Pousada suplica pela Ressurreição

Dificuldades financeiras, estão a comprometer a reabilitação da pousada Boa Vista. É o símbolo maior das infra-estruturas hoteleiras de São Tomé e Príncipe. O investimento privado angolano ainda não conseguiu ressuscitar a pousada, que foi Salazar, e depois passou a ser Boa Vista.

pousadaNa década de 30 do século XX funcionava como sanatório, para tratamento dos militares e autoridades coloniais portuguesas que padeciam da tuberculose. Localizada há 15 quilómetro da capital são-tomense e a uma altitude de 900 metros, foi a partir da década de 50 do século XX, que ganhou o estatuto de Pousada. Pousada Salazar, em honra ao então chefe do Governo português Oliveira Salazar.
Mesmo depois da independência nacional em 1975, continuo a ser a principal unidade hoteleira do país, baptizada como Pousada Boa Vista. Na altura não existia o Hotel Miramar que só foi construído por volta de 1987.  Era a pousada Boa Vista a rainha hoteleira do país.

O Estado enquanto mau gestor, começou a destruir a pousada. ESTA empresa portuguesa de gestão de hotéis foi a concessionária da pousada. Também fracassou assim como uma segunda empresa que assumiu a gestão da Boa Vista.

Em 1999, o Governo do MLSTP, com Maria das Neves enquanto ministra da economia, anunciou a venda da Pousada Boa Vista. Um grupo privado angolano, comprou a infra-estrutura, e projectou a sua transformação para ser marca de referência do turismo em São Tomé.

pousada certoO projecto pretende alargar e modernizar a pousada. O Téla Nón teve acesso ao interior da zona da obra e constatou que o antigo edifício foi reabilitado. Foram instalados novas redes de electricidade e sistemas de refrigeração. O alargamento inclui espaço para construção de um campo de Ténis, e uma discoteca. Piscinas de água quente e fria, já estão construídas. Na parte traseira da pousada vão ser erguidos e 12 novos bungalows  para aumentar a oferta de quartos , subindo dos actuais 40 para 52.
Mas as obras de reabilitação e modernização, que começaram no ano 2008, avançam e recuam. O Téla Nón apurou que as dificuldades financeiras que assolam o meio empresarial angolano, comprometem a conclusão das obras. O investidor Angolano António Palhares do BMI,  dono do empreendimento, não tem aparecido em São Tomé.

Os tempos mudaram. O fluxo turístico não para de crescer em São Tomé e Príncipe. O guarda da obra, garantiu ao Téla Nón que muitas turistas que visitam a região da Pousada, seja para ver a cascata de São Nicolau, ou o Jardim Botânico, perguntam…Até quando poderemos hospedar aqui?

Com potencial enorme para voltar a ser o maior ícone turístico da ilha de São Tomé, a Pousada continua sem hipóteses de receber visitantes que possam respirar o ar puro da montanha, e da montanha contemplar o verde doido que cobre a ilha de São Tomé.

pousada boa vistaAbel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    Pumbú Responder

    Mas será que o “novo proprietário” desta pousada paga os devidos impostos ao estado?
    Seria bom que o contrato obrigasse o proprietário a ter a pousada em pleno funcionamento dentro de um Prazo bem definido (depois do contrato compra-venda)! De contrário as instalações conheceriam um outro dono.

  2. img
    ANCA Responder

    “Os tempos mudaram. O fluxo turístico não para de crescer em São Tomé e Príncipe. O guarda da obra, garantiu ao Téla Nón que muitas turistas que visitam a região da Pousada, seja para ver a cascata de São Nicolau, ou o Jardim Botânico, perguntam…Até quando poderemos hospedar aqui?”

    “Com potencial enorme para voltar a ser o maior ícone turístico da ilha de São Tomé, a Pousada continua sem hipóteses de receber visitantes que possam respirar o ar puro da montanha, e da montanha contemplar o verde doido que cobre a ilha de São Tomé.”

    Agora imaginem, este estabelecimento estar a funcionar a cem porcento, mediante a sua localização, ter no espaço envolvente parque natural para visitas guiadas, do gênero um (mini-parque-zoológico), com animais de flora selvagens africana, do mundo,… leão, elefante, zebra, girafa, macacos, avestruz, diferentes tipos de pavões, diferentes tipos de aves exóticas, urso panda, pássaros, papagaios, araras, etc,…quantos rendimentos poderia se obter?

    Se se associa-se a criação de aqua-parque, ou um aquários com espécie marinhas local regional, mundial, etc,…quanto rendimentos poderia se obter?

    Temos no País(Território/População/Administração), tudo para sermos felizes, ricos, temos que saber aproveitar as oportunidades da conjuntura atual, nacional, regional, internacional.

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tome e Príncipe

Deixe um comentario

*