Terminal Link deixou projecto do porto de Fernão Dias e avançou para a Jamaica

A imprensa francesa noticia que a empresa Terminal Link filial da CMA CGM, conseguiu acordo de concessão com a Jamaica para construção de um porto em águas profundas em Kingston-Jamaica.

Segundo a notícia o consórcio Terminal Link com 40% e a CMA – CGM com 60%, considera o investimento que está a fazer na Jamaica como sendo fundamental, uma vez que antecipa o projecto de alargamento do canal de Panamá.

Interessante para São Tomé e Príncipe, é o facto de desde 2008, ter assinado acordo com a Terminal Link para a construção do porto em águas profundas na zona de Fernão Dias. Projecto avaliado em 500 milhões de dólares que nunca arrancou, porque a empresa justificava não ter financiamento para realizar as obras.

Interessante também é o facto de Farid T. Salem Director Geral delegado da CMA – CGM na Jamaica, que manifestou-se satisfeito com o investimento em Kingston, ser a mesma pessoa que representava a Terminal Link em São Tomé e Príncipe.

A única acção concreta realizada pela Terminal Link em São Tomé com vista a construção do porto em águas profundas, foi a demolição do memorial dos mártires da liberdade, naquela região histórica do país.

Desde 2008 até a presente data, o projecto de construção do porto em águas profundas em Fernão Dias, oi e continua a ser PALAVRAS, tanto do grupo francês como das sucessivas autoridades governamentais são-tomenses.

Note-se que para além de promessas de angariar financiamentos para construir o porto em águas profundas, a Terminal Link, garantiu que a infra-estrutura que acabou por ser mais um sonho não realizado para São Tomé e Príncipe, iria abrir mais de 1000 postos de trabalho directos, para os são-tomenses.

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    CT Responder

    é o fim, parece mentira,mas é a verdade…..estamos mal.

  2. img
    Aníbal Responder

    Não deverá ser difícil perceber porquê! Provavelmente os gatunos de STP quiseram suborno para fazer avançar o projecto.
    Maus negociadores que meu país tem. Só fazem mal ao nosso país. Só olham pra seus umbigo e o povo que se f…!

  3. img
    Maxipombo Responder

    Falta de profissionalismo causa falta de respeito… basta de fazer contractos ou gerir um Pais usando o senso comum, ao menos quando se negocia a nivel internacional. Fica a dica

  4. img
    da trindade Responder

    Um pais sem uma politica economica nem financeira ,nenhum investidor de renome vai ariscar o seu dinheiro nesse pais e necessario que seja um pais estavel politica e financeiramente .S.tome esta muito mal internacionalmete ,com esses ditos dirigentes o pais vai ficar sempre assim.

  5. img
    António Silva Responder

    Já disse aqui anteriormente, este país dificilmente arrancará. As intenções dos “nossos políticos” dificilmente saem dos projectos. Andamos no FAZ-SE (isto é) e DESFAZ-SE.
    Estes ditos políticos não passam de uns empatas! Não fazem nada e nem deixam os outros fazer.

  6. img
    Blaga Pena Responder

    Já estava a imaginar que isso ia acontecer.
    Lá se foi o Fradique, lá se foi o projecto. Negócios desse tipo são de alta envergadura – é o comercio internacional de credibilidade que joga muito com as bolsas de valores e todo o resto. Diga-se em abono da verdade, politica a parte, Fradique é o homem para esse tipo de negócios para o país. Basta ver como foi erguido o hotel pestana no país sem que o país ficasse com dividas como foi o caso do hotel miramar que até hoje o estado santomense tem dividas com a juguslavia. Veja só como o Fradique impulsionou a cooperação taiwanesa e foi possivel construir a central de santo amaro. Tinha ele projectos outros em carteira que o PT se calhar até conhecia e até tentou passar a perna, mas é triste saber que uma oportunidade dessas de negocios e de investimento para alavancar essas ilhas se foi por falta de competência, capacidade negocial e mais…..
    É o nosso s.tomé e príncipe que mesmo tendo como primeiro ministro alguem que se diz ser economista , o país não consegue dar um passo sequer. É a primeira vez que em seis meses um governo não dá qualquer sinal de arranque, sem que seja venda de sonhos apenas…

  7. img
    Martelo da Justiça Responder

    Era de esperar. Um Pais que cada vez que surge um Governo põe em causa todos os contratos que o anterior assinou. Não existe continuidade de Estado nem tão pouco o sentido de Estado dos nossos Políticos.

