Escolas já recolheram mais de 2 toneladas de pilhas

No quadro da implementação do projecto TESE, financiado pela União Europeia e pela cooperação portuguesa, mais de 2 toneladas de pilhas gastas, foram recolhidas em apenas dois distritos.

Caué no sul de São Tomé, Cantagalo e Mé-Zochi no centro da ilha são os três distritos onde o projecto de valorização dos resíduos começou a ser implementado. As crianças foram eleitas como principais alvos do programa de sensibilização, do projecto que pretende melhorar a gestão dos resíduos no país.

maite geralAnualmente São Tomé e Príncipe importa 4 toneladas de pilhas. Segundo Maite Mendizabal, líder da  ONG TESE que coordena o projecto de valorização dos resíduos para criar empregos, no ano 2015 mais de metade das pilhas gastas foram recolhidas no país. Para reforçar o programa de recolha, a coordenação do projecto decidiu colocar contentores de recolha de resíduos nas instituições públicas e privadas da capital são-tomense.

Wildemarc Trovoada Técnico de Gestão de resíduos, explicou as consequências graves que as pilhas gastas podem ter na saúde. Os materiais pesados que se encontram nas pilhas diluem facilmente na água, e podem também penetrar no solo. Caso tais materiais pesados contaminem a água, o homem é alvo fácil de doenças como o cancro a infertilidade para as mulheres e a impotência sexual, para os homens.

O projecto apostou na recolha e tratamento de 5 tipos de resíduos. Para além das pilhas gastas, que são exportadas para a Europa, plásticos e latas seguem o mesmo destino.

Já o vidro está a ser recolhido e processado mesmo em São Tomé. O vidro recolhido em vários pontos da capital e do país vai ser triturado, e transformado em matéria-prima para a construção civil.

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    Cobra branca Responder

    Muito bom. Mas agora vao fazer o que com as pilhas?

  2. img
    Ralph Responder

    Parabéns. Este é um começo bom para uma resolução a um problema sério.

  3. img
    ANCA Responder

    Muito bem

    Derivado a importância capital desta iniciativa, engajamento deve haver de modo a ser extensível a outras escolas Distritos do País(Território/População de São Tomé e Príncipe), bem como as instituições públicas, privadas, empresas privadas, bem como toda a sociedade civil SãoTomense, bem como a recolha e separação de outros resíduos, por forma a valorizar a reciclagem,… papel, cartão, plástico, vidro, ferro, cobre, etc, etc,…

    Pois que tudo se APROVEITA TUDO SE TRANSFORMA, NADA SE DESPERDIÇA.

    PARA O BEM DO NOSSO AMBIENTE, TERRITÓRIO, MAR, PARA O BEM DO PLANETA AO QUAL HABITAMOS

    Se se queres ver o País o teu TERRITÓRIO a POPULAÇÃO ao qual pertences, O ESTADO, que fazes parte integrante.

    Acredita és capaz São Tomense

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tomé e Príncipe

Deixe um comentario

*