Destaques

Câmara de Leiria incentiva investimentos para STP

Em declarações durante um evento de promoção de São Tomé e Príncipe que teve lugar em Leira (5), Gonçalo Lopes, vice-presidente da autarquia de Leiria desafiou os empresários daquela região do centro de Portugal, a aumentarem as suas exportações para o arquipélago são-tomense.

Por sua vez, Amílcar Afonso, representante da embaixada das ilhas garante que vai aconselhar o governo a olhar mais para Leiria, no quadro das negociações do novo programa de cooperação entre São Tomé e Príncipe e Portugal.

O evento sob o lema “Unidos por São Tomé e Príncipe” junta na cidade de Leiria, professores e investigadores, alunos naturais de São Tomé e Príncipe residentes no centro de Portugal, executivos camarários são-tomenses com destaque para Lembá, Cantagalo e Príncipe e associações portuguesas à volta de um mesmo tema: “Que sustentabilidade para São Tomé e Príncipe”.

Um tema transversal, já que toca os vários setores de atividade do país, como a saúde, educação, turismo, ambiente e economia. No quadro deste último, Gonçalo Lopes, vice-presidente da Câmara de Leiria pede “aos empresários locais que olhem mais para as potencialidades de São Tomé e Príncipe e que aumentem a quota de exportação de Leiria para o arquipélago, que neste momento situa-se a volta dos 10%.

são lourençoEm resposta, o conselheiro do embaixador e representante da embaixada são-tomense Amílcar Afonso assume que “o governo são-tomense deverá olhar com outros olhos para a região de Leiria”. Vai mais longe e desvaloriza o contexto de crise económica mundial em que se vive. Confessa ainda que ficou muito sensibilizado em saber que em Leiria há um instituto superior politécnico que não só está a apoiar o país na sua reforma da educação como tem acolhido vários estudantes são-tomenses. “Vou alertar o senhor embaixador para que se tenha Leiria em conta no quadro do novo acordo de cooperação entre as ilhas e Portugal”, pontua.

Um evento de promoção do arquipélago, animado por demonstrações culturais da ilha do Príncipe, música ao vivo, degustação da gastronomia são-tomense e desfile de moda da coleção da estilista Goretti Pina. Foi ainda desculpa para a apresentação das intenções da APpeas – Associação Portuguesa para a Promoção do Envelhecimento Activo e Saudável. Uma associação, que por meio do voluntariado quer penetrar-se nos diversos setores de atividade de São Tomé e Príncipe, com o objetivo de apoiar as autoridades do país a alcançarem o tão desejado desenvolvimento sustentável.

Brany Cunha Lisboa

    Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo