Gang equipada com metralhadora e pistola aterrorizou famílias em São Tomé

8 jovens compunham a Gang que nas últimas semanas, assaltou residências, violou mulheres e traumatizou várias famílias em São Tomé.

A Polícia de Investigação Criminal conseguiu capturar os membros da Gang. Acto que trouxe alívio temporário para a população, porque em matéria de banditismo armado, a paz social continua ameaçada em São Tomé. É o segundo Gang armado que a PIC intercepta em cerca de dois meses.

O grupo de 8 jovens equipados com ak-47, pistola de guerra berretta, espingarda caçadeira, catanas e facas, assaltaram uma parcela de terra de produção agrícola e avícola na localidade de Lemos. Prenderam e açoitaram o guarda da propriedade, beberam whisky que o dono da roça tinha na casa do campo, roubaram dinheiro, galinha, ovos, etc e levaram a espingarda caçadeira do guarda. A mesma espingarda que foi apreendida e exibida pela PIC.

assaltantesNa localidade de Favorita, também no distrito de Mé-Zochi, traumatizaram uma família, com tiros do seu arsenal bélico. Por volta das 2 horas da madrugada, 5 elementos da Gang arrombaram a porta da residência na Favorita. Segundo o dono da casa, aos tiros  fizeram uma penetração imediata para o interior da residência.

O Téla Nón sabe que alguns membros da Gang foram militares do exército. Cumpriram o serviço militar obrigatório, e desde que passaram a vida civil, abraçaram a profissão de ladrão.

Por isso a destreza no manejo de AK-47, e nas operações de superação de obstáculos e de infiltração rápida. «Para o meu espanto o indivíduo já estava dentro do meu quarto com a arma apontada para a minha cama. Parti para cima do indivíduo peguei na arma para o desarmar mas não foi possível. Na briga com ele para desarma-lo aparece o segundo indivíduo que entra no quarto já com disparos. Deu-me um golpe de arma que me apanhou de raspão, perco a força e largo o indivíduo. Minha mulher ia gritando», relatou o chefe de família, que viveu a maior afronta da sua vida.

A mulher e os filhos gritando, e os elementos da gang disparando. Segundo a vítima do assalto, a sua filha menor, quase que era baleada. Escondeu-se no guardafo e assim evitou ser alvo dos disparos de AK-47.

Outro caso, aconteceu com uma jovem que foi violada pela gang. «Violaram-me brutalmente», contou a jovem.

Uma terceira vítima da acção do bando, explicou que na madrugada em que foi surpreendido em casa com os homens empunhando Ak-47 e pistolas, simplesmente ele e o resto da família aceitaram as ordens dadas pela Gang como forma de salvar as suas vidas. Os bandidos levaram tudo que queriam e que estava na casa.

O Téla Nón apurou que a gang que operou nas últimas semanas principalmente em algumas localidades do distrito de Mé-Zochi, ainda não está completa. Dos 8 detidos que a PIC mostrou para a imprensa falta 1. Chama-se Mário, conseguiu evadir-se, e está a monte. Trata-se de um jovem guiado pela delinquência e que vivia deambulando entre a roça Filipina onde nasceu e a roça Monte Macaco.

O Téla Nón sabe que a polícia está no encalço do ultimo membro da gang que ainda se encontra a monte.

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    Maria Silva Responder

    Pois , consequências da pratica de má GOVERNAÇÃO , são estas coisas nas quais o governo deve focar, ao invés de andarem a intimidar a oposição , tentar amordaçar a comunicação social, perseguir pessoas, promover incompetência !

  2. img
    Masha Responder

    Isto não é bom sinal. É necessário equipar a polícia para fazer face a essa escumalha. Há relatos de ataques de jovens drogados que assaltam e violam mulheres. Até que ponto o país chegou!

    • img
      MIGBAI Responder

      “MASHA”
      As mulheres já são violadas há muitos anos em STP e ninguém diz nada.
      Os políticos e os militares, para além de alguns patrões, são os grandes violadores de meninas menores e de mulheres com necessidades.
      Assim, violação de mulheres é o que mais existe em STP.

  3. img
    rapaz de Riboque Responder

    mais uma razão para eu dizer onde andam as alteridades pois estes politicos é que deviam ser assaltados para ver se as coisas mudavam assaltar os pobres e quem trabalha é mais fácil pena de morte para estes malfeitores

  4. img
    ANCA Responder

    Mais um retrato social, do estado estrato da população jovem.

    Temos uma pirâmide populacional de base alargada, que constitui uma mais valia social, mas que tem reflexos negativos sociais culturais, quando jamais acompanhada de planeamento, da organização e na administração(Territorial/Populacional) na educação, na formação, bem como na formação da instituição família, nos seus valores.

    O aumento da população sem definições de políticas programas e planeamento institucionais ao longo dos anos, frustra as expectativas dos estratos populacionais, bem como dos cidadãos que os compõem,…necessário fazer analises exaustiva a problemática das situações sociais culturais infantis, juvenis, adulta e idosas, a situação dos valores familiares e sociais, no espaço e no tempo ao longo dos anos, enquanto domínio colonial Português, suas consequências, bem como após a independência, até os dias de hoje e agora…suas consequências.

    Para um Território/População pequeno e pobre, em que se conhece o nível da pobreza extrema populacional acima de 60%, se se quisermos uma inversão do quadro social cultural, temos hoje e agora associar a problemática, da estrutura familiar seu contexto social cultural, questão da educação e violência infantil, violência domestica, a questão dos rendimentos, do emprego, a questão da responsabilidade parental, a questão da obrigatoriedade da educação formação.

    Resolver a pobreza mental social cultural, material, o saber ser estar, implica ter noção e organização do espaço, no tempo, a diversificação econômica, bem como repensar a questão financeira do País(Território/População/Administração),… ou seja como fazer com que efetivos populacionais jovens possam ter rendimentos, poupanças,ter um emprego?,…como fazer com que responsabilização parental familiar seja efetiva na sociedade São Tomense? A questão formação empresarial, criação formação de empresas, cooperativas nacionais faz-se sentir necessária.

    Exemplo; está e outras detenções devem ser visto como uma oportunidade para estes jovens.

    Como?

    Antes de mais os estabelecimentos prisionais servem para o cumprimento das penas aplicadas judicialmente, ao mesmo tempo que devem servir também um centro de formação, formação profissional, de empreendedorismo, inserção social destes jovens, algumas das penas deve incluir o trabalho a comunidade, limpezas das ruas, o saneamento limpeza das sarjetas, trabalhos de requalificação e pinturas, jardinagem, a construção obras públicas, para diminuição de custos da administração e autarquias, limpeza e tratamentos das florestas e ôbos, colmatando assim o ócio, introduzindo a cultura de organização e trabalho, assim como deve ser dado oportunidade de serem formados, a nível profissional,na carpintaria marcenaria, na construção civil, jardinagem, mecânica, eletricistas, canalização, hotelaria, culinária, pesca, agricultura, pecuária, no comercio, limpeza embelezamento de rua e comunidades, os bombeiros…etc, etc…por exemplo enquanto cumprem pena, irem ingressar a mão de obra à Câmaras Municipais, de modo a limparem as ruas, fazer jardinagem, limpeza e desentupimentos das sarjetas, pinturas das fachadas, arranjos construção de passeios, etc, etc,… mediante o pagamento de um valor pecuniário irrisório, a família, mediante a criação de uma conta no banco, ao mesmo tempo que cumprem o programa de formação e futura constituição de empresas no final do cumprimento da pena,….pois é necessário diversificar e economia revitalizar o setor de agricultura, da pescas, da agropecuária, a aqua-cultura, etc, etc…

    As penas devem incluir trabalho comunitário(limpezas das ruas, o saneamento limpeza das sarjetas, trabalhos de requalificação e pinturas, jardinagem, a construção obras públicas, para diminuição de custos da administração e autarquias, limpeza e tratamentos das florestas e ôbos, colmatando assim o ócio, introduzindo a cultura de organização e trabalho), sob forma de pagamento a comunidade do estragos e perturbação social que causaram a comunidade.

