Destaques

Portugal disponibiliza 1,5 milhões de euros para combater as mudanças climáticas em STP

João Pedro Matos Fernandes, Ministro do Ambiente de Portugal , que se encontra de visita a São Tomé e Príncipe, anunciou que o seu país criou neste mês de Janeiro, o Fundo para o Ambiente, que substitui o Fundo de Carbono.

Um fundo que disponibiliza 10 milhões de euros para promover troca de experiências e transferência de tecnologia no domínio das mudanças climáticas, entre Portugal e os demais países de língua portuguesa.

Segundo João Pedro Matos Fernandes, Portugal atribuiu a São Tomé e Príncipe o valor de 1,5 milhões de euros, para executar projectos de mitigação e prevenção contra as mudanças climáticas.

O Ministro do Ambiente de Portugal, anunciou que durante a sua visita vai definir com o seu homólogo são-tomense Carlos Vila Nova, «quais são os projectos que São Tomé e Príncipe, quer ver desenvolvidos tendo nós um orçamento indicativo para São Tomé e Príncipe de 1,5 milhão de euros», frisou.

Através do fundo de carbono desde 2014 que Portugal financia o projecto piloto de produção de bioenergia em três comunidades agrícolas do país.

O projecto que transforma resíduos em bioenergia nas comunidades agrícolas de São Tomé e Príncipe, foi apresentado na cimeira do clima de Marrocos em Novembro de 2016.

biogasUm projecto garante a salubridade das comunidades agrícolas e evita o abate indiscriminado de árvores para produção de lenha para cozinha. «Nesses dias poderemos trabalhar não só no que já fizemos mas perspectivar. Dai pela transversalidade do sector vamos entrar pelo ambiente entrar noutros sectores mas sobretudo melhorar a vida das pessoas», sublinhou o Ministro dos Recursos Naturais e Ambiente de São Tomé e Príncipe, Carlos Vila Nova.

Mendes da Silva e Novo Destino são duas comunidades onde o projecto bionergia evoluiu e que foram visitadas esta segunda – feira pelo Ministro do Ambiente de Portugal.

Abel Veiga

    3 comentários

3 comentários

  1. MIGBAI

    17 de Janeiro de 2017 as 16:34

    Sr.Ministro do Ambiente de Portugal.
    POR FAVOR metam o vosso dinheiro bem enroladinho lá no fundo das costas, pois se deixaram as ilhas entregues a estes colonos pretos, então não venham agora dar dinheiro a estes ladrões e corruptos.
    FIQUEM COM O VOSSO DINHEIRO!!!!
    Voçês ofereceram estas ilhas que eram vossas a estes colonos pretos e agora querem surgir como estando preocupados com as ilhas, quando sabiam perfeitamente que as ilhas nunca deveriam ser um país, pois não tinha viabilidade de ser um país.
    CHEGA de tanta burrice!!
    Nós vamos viver com o que temos e basta!!!!
    TEMOS que deixar de ser pedintes!!!!!
    Por isso Sr.Ministro do Ambiente de Portugal, faça o favor de embrulhar a trouxa e apanhar o primeiro avião para Portugal.

    • rapaz de Riboque

      18 de Janeiro de 2017 as 10:05

      tu se metesses este comentário no lugar onde eu sei tinhas ganho muito mais

  2. Pateta alegre

    18 de Janeiro de 2017 as 13:03

    Concordo com o comentário do Migbai. Assim é que se fala.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo