Fim da greve na Justiça

Os funcionários dos tribunais e do ministério público levantaram a greve que durou 3 meses. A assinatura do memorandum de entendimento entre o sindicato dos funcionários e o Governo abriu caminho para o fim da greve.

O memorandum de entendimento gerou consenso no que concerne a satisfação das reivindicações dos funcionários judiciais.

O sistema de justiça retomou as suas actividades, com garantias de que a melhoria das condições de trabalho será materializada a médio prazo, e a reivindicação para rectificação dos salários será concretizada a longo prazo. «As questões atinentes a melhoria das condições de serviço, serão resolvidas a curto prazo, aliás algumas já estão em materialização. Aquelas relacionadas com o pagamento dos vencimentos, será a médio prazo, tendo em conta a conjuntura que o país atravessa, ou seja, a partir de 2018», explicou Leonardo Gomes, porta-voz do sindicato.

O compromisso entre o governo e o sindicato indica que ao melhoria dos salários entrará em vigor a partir de 1 de Janeiro de 2018.

O sistema de justiça de São Tomé e Príncipe, está sim desbloqueado.

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    pascoal de carvalho Responder

    Ufa, e fez-se Luz.

  2. img
    EX Responder

    Fumo branco

  3. img
    guadalupe Responder

    Não se percebe este governo. Não conseguem resolver em mais de 3 meses revindicações básicas de funcionários de uma das instituições chave da república, alegando momento de crise, mas em menos de um mês criam uma nova instituição que já funciona e por conseguinte do mesmo ministerio. Isso dá para se notar que é mesmo por conveniencia dessa empresa adi. Se o povo daquela terra não abrir os olhos no futuro próximo, estão perdidos e bem perdidos…

Deixe um comentario

*