Destaques

Bandidos ameaçam população de São Gabriel

Populares do bairro de São Gabriel nos arredores da capital São Tomé, manifestaram na quarta – feira, desapontados com o funcionamento da justiça são-tomense. Tudo porque são perseguidos diariamente por assaltantes muitas vezes armados.

O mais grave é que após a captura de alguns dos bandidos pelos populares e em colaboração com a Polícia de Investigação Criminal, os mesmos são imediatamente colocados em liberdade pelos Tribunais. Nesta semana alguns bandidos capturados em São Gabriel, e que foram postos em liberdade pelos Tribunais, ameaçaram de morte duas senhoras, que foram constituídas como testemunhas do crime.

Alguns moradores concentraram numa das vias de acesso ao bairro, para protestar.  «Não pode ser», diziam alguns populares.

Não pode ser, porque a população vive uma afronta, e considera injusta que após a captura dos bandidos, os mesmos continuam em liberdade e a prometer morte a gente honesta, que os denuncia. «Estamos a sofrer uma perseguição dos assaltantes e delinquentes. Dois em dois dias temos uma casa assaltada, dois em dois dias temos alguém a ser assaltado na via pública. Agora então eles assaltam a mão armada», afirmou um dos moradores de São Gabriel.

O habitante do bairro, sente que coisa pior poderá acontecer nos próximos tempos, caso a justiça continue a libertar bandidos, que depois vêm ameaçar a população. «Entregamos-lhes as autoridades. A PIC  fez um bom trabalho, mas dois dias depois estão na rua. Não estamos a entender o que se passa. Se a justiça não tomar medidas, isso vai acabar mal. Vai correr sangue nesta história porque não podemos estar a trabalhar para depois perder os bens», assegurou o popular de São Gabriel.

Orlando Costa é outro popular de São Gabriel que interveio para provar que o bairro está a ser tomado pelos bandidos. «A minha residência já foi assaltada 4 vezes. A PIC tem feito bom trabalho, pelo menos em dois assaltos as pessoas foram capturadas. No entanto um deles foi ameaçar-me com um punhal na praça pública. Graças a população que interveio. Consequência dessa ameaça pública, a pessoa foi julgada mas o juiz pôs o mesmo em liberdade», relatou.

Um cenário perigoso, marcado pelo aumento da criminalidade e pela alegada impunidade, que pode abrir caminho para o aprofundamento da Justiça Privada em São Tomé e Príncipe.

Abel Veiga

.

    18 comentários

18 comentários

  1. Lurdes

    13 de Janeiro de 2016 as 22:17

    Cá estou eu,e a minha velhinha questão!
    Isto é declaradamente BRINCAR com o trabalho dos Agentes da PIC,que põem a sua vida em risco ( e também a das suas famílias )para apanhar este jovens e depois de tanto esforço vem os a passear na praça?Existe aqui alguma coisa que está a funcionar muito mal.E que não está a colaborar com a PIC.Sera que é tão difícil prender estes jovens?Nao vamos começar com a conversa que existe falta de provas,ou que o que falam não é suposto ter credibilidade!!!!

  2. Admirado

    13 de Janeiro de 2016 as 22:24

    A minha pergunta ,e:
    O senhor presidente da republica esta a espera deque?
    Sera que o senhor n pode intervir nisso, custa dinheiro?
    Meu deus do ceu, estara isso a acontecer de verdade?
    Os juizes que nos temos formaram se que?
    Agora nem bandos prendem mais?
    Os senhos da pic ja fazem magia em achar esse gatunos, sem meios, apenas pelo trabalho arduo, e os senhores juizes mandam soltar?
    Povo vamos protestar, vamos todos sair a rua e pedir demicao desses juizes.
    Se o senhor presidente n fizer nd, n conte com o meu voto!

    • HC

      14 de Janeiro de 2016 as 15:16

      <então a culpa é do PR? Ganhe mazé juízo!

      • Admirado

        14 de Janeiro de 2016 as 19:12

        N, vc n me entendeu bem!
        Eu peco que o PR intervenha, antes que seje tarde de mais!
        De facto o PR nd tem a ver com isso, mas contudo ele e o chefe maximo de Stp, e pode intervir!
        Algem precisa por ordem nisso!
        Esse pais ja foi um dia espetacular, e n gostaria de o ver desse geito.

  3. Bem de S.Tomé e Príncipe

    13 de Janeiro de 2016 as 22:45

    Quando o Brigadeiro castigava o ladrão criminoso, atravès dum video previamente preparado. o ex- brigadeiro foi demitido das suas funçoes e o criminoso promovido.Isto motivou a onda de roubo e criminalidade no país.

    • Chamana

      14 de Janeiro de 2016 as 8:53

      Proprio o criminoso veio a imprensa pedir justiça, francamente, que país estamos? E hoje a criminalidade tende-se a aumentar consideravelmente, isto sim deveria ser discutido na assembleia e não o aumento da Taxa de natalidade que tende a aumentar; Temos algo urgente pra resolver POVO, a CRIMINALIDADE, acabar com esses ditos “meninos, senhores” a venderem cuecas, panelas… na praça, pk amanha quando negocio não de certo, ai teremos cerca de 500 criminosos, delinquentes…

  4. Stp+

    14 de Janeiro de 2016 as 8:52

    Um jornal como telanon que é divulgado na internet e lido por centenas de saotomenses no interior e exterior do pais tem um poder extraordinário na mudança do comportamento e atitudes. E todas as nossa opiniões devem de uma forma pedagógica elevar o nível de mentalidade do homem saotomense para que o mesmo atinja os padrões e valores de como se deve viver numa democracia. É evidente que os juízes e os tribunais deste país não estão a desempenhar o seu papel isso me revolta como saotomense mas isso não significa que um brigadeiro seja ele qual ou quem for deva substituir os tribunais. Deixo aqui uma pergunta que me inquieta como cidadão e que não é juirista. Existe a lei e não esta a ser aplicada pelos juízes? O juízes não tem suporte de lei para poder condenar? E se a lei existe e não esta a ser aplicada pelos senhores juízes não estarão eles a violar a lei. E quando um juiz viola a lei o que lhe aocontece? Agradeço a quem poder me esclarecer por através deste forum

  5. Diaspora Revoltado

    14 de Janeiro de 2016 as 10:15

    Sinceramente, coisas inacreditaveis… Os bandidos sao filhos de pais que teem meios financeiros e foram postos a liberdade, ok! Os filhos que nao teem pais ricos sao submetidos a massacre, encarcerramento até mesmo, mortos! Eu pergunto: Mesmo filhos de ricos cometidos infracçoes deste genero nao podem ser julgados como seus pais? Digo isso porque os ricos de S.Tomé por mais crime que eles cometem nao ha justiça pra eles,ao meu ver acho que em S.Tomé , os tribunais so funcionam para os pobres! E se fosse um pobre que agridiu o cambista em guestao, ele ja estaria bem pancadado e encalcerrado e que ninguem mais falava nele. Portanto senhores dirigentes e juizes deste pais deixam de divisionismo social e agem conforme a lei e perante o livro de honra que juraram quando tomaram posse nas vossas diferentes funçoes, caso nao, muita revolta! Fiquem sabendo que nao sao so filhos de ricos que sao chamados no momento das eleiçoes! Neste momento os bandidos estao na liberdade, amanha vao cometer mais crimes e serao postos mais libertados! Se a pessoa que for assaltado por um deste bandindo agir em conformidade ou entao, fazer justiça com as suas proprias maos, é ele que sera sancionado. Meus senhores por favor se existe uma lei na constituiçao que os filhos de pais com meios financeiros sao impunos, peço-vos para rever esta lei se nao estamos ca para ver…….

  6. Descamisado

    14 de Janeiro de 2016 as 10:36

    Senhor Admirado

    O Governo é que executa e não o Senhor Presidente da República
    A nossa Constituição tirou os poderes ao Presidente da República. Quem manda neste País é o Governo liderado pelo Senhor Primeiro Ministro Patrice Trovoada. O Presidente da República, conforme está a Constituição é para dar conselho. Se o País tiver um governo que não quer seguir o Concelho dado pelo mais valho, que culpa tem o Presidente da República? Se o Presidente de acordo com a constituição que lhe dá algum poder quando não existe um bom relacionamento entre ele e o primeiro Ministro que não o respeito, demitir este Primeiro Ministro, o que é que o povo vem dizer. O presidente da República pode demitir um Primeiro Ministro arrogante e convocar o mesmo partido que ganhou as eleições apresentar uma outra figura para ocupar a cadeira em substituição do outro. O que é que o povo vai dizer. O Presidente da República é a força do bloqueio porque não está a deixar o governo trabalhar. É isso que o senhor Admirado quer?

  7. almeida

    14 de Janeiro de 2016 as 10:51

    É o estado em q as coisas chegaram em sao tomé.
    os juizes pactuam com os bandidos. se o q leio é verdade entao isso vai de mal a pior. Apartir do momento em q temos um cambista as portas da morte,e o juiz mandou libertar os bandidos, entao ta td dito. O governo nao faz nada e os bandidos fazem o q querem. Se ja assaltam os turistas, podem crer q aquele turista assaltado e os seus familiares e amigos nunca mais pisam sao tomé. O governo nao ve q isso vai ser muito prejudicial a economia q por se so ja é debil?
    Tenhem q se comçar a punir severamente os bandidos. caso contrario tem q ser a populaçao a mata-los.

  8. Turista

    14 de Janeiro de 2016 as 14:54

    Sou estrangeiro de passagem por São Tomé. Se esta é a imagem de país seguro que nos vendem para virmos visitar estas ilhas, da minha parte garanto que enquanto isto estiver assim, a toda a gente que conheço irei desaconselhar visitar este país. Não há respeito pela vida.
    Vi na televisão local um senhor em estado de coma por ter sido agredido à pedrada para o roubarem. Um crime planeado por vários dias e os agressores são postos em liberdade? Não se entende!

  9. folha seca

    14 de Janeiro de 2016 as 16:43

    Só há uma saída. Aplicar reforma compulsiva a todos esses magistrados. Não é admissível o povo estar a passar por tudo isso. Se é da lei então essa lei tem que ser revogada o mais urgente. O estado tem que acabar com essa historia de caução ou fiança que os arguidos pela pratica de assaltos e assassinatos têm que pagar para estarem em liberdade até julgamento. È mau e vergonhoso e triste um criminoso ou assaltante apanhado a cometer certos crimes e o juiz exigir pagamento de fianças para o criminoso estar em liberdade.

  10. jorge de jesus

    14 de Janeiro de 2016 as 20:24

    Porquê não referendar a possibilidade de acabar com os tribunais e ministério publico durante pelo menos 5 anos, para que os tais juízes ganhem juízo.
    Passariamos toda a questão da justiça para PIC e Policia, e os bandidos de juízes iriam a Praia tomar banho o iriam treinar os seus protegidos delinquentes.
    Canbarda de juízes
    Estou de acordo com a opinião do povo fazer a sua justiça
    População de S.Gabriel devia reunir e ira a casa destes delinquentes e trata-lo com os meios que ele merece.
    Força população de S.Gabriel

  11. Patriota

    14 de Janeiro de 2016 as 23:49

    País de atrasado, gente que não faz porcaria nenhuma para mudar as suas vidas sempre com mesma mentalidade atrasada, o Mundo está no sec.XXI e este país nos sec.XIV. Tenho muita pena de muitas gente inocentes, mas é este lixo que nós temos. O pior de tudo é as pessoas conformarem com isso, fazerem de coitadas e pedir ajuda financeira, quando precisa de ajuda psicológica. Como é que pessoas normais deixam o seu pais cair dessa maneira, São Tomé está a se auto destruir…

  12. Ponta d'acha

    15 de Janeiro de 2016 as 8:02

    Amigos, em Brasil, os garotos matam e dizem que são menores, isto é não vão para cadeia, dizendo de outra maneira, eles têm direito a matar.
    Se o cenário não mudar vai ser o mesmo ou pior aqui na terra que dizem maravilhosa…
    Isso é muita democracia, “sabedoria quando ultrapassa, engana”.
    Só resta povo fazer justiça com suas próprias mãos.

  13. precisamos de pessoas serias

    15 de Janeiro de 2016 as 15:18

    Quando os bandidos consciencializar e atacar os ditos senhores da plenária o senário será outro podes cré. Eu não acredito que ta longe de acontecer.

  14. Assis Mata

    16 de Janeiro de 2016 as 5:06

    Espero sincerente,q o governo tome medida acerca do q esta a passar no pais e um abraço a todos santomenses.

  15. Salamon Tomé

    18 de Janeiro de 2016 as 11:54

    Ora Vejamos minha Gente:

    Existem alguns Juízes que ja deveriam ter sido posto fora do Tribunal e não ter Direito a Julgar casos nenhuns pois são colaboradores dos Roubos e Assaltos. Pois na nos últimos dias foram Aprendidos 3 Indivíduos que assaltaram um Empresário levando somas Avultadas em dinheiro, mas no entanto, ficaram depois do Julgamento, em LIBERDADE… Inaceitável esta decisão… fico por ai, Pundá fálá ceto êlê só ku tê Numigo êêê

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo