Conselho Superior de Imprensa denuncia TVS e Rádio Nacional

A falta de rigor e outros pecados no tratamento de notícias nos dois órgãos estatais de comunicação social nos últimos tempos, tem deixado a opinião pública em choque. No entanto  o caso da polémica entre Cauíque e a empresa SOCOGESTA, permitiu o Conselho Superior de Imprensa se pronunciar pela primeira vez sobre as irregularidades que tomaram conta da TVS e da Rádio Nacional em termos de tratamento da matéria informativa.

O órgão fiscalizador da comunicação social em São Tomé e Príncipe, pronunciou-se após a participação feita pelo representante da empresa SOCOGESTA o advogado Filinto Costa Alegre, por causa da censura ocorrida no Telejornal da TVS no dia 2 de Abril e pela falta de independência, isenção e rigor demonstradas pela Rádio Nacional de São Tomé e Príncipe na cobertura do caso Cauíque versus SOCOGESTA.

O leitor é convidado a ler na íntegra as deliberações do Conselho Superior de Imprensa que comprovam a falta de rigor, independência e isenção da TVS e da Rádio Nacional.

TVS - Deleiberação TVS -CSI

RÁDIO NACIONAL - Deliberação Rádio Nacional

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    Bartolomeu Dias Responder

    Na verdade deixamos de ter em STP a comunicação social livre e isenta e passamos a ter um canal de rádio e um canal de televisão como espaços exclusivos de propaganda da ADI e dos seus lideres.
    Nunca o país esteve tão asfixiado como agora em matéria de liberdade de imprensa e do livre exercício da profissão dos jornalistas.
    Pelas informações que tenho a partir de STP todos os chamados grandes jornalistas do país, foram marginalizados ou submetidos a uma humilhação sem precedentes, outros ainda foram desempregados em órgãos de imprensa que funcionam na base da contribuição de todos, ou seja órgãos de imprensa públicos e não empresas de partidos políticos.
    Se vem agora o Conselho superior de imprensa tentar mostrar alguma imparcialidade, exigindo o que deve ser exigido, talvez as coisas poderão tomar outro rumo, porque até ao nível do ranking internacional de liberdade de imprensa e do livre exercício da pratica do jornalismo, STP vai perder muitos pontos.
    Mas este mesmo partido cujo governo está a asfixiar a imprensa, é o mesmo que não parece estar minimamente preocupado com a implementação do estatuto de carreira dos jornalistas, estatuto esse, que segundo informações, parece ter sido já tornado publico depois de promulgado pelo presidente da república.
    Convém também dizer que quer a radio quer a tvs estão atirados a sua sorte, porque sinceramente não parecem ter direções credíveis senão um punhado de paus mandados que não fazem nenhum, porque não têm para dar.

  2. img
    Igreja Matinal Responder

    Ponto II.8 É PURA MENTIRA.Tudo ao contrário.
    Inclusive está com pegas com João Ramos porque quis a força o Gabinete de Diretor.
    Altera sim a agenda da redação.Perguntem quem agenda os trabalhos da ENSPORT, ENASA etc no quadro?
    Quem censura os trabalhos lá na TVS é o Oscar e mulher dele a TÂMARA.

  3. img
    pascoal de carvalho Responder

    Pois é, perante tanta exposição e mediatismo da comunicação social em STP e não só, faz desse órgão o primeiro espelho da sociedade, apesar de ocupar o quarto poder embora de uma forma não constitucional. Entretanto, é necessário dizer-se que as debilidades do nosso país afligem todos os ramos profissionais. Antes dessa reflexão por parte da CSI, era importante dizer ou referir que essa desculpa ou explicação da ausência do jornalista que cobre a notícia não é válida (porque quem faz a cobertura participa na sua correção e produção, depois quem chefia edita ou pós produz a mesma), embora se aceita dadas as condições precárias que vive e funciona a nossa televisão. Quanto ao sucedido na rádio nacional, fica bem patente uma vez mais a distração grosseira ou deslecho sancionável de alguém que não fez ou por outra fez de forma deficiente seu trabalho.

  4. img
    Santomense Responder

    A comunicação social santomense é uma vergonha, a censura é tanta que até os mais desatentos já perceberam.
    Os melhores jornalistas foram todos afastados e humilhados, a TVS não tem nenhum programa que promova o contraditório, o telejornal é o tempo de antena reservado a promoção e campanha política de Patrice Trovoada e ADI, a oposição não tem voz.
    A comunicação social só fala bem do Governo, até parece que tudo está bem. Porquê que a comunicação social não sai a rua e faz um jornalismo isento e imparcial para recolher opiniões sobre o país real, entrevistando tanto as pessoas que estão contentes como as que estão descontentes com o poder? Eles não fazem, sabem porquê? Os jornalistas têm medo de perder emprego, e sabem que tudo será censurado pelo dono da comunicação social.
    STP agora o lema e “Ou estás comigo ou estás contra mim”.
    As pessoas agora até dizem “Não digo nada, só observo.”

  5. img
    Jasmim Jasmim Responder

    O que refere o senhor bartolomeu dias sobre o estatuto de carreira dos jo0rnalistas, o merito vai todo ele para o ex-secretario de estadso da comunicaçao social Adelino Lucas. Todavia esta comuni9caçao social que se diz ser quarto poder nao e quarto poder coisa nenhuma. Como e possivel o governo avançar este ano de 2015 com a implementaçao do estatuto de carreira da saude e da educaçao deixando para traz o estatuto da comunicaçao social e os jornalistas nao dizem nada. E eles ainda vao fazer noticia disso. Sao uma cambada de cobardes e marionetes do poder. Deveriam sim e fazer grave exigiondo tambem seus direitos.
    Esses jornalistas santomenses nao sao profissionais coisa nenhuma sao uns borra-botas e nada mais.
    Tenho dito.

  6. img
    Seabra Responder

    Defacto,é verdade como é que o governo PT-ADI manipulam os médias(radio,tv,presse etc). É ditadura nunca vivida outrora,mesmo durante a colonização portuguesa…é a Corea!
    Mas há uma pessoa que é tão responsavel dessa situação desastrosa e alarmante em STP…”camarada ” Afonso Varela da Graça,o ex.fanatico militante MLSTP da JOTA, admirador cego (na época da independência),do senhor Manuel Pinto da Costa . Esta homem é um troca tintas ,não se lhe pode deixar de lado, a cabeça é ele, colabora com o PT, para levar STP à catástrofe. É um fanático, quando segue uma ideologia,ele torna-se “mais papista do que o Papa”.
    Atenção, o Varela é curto,só no tamanho ,apesar dele medir “meia-jarda”é uma BOMBA !

  7. img
    Quilixe Furtado Responder

    Bom trabalho Tela Non
    E obrigado CSI, pelo puxão de orelha a TVS e Rádio Nacional

  8. img
    jornalista Responder

    Memória muito curta,a 7 meses atrás quem fazia e desfazia na televisão? ?
    Agora é como uma musica Angolana que diz”só me resta chorari mamaoe ” aqui se faz aqui se paga.

  9. img
    LÔÇÔ TLÊZÊ CONTO - IRMÃO P.TROVOADA Responder

    Se alguém pensa q em STP a comunicação social é o 4º poder, engana-se! Em STP, a comunicação social não passa do “QUARTO DE PODER”, onde Patrice Trovoada mais os seus lacaios comem, dormem e satisfazem as suas “GRANDES NECESSIDADES” aproveitando-se dos pseudojornalistas q não passam de autênticos lambe-botas. A forma abusiva como ADI utiliza a TVS e a RADIO de STP para a sua propaganda politica, impedindo todos os outros de se opinarem, atenta claramente contra um dos princípios básicos do estado de direito q tem a ver com o direito a liberdade de expressão. Esta é a qualidade da “DEMCRACIA” do ADI q, em nada difere ou chega a ser muito pior da Ditadura do passado regime.

  10. img
    Secretario Responder

    Eu amo esse país as pessoas são fantásticas, è só não estar no poder para dizer: não existe liberdade de expressão, tal partido utiliza a Radio e Televisão abusivamente, não existe liberdade de imprensa. Isto é repetitivo, já ouvi o Levy Nanzaré a Chorar, já ouvi o Grupo dos Divertidos Nós por cá a reclamar, Já ouvi tantas reclamações que hoje pergunto.
    Alguma vez já existiu liberdade de Imprensa em STP?
    Qual é o Governo de STP que não manipulou a Radio e TV?
    Qual é Governo que não Utilizou a Radio e TVS para as suas Propagandas Politicas?
    “Boquita de Patrice”

  11. img
    osvaldo pereira Responder

    hoje o ADI , ontem o MLSTP, em tempos o PCD , em algum momento o MDFM-PL.
    Sabemos nós que a imprensa dança ao sabor de quem esta no poder e não vejo o porquê de hoje todos nós nos escandalizarmos se esta ou outra noticia é censurada nos meios de comunicação social estatal!
    Mesmo aqui no Tela-Non o senhor Abel Veiga censura comentários de alguns participantes do fórum desde que os seus comentários não seja de encontro com o seu desejo politico.
    Ninguém é isento , pois ninguém é perfeito.

Deixe um comentario

*