Ilha do Príncipe : Boas práticas ambientais criam o Éden

Reserva mundial da biosfera, vencedor do prémio Aloe por boas práticas ambientais, a ilha do Príncipe, é neste momento centro das atenções do mundo. Por isso é palco do IV Congresso de Educação Ambiental dos países de expressão portuguesa mais Galiza.

A ilha acolhe e protege espécies de tartarugas que estão em vias de extinção. Ao longo dos anos trabalhou no sentido de aumentar a população das tartarugas. Ao longo dos anos a população da ilha envolveu-se na protecção do papagaio cinzento que estava em vias de extinção. Hoje como no passado, o papagaio cinzento cuja população aumentou, voa sobre a cidade de Santo António, capital do Príncipe, anunciando o por do sol e a chegada da noite.

No Príncipe as aves têm árvores centenárias para fazerem o ninho, e se alimentarem. O papagaio azul é um dos principais devoradores do safú. Um fruto bastante apreciado pelos são-tomenses. No Príncipe o papagaio cinzento concorre harmoniosamente com o homem, no consumo do safú.

O verde que cobre a ilha do Príncipe ganha mais vida, com a passagem do tempo, porque as autoridades definiram como a sua política número 1, a preservação da natureza. A população foi sensibilizada e disciplinada para viver em harmonia com a natureza. As crianças do Príncipe já assumiram o desafio pró-ambiente. Elas participam nos programas de saneamento do meio. Elas participam activamente na recolha do plástico na ilha. Príncipe tem meta definida para ser um espaço livre do plástico.

Pelo ambiente, como marca singular, que o faz ser diferente no mundo, e por isso cobiçado, Príncipe caminha para um processo de desenvolvimento efectivamente sustentado. Um caminhar em sentido contrário da ilha irmã -São Tomé. Em São Tomé o abate de tartarugas é contínuo. O abate de árvores é diário, a extracção de areia nas praias acontece todas as horas de cada dia.

José Cassandra, Presidente do Governo Regional do Príncipe e o Presidente da República Evaristo Carvalho, abriram na segunda – feira o IV Congresso de Educação Ambiental na cidade de Santo António. O mundo tem os olhos na ilha do Príncipe.

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    Tristeza Responder

    Criam Eden? As boas praticas corruptas fez de Tó Zé milionário e os seus rebanhos simulam concurso público e recebe obras publicas no valor 12 mil milhões por ajuste de directo.
    No dia que isso rebentar a sociedade de STP, vai ficar de queixo caído.
    Muito boa gente na capital conhecem toda a verdade, mas, há muita gente na capital que vive a custa da corrupção instalada pelo Tó Zé no Príncipe.

    Sabe se que O Presidente do Tribunal de contas recebe luvas do Tó Zé troco o seu silêncio.

  2. img
    ANCA Responder

    Quando se se pensa em organizar eventos desta natureza, a definição do espaço onde se acolhe os participantes, deve dispor de algumas condições de organização, de trabalho, como eficiente climatização, ventilação, boa iluminação, dispor de tecnologias de informação e comunicação para uso utilização dos participantes,assentos e mesas que proporcionem boa ergonomia para o trabalho a desenvolver, excelente organização protocolar,…dispor de garrafas aguas, sumos, etc,…na mesa, bem como para distribuição.

    Porquê? E para quê?

    Para que no presente futuro a impressão que quisermos causar, em termos organizacionais, para quem nos visita e participa nestes eventos, possa nos servir de motivo de mais valias a candidaturas para realização de outros congressos culturais, científicos, ambientais, educacionais, etc, etc,… na Região ou no País(Território/População/Administração).

    Apesar de sermos um Território/População/Administração pequeno a importância da imagem organizacional que passamos para o exterior, para o mundo deve servir de divulgação de imagem característica, o que nos poderá valer, albergar outras cerimônias de efeitos e envergadura.

    Passando pela questão da logística, da segurança, da culinária, a cultura gastronômica, o artesanato, do ecoturismo, a cultura beleza regional etc,etc…

    Se se queres ver o País(Território/População/Administração),bem

    Acredita

    Juntos somos mais fortes, juntos somos capazes

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tome e Príncipe

  3. img
    Ralph Responder

    Uma boa história que mostra o que é possível quando se esforça muito e se identifica as prioridades certas. Penso, no entanto, que isto dependa também na extensão ao qual um local não tenha recursos físicos para explorar. Sem tais recursos, é relativamente fácil pelo Príncipe decidir focar-se na sustentabilidade ambiental e no turismo sustentável em vez de reviravoltar o solo à procura de minérios. Os lugares com recursos físicos valiosos enfrentam um desafio grande para se pôr ao mesmo rumo que a Príncipe tem seguido porque é difícil resistir a tentação de explorar recursos naturais para aproveitar ricos fáceis. Só estou a dizer que a ilha de Príncipe tem alguma sorte estando na posição em que está, alguma coisa pela qual deveria estar grato.

