Destaques

Islamitas de STP recebem ajuda da Arábia Saudita

A Associação Islâmica de São Tomé e Príncipe, com sede em Água Bôbô arredores da capital são-tomense, está a crescer e se posiciona cada vez mais como parceiro do Estado são-tomense.

A organização de cariz Islâmico, recebeu um contentor de ajuda humanitária da Arábia Saudita, e decidiu entregar parte do donativo ao hospital central Ayres de Menezes para minimizar as carências no principal centro hospitalar do país. «Temos cooperação com vários países nomeadamente Arábia Saudita, e então fizemos um pedido especial, e doaram um contentor de ajuda», anunciou Paixão Lima, Presidente da Associação Islâmica de São Tomé e Príncipe.

A Associação Islâmica, diz que escolheu o hospital Ayres de Menezes, após visita feita ao local, em que registou algumas dificuldades de funcionamento.

Pelo menos 30 ventoinhas para aliviar o calor nas enfermarias, foram entregues ao director geral do hospital, assim como sacos plásticos para colecta de sangue, 3 dezenas de caixas de algália, e cerca de 8 sacos de arroz.

Tâmaras, um dos frutos do médio oriente também faz parte da ajuda que a Arábia Saudita concedeu a Associação Islâmica de São Tomé e Príncipe.

A religião islâmica é presente em São Tomé e Príncipe, e com apoio da Arábia Saudita, alguns dos seus dirigentes são formados no médio oriente, para depois prosseguirem com a pregação e a disseminação da mensagem de Alá em São Tomé e Príncipe.

Abel Veiga

 

    21 comentários

21 comentários

  1. Teresa

    18 de Agosto de 2015 as 14:08

    Quando a Arábia Saudita entra em qualquer país, deve-se fechar os olhos. Estamos lixados.

    • pinderco

      19 de Agosto de 2015 as 14:16

      é esse pais e Catar que financiam estado islâmico e boko aran que esta em África querem impor islão em todo mundo matam e sacrificam cristãos,de verdade que estamos em perigo estão a aproveitar da nossa pobreza para dar nas vista e ser bem aceite na nossa sociedade que é maioritariamente cristão,acho que autoridades devia reflectir e decidir que religião deveria fazer parte da nossa cultura ou com qual nos identificamos,alias foi o que angola fez ultimamente

      • Adilson

        20 de Agosto de 2015 as 8:11

        Meu caro o nosso estado é laico e o maior perigo seria o estado impor preferência religiosa ou identificar-se com uma religião específica. Não apoio a guerra e o extermínio nem a posta em causa da liberdade religiosa. A nossa cultura não pode estar estagnada no passado. Ter uma sociedade em que cada individuo tem plena liberdade de professar uma religião e uma forma de culto é de grande valor cultural, a cultura da tolerância.

    • cleidy

      20 de Agosto de 2015 as 12:23

      STP e um Pais laico, onde cada cidadao e livre de confessar a religiao que bem entender, e ao estado cabe o papel de fiscalizar a legalidade dessas confessoes religiosas no geral, por isso julgo inoportuno e patetico que as pessoas facam juizo de valores de outrem so por ser de uma religiao
      diferente..

  2. verdade

    18 de Agosto de 2015 as 14:10

    Finalmente chegou a São Tomé a pior praga que poderia atingir o país

    Um conselho sincero ás autoridades:
    – Ponham navio príncipe a trabalhar e encham o seu deposito com bastante combustível
    – Coloquem estes Islamitas lá dentro com bastante comida e bebida
    – Digam ao comandante para levar o navio até Meca
    – Aproveitem para desejar boa viagem e que sejam muito felizes por lá

  3. Miki

    18 de Agosto de 2015 as 17:32

    Este governo está a cumprir as ordens dos paises poderosos. Vamos ver a seguinte orden que será.

  4. Pinderco

    18 de Agosto de 2015 as 18:09

    comentar so para melhorar

  5. Vexado

    18 de Agosto de 2015 as 18:58

    Arábia Saudita financiou o grupo terrorista estado islâmico.

    Qual o verdadeiro objectivo destes islamitas?

  6. Governo fanfarão e Corrupto

    19 de Agosto de 2015 as 7:44

    Credo, credo, credo…!
    Que tipo de país estámos a criar?
    Que tipo de fundamento social e cultural queremos?
    Queremos um país cristão ou islão? É necessário definirmos isso antes do que nunca.
    Não estámos contra outras religiões, mas é necessária estarmos atento com atitude de fies de certas religiões terroristas…

    Esse Paixão Lima devia mazé tornar público o seu próprio nome mulcçumano (Muhamed Hussien) e tal qual devia também fazer o Patrice Trovoada (Amid Hassan).

    Deus livre STP de todas as manobras de Patrice Trovoada e Paixão Lima….

  7. Titus Andronicus

    19 de Agosto de 2015 as 8:31

    Lentamente, pé aqui, pé ali, vão entrando…vão entrando e nós a ver.

  8. Triste

    19 de Agosto de 2015 as 8:39

    Nosso Senhor Jesus Cristo! Vinde e salvai-nos!
    Perdoe-nos pelos nossos pecados. Não nos dê semelhante castigo!
    Dizem que juntamente com essas “ventoinhas” vieram milhares de Alcorão.
    Minha gente, acordemos enquanto é tempo!

  9. Titus Andronicus

    19 de Agosto de 2015 as 8:42

    Não digam depois que não foram avisados, que ninguém venha dizer depois ‘que nós não sabiamos’. FUI.

  10. Credo

    19 de Agosto de 2015 as 8:56

    A malvadez do Patrice em relação ao país, já vimos.
    Os negócios obscuros com uso da ecomonia e da imagem do país já ouvimos.
    A abertura das fronteiras para entrar quem quiser sem controlo, já decretou o sr Patrice.
    Que tipo de islâmicos entrarão em STP? Os radicais, já sabemos o que fazem.
    O Patrice não parece ser de boas intenções e de boas companhias.
    Ai! Somos muito indefesos.

  11. Morro em Agua Bobo

    19 de Agosto de 2015 as 12:14

    siceramente, nao gosto mesmo daquele gente, que não nos deixa durmir, sempre com um bobo de barrulho deles a madrugada, somos abrigados a atura-los,

  12. Ali al Shaba

    19 de Agosto de 2015 as 18:24

    Bem vindo o Estado Islâmico a S.Tome e Principe.
    Isto já nos fazia falta desde 2010. Já vamos bastante atrasados.
    Malekum Salam

  13. Macho

    19 de Agosto de 2015 as 22:20

    Tanto quanto é do meu conhecimento, a religião Islâmica permite que um homem tenha várias mulheres, portanto ela não pode ser tomada muito a sério, porque eu tenho só uma mulher e sinceramente não a consigo aturar, o que seria de mim se tivesse várias mulheres…

  14. Quilixe Furtado

    20 de Agosto de 2015 as 14:14

    Tudo isso acontece quando o Povo pequeno, e não só, acredita que existe amor num dirigente muçulmano, maçom e com costelas mais de estrangeiro do que de nacional.
    Com efeito, o Patrice Trovoada, que sempre viveu sob as alas do pai, Miguel Trovoada, este sim um grande político, nacionalista e verdadeiro santomense, pensa mais no seu bolso e está nas tintas para o Povo.
    É um charlatão, disfarçado em político que quer transformar STP num Dubai.
    Certamente quer mais é transformar STP num califado muçulmano, onde acumulará todos os poderes, inclusive o de vida e morte dos seus adversários. Pois vendo o que fazem os militantes do Estado Islâmico e BoKo Haram, estes que estão a nossa porta… Sao Tome e Santo António, Deus Todo Poderoso, valham-nos!!!
    Ainda estamos a tempo de travar este monstro.
    O próprio pai, Miguel Trovoada, que acho ser um democrata e verdadeiro santomense, deveria ajudar STP contra este seu monstro.

    • Ralph

      20 de Agosto de 2015 as 22:48

      Absolutamente. Às vezes, é melhor rejeitar uma oferta de dinheiro se a venha de origens desconfiadas e seja contra o interesse nacional. Tal oferta poderia ser visto como um suborno, tencionado a influenciar a direção do país. Resistam!

  15. Ralph

    20 de Agosto de 2015 as 22:37

    É bom receber ajuda financeira que facilita a completação de obras boas, mas é importante também lembrar que ninguém dá algo por nada. As sauditas apenas estão a dar esta assistência na expectativa de receber algo em volta, nomeadamente a capcidade de aumentar o alcance global da religião islâmica. Tem-se de pensar no que isso poderá significar pela vossa comunidade, particularmente no meio global atual. Têm cuidado!

  16. Santola

    22 de Agosto de 2015 as 1:58

    A sério isso já não se reconhece o povo santomense muita mistura igual o Brasil.

  17. Furtado

    24 de Agosto de 2015 as 8:11

    Hoje já temos ajuda dos islamistas.
    Já temos um Primeiro Ministro muçulmano.
    Provavelmente o Diogo Baluba vai se converter ao islamismo mais os 33.
    Ah… esqueci-me do elenco governamental, já que têm que seguir o chefe, segundo a lei islâmica, Charia.
    A seguir, poderá vir o Bandeira, vendo a forma como tem bajulado o PT.
    E o papa Pinto? Cuidado.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo