Desporto

Escândalo na véspera de 12 de julho revela falta de unidade e coesão nacional

Tão desejadas nos últimos dias, indicadas como solução para São Tomé e Príncipe caminhar para o futuro, a unidade e a coesão voltaram a fintar o destino do país mesmo na véspera da celebração do quadragésimo aniversário da independência nacional.

24 Jovens são-tomenses, com idades compreendidas entre 14 e 16 anos, deveriam representar São Tomé e Príncipe no mais importante campeonato mundial de juvenis, que decorre na Suécia.

Após vários meses de treino na escola de futebol de São Tomé, os jovens oriundos de todos os cantos do país, ficaram em terra, não puderam mostrar as cores de São Tomé e Príncipe e dignificar o nome do país no grande evento internacional.

Mas, tinham o bilhete de passagem pago. Os custos de estadia na Suécia para o campeonato mundial estavam também pagos. Custos assegurados pela empresa de telecomunicações UNITEL. Mas, ficaram em terra desanimados, frustrados. Tantos os jovens que representam o futuro do futebol de São Tomé e Príncipe, como os seus pais. Todos frustrados.

Os passaportes depositados a tempo no Ministério dos Negócios Estrangeiros, mais concretamente no serviço de protocolo, lá ficaram.

Segundo Gustavo Clemente treinador da escola de futebol de São Tomé e Príncipe, o Ministério dos Negócios Estrangeiros, não fez qualquer démarche para a solicitação do visto de entrada na Europa, porque faltavam 70 milhões de dobras, cerca de 2800 euros, para pagar os vistos e o seguro de viagem.

A comitiva de 30 pessoas, sendo 24 jogadores e 6 elementos da equipa técnica, não puderam viajar no dia 11 de julho rumo a Suécia para representar a República Democrática de São Tomé e Príncipe, na grande festa internacional de futebol juvenil que começou no dia 13 de julho.

Dos 76 países seleccionados, só São Tomé e Príncipe ficou de fora por causa de 2800 euros, que o Estado não pôde comparticipar para fazer brilhar na Suécia os rapazes que são o futuro do futebol do país. «É inacreditável. A UNITEL pagou toda passagem e o custo de estadia. Só faltava a emissão de visto», desabafou Gustavo Clemente em declarações ao Téla Nón.

Segundo o treinador os jovens da escola de futebol serão dentro de 5 a 10 anos, os grandes valores do futebol nacional. Estão agora chocados, deprimidos, e certamente descrentes. Um duro golpe que o país terá dado aos viveiros do seu futebol.

Duro golpe que o país terá dado também a organização do grande evento internacional do futebol juvenil, que de repente terá que reestruturar o seu trabalho por causa da ausência inesperada de São Tomé e Príncipe.

Abel Veiga

    28 comentários

28 comentários

  1. Mina Sentencha

    14 de Julho de 2015 as 8:59

    Isto e uma pouca vergonha. Uma sublime oportunidade que o pais volta a peder. Por favor meus senhores, sera que o governo de Patrice Trovoada nao tem 2800 euros para pagar vistos e seguro de viagem para 30 pessoas, quando se sabe que a UNITEL pagopu os bilhetes de passagem?
    Entretanto la se foi o senhor Levy Nazare para infglaterra com mais de cinquenta mil dolares. Francamente!
    Oh Patrice, Oh ADI, por favor facam governacao segura e deixem de populismo barato.

  2. Desidrogenara Silva

    14 de Julho de 2015 as 9:17

    É MUITA INGRATIDÃO por parte deste Governo!
    Não tinham dinheiro para fazer festa de 12 de Julho:
    FOram pedir UNITEL DINHEIRO?
    Foi a UNITEL que emprestou e custeou com seu dinheiro todo o festejo de. 12 de Julho.
    INGRATOS.

  3. santola

    14 de Julho de 2015 as 9:19

    Muito triste essa situação. Se fosse para ministro ir viajar e receber altos subsidios com secretária, assessores, cães e gatos de certeza que os 70 milhões de dobras, cerca de 2800 euros, para pagar os vistos e o seguro de viagem apareciam. Se fosse para os ministros comprarem carros novos, este dinheiro aparecia, mesmo se fosse para fazerem dividas.
    Esta atitude do governo, foi de muita má fé, não deviam ignorar o trabalho e esforço desses jovens e do próprio treinador.