  8. img
    Estrangeiro Responder

    A verdade é que não há fruto sem trabalho duro. Essas promessas todas, que alguem venha de fora, construir um porto, organizar uma linha aérea ou qualquer infra-estrutura não são lógicas nem economicamente viaveis. Mais vale a pena, o próprio governo organizar este porto. Seria mais lógico em Neves, onde já tem minimamente industria, onde não se tem que demolir monumentos e trabalhar em etapas. Mas, …

    • img
      Quidide Responder

      O mal é que até o monumento perdemos. “Perdemos azeite e perdemos mateté”…

  9. img
    Sonhador Responder

    O Patrice ñ quer q STP avance, ele é pago pelo Gabāo e Guine Equatorial pra atrasar avanço de STP, pq STP constitui uma ameassa pra os paises vizinhos, se o Povo ñ sabe, depois saberão, vira bravemente a tona.

  10. img
    Antonio lencastre Responder

    Onde andam a RDPAfrica? TVS? RÁDIO NACIONAL? isto não é NOTÍCIA?
    Ontem osHomens do Barco que afundou nas nossa águas foilevado ao TRIBUNAL? Porque a TVS não fez notícia?
    Claro porque oGoverno de Patrice Trovoada está por detrás!
    Todo mundo sabe o referido barco estava a ser procurado pela INTERPOL. Este mesmo barco estava com destino para S.Tome para receber Bandeira e Licença mais o transbordo.
    PORQUE A TVS não foi ao Tribunal fazer notícias?
    A População só tomou conhecimento pela peça da RTPAfrica.

    O PATRICE Trovoada ausentou do País durante cerca de Duas Semanas. Ninguém sabe onde esteve metido. A TVS não fez notícia nem da saída nem da chegada. Logo depois deslocou a Gabão para funeral e isto foi motivo para notícia da TVS.

    O POVO TEM O GOVERNO QUE MERECE.

    • img
      Martelo da Justiça Responder

      Há qualquer coisa que vai muito mal neste Pais. O mais grave é o silencio dos Partidos da oposição.

  11. img
    dindoca Responder

    Coitado desse povo ignorante medroso.Faz o quê??Ate digo mais acho que os países da Europa, Ásia, América pagam os governantes da África para matar o seu povo!! Digo isso porque como é possível, que um continente tão rico pode estar nessa pobreza tão profunda sem nenhum rumo.. será que estes dirigentes são todos burros ou assassino de mãos limpa?? Fala se dos direitos humanos quem criou esta lei não sabe o significado desta palavra ou então só pode estar a brincar com uma coisa muito seria ou só para lhes proteger dos crime que praticam

  12. img
    ANCA Responder

    Observação
    Um acordo implica clausulas aceites e assinadas por ambas partes.

    Se uma das partes incumpre, então há litigio, materia de Justiça Tribunais, bem como da Procuradoria da República, Tribunal Internacional.

    Uma das partes saiu lesada

    Havera lugar a indeminização.

    Pois Sao tomé e Príncipe é um Estado de Direito, Instituições Nacionais do Estado (ao qual todos pertencemos) de Direito e Justiça, devem agir em conformifade se houver materia que lese São Tomé e Príncipe.

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tomé e Príncipe

  13. img
    Aranca Rabo Responder

    Concordo plenamente com o *Sr. Blaga Pena*!
    Na verdade há pessoas que têm alguma capacidade de negociar e de falar com propriedade do comercio internacional. E Fradique é neste S.Tomé e Príncipe uma dessas pessoas. Talvez a outra será João Gomes e mais ninguém. Todo o resto é truta.
    Quais economistas quais quê! Uma cambada de meninos arrumados em portadores de diplomas que não mais fazem senão esperar pelo estado para fazer mover seus negócios e suas empresas. Onde é que está o sector privado no verdadeiro sentido da palavra! Onde é que estão empresas….nada e mais nada…nada só!.
    Ao perder esta oportunidade de ter um porto de águas profundas, STP volta a conhecer um retrocesso marcado no tempo de 50 anos.
    Nenhum país se desenvolve sem espaços e serviços que permitam facilidades nas operações de carregamento e de descarga de mercadorias,, mesmo os chamados países encravados, ou sejam os que não têm acesso directo ao mar.
    Motivos mais do que suficientes para se perguntar ao Sr. Patrice onde anda o seu diploma de economista. Se é que existe diploma verdadeiro né!…….

  14. img
    Manuel Pinto Morais de Sousa Responder

    Senhor Aranca Rabo Patrice Trovoada não tem diploma. Ele que sei especializou-se em negociatas e aldrabices. Fui muito amigo deste homem e colega nunca vi diploma deste Patrice Trovoada. Ele esteve na Roménia connosco e despareceu. Foi a França e também não estudou. Agostinho Rita disse que o homem andava em França a fazer de segurança.

  15. img
    Maria silva Responder

    Concordo plenamente com o senhor Blaga Pena com td que disse.
    Relativamente ao senhor patrice trovoada e os restos dos ” governantes ” isto é um caso nítido de um poço de gentes imcopitente caraba……..
    Cada vez mais, menos esperaça de um stp melhor!

Deixe um comentario

*