    Pois que é necessário imperioso urgente, olhar para o setor de educação, todo o sistema educativo, aliando ao setor social cultural, desportivo, ambiental, aliando a economia, ao setor financeiro, aliada as tecnologias de comunicação informação, a sua massificação, a chave razão para inversão do quadro atual que se encontra o estádio da educação como formação do indivíduo, bem como formação para a qualificação individual coletiva. Apesar de termos boa cobertura escolar a nível do ensino primário, média do ensino básico, ensino secundário com lacunas ainda a colmatar, neste sentido péssimo, assim como mau o ensino profissional e superior.
    Há que rever sempre a qualidade, o fim do que se ministra nos programas, nos vários ensino, se se vai de encontro a tomada da consciência social, para inserção de valores de pensamento, de organização, de saber e saber fazer, não obstante todo o trabalho formação e parcerias que se tem desenvolvido. É preciso ir mais além consolidar, solidificar, o sistema educativo nacional em toda a sua vertente, não obstante as dificuldades, pois que nem tudo se pode resumir a ausência dinheiro, por vezes a falta de percepção e de organização, estruturação, coordenação, leva que objetivos fins demore a ser complementares executados.

    Há que dar valor, há que olhar urgentemente para o ensino profissional, a nossa pirâmide populacional é de base alargada, isto implica conflito de expectativa, frustração, falta de emprego, perturbação social, aumento de criminalidade hoje e agora, no seio da sociedade já de si pobre e frágil.

    A demanda do emprego jovem deve ser posto em cima da mesa de forma urgente pensada, estrutura, organizada, debatida, pois que somos um território pequeno, em que a população aumentou, com reflexo na juventude, há que perspectivar fazer diagnostico, da razão da da pobreza, o seu aumento, a sua solução, pois que enquanto jamais solucionar-mos a questão dos rendimento, a questão do progresso econômico e financeiro, na nossa microeconomia, teremos que enfrentar sérios problemas de degradação social cultural, atraso, pobreza, miséria, a fome o subdesenvolvimento.

    Hoje a ferramenta essencial, tecnologias de informação comunicação, a que massifica-las o seu uso, a formação profissional urgente, enquadra-las com áreas de investimento presentes hoje e agora, temos o turismo, a hotelaria, a agricultura, a pecuária, a floresta, a culinária, a confecção de vestuário, a carpintaria, a construção civil, a pintura, a musica, o desporto, a economia do mar, a aquacultura, a pesca, na saúde, no saneamento do meio, na eletricidade, na mecânica, serralharia, no comercio, etc, etc, aliada, sempre ao conceito de empreendedorismo, de modo a colmatar a questão do emprego, sobretudo emprego jovem, tanto na capital como no meio rural, distrital regional, são necessário técnicos, pessoas que saibam fazer, pois que no País(Território/População/Mar/Administração) precisamos de quadros intermédios.

    As escolas e formações profissionais faz se sentir urgentes.

    Há que olhar para a educação formação cultural do indivíduo, berço seio familiar, ligada a educação formação escolar, tanto a montante como a jusante e enquadra-las nas políticas e perspectivas presentes do País(Território/População/Mar/Administração), nas perceptivas de cada classe populacional geracional, pois que isso trará progressos, crescimento desenvolvimento, social, cultural, ambiental, desportivo, científico, político, econômico e financeiro, que se quer sustentável.

    É necessário planear, estruturar o que se pretende para a educação, na saúde, no desporto, na economia, etc, etc,… assim como noutros setores institucionais, ter uma linha orientadora nacional, ter planos a curto médio prazo, do que se quer fazer, organizar estruturar, para que possa haver também confiança e investimentos massivos internos e externos, necessário trabalho árduo.

    És SãoTomense

    Senti orgulho em ti, tens potencial.

