Destaques

Criminalidade: Os 6 rapazes do Liceu foram postos em liberdade

Afinal os 6 adolescentes que a Polícia de Investigação Criminal, apresentou a imprensa no início desta semana, como sendo assaltantes, e que na última das suas acções  agrediram uma das suas vítimas com uma pedra na cabeça, são todos estudantes do Liceu Nacional.

O Téla Nón apurou que um deles frequenta o décimo segundo ano liceal, e são filhos de famílias consideradas da classe média são-tomense.

Após a detenção e apuramento das provas materiais do ataque a pedrada contra um cidadão na estrada da Madre de Deus, os 6 rapazes foram na terça -feira entregues ao Ministério Público.

Na quarta – feira, o Téla Nón apurou que a justiça colocou-os em liberdade a troco do pagamento de uma caução de 3 milhões de dobras, cerca de 122 euros.

Enquanto isso o cidadão que o grupo atacou, continua em coma profundo no hospital Ayres de Menezes, com prognóstico muito reservado, soube o Téla Nón.

O grupo de adolescentes implicados na onda da “bandidagem” que assola o país, seguia, minuciosamente os passos do cidadão, que é cambista de moedas.

Segundo a polícia, depois do devido acompanhamento e reconhecimento do terreno e da rotina da vítima, por três vezes consecutivas é que o grupo agiu. Foi atirada uma pedrada que acertou na cabeça do cidadão, que desde o ataque do grupo alegadamente delinquente, continua inanimado no hospital Ayres de Menezes.

A polícia recolheu vários objectos resultantes de outras acções de furto perpetradas pelo grupo de menores que estudam no Liceu Nacional.

Abel Veiga

    33 comentários

33 comentários

  1. Lurdes

    13 de Janeiro de 2016 as 22:21

    Verdadeira Vergonha perante o esforço da PIC,e de um ser Humano que está em coma e estava apenas a fazer o seu trabalho.
    Como o Ministério Público pode agir assim…Onde estes jovens têm dinheiro para pagar para sair?
    Muito papel vai haver para escrever mais e mais

    • Governo e Ministro da Injustiça mentiroso

      14 de Janeiro de 2016 as 8:26

      Afinal este Governo é mentiroso.
      Disse senhor Ministro da Injustiça publicamente de que a justiça melhorou consideravelmente em São Tomé e Príncipe graças as condições que seu Governo colocou a disposição do sector da justiça.

      Entretanto, estamos a ver que o senhor Ministro da Injustiça mentiu categoricamente ao povo pequeno, a ponto de podermos concluir que o tal dado estatístico que ele tinha apresentado na TVS afinal de conta serem todos eles falsos.

      A nossa justiça está indo de mal a pior enquanto criminalidade vai aumentando tanto em número como também em tipicidade. Os assaltantes são presos pela polícia e PIC, mas dois dias depois, o Ministério Público coloca-os em liberdade mediamente o pagamento de uma joia, melhor assim dizer, de 3.000.000,00 Dbs, ao ponto de os mesmos ameaçarem os testemunhos.

      Muita criminalidade em São Tomé e Príncipe enquanto o governo com a sua justiça vai fazendo de conta que está tudo bem, passando com boa vida e com barriga grande, mentindo ao povo, enganando-os com populismo chavista e madurista de Venezuela, dançando chão-chão, girando nádega de cima até ao chão como se boate se estivessem.

      Governo de meia tigela, populista de chave e maduro e mentiroso

      • Falar Verdade

        14 de Janeiro de 2016 as 11:29

        Não concordo em pleno com o Sr.º Governo e Ministro da Injustiça e Mentiroso, visto que num Estado do Direito Democrático prima pelo princípio da separação de poderes.
        Assembleia legisla, o Governo executa ou administra e os Tribunais julgam.
        O Ministério Público não pertence ao poder executivo, mas sim judicial.
        Embora o Governo tenha co-responsabilidade em termos de políticas bem definidas para melhoria do funcionamento do sistema judicial.
        Cada órgão de Soberania tem que assumir a sua responsabilidade.
        Vamos elucidar a opinião pública e também vamos promover críticas construtivas, ao invés de politiquice que não nos leva a lado nenhum.

        • Mabutú

          14 de Janeiro de 2016 as 19:03

          É verdade o que disse no que toca a legitimidade de cada órgão. Entretanto, não nunca se esquecer de que cada órgão tem o dever e o direito de fiscalizar o outro justamente para impedir atrocidades como estas e, digo mais, Sabias que o Poder Executivo (Governo) tem a sua política judiciária? Tente se informar antes de meter os próprios pés pelas mãos e viver numa autêntica hipocrisia como se nada estivesse acontecendo. Se fosse um familiar do PM ou do Ministro da Injustiça, de certeza que teria “mão dura” sobre os alegados gatunos e hostis.

          • Falar Verdade

            14 de Janeiro de 2016 as 22:12

            Caro Senhor Mabutú!Com devido respeito, gostaria de dizê-lo que a minha modesta opinião não é para defender X ou Z.
            Quis elucidar de forma desapaixonada os menos esclarecido sobre a matéria de separação e interdependência entre os Órgãos de Soberania.
            É mentira quando o Senhor advogada que cada órgão de soberania fiscaliza outro.
            Como sabemos Assembleia nacional e o Presidente da República Fiscaliza o Governo, por isso, que se diz que o ´Governo é responsável perante o PR e a AN.
            Quem disse o Senhor que o Governo Fiscaliza o Tribunal? Que aberração jurídica.
            O que sei humildemente, o Ministério da justiça que representa o Governo administra apenas a carreira do funcionário e os recursos materiais e os Conselhos superiores do M.ºP.º e da Magistratura Judicial fiscaliza e administra as carreiras dos Magistrados.
            O Tribunal é um órgão independente, e está sujeito apenas à lei.
            Sendo assim, os juízes são independentes e autónomos.
            O Governo apenas poderá fazer regulamentos técnicos para

          • Falar Verdade

            15 de Janeiro de 2016 as 10:15

            Ps. O Governo apenas poderá fazer regulamentos técnicos para que as leis possam ser cumpridas.
            Fui…meu caro amigo Mabutú!

  2. Realista

    14 de Janeiro de 2016 as 1:47

    Credo justiça k este pais tem adolcente considerados filhos de classes media pagaram 3 milhoes e ja estao na liberdade PKP isto sim vai aumentar mais odio por parte de Familia do cambista eu k digo se em s.tome se a justiça continuar assim digo mesmo cada um vai fazer justiça com suas maos tem dito

  3. maria

    14 de Janeiro de 2016 as 7:48

    o crime compensa em STP

  4. Mento Muála

    14 de Janeiro de 2016 as 8:35

    Eu não sei o que o nosso governo vê nem com que olhos ele vê mas 122€ não é nada e acredito fielmente que ele não vão aprender nada com isso até porquê vão roubar para ter que pagar a dívida.
    Essa coima creio “pensando alto” ao facto dos meninos serem de boa família. Algo que até a data não entendi o que quer dizer e ninguém conseguiu explicar-me.
    Infelizmente Maria, a senhora tem razão “O crime em STP compensa”.

  5. Sol

    14 de Janeiro de 2016 as 9:20

    Verdade verdadeira. Credo País………………

  6. Descamisado

    14 de Janeiro de 2016 as 9:51

    O Governo de colarinho Branco

    Com tanta injustiça contra o povo pequeno,mesmo assim, este povo miúdo dá crédito positivo ao senhor Primeiro Ministro e o seu governo. Se estes miúdos assaltantes fossem do povo pequeno recebia grandes penadas. Coitadinho dos agentes da PIC, que esforçam para acabar ou diminuír os bandos de criminosos sacrificando a sua própria vida para deter os criminosos, o Ministério Público liberta os assaltantes por serem filhos de gente Grande a troco de 3.000.000,00 (Três milhões de dobras).
    Quem não conhece sobretudo o actual ministro da justiça que sempre tem o mesmo discurso.. Estamos no País de direito democrático onde a justiça tem que funcionar independentemente de quem a pratica. Flá só….
    Por isso logo que terminou a sessão no Parlamento, todo o elenco governamental encabeçado pelo Senhor Primeiro Ministro fizeram uma passeata à Ribeira Afonso para inauguração do Mercado. É gozar com o povo pequeno.

  7. explicar sem complicar

    14 de Janeiro de 2016 as 10:29

    Problema é que são jovens wue trabalharam na campanha de ADI na zona se s.gabriel e s.marçal com Liodiro e Aderito secretario distrital de ADI para agua grande. Sao pequenas compensasões para alguns jovens q trabalharam na campanha e nao conseguiram emprego.

  8. Miki

    14 de Janeiro de 2016 as 11:24

    Os jovens hoje vêm muito internet. Muitos filmes com violência. E depois copiam.

  9. Marta

    14 de Janeiro de 2016 as 11:44

    Para vos actualizar não se paga caução no Ministério Público..Só o Tribunal tem essa exclusiva competência. O Ministério Público tem feito o seu papel.

  10. ANCA

    14 de Janeiro de 2016 as 14:15

    Quando as questões de valor se resumem aos valores monetários, a ordem, o rigor, a disciplina, o valor trabalho, justiça, está invertida social, cultural, ambiental, desportiva, política, económica e financeiramente.

    Há um ditado que diz

    “A tua liberdade termina onde começa a minha.”

    O mesmo que dizer caos social, cultural

    Justiça com a própria mãos, da qual poderemos vir a questionar

    Numa População já de si Pobre, na Miséria, o pior sentimento social, cultural de fraqueza, é a falta de Justiça, sincrónica e Cronologicamente.

    Muito cuidado com estes Fenómenos, crimes assaltos, violação, violência domestica, violação infantil, venda e consumo de drogas, branqueamento de capital, corrupção,… atenção devida deve ser dada à moral a deontologia.

    Instituições Pública/Privadas, garantes do Estado, de tudo devem fazer de modo a garantir o efectivo Estado de Observâncias de Deveres Direitos Garantia, dos cidadãos, sem olhar sua condição social, cultural, politica, religiosa, económica, financeira.

    Pois todos nascem da mesma forma, questões de Justiça, Deveres, Direitos

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tomé e Príncipe

  11. Governo e Ministro da Injustiça mentiroso

    14 de Janeiro de 2016 as 14:23

    TP dubey q governo adi nao é estranho tudo pode da nunca vi esto 1º governo

  12. OBN

    14 de Janeiro de 2016 as 14:36

    122€???? Metem alguém em coma e vocês aceitam essa pouca vergonha ?! Sinceramente

  13. Lurdes

    14 de Janeiro de 2016 as 14:57

    Meninos de boa familias?Investiguem bem e pelo menos dois sao meninos que eram chamados de meninos da rua. Agora vejam…Por isso muito papel vai haver para escrever se tudo for feito com tanto esforco como o trabalho da PIC.E so seguir exemplo

  14. peter

    14 de Janeiro de 2016 as 17:23

    aqui a pouco todo vai mudar para melhor não.. Deus vai te ajuda São Tomé e Princpe

  15. precisamos de pessoas serias

    14 de Janeiro de 2016 as 17:35

    para me em primeiro lugar esse acto tirou total credebilidade a PIC, em segundo lugar e independentemente de ser estudantes, a entidade responsável deveria chamar responsábilidade aos infractores. Pronto por se s.tomé é de parabinizar. o que me preocupa ainda mais são esses que dizem ser o futuro da amanha. Jesus Cristo já veio na eleição passada, agora peço a Deus para vir nessa, caso não será o fim. obrigado meu DEus que estais de caminho. Bem aja

  16. Lurdes

    14 de Janeiro de 2016 as 18:08

    Marta o Ministerio Publico tem feito o seu papel e muito mal.Entao nem vamos buscar casos mais atraz faleremos deste.Com este caso que o cambista esta a fazer a vida dele e chegam estes bandos e o metem em coma.E preciso mais provas???A dinheiro que pague uma vida?Ou estes meninos trabalham para alguem?E essa a questao k levanto aqui.Temos que ter respeito pela Terra e por quem quer ajudar ao desenvolvimento dela e nao de quem quer viver a conta destes jovens e se esconde por detras destes.Como se diz…So com Cristo

  17. joão Manuel

    14 de Janeiro de 2016 as 20:00

    Apelo a família do lesado para fazer a justiça com as suas próprias mãos
    Estou disponível para ajudar esta família a fazer a justiça. Vamos por os seis bandidos também em estado de coma. Com cacetadas, pedras, pneus no pescoço com fogo, vamos fazer a nossa justiça.
    Povo de S.Tomé e Príncipe. Quando apanharem gatunos em flagrante, façam a justiça por favor.
    Já que a justiça que devia ser da lei está contaminada com analfabetos juízes, então faremos nós mesmos a nossa justiça.
    Contacte-me e estou totalmente disposto a participar na vingança.
    Abaixo a justiça corrupta
    Abaixo os analfabetos juízes
    Abaixo os gatunos criminosos
    Força o povo santomense

  18. Absurdo

    14 de Janeiro de 2016 as 22:12

    Nem com altos carros que governo ofereceu ao ministério público (procuradores) e tribunal (juízes ) para que eles fizessem justiça como deve ser, não está a surtir efeito? Desculpa desses procuradores e juízes p não fazerem coisa como deve ser não era falta de transporte, e agora, qual será a justificação p tal barbaridade?
    O cambista acabou por morrer, e agora, esses delinquentes assassinos vão ficar impunes? Será que a justiça terá que ser feita com as próprias mãos?

  19. leonel dias carvalho

    14 de Janeiro de 2016 as 23:10

    Não percebo os vários comentários aí expostos . Não cabe ao ministro fazer a justiça. Mas seja como for são os próprios populares a dizerem que o ministério e os ministro não existem . Ao meu ver se há um ministério da Injustiça , este não pode fazer justiça .

  20. Bem Chateado

    15 de Janeiro de 2016 as 8:22

    Com toda esta porcaria que está a acontecer no país é sinal para o povo sair a rua e começar a fazer a justiça com as suas próprias mãos.Os delinquentes já estão na rua,dentro de pouco vão cometer outros crimes,temos no liceu vários estudantes que merecem ter a paz e tranquilidade e como é possível esses delinquentes voltarem a escola e misturarem com alunos de bem? O Ministério Público e os tribunais têm feito um péssimo serviço a nação,receberam carros novos ofertados pelo Patrice Trovoada e continuam fazendo das suas,com carros para cima e para baixo sem fazer nenhum! A onde estamos? Muita brincadeira da parte do senhor procurador geral da Republica que só está em viagens e nada mais.Se houver derrame de sangue neste país,vocês serão os verdadeiros culpados e serão denunciados em um Tribunal penal internacional…

    • Bezugo

      16 de Janeiro de 2016 as 21:02

      Sr. Bem chateado

      Desculpe, mas,não estou de acordo consigo, visto que que na DEMOCRACIA, também, existe regras de conduta na sociedade, como tal, você tem que saber lutar sem transgredir a lei, caso contrário, está agir pior que a justiça santomense.

  21. Feliciano Roque

    15 de Janeiro de 2016 as 8:28

    Nunca visto.

    Tinha mesmo que ser 40 anos depois. Com estas polticas de falsidade, hipocresia e sinismo, claro que o Dubai está a vista.É este o país que nos querem oferecer.

  22. Pumbu fresquinho

    15 de Janeiro de 2016 as 14:38

    Mas ja agora digam-me, como chamar a aqueles que puseram em liberdade os criminos desta historia? Sao tambem criminosos ou nao???

  23. explicar sem complicar

    15 de Janeiro de 2016 as 17:47

    Estão a seguir pegadas de Patrice Trovoada.
    Quando chamará Patrice Trovoada para comparecer no Ministério Público, o que aconteceu?
    Por e simplesmente não compareceu e mandou os magistrados a p.p

  24. Maria Silva

    16 de Janeiro de 2016 as 0:37

    Pior que políticos , dirigentes e fazedores de LEI corruptos , é um povo ( uma nação ) desacreditada!
    Senhor ( a )explicar sem complicar, infelizmente o seu ponto de vista é uma triste realidade nossa, a justiça em stp sempre viveu em coma ( lengé-lengé ), a fim de 40 anos aparece o Patrice trovoada que arranca o OXGENIO mata e enterra efectivamente a justiça,e assim vamos nós de mal a pior !!
    Sumú ê lívlá anca n’boca di cassô ê

  25. Assis Mata

    16 de Janeiro de 2016 as 5:13

    Antigamente escola era um lugar de orgulho hoje em dia,meu liceu nacional só me das vergonha.

  26. Eu

    16 de Janeiro de 2016 as 22:57

    Como sou sempre do contra, se um dia meu joao ou minha maria fisesse uma asneira dessas, de roubar e praticamente matar alguem(porque a vitima esta em coma, esperemos que melhore) como mae, eles n seriam considerados meus filhos se nao primeiro pagassem plo mal que cometeram. Eu pedia que fossem presos. Simples, se fosse um de nos claro que exijia tbm justica. Nao fazer aos outros o que ………………o resto ja sabemos. Que pais ao estes???????

  27. Fokoto

    21 de Janeiro de 2016 as 11:41

    A justica e boa, e ma, dependendo do lado em estamos. Meus senhores. O PM nenhum tem poder judiciario. A aplicacao das leis e um papel que os tribunais. O governo quase nafa tem a ver com a justica. Espero que a vitima aranje um advogado de peso para recorrer da decisao do tribunal

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo