00 239 - 9906263 contact@telanon.info

Get Adobe Flash player

Sistema de Alerta Precoce às catástrofes naturais abarca 60% do país

A capacidade do Instituto Nacional de Meteorologia, em analisar o estado do clima e o comportamento dos rios no país, subiu de 20 para 60%. Com o financiamento do Fundo Global para o Ambiente e o PNUD, o Instituto Nacional de Meteorologia, foi equipado com 24 estações hidro-meteorológicas. Até o final do ano serão 28 estações.

O novo sistema que funciona de forma automática, garante informação pormenorizada sobre o tempo e o clima de 10 em 10 minutos. As informações meteorológicas e hidrográficas de todo o país, são disponibilizadas automaticamente para dois centros de controlo de dados localizados na capital São Tomé.

Nesta semana uma estação meteorológica foi inaugurada na cidade de Angolares no sul da ilha de São Tomé. Mais ao sul e na margem do rio Yo Grande, o maior do país, também foi construída uma estação hidrográfica, que fornece informação detalhada sobre o caudal do rio, e a qualidade da água.

Doravante antes das cheias inundaram a comunidade piscatória de Yo Grande localizada na margem do rio e que se confina com o mar, a estação emitirá dados de alerta que permitirão a comunidade se precaver.

No total foram instaladas no país 24 centrais hidrometeorológicas, para previnirr catástrofes naturais, monitorar as mudanças climáticas, e contribuir para o sucesso da actividade agrícola e piscatória. «Não é a criação dessa infra-estrutura. O mais importante é ter a capacidade de se prevenir. Essa capacidade é agora melhorada não só em infra-estrutura física mas também em quadros. O capital humano tem sido formado e reforçado nas diversas instituições, o que pode aliviar os sofrimentos sem que se tivesse o aviso prévio», declarou José Salema, o Representante do Sistema das Nações Unidas em São Tomé e Príncipe.

Salema que comandou a visita do sistema das Nações Unidas ao terreno, destacou na margem do rio Yo Grande, o papel que o comité local, vai desempenhar tanto na manutenção das estações, na sensibilização das comunidades sobre as questões do clima e das mudanças que se registam. Mais importante ainda é que caberá ao comité local, agir em primeiro lugar para socorrer a população em caso de catástrofes naturais.

Manuel da Costa Fernandes, membro do comité local em Yo Grande, disse que a segurança e a manutenção das estações hidro-meteorológicas estão nas suas mãos. «Impedir que as pessoas invadam as estações. Em termos de manutenção temos que garantir a limpeza e capinação do espaço», frisou.

O projecto de reforço das informações sobre o clima e sistemas de alerta precoce em São Tomé e Príncipe, e adaptação as mudanças climáticas, termina em 2017.

O sistema de alerta precoce se estende pelo país. João Vicente Lima, director do Instituto Nacional de Meteorologia garantiu que o país tem hoje acesso a informações mais seguras e céleres sobre o clima e o tempo.

Abel Veiga

 

Notícias relacionadas

  1. img
    ANCA Responder

    Muito Bem

    O tempo,(Temperatura,Humidade,Ar-Vento)) como factor que influência o Clima, logo tem consequências nas actividades desenvolvidas do Homem(População), que habita um determinado Território,bem como na sua Gestão, Administração.

    Estas esta estações meteorológicas, são uma vais valia na ajuda a prevenção gestão de de catástrofes, naturais, gestão da água, prevenção de perdas de vidas Humanas, como é o caso dos pecadores que vão ao mar, como é o de enxurradas e risco de quedas de árvores, a invasão do mar e do rio sobre as povoações, destruição de culturas agrícolas, perdas de vidas animais,na prevenção rodoviárias se estiver temporal ou temperaturas muitíssima elevada, na roupa a vestir no dia a dia, necessidade de protecção, ingestão de líquidos nomeadamente água nos dias demais calor, questões de prevenção na saúde, como paludismo, a cólera, incêndios naturais etc, etc,… questões de prevenção de riscos sociais, ambientais, económicos e financeiros.

    Necessário se torna saber gerir as informações emitidas pelas estações meteorológicas e recebidas poder transforma-las em informações úteis mais valia de rentabilidade social, ambiental, económica e financeiras, monitorizando sempre os riscos também eles sociais, ambientais, económicos e financeiros emitindo alertas, seja ela para área de saúde, agricultura, pescas, a pecuária, bem como todas as actividades desenvolvidas pelo Homem em São Tomé e Príncipe.

    Imperioso se torna a manutenção, conservação e protecção destas importantes infraestruturas- estações meteorológicas, as populações as comunidades devem fazer ter sentido de responsabilidade e de Estado.

    Saibamos conservar estás mais valia, necessários capacitar Homens(Técnicos, Pescadores, Agricultores, sociedade civil, cidadãos),para cada vez mais saibam ler interpretar dados meteorológicas de estatísticas, de riscos sociais, ambientais, económicos e financeiros.

    Acredita tu és capaz

    Acredita juntos somos capaz

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tomé e Príncipe

    Bem haja PNUD

    Bem haja Governo de São Tomé e Príncipe

  2. img
    ANCA Responder

    Necessário se torna que estas estações sejam extensível a Região Administrativa do Príncipe, bem como a outros Distritos e locais Nacionais.

    Bem haja

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tomé e Principe

  3. img
    ANCA Responder

    Se se o Tempo(a humidade, a temperatura, o ar- vento) como factor do clima tem influência no desenvolvimento da vida do Homem, num determinado espaço território, logo tem influência sobre a vida hábitos de animais(peixes, cabras, bois vacas, porcos, cães, galinhas, gatos, pombos, patos, coelhos, pássaros, papagaios etc, etc,… e plantas(sejam elas de cultura ou naturais), deste mesmo espaço, na sua alimentação, crescimento, reprodução, extinção.

    Conhecendo os valores destes factores do tempo( Humidade, Temperatura, Ar-Vento), associados aos Hábitos dos Animais,das Plantas e dos Homens, pode-se fazer uma gestão prevenção antecipada, na mais valia da sustentabilidade social, ambiental, económica e financeira, tirar partido do clima, bem como antecipar a prevenção de catástrofes e extinção das espécies, protecção do ambiente, e prevenção de riscos ambientais.

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tomé e Príncipe

Deixe um comentario

*