00 239 - 9906263 contact@telanon.info

Get Adobe Flash player

Japão alivia penúria de arroz na véspera do Natal

Masaaki Sato, embaixador do Japão acreditado junto ao Estado são-tomense com residência no Gabão, entregou ao Estado são-tomense representado pelos ministros dos Negócios Estrangeiros Urbino Botelho e pelo Ministro das Finanças e da Economia Azul Américo Ramos, 2900 toneladas de arroz.

O donativo alimentar, entregue no dia 10 de Novembro, chega ao país numa altura em que a falta do arroz começa a ser notória no mercado nacional. Desde 1998 que Japão dá oferece arroz ao povo de São Tomé e Príncipe. O produto é vendido a preço baixo, de forma a assegurar a base alimentar da população.

A embaixada do Japão, explicou que o primeiro objectivo do donativo é aliviar a penúria de alimento indispensável para o bem-estar da população pobre. O segundo objectivo é o de contribuir para o desenvolvimento sócio económico da mesma população mais desfavorecida, através do fundo de contra-partida que é gerado pela venda do arroz.

Note-se que através do fundo de contra-partida o Governo Japonês realizou recentemente dois grandes projectos em São Tomé e Príncipe. Foi instalada pela primeira vez uma central de produção de oxigénio no hospital Ayres de Menezes em São Tomé e outra no hospital Manuel Quaresma Dias da Graça na ilha do Príncipe.

O donativo japonês, pode repor o arroz de 13 contos nas bancas das câmaras distritais da ilha de São Tomé, e num momento crucial, em que até o arroz de 30 contos já estava a desaparecer das firmas comerciais.

Abel Veiga

,

 

Notícias relacionadas

  1. img
    Maria de Fátima Santos Responder

    Agora percebi!… Se calhar ao dizer que em dois meses a crise estaria resolvida, o PM referia-se ao donativo de arroz! Só mesmo de arroz vive o homem…

  2. img
    rapaz de Riboque Responder

    ainda vão ficar com olhos de Chineses muito arroz se come e se fala nesta terra, qualquer tema tem que vir arroz a baila xiiiiii

  3. img
    Realista Responder

    Arroz ke vem ai tudo Bem espero bem k seja proprio para consumo do povo piqueno e k seja arroz natural e nao feito De plastic mais nao eskecemos dos 30 milhoes De dolares k ainda esta por explicar.

  4. img
    paulo andrade Responder

    Enfim… até quando deixaremos de ser dependentes do exterior em coisas tão pequenas como é o caso do arroz ! Temos de repensar este País, será que valeu a pena o 12/07/1975 ??????

  5. img
    Clemilson souza Responder

    O arroz foi comprado e não doados como a reportagem diz , foi barato mas foi comprado !

  6. img
    EX Responder

    Japão não vendeu mas doou como sempre tem feito, mas exige boa aplicação dos valores que o governo arrecada com venda do arroz, foi assim desde do tempo do GGA ou qualquer coisa assim,é devido isso que tal marido de Mª das Neves conseguiu subtrair dinheiro de lá e nunca mais repôs e nem cadeia foi.

    Mas toda essa penúria de arroz é normal porque não temos um Porto com condições para os Comerciantes tanto nacionais bem como estrangeiros importarem arroz e outros produtos para colocarem no mercado a preço baixo.

    E por outro lado não temos nenhuma outra alternativa porque a agricultura não esta a funcionar, os cultivo de banana, matabala, mandioca, feijão macunde, milho, não existe em condições para suprir a carência do arroz, e o pior não temos o abto nem um projecto de transformação desses produtos e nem conservação dos mesmo. O país não tem reserva de nada, vamos imaginar uma situação em que fica interdita as nossas águas por um pequeno conflito no Golfo da Guinne, mesmo que for alheio as nossas vontades e nos privar de algum abastecimento. em menos de um ou dois meses, começaremos a morrer de fome.

    fica a ideia.

    Perguntas: os reportes e jornalistas do Tela nom não conseguem fazer jornalismo de investigação para tentarem seguir os rastros dos 30 milhões de Dolares? que sabemos de ate-mão que foi depositado em CGD de Portugal, e reforço há um jornalista São-tomense em Portugal que tem informações sobre assunto.
    outra pergunta: Será mesmo que haverá eleições Legislativas e autarticas?

  7. img
    rapaz de Riboque Responder

    nem só do arroz vive o homem mas sim de tudo que pode proporcionar o seu bem estar com saúde educação paz amor e carinho

Deixe um comentario

*