    Acredita em ti

    Tu és capaz

    Se sabes ajuda aquele que nada sabe,

    Se tens ajuda a quem nada tem.

    Juntos somos mais fortes

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tome e Príncipe

  5. img
    ADEUS A ULTIMO SUBREVIVENTE Responder

    Esta mensagem é para Ministro de Administração Interna, Ministra de Justiça, Presidente do Supremo Tribunal, Procurado Geral da Republica E Sobre tudo 1º Ministro, quem, deveria ser assaltado preso e castigado, São os alto responsável do País, porque desde que nós (cidadão indefeso sem condições de ter segurança privada, nem se quer um arma para nossoa defesa)estamos a reclamar insistentemente apelando pela manutenção da ordem e prevenção contra delinquência, equipar os PICs e fazer uma cadeia de alta segurança para encarceramento perpetua desses ladrões, com castigo de verdade, voces (politico) continuam a fazer politica sem vontade, porque vosso projecto de sociedade esta mais virada para populismo duque tudo, se repararem bem todos os dias o policia nacional faz balanço da semana, e o que podemos constatar é um aumento galopante de crimes contra residência, e voces andam a dormir, nós estamos ameaçado, deixa de Populismo, deixa de pensar nas próximas eleições e faz um trabalho perfeito e povo de STP vai agradecer.

  6. img
    MIGBAI Responder

    Minha Gente.
    Vejam que a polícia nem tem algemas para todos os supostos ladrões que aparecem na fotografia.
    Algemados dois a dois, o 3º e 4º do grupo a contar da esquerda, estão livres, sem estarem algemados.
    Polícia de brincadeira mesmo.

  7. img
    Ruandeses ainda em STP? Não passaram já dois meses de estadia deles e eles ainda estão aqui? Estão aqui a fazer o quê? Responder

    Isso tudo é resultado da má Governação de ADI que só tem trazido problemas, fome, crimes, ódio, miséria, enfim. Até que dia meu Deus?

    Mesmo assim, o Governo dá ao luxo de dizer k nível de criminalidade baixou e que o país está no bom caminho, e que antes o povo santomense vivia uma vida difícil e menos bom.

    Tudo aumentou de preço, saúde está pior, educação está cheio de problemas com professores a viverem com cortes de salários e subsídios, Ministro da Educação a prometer bofetadas aos funcionários, enfim, enfim…

    Essa notícia é muito preocupante, e tudo indica que vai piorar ainda mais a condições de vida que está cada vez pior, muita fome, muita dificuldade de vida. Deus, salve-nos dessa promessa de Jesus Cristo Patrice Trovoada que veio à terra e prometeu Dubai e GUDBAI……

    • img
      Verdade que os Ruandeses estão em São Tomé e Príncipe ilegalmente? Responder

      Se de facto ainda estão em STP revelia a lei, então, estão ilegais, pois não?

      Se estão ilegais, porquê que os serviços competente não correm com esses bandos Rwandeses de volta para suas terras de massacres e genocídios? Aonde está o Serviço de Migração e Fronteira?

      Que país nós estamos afinal, com estrangeiros a viverem ilegalmente aos olhos nus de todos….?

      Aonde é que estamos a chegar? Se nada for feito, daqui a pouco vai vir centenas de milhares de Utis e Tutis de Ruanda para viver em São Tomé e Príncipe ilegalmente e praticar crimes e nada lhes acontecerão…. Diabo leva esses dirigentes do ADI para inferno, principalmente seu dono Patricio Trovoduao de Carvalho….

  8. img
    paulo Responder

    bom dia a todos..temos q ter cuidado com a linguagem jornalistica..LADRAO NÃO É PROFISSÃO NENHUMA..isto pode incentivar os jovens e menos esclarecids..muito cuidado porque temos q ter papel pedagógico

    extracto de tela non .”O Téla Nón sabe que alguns membros da Gang foram militares do exército. Cumpriram o serviço militar obrigatório, e desde que passaram a vida civil, abraçaram a profissão de ladrão.”

  9. img
    Antunes Azanco Responder

    Num país onde o proprio governo faz chegar tropas estrangeiras sem que se cumpra as tramitações legais impostas pela propria lei, fica aberto todo esse tipo de coisas. Mais ainda, é necessário perguntar-se porque que as tropas Ruandesas continuam em STP se a dita formação que vieram dar já terminou?

    • img
      manuel Responder

      não mistura coisas. cada coisa tem seu extremo próprio. isso de estar a misturar coisas nunca vamos chegar a parte nenhuma. Politiquice tem sede própria

  10. img
    luisó Responder

    Resultado de falta de um pouco de tudo: de escolarização, cidadania, responsabilidade pessoal e parental, muito tempo sem fazer nada a beber vinho de palma, sem visualização de futuro pessoal, sem formação e emprego, etc.
    Aliado a isto ver o mundo com quase tudo e a outros tudo escapa ao lado.
    Estas pessoas não nasceram criminosas mas a vida que levam e a falta de oportunidades dá nisto.
    Posto isto e sem querer arranjar desculpas para o que fizeram esta é a minha opinião.
    O País está como está, á deriva, sem emprego para os jovens, sem futuro e depois a solução, como diz o PM, é a cadeia de alta segurança.
    Enfim……

    • img
      Novo Indignado Responder

      Cadeia esta que foi das primeiras pedras a serem lançadas há 3 anos, e depois disso nem uma palavra mais até hoje . . .
      Ainda me lembro da enorme comitiva a desbravar o mato onde foram lançar a 1ª pedra como prioridade máxima para o País.

      E assim vamos indo, reagindo as intempéries que vão surgindo pelo caminho, sem um plano cabal que vá a origem dos problemas, e que nos faça sair da encruzilhada em nos encontramos.
      Os males agora causados, tão cedo não serão solucionados, venha quem vier, se é que conseguiremos um dia recuperar o retrocesso politico,Económico e social sofrido nestes últimos anos.

      Espero profundamente estar errado.

  11. img
    Man Khan Rijo Responder

    Mão pesada para estes pilantras. Deviam é amputar-lhes um dos menbros superiores

    • img
      luisó Responder

      Então se acha que é isso que se deve fazer aos ladrões chame os politicos de 42 anos de governação…..

  12. img
    Homem Grande Responder

    Antes de atacar o problema em questão é preciso conhecer-se a causa!
    Sãotomense em geral é acolhedor porque pesquisando somos todos família.. Então de onde vem este repentina apetite pela violência gratuita… Qual seria a causa?
    Será que estão a ser estimulados pelo consumo de droga que ninguém explica como entra em S. Tomé…
    Será que são estimulados pela pacividade da nossa polícia que nada faz a não ser correr atrás das motos?
    Quando o actual Primeiro Ministro exonerou do Cargo o Comandante das forças Armadas por ter dado um correctivo à um delinquente reincidente por ter assaltado uma militar armada na praça pública eu sabia que seria o descalabro total…

    Então qual seria a causa???

  13. img
    Rumba e tango Responder

    Espera que esta noticia seja dada ao pais em forma de alerta para a sociedade, ja que ate hoje esta.se a esconder informacoes sobre o naufragio do navio que estava de caminho ao principe. Espera.se que um dito jornalista cara de pau que produz programa de cinquenta minutos de palhacada aprenda a fazer noticia para o povo e nao bajulacoes a procura de tacho depois de tanto comer nas sobras do Fradique menezes.

  14. img
    Lupuyé Responder

    Enquanto houver pobreza, disparidade social, desemprego a um nível tão alto, meninos da rua sem assistência, etc, depararemos sempre com esse tipo de problemas. A educação é outro fator essencial para sairmos dessa situação.
    Por outro lado há uma necessidade premente de haver uma justiça que funcione para que medidas sérias sejam tomadas a cada nível dos estratos sociais em que vivemos. Não podemos continuar com dois pesos duas medidas num país em que os que tudo têm ficam impunes diante de barbaridades que até cegos podem ver.
    E finalmente a polícia e os militares têm que ter um melhor controle dos seus arsenais para que armas não fiquem nas mãos daqueles que serviram mas que já não servem o país. Essa é a minha opinião.

  15. img
    ANCA Responder

    Ainda no decorrer do que foi descrito acima, como forma de mostrar a desestruturação desintegração da entidade familiar SãoTomense, aliada a pobreza extrema, vejamos o caso do desaparecimento do menor, que a reportagem foi passada no Telejornal, em que o menor fugiu da mãe devido a obrigação pela mãe de apanhar ijaquente, de considerar trabalho infantil, menor desapareceu por medo de maus tratos infantis submetido anteriormente pela mãe, mãe que diz ser mãe solteira e chefe de família, por estar em litígio com o marido, tem outros filhos menores, vive com dificuldades alimentares econômicas e financeira, questões mais que suficientes para que as instituições nacionais começarem a sinalizar estes casos fazendo deslocar no trabalho de prevenção acompanhamento Técnicos e Assistente Sociais, para se inteirar sobre a condições desta bem como de outras crianças e famílias nacionais(se há maus tratos?, se é menino de rua?, se passa fome? se há violência domestica? etc…, pois que nem tudo se resolve com dinheiro, por vezes as ações de organização, estruturação, tem efeitos duradouros e sustentáveis.

    Pois que ainda temos instituições fracas, muito fracas, nos objetivos a prosseguir, de nada adianta culpar este ou aquele governo, o problema está aqui é nosso enquanto cidadãos São Tomenses.

    Para este caso o desfecho foi feliz, segundo a reportagem, graças ao motoqueiros que encontraram o menor o mesmo foi entregue a policia nacional, devolvido a sua mãe,… isto para somente fazer aqui o retrato social, cultural das enumeras famílias, onde a realidade infantil, é de violação do direito infantil, violência e maus tratos infantis, violência domestica, violação infantil, violência de gênero, com reflexo sobre a mulher,…e há estudo neste sentido, basta consultar o INE, os indicadores múltiplos da população, os números valem o que valem.

    Para um País(Território/População/Administração), pobre, que vive de assistência e solidariedade internacional, em que mais de 60% da população vive em pobreza extrema, com menos de um Dollar/Euro dia, no seio familiar onde existe crianças, pois que a violência será extrema, sendo laico na matéria, hora sabendo em psicologia uma criança que sofre maus tratos infantis, vive perturbação na sua formação enquanto indivíduo cidadão, perturbação de consciência, de aprendizagem, de inserção futura na sociedade, pelo que o seu comportamento futuro aliada a falta frustração de expectativa econômica, de emprego, de realização pessoal, pode levar a perturbação social cultura, como a que assistimos, com esta rede de indivíduos delinquentes assaltantes violadores que hoje agora assistimos, de futuro que é a partir do presente, se se nada for feito, a tendências destes fenômenos, será agravante, a falta de paz social a degradação cultural, nas zonas urbanas e nos meios rurais, continuaremos a assistir a pressão sobre os recursos naturais ambientais, a questão das extração ilegal de inertes, a desflorestação, a violações, assaltos, roubos, crimes, assassinatos,etc, etc…

    Temos uma sociedade extremamente violenta, vejamos o números de casos criminais todas as semanas,?…!!!

    Há que por cobro a estas situações, o Estado que somos todos, a que todos pertencemos, temos o dever de denunciar tais situações, o País administração, País sociedade civil, deve conhecer seus concidadãos, quem é, como vive, o que faz na vida?

    A problemática da pobreza, soluciona-se em parte com valores como trabalho, aliada a educação/formação, as pessoas, os cidadãos sobretudo os jovens, devem estar a produzir algo útil a sociedade, e no nosso País(Território/População/Administração) seja na agricultura, na pecuária, nas pescas, na carpintaria, na olaria, no desporto, na culinária, no turismo, na preservação do ambiente, etc, etc… pois que o ócio leva a pensamentos e comportamentos destes, como anuncia a noticia.

    O trabalho molda o Homem, para o pensamento, ser estar, bem como para a organização, respeito, disciplina, responsabilidade.

    É inadmissível como num Estado de direito democrático, sobretudo um País(Território/População/Administração), pequeno armas de guerras como vemos acima, sobretudo do exercício, estejam nas mãos erradas, algo nos remetes para chefias militares, sua mitigação, coordenação, sua fiscalização, controlo bem como avida e rápida, operações de fiscalização controlo policial obrigatória.

    Crimes como violação, estupros as penas devem ser exemplares,… se se quisermos defender a integridade paz social.

    A exigência para o exercício, da função do deputado na Assembleia da República, nas diferentes comissões de trabalho, bem como para exercício de cargos públicos, senhores Lideres Partidários, Sr Presidente da República, Sr Presidente da Assembleia da República, Sr Presidente da Região Autônoma do Príncipe, Sr Presidentes das Autarquias, Sr Primeiro Ministro, deve ser de hoje e agora de formação superior qualificada multidisciplinar, de modo a elevar o nível do debate, para resoluções destas questões nas varias comissões de analises e trabalho para a citar quer de questões sociais, culturais, ambientais, desportivas, energéticas, de abastecimento de água, de Saúde, da Justiça, etc,…quer políticas, quer econômicas e financeiras que se quer sustentável.

    Como se poderá pretender debater analisar, fazer criar projetos leis sustentáveis, ordenar sobre a realidade atual da sociedade, sobre a vida dos cidadãos, com o nível de debate parlamentar tão baixo atualmente, para dizer mesmo miserável? Onde estará a liderança, a reflexão, os conteúdos, a responsabilidade política?

    Temos que evoluir nesta matéria, há que ter a coragem de fazer a transição, parlamentar, pois que toda a sociedade sairá a ganhar.
    Pois que teremos Técnicos de Formação Superiores multidisciplinares a debater o presente, mediante audição de toda a sociedade.

    Pois que se um cego conduzir a outros cegos, todos acabaram por cair num buraco escuro.

    Se se queres ver o País(Território/População/Administração), bem

    Acredita em ti

    Juntos somos mais fortes, juntos somos capazes

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tome e Príncipe

  16. img
    Ralph Responder

    Será justo que este gang de jovens receber uma punição severa de acordo com a lei pelo que já fez. Todas as nações do mundo têm criminosos como aqueles e devem estar trazido à justiça. Porém, mais importante ainda é a necessidade de melhorar e crescer a economia para que tais jovens tenham a possibilidade de emprego útil em vez de haver nada a fazer senão andarem a roubar. Não eliminará completamente o problema, com certeza, mas vai ajudar.

  17. img
    rapaz de Riboque Responder

    então parece que a especialidade que alguns tiram na tropa é especialidade de ladrão , pois acredito porque a muitos oficiais e sargentos ladrões

  18. img
    Sensa Responder

    Cada vez k se encontra cenas dessas no nosso pequeno País STP… e a justiça funciona da maneira k funciona… para depois de meses esses tipos estarem fora da prisão… bandos de ladrões e violadores… as pessoas lesadas se têm oportunidade deveriam corta-los uma mão e um pé… assim seria sinal para o Tribunal ver k esta situação esta agravando cada dia mais… e esses bandos sentem-se resguardado por fazer akilo k fazem… vão para cadeia relaxados comer comida do Estado que são pagos por Cidadãos contribuintes… Santa Paciência!!!

  19. img
    Homem Grande Responder

    Mas isto é muita brincadeira!

    Porquê que tropas Ruandesas ainda estão no País se quem as convidou nem vive por lá..

    Aonde está Abílio Neto com suas opiniões sensacionalistas para fazer uma observação sobre essa matéria?
    Mas nosso São Tomé é Glorioso como escreveu a Saudosa Alda de espírito Santo e saberá resolver..

  20. img
    fala verdade Responder

    bom dia povo de São Tomé e Príncipe
    Este povo nunca foram ricos foram sempre pobres mas tiveram dignidade própria mas o que passa hoje em dia neste país é que as pessoas perderam-se todos por simples vícios de serem ricos a força e que são capazes de se vender a sua alma por uma mereca que não vale nada esquecendo que a luxuria não se leva para o baixo da terra. Eu pergunto para que serve ter tanta luxuria e não ter uma estrada condigna, um hospital, uma desorganização total e completa no país, ter um polícia que só conhecem os motoqueiros porque ganham comissão em cada uma mota que prendem enquanto o próprio trabalho de manter ordem e disciplina não conhecem e mais coisas desagradável que não leva país a nada a não ser uns que dizem ser ricos que não vejo as suas riquezas fazerem luxo para outro que no fundo cruza-se sempre na mesma rato porque estamos num só lugar como um circulo. É melhor o policia começar a fazer seu papel de policia se não eles vão ter muito problema com esse povo porque eles esquecem que também podem a vir ser atacados por esta gang.

  21. img
    Mínus Responder

    Deveras!!!

  22. img
    abc Responder

    Fui Vitima de um grupo de 3 e fiquei bem projudicado!
    O ladrao de hoje ja sabe que nao pode ficar preso mais de 48h. Entao fazem o que lhes apetece porque a justiça nao funciona.
    Dai a pouco vao liberta-los. Mas estou curioso para ver, depois de terem chamados alguns juizes de incopetente. Estou muito curioso para ver o que os competentes vao fazer desta vez.
    O contrario vamos voltar à antiga – fazer a justiça com as proprias maos.
    Torna-se igualmente necessaria uma Petição, para alterar alguns diplomas legais que lidam com a coisa.
    Parabens PIC!

  23. img
    Brasileiro Responder

    Parece que a violência que também atinge algumas regiões do meu país também chegou à STP. Como STP é uma nação insular, o que melhor se pode fazer é:
    Controlar a chegada de transportes externos às ilhas (pessoas e mercadorias) para que se evite o tráfico de drogas e armas;
    Dotação de equipamentos e qualificação em cursos de inteligência criminal para a polícia;
    Construção de cadeias públicas e presídios adequados;
    Melhorias dos aspectos sociais que conduzem pessoas de “mente fraca” e caráter questionável ao crime;

    Paz e bem aos homens e mulheres de bem sempre!

  24. img
    ramos Responder

    gentes tudo isso deve-se a um simples facto, – se esses gajos violassem uma desses corjas de juizas, que não sabem sazer nada, a não ser ficar simplesmente a balançar o martelo da injustiça, no nosso tribunal como se fossem chocalhos de frente de calça dos seus maridos, apregoando a lei de direitos humanos, que apenas defende os criminosos e não a população indefesa, não haveria nada disso….. quem nos garanti que em breves esses malditos não estaram a solta outravez….. depois poem-se cá foram a intimidar funcionários a participar em marchas contra violência doméstica ….diabo vos carregue à todas…….

  25. img
    PAZ Responder

    Infelizmente não há medidas programática de combate ao crime organizado, estão mais interessados em medidas estranhas, que cada vez mais complicam a vida dos cidadão, como por exemplo
    1/ a suspensão do legalização das casas construídas , pelos cidadãos, com muito sacrifício, via aforamento;
    2/ aumento de certas taxas na administração do Estado;
    3/ aumento de corrupção nos diferentes serviços, etc.
    Assim sendo, pergunta-se que país estamos a construir.

  26. img
    José Neto Responder

    bom dia a todos
    antes de mais, peço desculpas as autoridades santomenses por eu ser SANTOMENSE e ser NEGRO, pois quem pode viver com um pouco de comforto nesta terra é o contrario daquilo que a cima me refiro.
    Armar mais a policia é bom mas, não estes policias que nós temos.Pois seria como colocar porcos em apartamentos.

Deixe um comentario

*