Milho : Elsa Garrido quase desfalecida persiste em greve de fome

Desde de 26 de Abril que a cidadã são-tomense Elsa Garrido, protesta diante da embaixada do país em Portugal contra a introdução e sem  devido informação pública do milho dito híbrido no solo são-tomense. A cidadã membro da ONG Pro-Ambiente STP, decidiu unilateralmente empreender uma greve de fome, para forçar o Governo são-tomense a suspender o projecto de cultura do milho importado da China.

As autoridades nacionais não reagiram, e a greve de fome persiste. No último fim de semana a cidadão sofreu baixa de tensão arterial e de glicémia, ou seja, baixa do açúcar no sangue. Quase desfalecida recebeu assistência de um centro de saúde de Portugal, mas não abandonou a luta. «A democracia não é algo que se aplica unicamente quando nos dá jeito», declarou Elsa Garrido para o Téla Nón. . 

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    Pedro Costa Responder

    Infelizmente estes cabeçudos que estão a governar o país não farão caso disto. De certeza que nem estão preocupados: deve ser uma luta inglória desta compatriota.
    É de enaltecer esta atitude e muitos deveriam ter esta coragem, mas lutar contra um estado falhado não deve ser fácil.

  2. img
    zé maria cardoso Responder

    Um passo atrás não é guerra perdida.
    A vida é um bem único. Não a ponha em causa enquanto, nós, os são-tomenses vamos assobiando de lado.
    Dê por fim essa batalha!

  3. img
    Julio Neto Responder

    Querida Compatriota, reconheço, valorizo e consigo partilho sentimentos, mas infelizmente o mundo em que revês está distante de vários ideiais de patriotismo e santonensidade. Peço-lhe encarecidamente, dê uma trégua a greve de fome, pois tens um e único bem que é seu e só seu – a vida. Bem-haja!

  4. img
    Nuno P Responder

    Eu acredito na luta desta nossa contenrrânea, e de enaltecer,reconhecer-mos que a luta é ardua, mas a vitoria vira,é pra informar, que tbm entraremos nessa luta, pela vida, pela igualdade e do bem comun que esta adoravel cidadã tanto almeja, encorajo-vos meus bravos irmãos a pronunciar-mos sobre isso, não calarmos diante dessa fatalidade, é a hora de lutar-mos pra o que é justo e glorioso, o nosso bem estar, por favor meus irmãos vamos entrar nessa luta ee paz, do bem. Todos juntos somos a força o poder, quem lutar, sempre alcançara algo. Façamos qualquer coisa antes que seja tarde.

  5. img
    Letícia Santos Responder

    O governo está mais preocupado em agradar os outros que nem se preocupa com o povo. Fazem de São Tomé uma bandalha e quem sofre somos nós. Meus parabéns Dona Elsa, não estás sozinha! Já ganhaste está luta. God Bless You.

Deixe um comentario

*