“FORRA FINA” nasceu para enaltecer mulheres são-tomenses

Forra Fina é o nome da mais recente revista nas bancas são-tomense. Taiye Rita, é a promotora da iniciativa que pretende, constituir uma plataforma de promoção das mulheres de São Tomé e Príncipe. « O que pretendemos com a revista Forra Fina, é ser uma plataforma de empoderamento da mulher são-tomense. A revista é uma comunicação intemporal, mesmo que passe o tempo, ela chega as pessoas», explicou Taiye Rita.

forra fina geralLançada no último fim-de-semana, a revista destaca questões ligadas a saúde, a beleza, turismo e outros aspectos tendo sempre a mulher são-tomense no centro das atenções. «Ser Forra Fina é ser são-tomense e uma são-tomense que evoluiu com o tempo, que acompanha o mundo de hoje, preocupa-se com o seu bem-estar físico, com o que veste, etc», sublinhou.

A revista pretende promover aquilo que São Tomé e Príncipe e os são-tomenses têm de melhor para dar ao mundo.

As mulheres são a maioria da população são-tomense, no entanto é o grupo social onde a pobreza domina.

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    ANCA Responder

    Esta é uma boa iniciativa na valorização promoção, da mulher SãoTomense.Muito bem Taye Rita, acredita em ti, és capaz.

    Para, além das questões ligadas a saúde, a beleza, turismo, a que aproveitar aliar espaço na revista, para as questões sociais, tais como, a questão de gêneros na nossa sociedade, a questão da mono parentalidade feminina, a questão de de estatísticas da mulher SãoTomense, questões materno-infantil, a questão do machismo, a questão da violência domestica, contra mulher e crianças, a questão da gravidez precoce, as doenças sexualmente transmissíveis, a questão da educação, da formação/qualificação, a questão do empreendedorismo feminino SãoTomense, em suma a questão da famílias Sãotomenses para traçar com realidade um caminho trajetória evolução que se pretende de verdadeiro poder da emancipação da Mulher SãoTomnese.

    Os agentes que gerem administram, os cidadãos fazem parte da sociedade, devem poder entender e compreender o beneficio social, cultural, econômico e financeiro da educação formação qualificação feminina, para o País(Território/População/Administração), a questão da pobreza, que crassa, no seio do nosso País(Território/População/Administração), está precisamente ligada com a questão do gêneros desde a nascença, modos de educação, direitos expectativas possibilidades e oportunidades.

    A mulher dispõe de faculdades de concentrar e resolver solucionar, vários problemas ao mesmo tempo(pelo menos sete ao mesmo tempo).

    O Homem da faculdade de concentrar, na resolução de um problema de cada vez.

    Isto tem haver com evolução Humana, ao longo do tempo.

    Veja os contributos ganhos que se podem ter nos setores como educação, saúde, a justiça, turismo, agricultura, se a aposta for nesse sentido, valorização educação formação qualificação das mulheres, basta olhar para as estatísticas de países mais avançados e fazer uma comparação com as estatísticas nacionais, a muito a melhorar organizar, apesar de alguma evolução temos longo caminho pela frente.

    Pesquisemos a evolução que se conseguiu, em que espaço e tempo, nos países mais avançados nesta questão de gêneros, e vejamos a evolução social, cultural economia e financeiras, nestes períodos.

    É uma visão de inteligência, de evolução, de pensamento, de organização evolução social cultural, de simplicidade, quando se se pensa em comparação com machismos.

    Ter uma visão organizada de administração da população, do território, que contemple, estas perspectivas, é resolver também a questão da fome, da miséria da pobreza, da instituição família Sãotomense

    Se se queres ver o País(Territótio/População/Administração), bem

    Acredita em ti

    Juntos somos capaz

    Juntos somos mais forte

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tomé e Príncipe

  2. img
    Sónia Graça Responder

    S.T.P vai em frente.
    Cumprimentos Sonia Graca.

Deixe um comentario

*