  4. img
    Reserva da Biosfera Responder

    O personagem Triste tem razão a corrupção tomou conta do jardim do Eden que o SrSenhor Tó Zé criou no Príncipe. Imaginam que o Tó Zé quis publicamente agredir Nestor Umbelina na Praça Pública porque ele acha ser dono do PPríncipe e ninguém mais pode questionar a sua governação e a corrupção instalada no Principe. Vou ser claro não voto mais, para, esse grupo de bandidos liderado por senhor Tó Zé. Gostaria de saber aonde é que Tó Zé vê tanto dinheiro que tem usado para comprar as pessoas que andam revoltadas com a corrupção instalada?

  5. img
    sol Responder

    loll

  6. img
    POVOS DAS ILHAS Responder

    Caro Senhor RESERVA DA BIOSFERA.
    O Senhor se acha e tem assim tanta certeza de que o Senhor Tozé tem feito corrupção, porque que não apresenta uma queixa crime no Ministério Público, mostrando provas, tanto o Senhor como o Sr. TRISTESA.
    Se não vejamos, mesmo quando não gostamos de alguém, não nos fica bem colocamos na pessoa coisas que temos certeza que elas não fazem e nem são.
    Ao invés que estarmos a criticar falta de mínimas condições no espaço que acolhe o IV Congresso Sobre a Educação Ambiental, porquê que não louvemos a iniciativa, tratando-se de um evento inédito na nossa terra, onde se ouça os visitantes a falarem bem da iniciativa.
    Porquê que não apontam as coisas boas que o Sr. Tozé fez para o Príncipe.
    Falando do caso Nestor, sou do Príncipe mas estou a estudar em S.Tomé, também ouvi isso, perguntei ao Nestor e ele disse-me “julgo que teriam dito ao Tozé que ando a falar mal da família dele”.
    De facto pelo que eu sei, foi isso mesmo, o meu amigo Nestor ando a meter nos assuntos familiares do Tozé, foi por isso que o Tozé enquanto cidadão com sangue e sentimento avistou-se com Nestor e disse-lhe para deixar o nome de sua família em paz.
    As pessoas estão esquecidas, quem levou o Nestor para o Príncipe foi o Tozé, e perguntem ao Nestor se quando ele chegou ao Príncipe se ele tinha as coisas que tem hoje, só isso e pergunta-lhe ainda porque que saiu do Governo.
    Deixem o povo do Príncipe julgar o Tozé na Urna, só o povo que Príncipe saberá se o Tozé deve ou não continuar, porque o povo não é parvo, as pessoas têm os olhos para ver.
    O homem até pode estar a fazer corrupção, mas o Príncipe hoje mete respeito, o Príncipe hoje está no mundo, o Príncipe hoje esta aberto, as pessoas têm mais oportunidades é isso que deverá mover-nos a todos.
    Experimentem entregar a gestão do Príncipe ao Nestor por pelo menos 6 meses.
    Politica faz-se sem ódio em inveja sem intriga, temos que ter coragem de não mostrar o lado mau das pessoas, mas mostrar os feitos e as coisas positivas e que contribuíram para elevação do Príncipe nesses anos.

    • img
      Reserva da Biosfera Responder

      Tu de certeza fazes parte do grupo comedor de dinheiro. É não é verdade que houve simulaçãode concurso público para construir salas de aulas na escola de Padrão? É ou não é verdade que a mota Engil explora uma pedreira na zona de porto real, sem se quer pagar um único tostão a cofre do Estado?informações que to zé por fora junto a mota engil recebe muito dinheiro a custa da pedreira da mota engil.

    • img
      Tribuna do Cidadão Responder

      Para perguntar o Nestor porquê que saiu do Governo? Nestor não foi único que saiu do governo do Tó Zé. Porquê que Dr. Pina Gil saiu do Governo? Dr. Antonio Reflel, Drª Felícia, Engº Moreles hoje falecido, Dr. Sivino Palmer. Sairam porque não suportaram a hipocrisia do Tó Zé.
      já agora, porquê que Helio Lavres (Secretario da finanças)é único que desde 2006 nunca foi mexido? Tenta descobrir porquê? Tantas borradas que Helio já fez (diversões com menores de idade), não saiu porquê? Não sai porque conhece o rabo do Tó Zé. Ainda recordo Helio quando subiu caneca num bar disse publicamente, se tó zé meter comigo, eu vou a cadeia mais não vou sozinho.

      Diz ao Tó Zé para explicar, aonde, entrar o dinheiro da pedreira da mota Engil?

      Tó Zé e Helio são os únicos que matêm no goveno desde 2006. será todo resto é que não presta só esses dois é que prestam?

      Pergunta ao Tó Zé, porquê que ele, acabou com programa voz do cidadão na Radio Regional?

  7. img
    Membro Fundador da UMPP Responder

    Tó Zé, persegue Nestor sim, porque sabe que Nestor é forte. Tó Zé, joga baixo e muito baixo. É uma pessoa que na TV aparenta uma coisa é na pratica é outra.

  8. img
    Frasquinho Responder

    Olhá o que eu vejo são alguns ratos que pensavam que o Tozé iria sair do governo para eles saltarem para o pote para a situação do Príncipe voltar de novo para aquilo que era a muito tempo atrás onde andávamos com braços estendidos a pedir tudo e a depender de tudo. O Tozé tem de candidatar. Ai dele se ele não candidatar. Ele já fez um grande trabalho para o Príncipe e não vai entregar todo este trabalho que foi feito para bandidos como Nestor e outros sequazes. Eu sei muito bem do que estou a falar. O Príncipe atingiu um nível nos últimos tempos que não pode parar nem pode ser entregue a estes bandidos. Todos estavam satisfeitos com a notícia que o Tozé não iria candidatar mas agora estão com medo de apanhar uma grande surra tendo em conta a popularidade que o Tozé tem aqui. Demónio seja surdo, cego e mudo para que o poder seja entregue a estes bandidos. Os meus pais já sofreram bastante noutros tempos que quem mandava cá no Príncipe abusava do poder e colocava o Príncipe como resto.

    • img
      Tribuna do Cidadão Responder

      Para perguntar o Nestor porquê que saiu do Governo? Nestor não foi único que saiu do governo do Tó Zé. Porquê que Dr. Pina Gil saiu do Governo? Dr. Antonio Reflel, Drª Felícia, Engº Moreles hoje falecido, Dr. Sivino Palmer. Sairam porque não suportaram a hipocrisia do Tó Zé.
      já agora, porquê que Helio Lavres (Secretario da finanças)é único que desde 2006 nunca foi mexido? Tenta descobrir porquê? Tantas borradas que Helio já fez (diversões com menores de idade), não saiu porquê? Não sai porque conhece o rabo do Tó Zé. Ainda recordo Helio quando subiu caneca num bar disse publicamente, se tó zé meter comigo, eu vou a cadeia mais não vou sozinho.

      Diz ao Tó Zé para explicar, aonde, entrar o dinheiro da pedreira da mota Engil?

      Tó Zé e Helio são os únicos que matêm no goveno desde 2006. será todo resto é que não presta só esses dois é que prestam?

      Pergunta ao Tó Zé, porquê que ele, acabou com programa voz do cidadão na Radio Regional?

  9. img
    Principiano Responder

    Minha gente começou a eleição e já está a haver problemas e acusações. Eu só tenho que dizer uma coisa. Eu sou do Príncipe, eu vivo aqui e eu sei o que é o Príncipe hoje e o que foi o Príncipe ontem. Não me venha com problemas porque a brincadeira acabou aqui no Príncipe. Qual Nestor, qual carapuça, qual quê. O Nestor deveria dizer porquê que ele saiu do governo regional. Eu estou a avisar todas estas pessoas que cá no Príncipe acabou a brincadeira. Esta coisa de toda a gente querer ir para poder até cão e gato acabou cá no Príncipe. O Tozé está a fazer um grande trabalho que eu nunca vi desde que eu nasci aqui. É verdade que ele não tem todos os meios mas toda a gente que vivi aqui sabe o que é o Príncipe de ontem e Príncipe de hoje. Por isso eu estou a pedir a estas pessoas, por amor de Santo António Poderoso, eu não quero brincadeira. Deixa o homem governar mais 10 ou 20 anos. Por favor eu não quero brincadeira. Quem quiser brincar vai brincar para outro lado.

  10. img
    Contratado Responder

    Senhor TRIBUNA DO CIDADÃO cuidado com o coração. Senhor está muito alterado e nervoso. A campanha ainda não começou. Se o senhor está assim antes da campanha começar o senhor ainda pode apanhar um chilique. Kekuá… Tenha calma senhor… O que é que deu consigo? Não me leva a mal. É só um conselho de gente de bem.
    Xauêêê
    Fui

Deixe um comentario

*