CST patrocina a primeira incubadora de empresas de STP

Realizou-se na passada sexta-feira, dia 13 de Novembro, no anfiteatro da USTP, a cerimónia de lançamento da primeira Incubadora de Empresas de São Tomé e Príncipe.

cst geralA incubadora tem como objetivo promover o empreendedorismo nacional e apoiar os empreendedores, na fase inicial dos projetos e na sua implementação, com serviços de apoio em diversas áreas, tais como, elaboração de planos de negócio, planos de marketing, apoio na obtenção de micro-crédito entre outros.

As inscrições tiveram início no dia 14 de Novembro e têm data limite prevista para o próximo dia 4 de Dezembro. Além dos apoios acima referidos, os selecionados terão à sua disposição um espaço de trabalho com acesso à internet que permita o desenvolvimento dos projetos.

A CST, que tem ajudado a desenvolver vários projetos na área do empreendedorismo, como foi o caso recente do ‘CST Empreendedorismo’, aliou-se ao lançamento desta incubadora por acreditar no valor que esta demonstrará no desenvolvimento da economia local e no florescimento dos novos negócios.

Site para inscrição: www.startupsaotome.st

Notícias relacionadas

  1. img
    Carô Soares Responder

    A primeira INCUBADORA já existe, criada pelos jovens Quadros de STP, composto por 10 Sócios.Este é mas um fiasco que os portugueses querem implementar em STP igual a escola mais.

    Devemos estar atentos a este tipo de comportamento.
    É normal que o Pais é livre a cada um faz o que quer mas nem todos devem ser aceite.

  2. img
    Consciência Jovem Responder

    Tens razão Soares, o que acontece na nossa sociedade é que não dão valor aquilo que é nosso, como a primeira INCUBADORA foi criada por jovens santomense não está tendo a boa visibilidade como merece,mas quando vem os estrangeiros aí sim eles levantam e batem palmas isso me deixa muito irritado.
    Como é que essa gente tem coragem de dizer que são a primeira incubadora em STP.

    Pedem tanto dos jovens santomenses,mas quando eles se esforçam para se empreenderem são vistos como ameaça ou não levados a pensar negativamente porque só vê obstáculos em vês de receberem devido apoio.

    • img
      MIGBAI Responder

      Meus caros “Carô Soares e Consciência Jovem”.
      Eu compreendo a vossa situação, até sou levado a pensar que o “CARÔ SOARES” faz parte dessa primeira incubadora que ele fala.
      Mas por favor, o empreendorismo dos nossos jovens é de tão pouca dura, que após criarem a estrutura, que não passa do papel, começam a desleixar e deixam cair os seus sonhos.
      Assim, não é de estranhar que aqui em STP, ninguém tenha ouvido falar de vocês, pois nem se dignaram a ir a um órgão de comunicação social e apresentarem-se para o publico.
      Agora não me venham com a conversa de enraivecidos, falar mal de quem surge com ideias, e as apresenta nos órgãos de comunicação social, para o publico os conhecer e utilizarem os seus serviços.
      Assim meus caros fiquem sabendo que quem está mal na fotografia, não são estes agora, mas sim os do passado.
      Que os jovens criem organismos e empresas, que as implementem na realidade e que façam os mesmos chegar ao conhecimento do público, para ser do conhecimento geral e não somente de quem os cria.
      Assim meus caros, o simples facto de existirem empresas criadas pelos nossos jovens, não implica que as mesmas sejam do conhecimento das populações a que se destinam, pelo que uma boa dose de marketing impõe-se ser realizada.
      Estamos entendidos?
      Um grande abraço.

      • img
        Santola Responder

        Concordo contigo MIGBAI.

      • img
        "beleza africana" Responder

        uhmuhmuhmuh,xêxêXê!!! Português metido numa coisa para ajudar os jovens são-tomense, assim só e de graça ?????dá que pensar!!!!principalmente quando se ouve pela radio nacional que CHINA TAIWAN esta envolvido.É melhor ficar de olhos muito aberto. Já dizia a minha bisavó, onde há fumaça existe fogo, o branco nunca dá ponto sem nó.

  3. img
    Fabio Responder

    Boa tarde,

    Tenham muito cuidado com o micro crédito e outros…. Por vezes em vez de ajudar só prejudica a economia local.
    Há um ditado em Madeirense “Ilha da Madeira” que diz ” só por ser estrangeiro, é melhor que os regionais”, isto existe por todo o mundo, não só em São Tomé.

  4. img
    Santomenses Responder

    Meu amigo tens razão. Santomenses não sabem valorizar o que vem de santomense. Um aventureiro foi corrido do HBD do principe e criou associação dos empresários,ele é que alguns estão a valorizar porque o que branco faz é que está bem. Mas não sabem que o aventureiro está a procura de um espaço no País para se afirmar e depois que se lixe os outros. Este comportamento incomoda-me. Dei todo apoio aos jovens para criar a encubados e hoje ninguém dá apoio. Nem o governo.

  5. img
    ANCA Responder

    Muito Bem

    Esta é uma boa iniciativa, CST São Tomé e Principe

    Lançamento da Incubadora de Empresas de São Tomé e Príncipe, por parte da CST- São Tomé e Príncipe, que deve ser extensível, à nível Local, Distrital, Regional.

    Devemos alargar horizonte e jamais fechar sobre nós mesmos, de forma a alargar horizontes, melhorara-mos a informação que possuímos, partilhar conhecimento/experiências.

    Quanto mais empresas organismos, empresas, instituições especializadas nacionais, estrangeiras, tiver-mos a apoiar-nos no objectivo de criar empresas nacionais de sucesso, com jovens, empresários empreendedores, com formação apoio social, cultural, ambiental, energético, jurídico, económico e financeiro, através de parcerias estratégicas, melhor é, jamais devemos isolar-nos, como território/população, já basta a dupla insularidade natural, geográfica da nossa localização, que deve ser aproveitada de modo a tirarmos proveito dela, para fazermos ligação aos outros povos, outros mundos, jamais com medo, aproveite-mos para apreender e partilhar saber e saber fazer, conhecimento, tecnologias informação rumo a modernização.

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tomé e Príncipe

  6. img
    Hernane Prazeres Responder

    Jovem MIGBAI, não fala o que não sabe, ou si sabe, é um lambe bota, preto de pele,mas branco de alma,e pessoas como vocês são mais perigosas. De coração, eu não quero com isso, ser preceituoso, ou mesmo cria-lo, olha fica a alerta que esta foi a 1ª incubadora criada em STP, e a mesma foi criado por jovens São Tomenses, teve sim divulgação, o problema é que nós os São Tomenses não acreditamos na nossa gente , nos nossos jovens, acreditamos sim , em gentes com tom de pele branca que vem ai a dizer eu que vou la ensinar a estes pretos, ignorantes, que nada sabem, tira-nos tudo, vivem como Reis na nossa terra, e quando vamos a deles somos apenas um escravo em tempos modernos, então o senhor me diz, eu não acompanho telejornal, ei não sabes nada, acompanha mais noticias, e deixa de assistir filmes, novelas e festas.No lançamento não vi la gente com vontade de ajudar, peixes Graúdos, de STP, e depois vêem com ironia, a dizer que nossos jovens têm que ser empreendedores, e que têm que envolver mais, quando os Acacios Bonfins, entre outros Graúdos não dão cara. Por amor de Deus não fala só mal dos teus conterrâneos yha, ou será mesmo que és uns de nós?

    • img
      MIGBAI Responder

      Jovem “Hernane Prazeres”, vejo nas suas palavras e de forma bem nítida o “nosso” eterno complexo de inferioridade em relação a outras raças.
      Mas sabe que o “nosso” eterno complexo de inferioridade, não é fruto de outras culturas a sobreporem-se á nossa, mas sim da nossa fraca cultura que origina a inexistente capacidade de adaptação á mutação constante dos valores nas sociedades.
      Tem que crescer jovem “Hernane Prazeres”, para ser útil a STP.
      Em resposta á sua pergunta “será mesmo que és uns de nós?”, deixe-me dizer-lhe jovem “Hernane Prazeres”, que cada vez me sinto mais fora deste teatro de racismo que está a invadir STP, e que o senhor aqui explanou de forma tão vulgar direi mesmo ordinária.
      Fique a saber, que cada vez tenho mais vergonha das mentes deturpadas que estão a surgir no teatro económico, social e político de STP.
      Finalmente fique a saber que não me identifico minimamente com as suas palavras desprovidas de razão e sentido, mas repletas de sentimentos racistas, direi mesmo xenófobas e idiotas.
      Assim, e em resposta final á sua pergunta, fique a saber que: não tente englobar e generalizar os seus sentimentos racistas como sendo da totalidade da população de STP ao utilizar a expressão “ou será mesmo que és uns de nós”. E por fim fique a saber que não me identifico minimamente, nem serei um do teu grupo, enquanto reinar o racismo pacóvio, que demonstrou possuir na sua mente.

    • img
      Fernando Responder

      Caro Hernane,
      Uma coisa é defendermos o que é nosso, outra muito diferente é vir com comentários racistas. Vá ler a lei de São Tomé e Príncipe e o que diz sobre isso.

    • img
      Xico Responder

      Meu Caro, vc calado deve ser um poeta, vc quer dizer que não tem por exemplo santomense com boa condições de vida em PT? Coneço eng. la a trabalhar e bem. Mané, vá mas é preparar-te para oportunidades que a vida possa te oferecer. Sai desse corpo que não te pertence.

  7. img
    kua nom Responder

    a sociedade e o governo tornaram tao materialista que até o pais ja tem um preço.brevemente vamos ser escravos dos estrangeiros.vamos volta a pre historia em que os brancos em geral(libaneses,nigerianos,portugueses,indianos,angolanos etc…)vao governar outra ves

Deixe um comentario

*