo duas perguntas.
    1. Afinal o que mudou?
    2. Que atenção e prioridade deu o Senhor Primeiro Ministro ao sector da saúde?
    O sector da saúde, nomeadamente a lavandaria está de rastos, e não quero falar ou apontar outras áreas ou sectores.
    Há dias assisti há uma cerimónia pública de entrega de viaturas. Cerimonia essa, muito pomposa e recheada de belos discursos, muita verbosidade.
    Em jeito de sugestão, se o Senhor Primeiro Ministro e Chefe do Governo subtraísse uma das viaturas, e utilizasse o seu valor (verba) para a saúde, de certeza que teria disponibilidade para socorrer a lavandaria e não só, outros sectores gritantes do Hospital Dr. Ayres de Menezes.
    Não há “Forças de Bloqueio” e muito menos “Sabotadores”, o que é necessário fazer, é respeitar os engajamentos assumidos pelos Governos que o antecederam.
    Respeite os engajamentos assumidos pelos Governos cessantes, à República Popular da China tem dado provas de ser um país sério, o continente Africano está repleto de provas, São Tomé e Príncipe deve correr quanto antes, evitando assim perder a carruagem do progresso.
    Pare com a política de exclusão e de afastamento de quadros experientes, a cor da camisola já não serve para os tempos modernos.
    ABAIXO OS SABOTADORES

  12. img
    Brany Cunha Lisboa Responder

    Assim é que se faz jornalismo, os meus parabéns ao Telanon.

  13. img
    Antonino Jr Responder

    Sr. Abel Veiga, para quando uma notícia sobre vergonha da DTT e o desrespeito pelas leis do país que se passa naquele local, a forma como correrram cos brancos de lá envergonha e já começa a ser comentada em empresários de Portugal que pensam vir para nosso país,
    aquele serviço agora só serve para safar amigos quem não tem conhecimentos não consegue a carta que é outra vez de papel

  14. img
    Vuguvugu Responder

    Abel Veiga:
    O senhor fez muito bem em não aceitar comparecer.
    O senhor não é funcionário do Ministério da Justiça.
    Se houver matéria para tal, o senhor Roberto Raposo que lhe mova um processo em tribunal e o senhor comparecerá. E nós também, para o apoiarmos.
    Isso não passa de uma manobra de intimidação de um governo inseguro, totalitário e que tem medo da própria sombra.
    Fez muito bem em nos informar sobre esse truque do Raposo. E, por favor, mantenha-nos informados sobre tudo o que vier a acontecer. Mantenha-se firme, Abel Veiga. Obrigado.

  15. img
    santola Responder

    Sei que esta tentativa de intimidacao não fará calar o grande jornalista que é Abel. Graças ao Tela Non conseguimos saber o que realmente passa no nosso pais com promenores. Nem a TVs nem a Radio Nacional exercem o seu papel que é informar com isenção, só contamos com o jornalismo investigativo do Tela Non. Abel Veiga e Tela Non incomoda muita gente. Nada não faz Abel é, estamos atentos.

  16. img
    Ralph Responder

    Parabens pelos seus esforços, Tela Non. Países que querem ser reconhecidos como verdadeiras democracias não agem nessa maneira. Muitos governos em volta do mundo tentam restringir informação dos seus povos, e muitos outros iriam gostar de o fazer se fossem permitidos. Normalmente significa que têm algo que querem esconder. Para além disto, tende a desencorajar investidores estrangeiros de investirem no país por causa da incerteza e falta de claridade, sugestindo a presença de corrupção. Jornalistas em volta do mundo são encarcerados por desafiarem o seu governo, tal como o Tela Non tem feito neste caso. Governos são servidores das suas populações, não o inverso. Mantenha o bom trabalho!

  17. img
    Zé Boina Responder

    Força Téla Nón, estamos convosco!

  18. img
    sotavento Responder

    Profissionais do tela nón nao tenham medo .Este governo já sabe que é um governo de fracassados e para se evidenciarem comecam com essas m…ds.

  19. img
    Antonio pedro Responder

    JE SUIS TÉLANON.

    Gentes vamos abrir um abaixo assinado ai neste fórum.
    Abel Veiga por favor nos abrir um espaço para este efeito.

  20. img
    Dondo Responder

    Antes ouvia-se dizer que estamos na democracia. Um dos suportes deste sistrema de governacao e a informacao plural. O Tela Non, nao fez o contrario daquilo que o direito lhe confere, que e, ir a busca de informacao.No minimo, efectuou a investigacao e informou com propriedade o que esta a acontecer. Tendo sido a estagnacao do processo propositado, porque como ja e do conhecimento de todos; Somente nos e que sabemos mais, somente nos e que fazemos todo bem, ai sim, o que o outro deixou nao nos serve. Este procedimento, nunca nos levara ao desenvolvimento. Como cantou a Pepe-Lima” awa dai ; awa dala, ca junta fe awa montche” O desenvolvimento de um Pais e feito com um pouco de todos os lados. Para isso, tera que haver a politica de continuidade.

  21. img
    Manuel Pinto Morais de Sousa Responder

    Abel Veiga força. És um dos melhores jornalistas santomenses, faça o teu trabalho sem ter medo de ninguém. Não há nenhum poder que dura eternamente. Aonde estão Sadam Houssein, Kumba Iala, Kadafi, Bongo,e muitos outros. Estão todos a governar a republica de pés juntos. Estes senhores do actual governo santomense particularmente o Senhor Patrice Trovoada, Afonso Varela, Américo Ramos e Raposo terão o Natal deles. Eles estão a brincar. Kua sca bi.

  22. img
    E Agora.!?...Falo Eu. Responder

    É caso para se dizer…”mudam-se os tempos mudam-se as vontades”.

    Desde quando cabe a um Ministério convocar um cidadão para interrogatório? Não temos Ministério publico e tribunais?
    Não era este o comportamento que certo Ministro de defesa estava tendo há uns meses que todos, e bem, condenaram?

    Há uns meses, isso dava direito para uma exposição a Tribunal Penal Internacional e ao Papa…mas agora estamos noutros tempos, não há necessidade para tal. Viva a democracia.

    P.S.
    “Mulher de césar não basta ser seria, também deve parecer seria.”

  23. img
    Aranca Rabo Responder

    Esta atitude deste governo e da ADI em criar problemas ao Abel Veiga, ao Tela Non e todos os demais jornalistas considerados profissionais e não bajuladores ja era de esperar.
    Reparem bem que nomes influentes e que têm história no jornalismo santyomense foram todos jogados no lixo e o senhor Patrice elegeu apenas os inconpetentes, os miudos autenmticos papagaios para colocar na radio e na TVS para fazerem o seu jogo. Uma vergonha para um país que já se afoirmava como defensor da liberdade de expressão e da liberdade de imprensa e que tinha em forja acredibilização de alguns jornalistas que poderiam nos representar no estrangeiro.
    Pior de tudo é o senhor ministro da justiça, um tal de Roberto Raposo, comedor de agua numero um, que viajou com subrinhos à custa do Estado a querer arrumar-se em bom samaritano. Esse ministro cumeu do bom e do melhor à custa do empresario Fradigue e já porque soube que Patrice também deve ser algum dinheiro, saltou logo para o lado do Patrice. Uma vergonha de gente esse Raposo que deveria já ser removido desse lugar.
    Portanto senhor Abel Veiga, não tenha medo, segue em frente porque quando eu estive em S.Tomé no mes passado vi muitos intelectuais falarem do teu jornal e a partir dai também tenho este jornal como meu espaço de consulta do meu país.

    • img
      paulo jorge moreno Responder

      Esse Raposo está envolvido também no caso Rosema, grande b…….., falsas Ações com assinatura de quem?

  24. img
    Adelino dos santos Responder

    Maioria absoluta foi maior erro que cometeram,vamos voltar a partido único

  25. img
    Isto está Mau Responder

    Onde é que está o senhor Abílio Neto, o senhor correspondente da R.D.P-ÁFRICA, o senhor Jerónimo Moniz para falar sobre estas coisas? Isto é um dos maiores atentados à democracia de S.Tomé e Príncipe nos últimos tempos, tendo como protagonista um ministro do governo da república. Onde se viu uma coisa desta? Sinceramente que eu já não suporto estas brincadeiras. Isto está a ganhar contornos exagerados no país. Mas que coisa é esta? Ainda por cima este ministro esteve a chefiar a procuradoria do país. É esta a lição que ele lá aprendeu? São estes os exemplso que ele trás de lá? Não esperei ver uma coisa desta, nesta idade, no meu próprio país.

  26. img
    José Frota Soares de Barros Responder

    Boa tarde compatriotas.
    Lá pelo fato de terem ganho a eleição com a maioria absoluta, isto não dá direito de Ministério interpelar seja quem for.
    Existe um Ministério Público.
    Qualquer tipo de Governo tem que ser criticado quando comete uma infracção.
    Será que existe democracia.
    Não se assustem.
    Necessário é ter uma vigilância redobrada.
    Há- de vir mais restrições.
    Preparem-se não se deixem enganar com propaganda fútil.
    Até breve.

  27. img
    pascoal de carvalho Responder

    mera reprodução do habitué, ou seja quando não é o Óscar Medeiros, é o Abel Veigas. enfim simplesmente mostra e demonstra a inoperância do sindicato desta classe e da pouca perceptível CSI ou seja conselho superior de imprensa. TRISTEZA PÁ.

  28. img
    ssfilipe Responder

    se o Pais e democratico,porque destas ameacas todas? se o dereito de um jornalista e informar porque n/deixar o homem trabalhar? Abel nao vivo e S.Tome mais sou Santomense de naturalidade, estas coisas deixam-me muito magoado. faco o teu trabalho estamos todos contigo.

  29. img
    Manuel Alegre Costa Pinto Responder

    Meu caro amigo Abel Veiga, não te preocupes continue a fazer e bem e com isenção o teu trabalho. Estás de parabéns. Não és jornalista do tipo Oscar Medeiros, Jeronimo Moniz, Carlos Menezes que andam vergonhosamente a bajular o poder. O dito Ministro Raposo devia é de ter vergonha ele mais alguns dos seus colegas do governo como Americo, Agostinho Fernandes Vila Nova que andam a chular o Antonio Dolores fazendo refeições e outras coisas mais no hotel Praia sem pagar nada. O assunto murro do Supermercado está por resolver. Porque é que este governo não pronuncia sobre o assunto? Este governo tem levado vários casos de corrupção para o ministério Publico. Porque é que este caso ainda não está no Ministério Publico?

  30. img
    ssfilipe Responder

    se o Pais e democratico,porque destas ameacas todas? se o direito de um jornalista e informar porque n/deixar o homem trabalhar? Abel nao vivo e S.Tome mais sou Santomense de naturalidade, estas coisas deixam-me muito magoado. faco o teu trabalho estamos todos contigo.

  31. img
    SAMPONHA Responder

    O Jornal Digital Téla Nón – está a contas com a Justiça
    Caros leitores o que mudou afinal depois do dia12 de Outubro de 2014?
    O silêncio muitas vezes não é sinónimo de medo, ou de resignação, o silêncio é uma forma de expressão daquele que sofre e medita, na busca da melhor oportunidade para reagir.
    A história recente do Jornal Digital Téla Nón, com a Justiça Santomense por causa do artigo, publicado no dia 25 de Março passado sob o título “Forças de Bloqueio”, é demonstração clara do fenómeno das maiorias absolutas, cujo princípio ainda está no adro da igreja, a procissão está a caminho. O poder entrou na cabeça do governo e do partido que o sustenta, a lógica é a seguinte: Posso, Mando e Faço, e eis o exemplo.
    A chamada telefónica foi feita pela Directora de Gabinete do Ministro Roberto Raposo. A directora de gabinete solicitou a audiência para interpelação do director do Téla Nón, e indicou esta quinta – feira. Disse que em consequência da notícia divulgada pelo Jornal, foi aberto um inquérito interno no Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos, que tutela o Centro de Reprografia e Informática. (Téla Nón 14 de Abril de 2015)
    Estamos perante a demonstração de força do executivo do Senhor Primeiro Ministro e Chefe do Governo Patrice Trovoada, na tentativa de intimidar a imprensa escrita “censura”, é inaceitável e inadmissível a atitude do Senhor Ministro da Justiça e dos Direitos Humanos, ao pretender interpelar o Téla Nón.
    Aproveito para manifestar a minha solidariedade ao Senhor Abel Veiga, e repudiar o comportamento dos funcionários do Centro de Reprografia e Informática do citado Ministério, o medo e a perda do pão nosso de cada dia está instalado na Administração Pública de São Tomé e Príncipe, é a ilação que tiro desse episódio.
    “A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos”
    Estas palavras são para encorajar o meu amigo Abel Veiga e para a redação do Téla Nón, um jornal que incomoda e afronta o poder instituído.
    A prepósito das Forças de bloqueio, o que fez Governo ao negócio dos nossos amigos Portugueses que investiram na área dos Transportes Terrestres, será que está em banho-maria ou em águas de bacalhau?
    A oposição (ADI) na fase pré-eleitoral através da sua bancada ou de um grupo de Deputados introduziu um expediente para anulação dos diplomas que permitiriam aos interessados “investidores” iniciarem a primeira fase do investimento. Posteriormente e por simpatia ou a mando, o “chefe do Sindicato”, secretário-geral do Sindicato da Função Pública, Senhor Aurélio Silva vulgo Cauíque, cumpriu com uma série de façanhas naquele período, pondo tranca nas portas alegando ter ordens da justiça “segundo o senhor Aurélio Silva”, chegando a prometer que as cartas de condução passavam a ser mais baratas.
    Os investidores rubricaram um memorando de entendimento com o Governo de Patrice Trovoada (décimo quarto, XIV), tendo sido subscrito na altura pelo actual Ministro das Infraestruturas o Senhor Eng.º Carlos Vila Nova.
    Já se passaram 182 dias da vitória do ADI, 12 de Outubro de 2014, e 135 dias de Governação do Senhor Primeiro Ministro Patrice Trovoada, qual é o ponto de situação do empreendimento privado acima referido?
    Será que investidores poderão continuar a esperar pelo desbloqueio, das Forças de Bloqueio instaladas em São Tomé e Príncipe?
    E agora?
    A agora, espero que o Senhor Abílio Neto o grande democrata e contestatário, porta-voz do ADI, instalado confortavelmente em Lisboa nos estúdios da RDP África, tenha argumentos suficientes para o DEBATE AFRICANO, da semana que está prestes a terminar. Estou convencido que líder da Associação dos Empresários o Senhor Nuno Rodrigues, será novamente o convidado de Honra da semana, a fim de apontar outros estrangulamentos com que confronta o sector privado na RDSTP.
    Bamo zemé cá bocá

    16 de Abril de 2015

  32. img
    FREE PRESS Responder

    Força Téla Nón! Abracos para voces desde Holanda.

  33. img
    João do Rosário Responder

    Alguém,no seu comentário referiu-se ao jornalismo isento,imparcial,baseado em informações acertadas e com base na verdade,apelando ao diretor do Telanon a comparecer a interpelação,porque quem não devia,não tinha que temer.
    Estou de acordo,mas para que essa máxima funcione é preciso que a sociedade,sobretudo altas figuras políticas sejam exemplares cumprimento dos seus deveres e compromissos para com o povo..Se tiver que indicar um dos grandes culpados por essa paródia,indicaria em primeiro lugar a justiça,os tribunais são-tomenses que assumem de forma desastrosa e incongruente o seu real papel.Pois ,ao longo dos sucessivos governos ,as suas ações têm sido incompetentes e corruptas. São conivente com as arbitrariedades e considerados elitista e clientilistas
    Passado recente, muitos casos de justiça,envolvendo políticos e senhores notáveis da nossa sociedade passaram impunes e até o presente sem esclarecimentos.A culpa continua a morrer solteira.O atual primeiro ministro protagonizou um dos grandes escândalos ,no seu mandato anterior,que até o presente não foi desvendado. Situação essa que fragilizou ainda mais a justiça,visto que o mesmo não compareceu perante a justiça para ser ouvido.
    Que imagem, passou a sociedade ao ter essa atitude? Por isso e muito mais, que não se pode exigir rigor ,quando os que deviam ser exemplares não o são.
    Perante essa interpelação forjada à pessoa do diretor do Telanon,pretende-se claramente partidarizar tudo,sufocar o jornalismo,intimidar os que procuram informar,denunciar o que vai mal.Não acredito que foram notícias fabricadas com intenção de descredibilizar o governo em função,da maioria do ADI.
    A ser estratégia do governo em instaura um clima de intimidação aos jornalistas para se mover melhor em águas turvas deverá ser condenada de imediato por todos de bom senso essa perseguição.
    Eu sou Telanon e subscrevo a sua continuidade e o seu fortalecimento.De acordo que o jornalismo tem que ser responsável.
    Telanon,sobre este caso que apoquenta o governo já solicitou esclarecimentos da parte do governo sobre essa matéria.
    Não matem o jornalismo.
    Sim a um jornalismo responsável e livre e STOP a asfixia e o extermínio ao jornalismo livre

  34. img
    Original Responder

    Este Jornal é única instituição onde o Patrice ainda não colocou as patas e peço a Direção do mesmo que mantenham firme porque quando isto acontecer,já não teremos notícias.

  35. img
    Santomense Responder

    Meus caros, é muito triste para pessoa que ocuparam cargos de alta majestratura neste Pais, e por outro lado foi docente a cometer este erro, acredito que seja um equivoco do Senhor Ministro.
    Tratando de um diploma (lei ou decreto lei) ela tem quatro fases e uma foi atribuído a competência para o ministério que tutelado por si, que deram a denominação de centro de reprografia é onde publica os documentos oficiais do estado os mesmos tenham eficácia juridica, e onde qualquer cidadão deve recorrer a busca de conhecimento de leis publicado ou a ser publicado, se não é lá, gostaria que explica -se nos aonde é. Logo nao vejo nenhum crime cometido por Abel Veiga. TVS, Radio Nacional já estão bloqueados os funcionários da adminitração publica na ditadura e agora vão bloqueia diário do governo logo tudo que vem dos órgão do estado esta bloqueiados, este é o principio de união, liberdade, transparência, haja paciência, esta são as vossas promessa……. Força Abel …..

Deixe um comentario

*