Destaques

Futuro do cirurgião Pascoal d´Apresentação decidido esta semana

O encontro da última sexta – feira entre o Sindicato dos Médicos e a Ministra da Saúde Maria de Jesus Trovoada(na foto), produziu diálogo conciliador entre as duas partes, garantiu para o Téla Nón Benvinda Vera Cruz, líder do sindicato dos médicos.

Os aspectos ilegais que enfermam o processo que conduziu a suspensão do cirurgião nacional, foram comprovados e dissecados na reunião.

No entanto, ficou marcado para esta semana, mais uma ronda negocial, desta vez entre o Sindicado dos Médicos, a recém-criada Ordem dos Médicos e o Ministério da Saúde.

A reunião tripartida, que deverá ser convocada pela Ministra da Saúde, será decisiva na resolução do litígio entre o cirurgião nacional que conta com a solidariedade do sindicado dos médicos, e a Ministra da Saúde responsável pela ordem de suspensão de Pascoal d´Apresentação de todas as actividades médicas.

Segundo Benvinda Vera Cruz, só na reunião tripartida será decidido o futuro do cirurgião. A manutenção da suspensão em curso, ou a retoma imediata das actividades médicas.

A líder sindical fez questão de dizer ao Téla Nón que na última reunião de sexta – feira com a Ministra da Saúde, em nenhum momento se decidiu que o cirurgião Pascoal d´Apresentação deveria retomar as suas actividades no sistema nacional de saúde.

Abel Veiga

    12 comentários

12 comentários

  1. Alerta PT

    22 de Setembro de 2015 as 8:20

    A que ponto chegamos!
    essa senhora que se diz ser ministra da saude ate pode ter alguma ou muitas formações na area da saude, mas ela nao tem nem perfil nem caracter para ser ministra. Alias o verdadeiro ministro da saude e o homem dela um tal indivíduo que só Deus sabe porque que ele pode mexer com as coisas de um Estado credível. Um tal de Mario Bandeira que de tino nao tem nada, mas que fazer né?
    Outrossim, convém dizer que nao me parece ser justo uma decisão administrativa suspender um medico das suas funções. A Ordem dos médicos sim, pode fazer isso. A decisão politica p[ode suspender as pessoas nas funções de chefe disto, chefe daquilo, director disto, diretor daquilo etec etec etec… Mas o mais grave ainda e que depois da decisão da ministra nada-sabe, nem sequer falar sabe, é que aumentou o numero de casos na lista do hospital central para ser atendido pelo único cirurgião nacional. Isto so pode ser mesmo um pais das bananas, um pais de sei la o que? Se houve negligencia do tal medico e alguem chegou a falecer, a negligencia da dita ministra em suspendeu o medico já deve ter provocado mais de uma dezena de mortes. Pergunta-se agora quem estará a complicar mais a vida da população?

  2. SABE-TUDO, SOBE BUCHA -ADI

    22 de Setembro de 2015 as 8:47

    É isso, ADI está rodeado de incompetentes agentes administrativos!Anda escoraçar tudo e todos que não fazem parte da sua clao, agor toma o que é bom para tosse! Pelo nepotismo paga-se caro! Quem mandou afastar o cirurgião por ter desvendado os segredos da autópsia do jovem morto por causa de areia pelo governo da ADI, quando o hospital se enferma de todo o mal, sem medicamentos para atendimento basiso! Basta ter o mínimo problema pra estar condenado a morte, como aconteceu com Aly e DRA. IDALINA!

  3. Nefertitis

    22 de Setembro de 2015 as 9:48

    A minha opinião, nunca mais o Dr. Pascual devera exercer como medico e muito menos como cirurgião, sou santomense e já vi muita coisa errada liderada pelo Dr. Pascual, vivi isso em carne propiá com um parente cercano, quando morreu, as palavras dele foram…morreuuu…Bom, as vezes o tratamento da certo outras vezes da errado…e o pior é que todos os médicos sabiam que o tratamento estava errado e ninguém era capaz de falar nada, na altura os médicos cubanos tentaram entrar no assunto e até certo ponto fazer o que era certo para conseguir uma evacuação para Portugal, o Dr. Pascual com a atitude soberba e ate certo ponto eu diria estupidez que o caracteriza, chegou de ameaçar com acabar a missão deles em São Tomé…Na altura senti muito odio pelo Dr. Pascual só Deus sabe quanto…mas decidi rezar, e pedir a Deus com todas as minhas forças que um dia ele seja justiçado, não pela justiça divina porque acredito que aqui se faz e aqui se paga nesta terra. Dr. Pascual, nos santomenses não somos cobaias para seus experimentos de aprendizagem de medicina, muita coisa já deu errada e em um pais onde se respeita o sistema de saúde a muito tempo o Sr., estaria na cadeia, vamos a tomar consciência que o Dr. Pascual não deveria exercer como medico e muito menos como cirurgião, pode ser na função de aceitar juntas medicas e coisas assim, mas tendo em conta a sua atitude frente a todos e sua pouca humildade tao depreciável, o titulo de medico nunca deveria acompanhar o seu nome. Continuo a rezar pela justiça humana e divina, também peço a Deus por todos aqueles que fomos vítimas do….. Dr. Pascual…

  4. saltos altos

    22 de Setembro de 2015 as 10:17

    Toma senhora ministra com cara de bruxa Malévola, é pah sabê. Ditadura já não cola em São Tomé e Príncipe.

  5. temteo aurora

    22 de Setembro de 2015 as 11:09

    Quanto a suspensão, acredito que a decisão tomada pela Ministra de Saúda foi caso tardio demas, muitas pessoas por nigligencia dste, medico inclusive minha mãe, já faleida há dês anos foi operada por este senhor mesmo sabendo que a mesma tinha glocemia alta, mas como realmente. Como disse e bem Esse País como sempre foi País que ninguém tomaedidas correntes quem toma e visto. Como sei la. Não me identificou com esse partido l está no puder mas aalguém tem que acabar com coisas que só beneficiam quem pode enviar Zeus filmiliares pra exterior fãzer tratamentotos e nada sab ou não lhes interesse saber do que se passa nesse Pais. Seja Ordem dps médicos ou não quem pode suspender o fã cto que tem-se que apurar é simplesmente nigligencias e não tentar in ubrir alguém pelo facto de ser a Ministra a tomar decisão. Vamos pelos factos

  6. Inquieto

    22 de Setembro de 2015 as 11:34

    Infelizmente, a minha maior preocupação com relação ao PODER ABSOLUTO, é os que rodeiam o PT, são na sua maioria gananciosos e carregados de incompetência. Homem manda com tempo, porém Deus manda para sempe!

  7. Adido Imprensa Ministério

    22 de Setembro de 2015 as 16:21

    O Adido da Imprensa do Ministério da Saúde informa:
    1. As declarações prestadas a RFI e a Téla nón de uma possível suspensão da decisão da Ministra da Saúde é para além de falsa, também tendenciosa. 2. O processo referente ao médico em causa é motivo de um processo disciplinar em curso e encontra – se também no Ministério Publico para os devidos efeitos.

  8. justiça

    23 de Setembro de 2015 as 15:32

    Este senhor não é medido mas sim um psicopata, penso eu que ele já deveria ser expulso a muito tempo de hospital porque ele pode ser qualquer outra coisa mas médico não é de certeza se a ministra de saúde voltar a trá scom a decisão que tomou e colocar esse senhor como médico e dar lhe todo esse poder que ele tinha no hospital aí sim estaria a mostrar falta de competência.

  9. palacio do povo

    24 de Setembro de 2015 as 11:10

    meu caro amigo Inquieto, não sei se resides em STP ou se ja ouviste as reclamções dos santomenses em relação a este medico. este senhor ja matou muitos doentes, ja abandonou muitos doentes no hospital, enfim. isto não é uma questão que tem haver com militantes de cada partido, mas sim com a dignidade dos santomense, dos santomenses doentes

  10. cala boca e olhe respeito

    24 de Setembro de 2015 as 13:39

    olha pessoal Dr. Pascoal ainda vai vos matar no hospital…assim que retomar as actividades nome dele é salve quem poder….como disia os mdicos cubano (operi morri não opera morri).país de ignorante oque reina é ignorância

  11. Nomiami

    29 de Setembro de 2015 as 16:55

    As decisões não podem ser tomada de forma precipitada. Quem somos nós para apontar dedo ao outro? Será que só existe no nosso país um e único médico cirurgião? O país não pode parar por causa de um homem. O mais importante agora, é arranjar um substituto o mais rápido possível para atender casos de urgência e não só, até a tomada de decisão final. Nós, os nossos parentes, batemos as portas do hospital todos os dias. Há pessoas a morrerem por causa desse clima tenso que o País vive neste momento. É verdade que muitas das vezes as coisas para melhorarem tem que estragar mas, apelo que haja uma interversão rápido do Governo neste sentido. Com a saúde não se brinca.

  12. Darlington

    14 de Outubro de 2015 as 5:55

    Teatro de Rua de Pernambuco este1 de parabe9ns por ter conseguido rzailear o I FESTIVAL DE TEATRO DE RUA DE CARUARU, acreditamos que seja de suma importe2ncia para provocar discussf5es sobre poledticas publicas para o TEATRO DE RUA, O TEATRO na CIDADE DE CARUARU, je1 que a aquela cidade e9 conhecida mundialmente como a CAPITAL DO FORRd3.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo