Destaques

Mulheres tomaram Chá a pensar na vida familiar e profissional

Como conciliar a  vida profissional e familiar, foi o tema que animou o Chá das Mulheres, na sexta – feira no Hotel Pestana em São Tomé.

Um chá promovido pelo Instituto Nacional para Promoção e Equidade de Género, o Fórum da Mulher Santomense e a Organizer Eventos.

Ernestina Menezes Presidente do Instituto Nacional para Promoção e Equidade de Género, destacou a integração cada vez maior das mulheres no mercado profissional. Situação que segundo ela, traz sobrecarga para as mulheres, que ao mesmo tempo são garantes da estabilidade familiar.

A conciliação entre a vida profissional e familiar, implica que as mulheres se reúnam para trocar experiências «e tentar elaborar uma estratégia para conciliar a vida profissional e familiar. Como gerir isto de forma que nenhum dos lados fique em défice», referiu, Ernestina Menezes.

Com esse objectivo em cima da mesa do Chá, as mulheres reconheceram que São Tomé e Príncipe evoluiu em termos de legislação que asseguram os seus direitos, mas prometem continuar a lutar para maior consolidação dos seus direitos e regalias. «A mulher tem que sensibilizar os maridos a comparticiparem nos trabalhos domésticos. Isto para conciliar a carreira e a família», defendeu Elsa Pinto.

Jurista de profissão, ex-ministra da justiça e procuradora geral da república, Elsa Pinto destacou a necessidade de se construir mais creches e com horários de funcionamento mais flexíveis. «A mulher tem que mudar de atitude para conciliar essas duas vertentes», reforçou Elsa Pinto.

Durante o chá que reuniu cerca de  60 mulheres dos mais diversos quadrantes da vida-socio-profissional, as mesmas falaram de suas experiências de vida e das formas como têm conciliado  a vida familiar e profissional.

Uma actividade enquadrada nas comemorações do dia 8 de Março dia Internacional da Mulher.

O tema para 2016 é “ Planeta 50-50 até 2030″. A Nações-Unidas pretendem chamar a atenção para se celebrar os actos de coragem e determinação de mulheres comuns que tem desempenhado papel extraordinário na história dos seus países e comunidades.

A ideia do tema visa acelerar a agenda 2030, e criar uma dinâmica para a implementação dos novos objectivos do desenvolvimento sustentável.

Téla Nón

    Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo