35 milhões de dólares para recuperar o sector da energia

Está em marcha um projecto para recuperação do sector de energia em São Tomé e Príncipe. Aumento da produção e distribuição de energia é o principal objectivo do projecto, que dá atenção especial as energias renováveis.

No quadro do projecto que conta com apoio de alguns doadores internacionais, foi apresentado esta quarta – feira  feira em São Tomé, o estudo de gestão ambiental e social, para reabilitação da velha Central Hidroeléctrica do Rio Contador.

A Agência Fiduciária e de Administração dos Projectos através do seu director Horácio Ramos, explicou que o estudo pretende avaliar os impactos sobre o ambiente e sobre as comunidades agrícolas que circundam o Rio Contador, localizado na região norte da ilha de São Tomé.

O estudo revela que a Central Hidroeléctrica do Contador poderá produzir entre 4 a 7 megawats de energia, «desde que se faça alguns ajustes».

 

É a única central hidroeléctrica do país, e foi construída na era colonial.

O Governo são-tomense já conseguiu arrecadar 13 milhões de dólares, disponibilizados pelo Banco Mundial para executar as obras que visam aumentar a capacidade energética da central hidroeléctrica do Contador.

 

O Projecto que pretende recuperar todo o sector energético do país, está avaliados em 35 milhões de dólares.

Vitorino Vicente

Notícias relacionadas

  1. img
    António Responder

    Espero que o(s) negociante(s) não adquira(m) geradores em 2ªmão e mandar(em) dar uma pintura para parecer novo. Já tive conhecimento desta triste realidade.
    Qual é o propósito?
    Ficar com uma parte da verba! Será?
    Fica a consideração dos leitores.

  2. img
    explicar sem complicar Responder

    Mais uns milhões de dólares para Patrice Trovoada fazer branqueamento de capital.
    Da mesma forma como fez com a venda/compra de BENFICA,VENDA DE TÍTULOS DE TESOURO.

  3. img
    António Silva Responder

    Meus caros!
    Correcção:-”..negociante(s)…” não, mas sim ..”negociador(es)…”

  4. img
    Seabra Responder

    …política populista,demagogos,incompetentes,arrogantes!
    Hoje STP é dirigido por uma máfia criminosa ADI,cujos padrinhos são :
    Afonso Varela,Patrice Trovoada e Corja…98% dos políticos são BANDIDOS e corruptos? Todos esses vagabundos pensam únicamente neles,no que podem beneficiar /tirar proveito dos cargos que ocupam. Aí vai o PT tirar outra vez lucro para o bolso dele,do próximo dito gerador da 2o mão…nenhum dirigente pensa no povo,têm o coração selvagem “venha à nós o vosso reino…NADA”.
    Como mudar essa situação?
    Durante as eleições,nó momento de VOTAR,povo.
    Está dito e todos já sabem como começar a pôr ORDEM e RESPEITO.
    Afinal quem manda nas urnas?
    É O POVO….

  5. img
    Ralph Responder

    Esta é uma boa iniciativa, mas a prioridade deve ser a promoção e o desenvolvimento de energia renovável. Como um país sub-desenvolvido, STP tem uma oportunidade valiosa para saltar da altura de fontes de energia poluentes e não renováveis, tais como os combustíveis fósseis, para se tornar um exemplo de uma nação que abraça o uso de energias renováveis. Para além de ser melhor para o meio-ambiente, é muito mais sustentável e eficaz ao longo prazo.

  6. img
    STP Real da TVS Responder

    É pela primeira vez durante 40 ANOS QUE:
    1-O povo esta vivendo assim tanta pobreza e miséria
    2-Que surge um Governo envolvido e corrupto assim até ao pesciço
    3-Que a prostituição aumentou tanto ass no país
    4-Que o consumo e negócio de drogas aumentou tanto no país
    5-Que a delinquência aumentou e alastrou pelo país
    6-Que o país e a sua população está vivendo este martírio da falta de água potavel e energia eléctrica
    7-Que gente está matando gente para sobreviver
    8-Que um 1º ministro gasta assim TANTO DINHEIRO DO ESTADO com viagens sem qualquer benefício para S.Tomé e Príncipe
    9-Que TVS e Radio Nacional tornou sede de um partudo pilitico o ADI
    10-Que aparece um 1º Ministro Patrice Trovoada tão corrupto,mentiroso, aldrabão, mafioso e com todos os tipos de vícios possíveis e imaginários.
    Em resumo:
    Tudo isto sim :

    “É pela primeira vez durante 40 anos”

  7. img
    José Frota Soares de Barros Responder

    Está iniciativa deste governo é de louvar.
    Mas não esqueçamos, que a primeira Central construída na época colonial foi a central de Guegue sobre o Rio Manuel Jorge.
    Tomará nós se todos os Governos que passaram neste país se tivessem a iniciativa de fazer as mine- barragens, talvez teríamos conseguido suavizar esta dependência de combustíveis fosseis.
    Deixa o Governo trabalhar e deixe que aqueles ditos deputados fiscalizem á acção do governo.
    Urge o aproveitamento de de energia eólica, energia solar e demais.
    Que façam um bom trabalho para o progresso de S. Tomé e Príncipe.
    Deus que proteja o Povo de S. Tomé e Príncipe.

Deixe um comentario

*