  4. António Silva

    14 de Julho de 2015 as 9:44

    Isto não é de hoje e continuamos na mesma vergonha de sempre.Por este valor, 2800 euros!? Também já fui atleta e da selecção neste país e as entidades oficiais não deveriam ter estas atitudes.
    Depois há sempre dinheiro para eles viajarem,com “bolsos” cheios em missão de trabalho e que deve ser muito superior a 2800 euros; para mandarem as suas mulheres no estrangeiro, etc, etc.Ou seja, quando existem deslocações ao estrangeiro que lhes dizem respeito directamente, há sempre dinheiro.

  5. Santomence

    14 de Julho de 2015 as 10:02

    Nao vou contract o governo quanto a essa situação, o país está com dificuldades crônicas e de emergência não há de gastar 2800 euros quando só com Cabo Verde futebol santomense foi uma vergonha pra pais, esse valor seria pra melhorar a situação do futebol dentro do pais, e onde já se vio a que a passagem é paga sem a confirmação dos vistos? Isso só pode ser conversa dobrada com fim em culpar governo, o Abel Viegas, não sabe fazer jornal e parece um analfabeto escrevendo com erros e sem buscar ouvir da outra fonte , deveria antes ouvir do governo e da empresa que pagou bilhetes depois pra ter ousadia de publicar o sucedido.

    • Vlady

      14 de Julho de 2015 as 13:54

      Depois de aprenderes a escrever a palavra santomense faremos uma analise do teu comentário.

      • Cobra branca

        14 de Julho de 2015 as 16:38

        kkkkkkk… Um sorriso nesta triste noticia.

    • Miguel

      14 de Julho de 2015 as 18:18

      Kkkkkkk
      Isto é piada????
      Ainda bem que ele é Santomence, e não Santomense.
      E ainda tem coragem de dizer que telanon escreve com erros.

    • nissley

      14 de Julho de 2015 as 22:08

      desculpa sinceras mais acho q tas fora do contexto desporto e se calhar n percebes nada disso.noutro plano n se tratava de apenas futbol,mas sim as maravilhas e futuros homens de futebol q poderiam vir futuramente apartir dessa escassa oportunidade ser um ronaldo ou messi e abrir as portas de país ao mundo trazendo investimentos altos.Hoje em dia n se deve brincar com o desporto sobretudo o REI, q por se so pod ser um catalizador p o desenvolvimento do país como dando oportunidades aos meninos pobres uma vez q por via da escola onde se aplicam tanto de lá ja existem lugares cativos e reservados a familia costa,trovoada,fradiques e amigos proximos.Para fanalizar ,disse e disse mto bem :contra Cabo-verde foi uma vergonha ,mas se calhar só p ti pk se n fazes trabalhos de casa ,se n te habituas a realidades das coisas,aos grandes palcos e eventos,se n investes nos mais novos q resultados te espera?
      NADA CAI DO CEU AMIGO…Pra alçansares o destino tens q fazer o caminho e p venceres tens q lutar e acreditar sempre…TEMOS Q SABER OQ QEREMOS P STP…VIVA NÓS SANTOMENSES…

  6. trlha sonora

    14 de Julho de 2015 as 10:14

    pra mim la so tem filho de paoite

  7. ANCA

    14 de Julho de 2015 as 10:18

    Negro, Bairro Negro, Bairro negro, onde não há pão não há sucesso… nem união, nem coesão… se jamais houver respeito cumprimentos da regras administrativas, jurídicas, civis, etc…

    A Casa onde falta pão, todos ralham e ninguém tem razão…é miséria, pobreza mental, material a reinar…falta o gosto pelo trabalho…

    O trabalho dignifica o homem…temos que apreender está velha máxima…traz benefícios apreende-se, conquista-se a dignidade e respeito…

    O País(Território/População), Administração/Gestão, depende a 120%, da ajuda externa,…. mesmo está tal dita viagem, vejam tem de ser uma empresa externa a custear, a UNITEl,…que vexame para o País,… com nuance de contrapartidas de Estado por este favor… risco de corrupção, nos futuros benefícios políticos económicos e financeiros, que a UNITEL… possa querer ter…

    Jamais há almoços grátis gente…

    Ninguém dá nada a alguém, sem querer receber algo em troca…

    Tenhamos juízo

    Falta-nos Organização Estrutural

    Umas das grandes desvantagens da nossa sociedade e instituições, falta de organização, falta rigor, falta de cumprimento pelas regras, má gestão dos processos, irresponsabilidade, falta de sentido do Estado…

    Consequências;

    País(Território/População/Administração/Gestão/Execução), desorganizado, sem regras, sem cumprimento da Lei, sem cumprimento de atos regras da Justiça, sem assertividade…sem cumprimentos de horários de começo, de abertura, de prazos tramites, falta de cumprimento de atos protocolares do funcionamento, para a programação das cerimónias oficias…

    Instituições de Estado Fracas – Presidência da República, Assembleia da República, Gabinete de Primeiro Ministro, Ministérios, Instituições da Região Autonoma do Príncipe, Camara Municipais, Tribunais, as Finanças, Hospital, Centros de Saúde, Federação SãoTomense de Futebol , Andebol, Basquetebol, Ciclismo, etc…Partidos Políticos, ADI, MLSTP, PCD, UDD, MDFM, Mercados Municipais, TVS, Radio Nacional, Meios de Comunicação Social etc, etc….

    Falta de rigor, falta de cumprimento de horários, falta de assertividade, falta de regras de funcionamento bem definidas e que devem ou pelo menos deviam ser respeitadas…

    Exemplo – Quando uma cerimónia oficial está marcada para começar dentro uma determinada hora, mas a falha no agendamento protocolar de preparação… adiamento da hora de começo porque o Sr Presidente está atrasado, ou porque o Sr Ministro está atrasado, etc.. porque o cidadão tal e fulano tal está atrasado…

    Isto tem a ver com o modo de ser estar, saber e saber fazer…

    Enquanto houver regras de funcionalismo da Administração/Gestão Pública, pouco ou nada definidas, que jamais se cumpre a irresponsabilidade e desorganização, falta de sentido de Estado, pobreza e miséria, material e de espirito, corrupção continuará a aumentar no seio sociedade do País(Território/População)… com consequências que todo sabemos, espirito de leve leve e deixa a andar, desleixo pela causa Pública, atraso no desenvolvimento pouca inovação modernização e avanço Social, Cultural, Ambiental, Desportiva Politica, Económica e Financeira…

    Indivíduos, cidadãos, funcionários, empregados, pouco ou nada competentes, pouco sérios, irresponsáveis, desleixados, preguiçosos, com falta de visão de funcionalismo.

    É altura de unirmos para mudar está realidade, pois o Exemplo deve vir de Cima…

    Aqueles que têm a missão de executar, devem de tudo, fazer para fazer cumprir as normas, as regras do funcionamento do Estado…aqueles que têm a missão de cumprir, façam com brio profissional, pelo melhor do seu País(Território/População), melhor pela sua, sociedade…e julgas que estar de fora? Faz a tua parte, muda as tuas atitudes e comportamentos, para ver mudar a tua sociedade, começa por dar exemplo de cidadania… faz o que é certo, faz o bem…

    É altura de Modernização do Funcionamento da Administração Pública.

    Hora de abertura… Hora de Almoço… Hora de Fecho… Trabalho é Trabalho Conhaque é Conhaque… Há tabelas e preços e emolumentos devem ser cumpridos, o cidadão deve pagar o que é justo, nem mais nem menos, nem por debaixo da mesa, nem por cima, porque isso é corrupção, desvio da norma, o funcionário, empregado, deve ser punido severamente.. se possível com despedimento.

    Modernização das Instituições, com Regras de Funcionamentos, Formação, Parcerias, Inspeções e Auditórias Internas Externas, melhorias das condições de trabalho, etc…

    Se queremos mudar o País(Território/População), á nível Social, Ambiental, Cultural, Desportivo, Político, Economico e Financeiro.

    Numa palavra

    Começar a Organizar a Gerir Melhor

    E pensas que estar de fora, começa tu a fazer a tua parte hoje e agora…

    Acredita muda, muda a tua visão do País(Território/População), sabes o que é bem e mal, pensa, analisa, pergunta, partilha e faz melhor…

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tomé e Príncipe

  8. Maria silva

    14 de Julho de 2015 as 10:25

    Mina sentencha concordo com tudo oque disse, e só para acrescentar , o edifício de benfica foi comprado por 2.500.000.00 dólares , aquisição de novas viaturas para os juízes etc e não têm €2800 ?
    E viva patetice trovoada e o seu governo…

  9. Cúcuno cu mon ni son

    14 de Julho de 2015 as 10:28

    Kuwa de bobo ço.

  10. Manuel Pinto Correia de Jesus Afonso

    14 de Julho de 2015 as 11:12

    É o governo que temos. Gente sem qualidade. Só estão a pensar na vida deles e fazer mal ao outro. Todos os fins de semana um ou dois ministros viajam. Que benefícios têm trazidos para S. Tomé? Nenhum. Dizem que o Sr. Patrice Trovoada tem mais horas de voos do que qualquer um piloto santomense. Mas, o que aconteceu com estes jovens foi até certo bom. De certeza muitos pais destes adolescentes e jovens fizeram campanha feroz para o Sr. Patrice trovoada e votaram no ADI. Bem feito. O povo vai conhecer ainda melhor este ADI com o passar do tempo.

  11. ANCA

    14 de Julho de 2015 as 11:32

    Sabes Abel Veiga, está forma de ser estar, de fazer escrever jornalismo, beneficia pouco ao esclarecimento, e o direito á informação…

    Olha o titulo da notícia…

    “Escândalo na véspera de 12 de julho revela falta de unidade e coesão nacional”

    Antes de informares, já estás a julgar, a fazer o teu próprio juízo de valor sobre a notícia em si, sem isenção, sem imparcialidade… contribuindo assim para a dúvida, para a divisão dos cidadãos SãoTomense, revolta divisão da sociedade da qual fazes parte, contribuindo para desinformação, pouca cultura, falta de valores sociais….

    Diz Abel Veiga, o que significa num País(Território/População), a falta de unidade e coesão nacional? Como se faz? O quê? Porquê?, Onde? Quando?

    Explica isso aos teus cidadãos, como detentor de quarto poder, para fazer do teu País(Território/População), evoluído social/culturalmente…

    Investiga bem os contornos dos factos que chegam até ti antes de publicares algo, como notícia, com isenção e imparcialidade… sem teu juízo de valor…

    Faz o melhor da tua parte… pelo teu País(Território/População), para a unidade e coesão nacional, informando com isenção e imparcialidade.

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tomé e Príncipe

    • Seabra

      14 de Julho de 2015 as 18:18

      Anca, o seu comentário NULO,mas pretencioso,fazendo a moral ao AV ,é escandaloso. O que é que voce pode dizer sobre ou ensinar ao jornalista Abel,sobre o trabalho dele? Para além de dizer incoerências….vocessemece deve estimar-se Feliz, o facto que o AV seja generoso consigo publicando os seus longos MEDIOCRES comentários,vazios de sentido.
      Repito,voce com o seu suposto ar passivo, que quer dar, voce é um BUFO ADI infiltrado.
      Nao há nenhuma ambiguidade no artigo do AV, ele informa-nos a verdade e esclarece-nos sobre este governo de CORRUPTOS – CAMBALACHEIROS.
      E você, pare de ocupar o espaço do site,com os seus pessimos comentários “stupides.”

  12. KingMionga

    14 de Julho de 2015 as 11:49

    E há historia se repeti novamente, que coisa feia. Era uma grande oportunidade para mostramos os nosso talentos pelo mundo fora. Por causa dessas coisa que ficam a dizer que os Sãotomenses não sabem fazer nada, a culpa é todas desses dirigentes (Maus-caracteres). Muito triste isso.

  13. Pantufista

    14 de Julho de 2015 as 12:27

    Sou do ADI carne e alma, mas aqui houve uma grande descoordenação, não só da parte do Governo mas também da Federação santomense de Futebol, a federação não tem 2800 Euros, se fosse para o presidente viajar haveria de certeza… Da parte do Governo a mesma coisa. O Sr. PM, minimizou o assunto,numa reunião hoje disse aos jovens vão sair na mesma para Portugal onde vão fazer jogos amistosos. Onde fica o BISTP, CST, HBD, ENCO, Sonagol, Intermar, Rosema, Emae, Enapor, afinal é só quando há Portugueses a querer passear é que se vê apoios.
    Pantufista de Gema

  14. Mana

    14 de Julho de 2015 as 12:43

    As delegações do Gabão e da Guine Equatorial distribuíram muito dinheiro para o Patrice Trovoada e outros durante a festa do 12 de Julho. Cada um que ia visitar os homens no hotel saiam com envelope e caixa de dinheiro.

  15. Adelino dos santos

    14 de Julho de 2015 as 14:22

    Um País com verdadeira democracia O Ministro da Juventude e Desporto,Ministro do Negócios Estrangeiro e o Presidente da Federação de Futebol dando erro grave que cometeram e de falta de vergonha na cara desses indevidos pediam demissão porque eles não imaginam como estão esses miúdos e seus familiar porque na caravana não tinha filho dos ricos e quando é que vamos mudar de mentalidade não venham me dizer que o Estado não tem 2800 euros que palhaçada meu senhores é lamentável e muito triste só posso desejar muita força e coragem a esses meninos e que não desistem vão a luta que dias melhores virão

  16. ku

    14 de Julho de 2015 as 15:31

    MINHA GENTE, ISSO FUNCIONA ASSIM LA NO DUBAI, MAS COMO NÓS AINDA NÃO ESTAMOS HABITUADOS É POR ISSO.
    KKKKKK

  17. Frango Magro

    14 de Julho de 2015 as 16:44

    A vida é assim. Para promover algo necessita-se de …. Fico por aí

  18. Teu

    15 de Julho de 2015 as 8:06

    DUBAI JA COMEÇOU

  19. sotavento

    15 de Julho de 2015 as 8:21

    Vamos a ver!!!
    Será mesmo que o valor em causa é 2800 euros?
    Prefiro pensar que é por uma outra razao.
    Se é real isto alguns ministros já deviam estar fora do governo , nomeadamente dos desportos y dos negocios estrangeiros.
    Deploravél…..

  20. almeida

    15 de Julho de 2015 as 11:28

    sinto-me deveras envergonhado pelos dirigentes q temos.
    não há palavras.

  21. Eusebio Neto

    15 de Julho de 2015 as 16:53

    Realmente muito triste e merece rápidos e claros esclarecimentos do governo, mais concretamente dos senhores ministros dos negocips estrangeiros e do desporto. Porque se nem 3.000 Euros o governo tem levar o nome do pais ao mundo, então a coisa esta péssima e exige medidas drásticas para salvar a Nação. Pergunto, porque não se pediu apoio as grandes empresas que ganham dinheiro em S. Tome e Príncipe? Sera que a UNITEL e unica que e obrigada a assumir as suas responsabilidades sociais? E a CST, BI, bancos, TAP, etc, etc? Porque o governo nao rogou ajuda a nossa padroeira Taiwan? Sejamos claros, e certeza que a seleccao juvenil carece de de apelidos sonantes para merecer atenção e respeito do governo. Pelos vistos, mudou-se a banda mas o ritmo não, “CUMBA LODA”.

    Não se esqueçam, quem com ferro mata, com ferro morre.

  22. VM

    15 de Julho de 2015 as 18:48

    Não há nada a reclamar. O Governo está a trabalhar. Viva a maioria absoluta entregue ao Governo que está a trabalhar. Até um dia…

  23. Awa mato

    16 de Julho de 2015 as 6:57

    Quem se digna a acompanhar as noticias no facebook fica muito mais informado, que lendo este jornal que não tem qualquer imparcialidade e nem procura informações correctas antes de passa-las á um vasto público que o segue.

    Haja dignidade e responsabilidade ao lidar com a coisa publica.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo