Destaques

Ministro da Educação lança pedras para ampliar a rede escolar

A localidade de Madre de Deus nos arredores da capital são-tomense vai ter dentro de 10 meses a primeira escola secundária. A primeira pedra foi lançada esta semana pelo Ministro da Educação, Cultura e Ciência Olinto Daio.

O futuro estabelecimento de ensino com 10 salas de aulas, vai acolher alunos de Madre de Deus, um dos bairros mais populosos do distrito d Água Grande, e assim aliviar a pressão sobre a escola Preparatória Patrice Lumumba e o Liceu Nacional, que se debatem com a híper superlotação das salas de aulas.

Para além da escola de Madre de Deus, avaliada em 17 mil milhões de dobras (1 euro  / 24,500 dobras), o ministro Olinto Daio, já havia lançado pedras para constru8ção de uma outra escola secundária na localidade de São Marcos, também no distrito de Água Grande. «Esta escola e também a de São Marcos, estão dentro de uma estratégia para que possamos resolver a questão do excesso de alunos sobretudo na escola Patrice Lumumba e com incidência no Liceu Nacional», assegurou o ministro da educação, cultura e ciência.

A estratégia de ampliação da rede escolar, chegou também a Vila da Madalena no distrito de Mé-Zochi, onde está a ser aumentado o número de salas de aulas na escola local.

Para além da extensão da rede escolar o Ministério da Educação, diz que aposta na implementação de um novo modelo de gestão escolar, que segundo Olinto Daio, visa dar nova dinâmica as escolas.

Uma política que pretende melhorar a a qualidade da educação em São Tomé e Príncipe

Abel Veiga

    11 comentários

11 comentários

  1. Puita Atlántico

    19 de Agosto de 2015 as 15:04

    Senhor Ministro. Faz falta uma escola secundária na zona de pantufo, pema-pema e praia melão onde funcione também o curso nocturno.Os residentes de praia melão são obrigados a ir até bom bom muitas vezes de corta-mato correndo vários riscos riscos.

  2. Quilixe Furtado

    19 de Agosto de 2015 as 15:41

    Que pouca vergonha senhor Ministro.
    Esta obra já foi inaugurada pelo Ministro Jorge Lopes Bom Jesus, no ano passado. Aonde estamos?

    • Lucas Tomé

      20 de Agosto de 2015 as 14:32

      Olinto Daio busca protagonismo politico.
      Jorge Bom Jesus, antigo Ministro da Educação já havia Lançado 1ª pedra desta obra ano passado. Ver arquivo da TVS e RNSDP.
      Pela 1º vez na nossa história, um ministro da educação lança 2ª pedra para obra de construção. Nunca visto em mais nenhum país do mundo. Muita palhaçada.

  3. Manuel Pinto Correia de Jesus Afonso

    20 de Agosto de 2015 as 15:29

    Qualquer dia este governo vai lançar pedra para construção do cemitério de S. João da Vargem. Este governo só sabe é enganar este povo. Lança pedras para obras já inauguradas, inauguram obras já inauguradas. Ouvi dizer que vão inaugurar brevemente a mortuária do hospital Ayres de Menezes. Bonito serviço. É para saber.

  4. Só Mesmo em STP

    20 de Agosto de 2015 as 16:59

    Que vergonha
    O então Ministro Jorge Bom Jesus já fez o lançamento de pedra desta obra que já começou.
    Jorge Bom Jesus também já lançou a pedra para obra do Jardim de Infância de Bobo Forro e tudo indica que o padre ministro vai lançar pedra de novo.
    É assim que se vai construir o novo Dubai.
    Uma grande vergonha.

  5. Uma Vergonha

    20 de Agosto de 2015 as 17:11

    O Ministro da Educação, Cultura e Formação Jorge Bom Jesus, que lançou a primeira pedra para a construção do jardim-de-infância na localidade de Bobô Fôrro uma das mais povoadas do distrito de Mé-Zochi, considerou que o projecto visa preparar o futuro do país. «O maior défice está no subsistema da pré-escolar. Segundo dados estáticos, o governo tem que investir em mais jardins e creches para preparamos o futuro», sublinhou o ministro..

    O jardim-de-infância que vai acolher centenas de crianças do Bobô Fôrro, é uma obra financiada elo governo de Taiwan. «A educação é o pilar mais importante para edificar o país. Estou muito contente e sinto-me honrado por podermos colocar mais uma peça para o desenvolvimento do São Tomé e Príncipe», afirmou o embaixador de Taiwan em São Tomé e Príncipe, Jack Chen.

    Abel Veiga

  6. Titus Andronicus

    20 de Agosto de 2015 as 18:01

    É só relançar pedras, é só reinaugurar, o ex-Snécia foi reinaugurado três vezes…seria cómico se não fosse outra coisa.

  7. Alerta PT

    21 de Agosto de 2015 as 10:26

    Com o meu modesto contributo,acho que Patrice Trovoada como chefe da equipa deveria aconselhar seus pupilos a não estarem permanentemente a enfiar os pés pelas mãos. Temos estrangeiros e cooperantes, chefes de missões a residirem no pais e a acompanhar as coisas do pais pelo que não fica nada bonito uma obra ja inaugurada por outro governo vem o governo seguinte a inaugurar a mesma obra. Isto significa que nao teem o que fazer ou então nado sabem o que fazer. Estão todos descontrolados e descomandados que nem formigas das tamarineiras. Senhor Patrice, cuidado porque assim aos poucos a sua governação vai caindo no descrédito.
    Apenas um alerta PT como minha contribuição para a causa nacional.

  8. Cacharamba de Folha Fede

    21 de Agosto de 2015 as 18:01

    Este senhor só é ministro de educação cá em S.T.P. Ele não percebe nada de educação para além de ser um malcriado.

  9. Furtado

    24 de Agosto de 2015 as 7:50

    Este País não pode continuar a conviver com estas barbaridades políticas.
    Deveria ser imediatamente qualquer governante que tenha essas atitudes.
    Mas isto agora virou terra de Ponce Pilatos. Ninguém chama a razão este Governo: nem o PR, nem os Tribunais, nem o Parlamento pintado de ADI, nem os mídeas.
    Só com Cristo!

  10. marlene

    26 de Agosto de 2015 as 9:02

    ministro da deseducação………..

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo